Your SlideShare is downloading. ×
0
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Grupo Sofia - Escola como Empresa e Escola como Democracia

7,619

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
7,619
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
169
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Imagens Organizacionais da Escola “Escola como Empresa” “Escola como Democracia” ● André Rodrigues ● José Camacho ● Mariana Pestana ● Sofia Sousa Centro de ciências sociais Ano lectivo de 2009/2010 Ciências da Educação 2.º Ano 2.º Semestre Docente: Prof. Nuno Fraga Discentes: Unidade Curricular: Gestão de projectos em educação
  • 2.
    • Organização da escola:
    • • A escola enquanto organização, é uma das áreas de reflexão que se tornou mais visível nos últimos tempos, no que diz respeito ao pensamento educacional;
    • A definição de organização escolar passa pelas diferentes perspectivas ou imagens organizacionais que foram construídas ao longo dos tempos , fruto dos diversos estudos e reflexões realizadas no campo do pensamento educacional;
    • Podemos afirmar que existem vários modelos (ou imagens) que utopicamente pretendem representar metaforicamente a Escola como organização;
    Imagens Organizacionais da Escola
  • 3. Imagens Organizacionais da Escola
    • Consequentemente, acabamos por ter representações mais ou menos fidedignas de acordo com as diferentes realidades e pontos de vista, mas nenhuma que recolha unanimidade. Ou seja, temos representações que nos permitem criar o conceito de Escola como organização, e assim, através da representação teórica, melhorar a organização na prática, aproximando cada vez mais os modelos de gestão à realidade ideal de uma escola de qualidade e sucesso.
    • Esta teorização, permite um distanciamento, para que com um olhar mais preciso e perspicaz se pensem nas medidas a adoptar na prática, para a melhoria da adaptação da organização da escola à realidade envolvente.
    • Neste trabalho, vamos explorar duas das seis imagens propostas por Jorge Adelino Costa no seu livro “Imagens Organizacionais da Escola”:
    • “ Escola como empresa”;
    • “ Escola como democracia”.
  • 4. Escola como empresa
  • 5. Escola como empresa (Frederick Taylor 1856 - 1915)
    • Estrutura hierárquica, centralizada (centro de comando Ministério da Educação) e devidamente formalizada;
    • Divisão do trabalho e especialização com definição precisa de cargos e funções [Currículos definidos pelo Ministério da Educação];
    • Eficiência na produtividade organizacional (maximização do lucro ao menor custo [concepção economicista da educação]);
    • Planificação e identificação rigorosa e pormenorizada dos objectivos a alcançar (o centro de comando [M.E.] planifica pormenorizadamente todo o processo de modo a ter o produto final pretendido) ;
    • Identificação da melhor forma de executar tarefas (O mesmo manual e método pedagógico é o ideal para todos os alunos);
    • O trabalho deixa de ser executado em grupo e passa a ser desenvolvido individualmente (cada professor molda individualmente uma parte do aluno);
  • 6. Escola como empresa
    • Uniformização dos processos, métodos, tecnologias, espaços e tempos (saber – fazer condicionado);
    • Visão reprodutora da Educação;
    • O aluno como matéria prima a ser moldada;
    • A escola como linha de montagem;
    Imagem 1
  • 7. Escola como Empresa em Portugal
  • 8. Exemplo da Escola Empresa em Portugal Imagem 2 - Sala de aula representativa do estado novo e reproduzida de forma idêntica em todo o país
  • 9. Escola como empresa
    • Martín Moreno: 11 características gerais que presidem à organização da escola tipo Taylorista (Costa, 1996: p. 33-34)
    • Uniformidade curricular;
    • Metodologias dirigidas para o ensino colectivo;
    • Agrupamentos rígidos de alunos;
    • Posicionamento insular dos professores;
    • Escassez de recursos materiais;
    • Uniformidade na organização dos espaços educativos;
    • Uniformidade de horários;
    • Avaliação descontínua;
    • Disciplina formal;
    • Direcção unipessoal;
    • Insuficientes relações com a comunidade.
  • 10. Escola como empresa
  • 11. Escola como empresa Reflexão
    • “ O ensino tornou-se cada vez mais formal e administrativo, e é muitas vezes concebido à maneira da indústria transformadora ou dos serviços, cujo objectivo é fornecer um produto. Daí resulta uma crise na sua organização.” (Costa, 1996: p.31)
