Pensando a Experiência do Usuário em Projetos Plone - Plone Symposium South America

  • 864 views
Uploaded on

Como o jeito de pensar de um Designer UX pode ajudar a reduzir a complexidade dos projetos e atingir melhores resultados? Paulo Floriano, co-founder da Neue labs, explica nessa palestra realizada no …

Como o jeito de pensar de um Designer UX pode ajudar a reduzir a complexidade dos projetos e atingir melhores resultados? Paulo Floriano, co-founder da Neue labs, explica nessa palestra realizada no Plone Symposium South America 2012, sobre experiência do usuário (UX) em projetos Plone.

More in: Design
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
864
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
1
Likes
6

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Olá, nós somosPA U L O F L O R I A N OE D AV I L I M Aneue.st
  • 2. O título desta apresentação éPENSANDOA EXPERIÊNCIA DO USUÁRIOE M P R OJ E T O S P LO N E
  • 3. O título desta apresentação não éC O M O FA Z E R W E B S I T E SE I N T R A N E T S P LO N EMAIS BONITOS
  • 4. Ta m b é m n ã o éPOR QUE VOCÊ DEVERIACONTRATAR UM ESPECIALISTAEM EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO
  • 5. E nemCOMO A EXPERIÊNCIAD O U S U Á R I O VA I R E S O LV E RTODOS OS SEUS PROBLEMAS
  • 6. O nosso objetivo aqui é mostrarCOMO O JEITO DE PENSARD E U X P O D E A J U DA RA R E D U Z I R A C O M P L E X I DA D ED O S P R OJ E T O S E AT I N G I RM E L H O R E S R E S U LT A D O S
  • 7. Pra isso, você não pr ecisa, necessariamente,SER UM PROFISSIONAL DE UXOU TER UM PROFISSIONALDE UX EM SEU TIME
  • 8. O mais importante aquiNÃO É O CONJUNTOD E H A B I L I DA D E S ,MAS O JEITO DE PENSAR.
  • 9. Qual o jeito de pensar de UX?  E N T E N D E R A F U N D O A S N E C E S S I DA D E S DOS USUÁRIOS ANTES DE DESENHAR Q U A LQ U E R C O I S A  R E S O LV E R P R O B L E M A S R E A I S  T O M A R D E C I S Õ E S D E I M P L E M E N T A Ç Ã O L E VA N D O E M C O N T A O I M PA C T O NA EXPERIÊNCIA, E NÃO SÓ O CUSTO  P R I O R I Z A R O P R O D U T O , N Ã O O P R O C E S S O
  • 10. UX não é uma área, título profissionalo u e t a p a d e u m p r o j e t o.T O D O S S Ã O R E S P O N S ÁV E I SPELA EXPERIÊNCIA DE USODO PRODUTO
  • 11. To d o s s ã o r e s p o n s á v e i s p e l a U X :  S E M P R E Q U E U M D E S E N V O LV E D O R ESCREVE UMA LINHA DE CÓDIGO  S E M P R E Q U E U M D E S I G N E R C R I A O U P E R S O N A L I Z A U M E L E M E N T O D E I N T E R FA C E  S E M P R E Q U E U M E D I T O R P U B L I C A U M A PÁ G I N A OU UM DOCUMENTO  S E M P R E Q U E U M G E S T O R D E F I N E O U A LT E R A UMA REGRA DE NEGÓCIO  S E M P R E Q U E A C O N T E C E A L G O N O A M B I E N T E Q U E M U DA A S R E G R A S D O J O G O
  • 12. USUÁRIOS NEGÓCIO UXCONTEÚDO INTERFACE TECNOLOGIA
  • 13. Pa r a q u e a U X p o s s a a j u d a r ,É PRECISO QUEBRARALGUNS MITOS
  • 14.   U X C U S T A C A R O  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 15.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 16.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 17.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 18.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM A UX não leva em conta apenas os usuários  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 19.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM A UX não leva em conta apenas os usuários  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E Provavelmente você apenas acha que conhece
