Panorama das exportações e perspectiva

602 views
473 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
602
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Panorama das exportações e perspectiva

  1. 1. PANORAMA DAS EXPORTAÇÕES E PERSPECTIVAS A. J. CAMARDELLIFEICORTE, São Paulo, 16 de Junho de 2011.
  2. 2. STATUS
  3. 3. PASSADO PRESENTE FUTURO Matéria PrimaBRASIL competitiva Eficiência técnicaOUTROS Matéria Prima competitiva Eficiência técnica
  4. 4. COMO?Ø  AdequaçãoØ  Auto Gestão – Controle do ControleØ  Carta de Não Objeção (EUA)Ø  Projeto Cadeia Segura USP/ABIECØ  Exemplos
  5. 5. Cadeia da CarneProdução Indústria Exportação PGA Plataforma MAPA/CNA ABIEC Sistemas de Informação
  6. 6. Cadeia da Carne Produção Indústria GTA   BND   SIG  Eletrônica   SISBOV   SIF   Europa Irã PGA   Chile Pão de Açúcar Protocolos Comerciais Nelore Prefeitura de São Paulo Orgânico Etc..
  7. 7. DOC eletrônico Reserva de numeração Armador praça Conteiner RE Exportador vazio (pátio) SIF CSI Nota fiscal Conteiner cheio Certificado BL de origem Associação RE Transportadora comercialVIGIAGRO CSI Nota fiscal Conteiner cheio Requerimento Invoice Termo de BL Formulário A fiscalização Certificado de origem Armazém alfandegário CSI Receita BL Carta temperatura Federal Despachante CSI Armador Nota fiscal DDE CANAIS Importador
  8. 8. Modelo Operacional: ExportaçãoCarregar  o   Lacrar  o  Contêiner  com  Lacre   Gravar  Informações  da  Carga  Contêiner   Eletrônico   no  Lacre   Nota  Fiscal   Eletrônica   Base  de   CSI     Dados   Dados  para   Gravar  no  Lacre   Outras   Informações  
  9. 9. Simplificação da NomenclaturaDe 1.016 produtos descritos no SIG SIF ...para 265 descrições de produtosExemplo:mais de 100 descrições para envoltórios naturais ... Para 5: - envoltórios naturais resfriados - envoltórios naturais congelados - envoltórios naturais salgados - envoltórios naturais secos - envoltórios naturais conservados
  10. 10. 4.  Crus,  EmbuQdos  ou   Não,  Temperados  ou   não   Chave de 1.  Carnes   1  Resfriado   Categorias 5.  Cozidos,  embuQdos   ou  não   2.  Miúdos   2.  Congelado   6.  Secos  ou  não,   curados  ou  não,   maturados  ou  não,   3.  Gorduras   defumados  ou  não   7.  Salgados  crus,   curados  ou  não   4.  Produtos  Cárneos   8.  Salgados  Cozidos   5.  Produtos  Gordurosos   1.ComesFvel  1.Carne  e  Derivados   9.  Extrato  de  carne   6.  Envoltórios  Naturais   2.  Não  ComesFvel   10.  Caldo  de  carne   8.  GelaQnas   11.  Conservas  e   9.  Matéria  Prima  para   semiconservas   Indústria   12.  Pratos  Prontos  