    • A escola existe para educar e não para defender interesses económicos, logo um currículo uniforme e um ensino como pedotecnia cientifica, é inaplicável a uma diversidade de alunos com características muito diferentes.
    • Este tipo de modelo organizacional pretende aplicar a rapidez e eficiência exigida no mundo empresarial ao mundo escolar, no entanto não podemos esquecer que a aprendizagem tem que ser feita a um ritmo adaptativo aos alunos.
  • 12. Escola como democracia
  • 13. Escola como democracia (Elton Mayo 1880 - 1949, Jonh Dewey 1896 - 1966)
    • Modelo fortemente normativo na sua orientação;
    • Menor atenção à dimensão formal e estrutural das organizações e sobrevalorização dos indivíduos e suas relações;
    • Desenvolvimento de processos participativos na tomada de decisões;
    • Estratégias de decisão colegial;
    • Procura de consensos partilhados;
    • Valorização dos comportamentos informais;
    • Substituição do estudo atento das tarefas e normas pelo estudo do comportamento humano (necessidades, motivação, satisfação, liderança) ;
    • Visão harmoniosa e consensual da organização;
    • Pedagogia personalizada.
  • 14. Escola como democracia
    • Introdução do factor humano no contexto organizacional
    • Considera o trabalhador como detentor de sentimentos, pelo que procura empregados psicologicamente satisfeitos, pois assim o seu rendimento é máximo;
    • Escola como sociedade em miniatura que prepara os indivíduos para a vida;
    • Participação do aluno nos processos pedagógicos, aprendendo a viver na sociedade e a respeitar os direitos da cidadania
    Imagem 3
  • 15.
    • Movimento da Escola Moderna – as Escolas deste movimento têm características organizacionais da Escola como Democracia
    • António Sérgio Sousa (1883 – 1969) – seguidor, em Portugal, das propostas deweyianas sobre organização dos estabelecimentos de ensino.
    Escola como Democracia em Portugal Imagem 4
  • 16. Escola como Democracia
  • 17.
    • “ Jonh Dewey apresenta-nos, portanto, e seguindo Rosário de Carvalho (1993: 219), uma concepção de educação como experiência democrática e uma escola para a cidadania que, segundo ainda a autora, supõe uma organização baseada nos princípios e nas práticas da sociedade democrática (escola - comunidade democrática) e metodologias activas, participativas (self – government) tendo em vista a construção conjunta de projectos de interesse pedagógico e comunitário.” (Costa, 1996: p.63)
    • Para a concretização deste modelo organizacional, a família deve também participar na educação do aluno, e deve haver uma aceitação do projecto educativo comum, envolvendo professores, alunos, pais e sociedade.
    • Este modelo em termos teóricos, pode ser caracterizado como ideal, e podemos afirmar que se vivêssemos numa sociedade perfeita, esta seria uma das melhores formas de organizar o Sistema Educativo.
    Escola como democracia Reflexão
  • 18. Conclusão
    • Após a análise destes dois modelos, concluímos estar perante dois modos de organização que se distinguem pelo facto de um se basear no forte controlo e centralização (Escola como Empresa) e o outro se basear na colegialidade e informalismo (Escola como Democracia). Assim, temos a Escola como Empresa que se destaca pelo aperfeiçoamento, com forte controlo, da realização de tarefas (saber - fazer) e a Escola como Democracia, que por sua vez, incide nas relações humanas e na satisfação da maioria.
    • Apesar de todas as diferenças, que facilmente encontramos entre os dois modelos, verificamos que relativamente a outros modelos, eles têm em comum o facto de estarem centrados nos mecanismos internos da escola, ou seja, consideram essencialmente o que se passa dentro do espaço escolar, esquecendo por vezes factores externos importantes na educação, tais como, os rituais e as crenças de um.
  • 19. Bibliografia
    • COSTA, Jorge Adelino (1996). Imagens Organizacionais da Escola. Porto: ASA (3ª ed. 2003).
    • Imagem 1 - http://3.bp.blogspot.com/_D0w78ToY-2U/STAyK6lZ5nI/AAAAAAAAB3Q/1nbIRrQHLRk/s320/escola_dinehiro.jpg (consultado em 19 - 04 – 2010)
    • Imagem 2 - http://www.rt-leiriafatima.pt/FileControl/Site/Image/2008-Sala-Aula-Estado-Novo.jpg (consultado em 19 - 04 – 2010)
    • Imagem 3 - http://www.construirnoticias.com.br/figuras/43/etica03.jpg (consultado em 19 - 04 – 2010)
    • Imagem 4 - h ttp://www.janehaddad.com.br/fotos_eventos/escola_da_ponte/ponte-1.jpg (consultado em 19 - 04 – 2010)
  • 20.  

×