  • 20. Quick and DirtyMAIS IMPORTANTEQUE O PROCESSO,S Ã O O S R E S U LT A D O S
  • 21. Na práticaC O M O A U X P O D E A J U DA R ?
  • 22. Je i t o 1 / 7AJUDANDO A ENTENDERP R A VA L E R AS N E C E SS I DA D E SDOS USUÁRIOSE ALINHANDO- AS AOSOBJE TIVOS DE NEGÓCIO
  • 23. EM INTRANE TSAPROVE IT E QUE OS USUÁRIOS DO SEU PROD UTOSENTAM A A LGUNS M E TROS DE VOCÊ.
  • 24. ENTREVISTAS COM USUÁRIOSPARA L EVAN TAR HIPÓ TESES E ENTENDER PR OBL EMAS,FLUXOS D E USO E COMPORTAMENTO ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS COM USUÁRIOS ATUAIS OU POTENCIAIS
  • 25. GRUPOS DE FOCOPARA VAL IDAR HIPÓTESES E ENTENDER IN TER AÇÕESENT RE PE SSO AS E PARTES DO MESMO FLUXO ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS COM USUÁRIOS ATUAIS OU POTENCIAIS
  • 26. OBSERVAÇÃO E TNOGRÁFICAPARA MA PEAR A EXPE RIÊNCIA DAS PESSOAS EM UMAMBIENTE R EAL DE UTILIZAÇÃO , LEVANTANDOPROBLE MAS, MOT IVAÇÕ ES, F RU ST RAÇÕES , E TC.
  • 27. ENTREVISTAS COM STAKEHOLDERSPARA L EVAN TAR EXPE C TATIVAS, OBJE TIVOSORGANIZACIONAIS, PRIORIDADES E ENTENDER LIMITAÇÕ ES
  • 28. TESTES DE USABILIDADEPARA LE VA NTAR PRO BLEMAS E PER CEPÇÃO DE USO ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS COM USUÁRIOS ATUAIS OU POTENCIAIS
  • 29. INVENTÁRIO DE CONTEÚDOPARA LE VA NTAR PAD RÕ ES E INS IGHTS DE VOCABULÁRIO EORGANI ZAÇÃO DAS INFO RM AÇÕ ES
  • 30. ANÁLISE DE MÉ TRICASPARA MA PEAR COMPORTA MENT OS DE US O,CON TEÚ DO S MAIS E MENO S ACESSA DOS
  • 31. CONSOLIDE OS RESULTADOSPARA IDENTIFICAR PAD RÕ ES E PR IOR IDADES
  • 32. PERSONAS
  • 33. HISTÓRIASCRIAM EMPATIA E A JUDAM A VENDER O CONCEIT OINTERNA MENTE “O conteúdo sobre o produto X na intranet está desatualizado. Se der informações erradas ao cliente, levo bronca do chefe. Se ligar para o suporte sou penalizado. Simplesmente digo que nãoqoferecemos o ortal  Corpora0vo?   O   ue  é  um  P produto.” Depoimento de usuário em projeto de intranet
  • 34. Necessidade / issue FeatureVisualizar informações Página do produtodo produtoComparar preços Comparador de preçosTer apoio na decisão Reviews, ratings, tourde compra do produtoComprar produto Carrinho de compras
  • 35. Je i t o 2 / 7AJUDANDO A PRIORIZARNECESSIDADES E FEATURES
  • 36. WORKSHOP DE PRIORIZAÇÃODE NECESSI DADES, FE ATUR ES OU PR OPO STAS DE VALOR
  • 37. Maturidade Facilidade de Relevância   organizacional implementação estratégicaServiços onlineBrochura online produtosPáginas amarelasInstant Messaging  
  • 38. MOSTRANDO QUICK WINS E EVOLUÇÃODO PROJE TO Carrinho Página do produto 2 Comparador 1Relevância Reviews 3 Tour virtual 4 Rating Facilidade
  • 39. Je i t o 3 / 7AJUDANDO A ESCOLHEROS PRODUTOS MAISADEQUADOS
  • 40. ImplementaçãoTreinamento Manutenção/ governança
  • 41. Je i t o 4 / 7A J U DA N D O A O R GA N I Z A RAS COISAS
  • 42. UMA COISA, MUITOS NOMES?
  • 43. U M N O M E , VÁ R I A S C O I S AS
  • 44. AVALIE VOCABULÁRIOS COMUNSPARA EN CONTRAR PAD RÕES E INSIGHT SDE CLASSI FICAÇÃO
  • 45. TESTE A PROPOSTACARD SO RT INGS REM OT OS O U WO RKS HOPS ,PARA VA LI DAR OU LE VA NTA R EST RU TU RASDE ORGA NIZAÇÃO E C LASS IFICAÇÃOCARD SORTING
