Your SlideShare is downloading. ×
 
	
  

	
  

	
  

	
  
	
  

	
  

Proposta de Redação
	
  
	
  
	
  

CURSO E COLÉGIO

A partir da leitura dos textos m...
 
	
  

	
  

	
  

	
  
	
  

	
  
confirmar essa proposta. A ideia de uma agência de comunicação em Belo Horizonte foi b...
 
	
  

	
  

	
  

	
  
	
  

	
  
Um	
   dos	
   trechos	
   de	
   linguagem	
   não-­‐verbal	
   foi	
   constituído	
...
 
	
  

	
  

	
  

	
  
	
  

	
  
transformasse	
   em	
   mais	
   benefícios	
   (redução	
   de	
   mortes,	
   menos...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Redacao

164

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
164
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Redacao"

  1. 1.               Proposta de Redação       CURSO E COLÉGIO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao Iongo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Efeitos da implantação da Lei Seca no BrasiI”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Qual o objetivo da “Lei Seca ao volante”? De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), a utilização de bebidas alcoólicas é responsável por 30% dos acidentes de transito. E metade das mortes, segundo o Ministério da Saúde, está relacionada ao uso do álcool por motoristas. Diante deste cenário preocupante, a Lei 11.705/2008 surgiu com uma enorme missão: alertar a sociedade para os perigos do álcool associado à direção. Para estancar a tendência de crescimento de mortes no trânsito, era necessária uma ação enérgica. E coube ao Governo Federal o primeiro passo, desde a proposta da nova Iegislação à aquisição de milhares de etilômetros. Mas para que todos ganhem, é indispensável a participação de estados, municípios e sociedade em geral. Porque para atingir o bem comum, o desafio deve ser de todos. Disponível em: www.dprf.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013. Repulsão magnética a beber e dirigir A lei da física que comprova que dois polos opostos se atraem em um campo magnético é um dos conceitos mais populares desse ramo do conhecimento. Tulipas de chope e bolachas de papelão não servem, em condições normais, como objetos de experimento para  
  2. 2.               confirmar essa proposta. A ideia de uma agência de comunicação em Belo Horizonte foi bem simples. Ímãs foram inseridos em bolachas utilizadas para descansar os copos, de forma imperceptível para o consumidor. Em cada Iado, há uma opção para o cliente: dirigir ou chamar um taxi depois de beber. Ao mesmo tempo, tulipas de chope também receberam pequenos pedaços de metal mascarados com uma pequena rodela de papel na base do copo. Durante um fim de semana, todas as bebidas servidas passaram a pregar uma pega no cliente. Ao tentar descansar seu copo com a opção dirigir virada para cima, os ímãs apresentavam a mesma polaridade e, portanto, causando repulsão, fazendo com que o descanso fugisse do copo; se estivesse virada mostrando o Iado com o desenho de um taxi, ela rapidamente grudava na base do copo. A ideia surgiu da necessidade de passar a mensagem de uma forma Ieve e no exato momento do consumo. Disponível em: www.operacaoleisecarj.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013 (adaptado) Comentário CURSO E COLÉGIO REDAÇÃO  ENEM  2013   A   proposta   redacional   do   ENEM   deste   ano   trouxe   como   tema   a   Lei   Seca   no   Brasil;   como   enfoque   para   o   assunto,   o   aluno   precisou   considerar   a   frase   temática   “Efeitos   da   implantação   da   Lei   Seca   no   Brasil”.   A   partir   deste   recorte   temático,   a   prova  de  redação  convidou  o  aluno  a  pensar  sobre  quais  os  efeitos  da  implantação  de   tal  legislação  no  país.   Para  iniciar  suas  reflexões  –  etapa  importantíssima  para  a  produção  de  um  bom   texto   –   o   vestibulando   poderia   ter   pensando   em   transformar   a   frase   temática   em   perguntas,  tais  como  “Quais  os  efeitos  –  positivos  e  negativos  -­‐  da  lei  seca  no  Brasil?”   “Quais  as  consequências  da  implantação  da  lei  no  país?”.  Para  ajudar  a  responder  pelo   menos  a  parte  das  perguntas  havia,  como  de  costume,  uma  coletânea  constituída  por   linguagem   verbal   e   não   verbal.   Parte   das   respostas   apenas,   porque   os   textos-­‐bases   faziam  referência  exclusivamente  aos  efeitos  positivos  da  lei,  no  país.   O  primeiro  excerto  elucidava  sobre  o  objetivo  do  surgimento  da  lei:  acabar  com   a   causa   responsável   por   30%   dos   acidentes   de   trânsito,   a   utilização   de   bebida.   O   texto   lembrava   ainda   que   o   Governo,   em   uma   “ação   enérgica”,   adquiriu   milhares   de   etilômetros,   mas   chamava   a   atenção   para   o   fato   de   que,   para   que   todos   ganhem,   a   sociedade  como  um  todo  precisa  participar.    