  11. 11. 5.  Cozidos,  1.Carne  e   4.  Produtos   1.ComesFvel   embuQdos  ou   1  Resfriado  Derivados   Cárneos   não   Hambúrguer cozido congelado = 1.1.4.5.2 Produto cárneo cozido, embutido ou não, congelado
  12. 12. UNIÃO EUROPÉIAØ  HiltonØ  61Ø  QualidadeØ  Indefinição do AcordoØ  Número de ERASØ  Painel
  13. 13. ANO  HILTON ARGENTINA AUSTRALIA BRASIL URUGUAI N.  ZELANDIA EUA/CANADA PARAGUAI Cota 28.000,00 7.000,00 5.000,00 6.300,00 300,00 11.500,00 1.000,00 Uso 27.861,71 6.957,85 4.945,72 6.299,86 287,76 1.284,75   2004/2005 Sem  Uso 138,29 42,15 54,28 0,14 12,24 10.215,26 1.000,00 (%) 100% 99% 99% 100% 2010/2011 11% 96% 0% Cota 28.000,00 Até março Brasil exportou 285,05 toneladas 7.075,00 5.000,00 6.300,00 800,00 11.500,00 1.000,00 Uso 27.988,78 Previsão até jun: 380 toneladas = 3,8% da   cota 6.352,06 4.983,62 6.299,03 745,91 1.246,07 2005/2006 Sem  Uso 11,22   722,94 16,38 0,97 54,09 10.253,94 1.000,00 (%) 100% 90% 100% 100% 93% 11% 0% Cota 28.000,00 7.150,00 5.000,00 6.300,00 1.300,00 11.500,00 1.000,00 Uso 27.995,15 7.148,93 4.990,27 6.299,47 1.273,92 1.785,00   2006/2007 Sem  Uso 4,85 1,07 9,73 0,53 26,08 9.715,00 1.000,00 (%) 100% 100% 100% 100% 98% 16% 0% Cota 28.000,00 7.150,00 5.000,00 6.300,00 1.300,00 11.500,00 1.000,00 Uso 26.289,63 7.144,90 2.513,97 6.296,06 1.297,11 4.146,00   2007/2008 Sem  Uso 1.710,37 5,10 2.486,03 3,94 2,89 7.354,00 1.000,00 (%) 94% 100% 50% 100% 100% 36% 0% Cota 28.000,00 7.150,00 5.000,00 6.300,00 1.300,00 11.500,00 1.000,00 Uso 27.914,90 7.138,87 1.226,14 6.297,11 1.299,07 6.641,02 244,26 2008/2009 Sem  Uso 85,10 11,13 3.773,86 2,89 0,93 4.858,98 755,74 (%) 100% 100% 25% 100% 100% 58% 24% Cota 28.000,00 7.150,00 10.000,00 6.300,00 1.300,00 11.500,00 1.000,00 Uso 14.062,94 7.054,50 791,63 6.228,95 1.284,85 1.365,00 858,35 2009/2010 Sem  Uso 13.937,06 95,50 9.208,37 71,05 15,15 10.135,00 141,65 (%) 50% 99% 8% 99% 99% 12% 86%
  14. 14. Perdas diretas em função do nãopreenchimento da Cota Hilton, em mil US$ 120.000 105.230 100.000 80.000 60.000 39.050 39.214 40.000 15.936 20.000 11.031 0 2007/2008 2008/2009 2009/2010 2010/2011 SOMA * 2010/2011: previsão
  15. 15. ESTADOS UNIDOSØ  Carne IndustrializadaØ  Ivermectina
  16. 16. mil USD 11.000 16.000 21.000 26.000 31.000 36.000 41.000 46.000 1.000 6.000 jan/2007 mar/2007 mai/2007 jul/2007 set/2007 nov/2007 jan/2008 mar/2008 mai/2008 jul/2008 set/2008 nov/2008 jan/2009 mar/2009Faturamento (Mil US$) mai/2009 jul/2009 set/2009 nov/2009 jan/2010 mar/2010 ESTADOS UNIDOS mai/2010Toneladas jul/10 set/10 nov/10 jan/2011 mar/2011 mai/2011 0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000 7.000 8.000 toneladas Exportação mensal de Carne Bovina INDUSTRIALIZADA do Brasil para os EUA.