  • 46. PALAVRAS-CHAVEPODEM A POIAR O RELACIONA MENT O ENTR E CONTEÚDOS
  • 47. RESTRIÇÕES DE CONTEÚDOMINIMIZAM CONTEÚDOS NO LOCAL ERRADO
  • 48. REGRAS DE CONTEÚDOINFORMAM REGRAS DE NEGÓCIO AO SISTEMA
  • 49. Je i t o 5 / 7A J U DA N D O A P R OJ E TA R AE X P E R I Ê N C I A D E N AV E GAÇ Ã O
  • 50. PROTOTIPEPARA MAT ERIALIZAR CO NCEITO SE PENSAR COM MAIS D E TA LHE NAS INTER AÇÕES
  • 51. PODE SER DE ALTA FIDELIDADE
  • 52. PODE TER UMA APRESENTAÇÃOMAIS DESCONTRAÍDA
  • 53. MAS NA MAIORIA DAS VEZES UMRABISCOFRAME FUNCIONA MUITO BEM
  • 54. GERADOR DE PROTÓTIPOS COM CONTEÚDOCOLLEC TI VE .LO R EMI PSUM
  • 55. ESTES MÉTODOS SÃO MEIOSPA R A C O M U N I C A R C O N C E I T O S
  • 56. POR QUE NÃO UMA COLAGEM ILUSTRANDOOS COMPONENTES?
  • 57. O I M P O RTA N T E É I D E N T I F I C A RO QUE FUNCIONA DENTROD O C O N T E X T O D O P R OJ E T OE DA E Q U I P E
  • 58. DicaS E VO C Ê I R Á VA L I DA R E S TA E TA PAC O M E X E C U T I VO S , U M W I R E F R A M ED E A LTA F I D E L I DA D E É O Q U E VA IFUNCIONAR
  • 59. U S E AC E L E R A D O R E S(SEM MEDO)
  • 60. NAVEGAÇÃO MULTIFACE TADAEEA .FACE TEDNAVIGATION
  • 61. LISTAGEM COM FILTROSCOLLEC TI VE .FLEXITOPIC
  • 62. GLOSSÁRIOPLONE.G LOSS ARY
  • 63. MEGA MENUCOLLEC TI VE .COLLAGE .MEGAM ENU
  • 64. PREVISÃO DO TEMPOCOLLEC TI VE .WEATHE R
  • 65. Je i t o 6 / 7A J U DA N D O A O BT E R F E E D B AC KAO LONGO DO PROCESSO
  • 66. TESTES COM PROTÓTIPO EM PAPELPARA OBTE R FEEDB AC K RÁ PIDA E CO NTINU AM ENTESOBRE A EVOLUÇÃO D O PROJE TO
  • 67. TESTES A/B
  • 68. TESTES REMOTOS
  • 69. CLICKMAPZE T TWE RK.CLICKM AP
  • 70. Te s t e , i n d e p e n d e n t e m e n t e d o m é t o d oTESTAR COM 1 USUÁRIOÉ 10 0 % M E L H O RDO QUE TESTAR COM NENHUM
  • 71. TESTANDO COM 5 USUÁRIOSVOCÊ CONSEGUE LE VA NTA R 85% DO S PROBLEMAS Fonte: http://www.useit.com/alertbox/20000319.html
  • 72. Je i t o 7 / 7AJUDANDO O PRODUTOA EVOLUIR
  • 73. Por que não r edesenhar?  R E D E S E N H O S S E T O R N A M P R OJ E T O S G R A N D E S , C H E I O S D E Q U E S T Õ E S P O L Í T I C A S E D E VA I DA D E  R E D E S E N H O S S E T O R N A M P R OJ E T O S C O M P L E XO S C O M D E C I S Õ E S T O M A DA S D E M A N E I R A D E S C E N T R A L I Z A DA , D I F Í C E I S D E A C O M PA N H A R  GA S T A - S E M U I T O E E S P E R A - S E A P E R F E I Ç Ã O , O QUE É IMPOSSÍVEL DE ATINGIR  É I M P O S S Í V E L “ C O N G E L A R ” U M P R O D U T O DIGITAL http://www.slideshare.net/lrosenfeld/redesign-must-die
  • 74. Ao invés de r edesenhar, r efinar  P R I O R I Z A R P R O B L E M A S E Q U E S T Õ E S Q U E T E N H A M M A I O R I M PA C T O  A P R O V E I T A R Q U I C K - W I N S O U P R O B L E M A S FÁ C E I S D E R E S O LV E R  L A N Ç A R P E Q U E N A S M E L H O R I A S , T E S T Á - L A S E A DA P T Á - L A S http://www.slideshare.net/lrosenfeld/redesign-must-die
  • 75. Crie Teste Aprenda Adapte
  • 76. E OS VIZINHOS, O QUE ESTÃO FAZENDO?O QUE P ODEMOS PENSA R/ FA ZER NESS E S ENTIDO?
  • 77. Esta apresentação encontra-se em slideshare.net/neuestudioDúvidas?PA U LO F LO R I A N O paulo@neuestudio.com.br@prflorianoDAVI LIMAda vi@neuestudio.com.br / da vi@simplesconsultoria.com.br@davilima6neue.st