  3. 3.               Um   dos   trechos   de   linguagem   não-­‐verbal   foi   constituído   por   um   cartaz   de   propaganda  do  governo  federal  (“Não  deixe  a  bebida  mudar  o  seu  destino”)  em  que   figurava   um   carro   batido   contra   um   copo   de   cerveja.   Em   outra   imagem,   cujo   título   era   “Lei   seca   em   número”,   havia   números   animadores   das   consequências   da   nova   lei.   O   quarto   e   último   trecho   da   coletânea   chamava   a   atenção   para   uma   estratégia   de   marketing  engendrada  por  uma  agência  de  Belo  Horizonte  –  a  colocação  de  ímãs  nos   descansos   dos   copos   de   chopp,   com   duas   opções   para   que   o   cliente   escolhesse:   chamar   um   táxi   ou   dirigir.   De   acordo   com   este   excerto,   a   ideia   da   campanha   inusitada   era   de   maneira   leve   e   descontraída   ,conscientizar   as   pessoas   quanto   à   necessidade   de   não  dirigir  depois  do  consumo  de  álcool.   O   tema   e   o   recorte   redacional   foram   bastante   simples   –   assunto   constantemente   comentado   na   mídia,   nas   conversas   entre   colegas,   em   propagandas   (panfletos,   cartazes,   campanhas   de   conscientização,   blitz).   A   maioria   dos   alunos,   portanto,   provavelmente,   não   tiveram   dificuldades   em   dissertar   a   respeito   das   implicações  da  lei  seca  no  país.  Talvez  o  único  aspecto  que  poderia,  em  um  primeiro   momento,   deixar   o   aluno   inseguro,   seria   o   fato   de   que   o   conjunto   de   textos   motivadores  só  trazia  os  efeitos  positivos  da  implantação  da  lei.  Para  dissertar  acerca   dos  aspectos  negativos,  o  candidato  teria,  necessariamente,  que  recorrer  à  sua  própria   bagagem  de  leitura  (o  que  leu,  viu,  ouviu  a  respeito  dos  problemas  relativos  à  lei  seca).   Mas,  mesmo  assim,  provavelmente,  para  a  maioria  dos  candidatos,  isso  foi  tirado  de   letra,   pois,   desde   a   implantação   da   lei,   são   constantes   as   notícias   sobre   o   número   insuficiente   de   bafômetros   em   todo   o   país,   ou   sobre   corrupções   relacionadas   a   mecanismos   de   não-­‐cumprimento   da   aplicação   da   lei.   Inclusive,   há   poucas   semanas,   em   um   programa   televisivo,   uma   reportagem   denunciou   esquemas   de   corrupções   que   visavam   a   burlar   a   efetivação   de   punições   decorrentes   da   lei   seca.   Além   disso,   a   maioria  dos  candidatos  também  teriam  sido  capazes  de  produzir  análises  de  que,  se  no   início   da   lei,   as   pessoas   se   intimidavam   e   deixavam   de   dirigir   após   o   consumo   de   álcool,   depois,   com   o   tempo,   o   temor   de   serem   pegas   por   blitz   e   de   serem   punidos   acabou  sendo  minimizado  havendo,  dessa  forma,  uma  espécie  de  “afrouxamento”  no   comportamento  dos  brasileiros  diante  desta  lei.   A   proposta   de   intervenção   social   –   obrigatória   na   dissertação   do   ENEM   –   poderia   estar   relacionada   exatamente   aos   problemas   (efeitos   negativos   da   implantação   da   lei   seca)   elencados   acima.   O   candidato   poderia   propor   mais   rigor   no   cumprimento  da  lei,  bem  como  sugerir  mais  estrutura  (mais  policiais,  mais  bafômetros,   mais   aparatos   necessários   para   que   as   blitz   sejam   mais   numerosas,   mais   frequentes,   mais   presentes   nos   mais   variados   lugares).   O   candidato   também   poderia   propor   que   a   sociedade,   efetivamente,   conscientizasse-­‐se   para   que   o   bem   pretendido   pela   lei   se    
  4. 4.               transformasse   em   mais   benefícios   (redução   de   mortes,   menos   atendimentos   nos   hospitais  relacionados  a  acidentes  de  trânsito)  para  todo  o  país.   Um  tema  tranquilo  –  mais  fácil  até  do  que  o  da  edição  anterior.  Um  tema  atual,   bem   relativo   à   realidade   brasileira   (como   tradicionalmente,   têm   sido   os   temas   abordados   pela   prova   redacional   do   ENEM)   e   quase   que   explicitamente   uma   propaganda   positiva   para   o   governo   federal   –   todos   os   excertos,   além   de   só   se   referirem  às  implicações  boas  (desconsiderando  os  problemas)  da  implantação  da  lei,   tinham   como   fonte   sites   do   próprio   governo   federal.   Em   ano   “pré-­‐eleitoral”,   uma   constatação,  no  mínimo,  questionável.      

×