  17. 17. ESTADOS UNIDOSImportação de carne bovina INDUSTRIALIZADA dos Estados Unidos em 2009, em volume. Uruguai Canadá Austrália Nova  Zelândia 2% 1% 3% 3%Argentina 16% Brasil 73% Fonte:  Comtrade  
  18. 18. ESTADOS UNIDOSImportação de carne bovina INDUSTRIALIZADA dos Estados Unidos em 2010, em volume. Uruguai Canadá Austrália 7% 3% 2%Nova  Zelândia 9% Brasil 45% Argentina 31% Fonte:  Comtrade  
  19. 19. ESTADOS UNIDOSImportação Carne Bovina INDUSTRIALIZADA dos Estados Unidos, em volume e em USD. 120 500 110 450 100 400 90 350 milhões  de  U SD 80 300 mil  t oneladas 70 250 60 200 50 150 40 100 30 50 20 0 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 milhões  US$ mil  toneladas
  20. 20. CARNE IN NATURA – Maiores ImportadoresØ  Resfriada US$-FOB US$-FOB Tons Tons PAISES Var. US$ Var. Tons abr/2011 mai/2011 abr/2011 mai/2011   49.159.157,00 39.474.736,00 -19,70% 6.931,30 4.929,43 -28,88% LIBANO 5.980.080,00 8.609.488,00 43,97% 955,72 1.374,53 43,82% HOLANDA 5.266.641,00 6.477.024,00 22,98% 389,72 522,45 34,06% ALEMANHA 4.733.323,00 4.144.242,00 -12,45% 371,11 321,12 -13,47% ARABIA SAUDITA 4.079.458,00 3.777.099,00 -7,41% 707,44 654,76 -7,45% CHILE 17.016.940,00 2.756.238,00 -83,80% 2.979,66 501,30 -83,18% ITALIA 1.309.845,00 2.553.246,00 94,93% 117,31 201,51 71,78% ARGELIA 1.332.135,00 1.979.855,00 48,62% 269,10 364,04 35,28% SUECIA 1.746.216,00 1.749.909,00 0,21% 135,35 134,68 -0,50% EMIRADOS 1.924.979,00 1.642.515,00 -14,67% 302,11 254,29 -15,83% ESPANHA 1.083.983,00 1.446.217,00 33,42% 101,41 132,46 30,62%
  21. 21. CARNE IN NATURA – Maiores ImportadoresØ  Congelada US$-FOB US$-FOB Tons Tons PAISES Var. US$ Var. Tons abr/2011 mai/2011 abr/2011 mai/2011  TOTAL 290.473.929,00 293.389.327,00 1,00% 59.810,19 58.649,21 -1,94% RUSSIA 136.517.074,00 85.115.563,00 -37,65% 30.008,96 18.290,57 -39,05% IRA 53.364.510,00 74.044.762,00 38,75% 9.811,89 13.590,00 38,51% EGITO 8.280.149,00 38.950.776,00 370,41% 1.978,72 8.815,05 345,49% VENEZUELA 17.095.547,00 20.778.254,00 21,54% 3.327,69 3.945,46 18,56% HONG KONG 21.519.082,00 18.787.138,00 -12,70% 4.964,28 4.295,54 -13,47% ITALIA 7.926.726,00 11.910.342,00 50,26% 979,16 1.420,43 45,07% ARABIA SAUDITA 9.457.021,00 10.367.703,00 9,63% 1.975,43 2.245,61 13,68% HOLANDA 2.137.051,00 3.747.535,00 75,36% 277,24 470,39 69,67% ISRAEL 9.727.095,00 3.424.095,00 -64,80% 1.990,76 734,57 -63,10% EMIRADOS A.U. 3.235.226,00 3.239.050,00 0,12% 447,21 476,56 6,56%
