Your SlideShare is downloading. ×

Surpresa! O que você faz não é estratégia

474

Published on

Artigo escrito por Paulo Floriano, co-founder da Neue Labs, sobre o conceito de estratégia na gestão de negócios, e como a estratégia e a experiência do usuário são temas interdependentes. …

Artigo escrito por Paulo Floriano, co-founder da Neue Labs, sobre o conceito de estratégia na gestão de negócios, e como a estratégia e a experiência do usuário são temas interdependentes.

Este artigo foi originalmente publicado no site da Revista Wide.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
474
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Surpresa! O que você faz não é estratégia Paulo Floriano (texto publicado no site da revista Widei)Tenho   visto   nos   últimos   tempos   um   crescimento   do   diretrizes   da   organização,   o   mercado,   os   clientes,   a  uso   do   termo   “estratégia”   para   designar   o   trabalho   de   cultura   da   empresa   e   seus   limitantes.   E   a   partir   disso,  muita   gente.   Estratégia   de   mídias   sociais,   estratégia   de   cria   o   delineamento   de   um   produto   a   partir   de   objetivos  internet  (ou  “webstrategy”),  estratégia  digital,  estratégia   específicos,   a   partir   de   um   budget   específico   e   com  de   UX,   ou   simplesmente   estratégia.   Este   termo   com   propostas   de   valor   bem   definidas   para   grupos   de  certeza   traz   muito   mais   peso   para   um   determinado   usuários   específicos   –   tudo   isso   mensurável   no   mundo  trabalho.   Se   é   estratégico,   foi   mais   profundo,   custou   real.  Tem  muito  a  ver  com  projetar  uma  visão  de  futuro  mais,   trouxe   mais   resultados.   O   termo   “estratégia”   para  algo  –  um  produto,  uma  empresa,  uma  área,  etc.  parece   dar   um   upgrade   no   nosso   trabalho;   nos   faz  sentirmos   mais   importantes,   mais   bem   pagos.   Mais   Se   você   já   recebe   esta   parte   do   trabalho   pronta,   você  especiais   perante   o   mercado.   Mas   será   que   estamos   não  está  fazendo  estratégia.  O  que  vem  depois  é  a  parte  usando   este   termo   da   forma   correta?   Ou   o   estamos   mais  tática  do  trabalho:  detalhar  as  features,  as  métricas  usando  apenas  para  inflar  os  nossos  egos  (e  tentar  inflar   associadas,   as   interações,   etc.   E   o   restante   do   processo   é  nossos  bolsos)?   a  operacionalização  do  que  foi  definido.  Nesses   anos   de   mercado   de   internet   já   vi   muita   gente   Vale   a   pena   explicar:   não   estou   desmerecendo   o  falando   que   está   atuando   na   estratégia   de   um   trabalho   que   vem   depois   da   estratégia,   muito   longe  determinado   projeto   ou   produto.   Desses,   poucos   –   disso.  Nem  sempre  conseguimos  participar  do  processo  muito  poucos  mesmo  –  realmente  o  estavam  fazendo.   de   definição   da   estratégia   de   alguma   coisa,   e   às   vezes   entrar  focado  em  um  projeto,  só  pra  fazer  uma  validação  Como   eu   sei   disso?   Bom,   pra   começar,   minha   formação   com   usuários   ou   para   elaborar   um   protótipo,   já   é   legal   o  original  é  em  administração.  E  daí,  certo?  Se  a  academia   suficiente.   Ninguém   deve   ter   vergonha   de   “sujar   as  não   me   ensinou   ao   menos   o   que   é   estratégia   ou   como   mãos”,  muito  pelo  contrário.  fazer,   pelo   menos   me   ensinou   a   conseguir   enxergar  quando  algo  não  é.  E  olha,  é  difícil  ouvir  alguém  falando   Além   disso,   a   minha   opinião   é   de   que   ainda   existe   muito  que  o  que  está  fazendo  é  estratégia.  Assim  como  dói  aos   preconceito   de   profissionais   de   UX,   arquitetura   de  designers   quando   alguém   se   diz   “design”,   ou   que   faz   informação   e   internet   em   geral   em   relação   à   temas  “designer”.   Além   disso,   tenho   trabalhado   ao   longo   dos   relacionados   a   negócios   e   gestão.   Como   as   disciplinas   de  anos   em   projetos   focados   em   entender   o   contexto   UX,   AI,   etc.   são   uma   derivação   natural   de   áreas   como  organizacional  e  de  mercado  e  apresentar  soluções  que   design,   biblioteconomia,   etc.,   existe   uma   certa  fossem   realmente   alinhadas   com   os   objetivos   de   desconexão  entre  estes  temas  e  gestão/administração.  negócio.   Aprendi,   na   prática,   o   que   é   trabalhar   com  estratégia.   Em   determinados   momentos,   vejo   que   a   estratégia   organizacional   e   a   experiência   do   usuário   são   questões  Para  alguns  profissionais  de  arquitetura  de  informação,   opostas  –  ou  se  tem  um,  ou  se  tem  o  outro.  Nesse  caso,  UX   e   afins,   tudo   o   que   não   é   elaborar   protótipos,   as   organizações   estão   sempre   querendo   “coagir”   os  wireframes   e   fluxos   é   estratégia.   Ou   seja,   pra   esses,   usuários,   persuadi-­‐los   a   fazer   coisas   que   eles   não  elaborar   relatórios   de   pesquisa,   personas,   roadmaps,   e   querem.  outros  documentos  desse  tipo  é  participar  da  estratégia  de  um  produto.  Eis  a  realidade:  não  é.    Você   só   define   a   estratégia   de   alguma   coisa   quando   É   uma   grande   pena,   pois   sempre   estamos   falando   em  participa   de   sua   concepção.   Entende   o   negócio,   as   como  vender  design,  fazer  com  que  os  níveis  mais  altos    
  • 2. da   empresa   entendam   o   valor   da   usabilidade,   da  experiência  do  usuário,  entre  outras  coisas.  Na  verdade,  nós   só   conseguiremos   fazer   isso   quando   conseguirmos  falar   a   linguagem   de   negócios.   Pra   mim,   a   questão   é  simples:   melhora   na   experiência   =   melhora   nos  resultados.   Estratégia   e   experiência   são   temas  totalmente  interdependentes.  Pra   saber   um   pouco   mais   sobre   estratégia:   acesse   essa  lista  de  livros  focados  no  tema,  que  criei  no  uxzeitgeist:  http://rosenfeldmedia.com/uxzeitgeist/lists/prfloriano/hardcore-­‐business-­‐books     *  *  *                                                                                                                                          i   http://www.revistawide.com.br/index.php/surpresa-­‐o-­‐que-­‐voce-­‐faz-­‐nao-­‐e-­‐estrategia/  

×