Your SlideShare is downloading. ×
Educação  Formal, Não-Formal e Informal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Educação Formal, Não-Formal e Informal

150,414
views

Published on

- Os 4 Pilares da Educação. …

- Os 4 Pilares da Educação.
- Educação ao Longo da Vida.
- Educação Pluridimensional.

Published in: Education

15 Comments
59 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
150,414
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
17
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
15
Likes
59
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Educação Formal “Sistema Educativo” altamente institucionalizado, cronologicamente graduado e hierarquicamente estruturado, que se estende da escola primária até à universidade. Educação Não-Formal Toda a actividade organizada e sistemática, realizada fora do quadro do sistema formal de educação, para promover determinados tipos de aprendizagem a grupos específicos de uma população, sejam adultos ou crianças. Ex.: a alfabetização; a realização profissional realizada fora da escola; a formação de jovens não escolarizados; diferentes programas de desenvolvimento comunitário incluindo uma educação no domínio da saúde, nutrição…
  • 2. Educação Informal Processo pelo qual, durante toda a vida, as pessoas adquirem e acumulam conhecimentos, habilidades, atitudes e comportamentos através das suas experiências diárias e a sua relação com o meio ambiente. Coombs, P. et al. (1973). News paths to learning for rural children and youth. New York: ICED.
  • 3. Os 4 Pilares da Educação Sociedade de Informação Educação - Saber - Saber-fazer // “compete-lhe encontrar e assinalar as referências que impeçam as pessoas de ficar submergidas nas ondas da informação (…).”
  • 4. Informação em Massa “É (…) necessário estar à altura de aproveitar e explorar, do começo ao fim da vida, todas as ocasiões de actualizar, aprofundar e enriquecer estes primeiros conhecimentos, e de se adaptar a um mundo em mudança.”
  • 5. As 4 aprendizagens fundamentais (Os 4 Pilares da Educação): • Aprender a conhecer (adquirir instrumentos de compreensão; “aprender a aprender”) • Aprender a fazer (agir sobre o meio envolvente) • Aprender a viver juntos (participar e cooperar) • Aprender a ser (congruente)
  • 6. Aprender a conhecer Aprender a fazer Aprender a ser Aprender a viver juntos
  • 7. Ensino Formal + Aprender a conhecer - Aprender a fazer UNESCO “experiência global” … ao longo de toda a vida!
  • 8. UNESCO Visão puramente instrumental da educação Visão holística - Valorização do “aprender a ser”.
  • 9. Síntese “Numa altura em que os sistemas educativos formais tendem a privilegiar o acesso ao conhecimento, em detrimento doutras formas de aprendizagem, importa conceber a educação como um todo. Esta perspectiva deve, de futuro, inspirar e orientar as reformas educativas, tanto a nível da elaboração de programas como da definição de novas políticas pedagógicas.” (UNESCO, 2003)
  • 10. Educação ao Longo da Vida Divisão tradicional da existência: Tempo da infância e da juventude educação escolar. Tempo de actividade profissional adulto Tempo da reforma não corresponde às exigências do FUTURO.
  • 11. Evolução rápida do mundo / Mutações Actualização contínua dos saberes. Oferta formativa aumenta na sociedade exterior è escola. Noção de Qualificação Tradicional Desenvolvimento de competências + Capacidade de adaptação
  • 12. Educação Permanente! Que sentidos? Educação dos Jovens // Educação de Adultos Formação Geral // Formação Profissional
  • 13. Continuum educativo Desafio… Múltiplas formas de conceber a Educação Conhecimento dinâmico do mundo Aprendizagem ao longo da vida
  • 14. Continuum educativo “coextensivo” Expansivo às dimensões da sociedade. 4 Planos de análise: Mega (Globalização; Europeização) Macro (Sistema Educativo) Meso (Escola) Micro (Sala de aula)
  • 15. “(…) educação ao longo da vida (…) é a chave que abre as portas do século XXI (…) é a condição para um domínio mais perfeito dos ritmos e dos tempos da pessoa humana.” (UNESCO, 2003: 89)
  • 16. Uma exigência democrática “Se soubermos ter em conta as desigualdades e se nos empenharmos em corrigi-las, através de medidas energéticas, a educação ao longo de toda a vida poderá dar novas oportunidades aos que não puderam, por razões várias, ter uma escolaridade completa ou que abandonaram o sistema educativo em situação de insucesso.” (UNESCO, 2003: 91)
  • 17. Educação Pluridimensional Deverá promover todas as dimensões constituintes da personalidade humana: 1.Físico-motora 2.Intelectual 3.Afectiva 4.Volitiva 5.Psicossocial 6.Estética 7.Ética 8.Religiosa
  • 18. Novos tempos, novos campos “À medida que o tempo dedicado à educação se confunde com o tempo de vida de cada um, os espaços educativos, assim como as ocasiões de aprender, tendem a multiplicar-se. O ambiente educativo diversifica-se e a educação abandona novo os sistemas formais para se enriquecer com a contribuição doutros actores sociais.” (UNESCO, 2003: 94)
  • 19. Família valores e normas; o afectivo e o cognitivo. Relação antagónica: Família / Sistema Educativo A Educação Comunidade Relação antagónica: Comunidade / Instituição Escolar no coração da sociedade Local de Trabalho Conciliação do SABER com o SABER-FAZER Formação Inicial // Formação Contínua Tempos Livres – Lazer – Desenvolvimento Pessoal - museus, teatros, bibliotecas, cinemas… Meios de comunicação social - cabe aos educadores formarem os alunos para uma “leitura crítica” que os leve a utilizar a televisão como um instrumento de aprendizagem por meio de triagem de informação e hierarquização de conteúdos.
  • 20. Para um aproveitamento das sinergias educativas “(…) a educação descompartimentada no tempo e no espaço torna-se, então, uma dimensão da própria vida.” (UNESCO, 2003: 101).

×