  22. 22. RÚSSIA Faturamento Mês / Ano Toneladas PM (US$ / Ton) (Mil US$) mai/2010 91.332 25.276,7 3.613,29 jun/2010 81.656 22.931,4 3.560,89 jul/2010 99.318 28.703,7 3.460,12 ago/2010 103.066 29.439,1 3.500,99 set/2010 90.225 24.076,5 3.747,43 out/2010 98.216 24.229,3 4.053,59 nov/2010 84.967 19.654,6 4.323,00 dez/2010 91.784 20.546,4 4.467,14 jan/2011 58.504 13.466,5 4.344,41 fev/2011 90.998 21.126,1 4.307,37 mar/2011 145.096 32.668,4 4.441,47 abr/2011 136.517 30.009,0 4.549,21 mai/2011 85.116 18.290,6 4.653,52 Jun/2011* 40.091 8.779 4.567,00*De 01 a 09 de Junho/11
  23. 23. IRÃ FaturamentoMês / Ano Toneladas PM (US$ / Ton) (Mil US$)mai/2010 69.610 18.094,0 3.847,16jun/2010 78.501 20.274,8 3.871,88jul/2010 96.446 22.513,1 4.284,00ago/2010 82.215 18.342,1 4.482,30set/2010 68.883 15.525,7 4.436,71out/2010 86.658 18.326,2 4.728,65nov/2010 53.808 11.103,2 4.846,14dez/2010 51.492 10.422,3 4.940,60jan/2011 71.449 14.298,2 4.997,06fev/2011 80.193 15.622,2 5.133,25mar/2011 56.207 10.687,8 5.258,99abr/2011 53.365 9.811,9 5.438,76mai/2011 74.045 13.590,0 5.448,47
  24. 24. CHINA US$-FOB US$-FOB Tons Tons NCM Var. US$ Var. Tons ago - dez/2010 jan - mai/2011 ago - dez/2010 jan - mai/2011  TOTAL 5.068.809,70 1.395.555,55 -72,47% 1.480,94 367,50 -75,18%CONGELADA S/ OSSO 4.147.768,09 931.507,55 -77,54% 1.133,06 230,21 -79,68% TRIPAS 300.701,83 356.188,00 18,45% 122,58 93,99 -23,33%MIÚDOS CONGELADOS 490.129,88 107.860,00 -77,99% 197,90 43,30 -78,12% RESFRIADA S/ OSSO 19.235,00 0,00 -100,00% 2,61 0,00 -100,00% INDUSTRIALIZADA 110.974,90 0,00 -100,00% 24,79 0,00 -100,00%
  25. 25. PAÍSES EM CONFLITO US$-FOB US$-FOB Tons Tons PAISES Var. US$ Var. Tons jan- mai/2010 jan - mai/2011 jan- mai/2010 jan - mai/2011 EGITO 106.156.791,03 82.731.209,67 -22,07% 32.603,40 20.527,68 -37,04% LIBIA 22.075.318,41 13.662.240,59 -38,11% 6.966,22 3.349,01 -51,93%Ø  EgitoDe 01 a 12 de Junho/11: 5 mil Tons e 22 Milhões US$Ø  Líbia
  26. 26. OBSERVAÇÕESØ  Risco IØ  Ampliação de Mercados Já Abertos
  27. 27. NOVOS MERCADOSØ  Estados Unidos – Carne In NaturaØ  TurquiaØ  IndonésiaØ  Alternativas a Europa
  28. 28. ESTADOS UNIDOS Situação do Brasil: Passos para reconhecimento de -  Análise de risco – OK! área livre de febre aftosa -  Consulta Pública – deve acontecer-  Análise de risco entre agosto/setembro-  Consulta pública-  Final rule -  Final Rule-  Aprovação/ habilitação das plantas (previsão de 6 meses após início da consulta pública) -  Aprovação/ Habilitação das Plantas (deve ser facilitada em função das plantas que já exportam industrializados para aquele mercado).
  29. 29. ESTADOS UNIDOSImportação de carne bovina IN NATURA dos Estados Unidos em 2010, em volume. Uruguai Costa Rica Nicaragua 2% 1% México 5% Canadá 5% 40% Nova Zelândia 21% Austrália 26% Fonte:  Comtrade  
  30. 30. OBRIGADO! (11) 3531-7888abiec@abiec.com.br

×