Apresentação defesa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Apresentação defesa

on

  • 174 views

 

Statistics

Views

Total Views
174
Views on SlideShare
174
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação defesa Presentation Transcript

  • 1. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC Centro de Ciências da Educação – CED Departamento de Ciência da Informação – CIN Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação – PGCIN Mestrado em Ciência da Informação RECURSOS WEB ASSOCIADOS AOS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS IBERO-AMERICANOS Patricia da Silva Neubert Orientação: Profª Drª Rosângela Schwarz Rodrigues Co-orientação: Profª Drª Gleisy Regina Bories Fachin
  • 2. SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 REVISÃO DE LITERATURA 2.1 PERIÓDICOS CIENTÍFICOS 2.2 RECURSOS WEB PARA A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA 3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS 4 ANÁLISE E DISCUSSÃO 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS CIENTÍFICOS IBERO- AMERICANOS 4.2 FERRAMENTAS WEB 2.0 NOS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS IBERO-AMERICANOS 4.3 RELAÇÕES ENTRE OS RECURSOS WEB UTILIZADOS NOS PERIÓDICOS 5 CONCLUSÕES REFERÊNCIAS
  • 3. 1 INTRODUÇÃO Periódicos científicos são o principal canal FORMAL de comunicação da ciência. ACESSO A PRODUÇÃO CIENTÍFICA > importante ao desenvolvimento das nações. A passagem do impresso ao eletrônico compõe um cenário propício a criação de ferramentas para auxiliar o acesso e divulgação das publicações.
  • 4. 1 INTRODUÇÃO Cenário – publicações eletrônicas, OA, TICs... Oportunidades de novos meios de... disseminação... comunicação... visualização... navegação... análise... avaliação... da comunicação científica. Quais recursos web vêm sendo incorporados pelos periódicos ibero-americanos?
  • 5. 1 INTRODUÇÃO Justificativa: a) no registro da informação científica como patrimônio da humanidade; b) na pertinência de estudos sobre a comunicação científica para a Ciência da Informação; e c) nos recursos da web para disseminação da informação.
  • 6. 1 INTRODUÇÃO Objetivo geral: analisar o uso de ferramentas web pelos periódicos científicos reconhecidas pela comunidade científica dos países ibero-americanos. Objetivos específicos: a) descrever os recursos web dos periódicos científicos ibero-americanos; b) identificar o uso de ferramentas web 2.0 nos periódicos científicos; c) relacionar o uso da web 2.0 com as características dos periódicos.
  • 7. 2 REVISÃO DE LITERATURA Papel central da comunicação no fazer científico. Comunicação científica > conjunto contínuo de atividades de informação que ocorre entre cientistas. Comunicação formal e informal Tecnologia Novos meios de formalização da comunicação. Diversos recursos a comunicação informal. Crescimento do número de periódicos científicos eletrônicos e em OA.
  • 8. 2.1 PERIÓDICOS CIENTÍFICOS A partir da década de 70... Editoras comerciais TICs Internet Crescimento do número de periódicos científicos eletrônicos. Algumas das primeiras iniciativas: Electronic Information Exchange System (EIES); Birminghan and Loughborough Electronic Network Development (BLEND); Quartet; Chemistry Online Retrieval Experiment (CORE); Journal Storage (JSTOR); The University Licensing Program (TULIP).
  • 9. 2.2 RECURSOS WEB As TICs incrementam as publicações científicas eletrônicas. A publicação de revistas científicas vem passando por uma revolução propiciada pela WWW no decorrer das últimas duas décadas: a) a mudança dos periódicos impressos para o eletrônico; b) o movimento de Acesso Aberto a produção científica.
  • 10. 2.2 RECURSOS WEB Essas alterações no fluxo de produção e consumo de conteúdo, tornam o fluxo de informação na web mais ágil. No âmbito da comunicação científica, o desenvolvimento da web nas últimas décadas e o surgimento de ideias novas sobre as práticas de comunicação científica – impulsionadas pela passagem do periódico impresso ao eletrônico e pela crise dos preços – , conduzem a novas formas de se pensar o fazer científico apoiado nas TIC.
  • 11. 3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Classificação da pesquisa: Objetivos: descritiva e exploratória. Procedimentos técnicos: bibliográfica e documental. Forma de abordagem: Pesquisa quanti-qualitativa. Universo da pesquisa: Periódicos dos 23 países ibero-americanos indexados nas bases de dados do ISI e Scopus.
  • 12. 3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Para seleção das publicações que constituem o universo da pesquisa levantamos no Journal Citations Reports (JCR) da Web of Knowledge as publicações indexadas pelo ISI e no SCImago Journal & Country Rank (SJR) os títulos indexados pela Scopus no ano de 2011. Instrumento de coleta de dados é uma ficha documental, elaborada em uma planilha Microsoft Office Excel 2007.
  • 13. 3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS A coleta de dados foi realizada no âmbito dos trabalhos desenvolvidos no Grupo de Pesquisa Informação Científica: gestão e tecnologia, CIN/UFSC entre julho de 2011 e julho de 2012. Pré-teste realizado em agosto de 2011. O resultado foi apresentado na 2ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto (CONFOA), em novembro de 2011, e posteriormente, após expansão da amostra e aprimoramento, publicado no periódico Liinc em Revista.
  • 14. 4 ANÁLISE E DISCUSSÃO Brasil e Espanha somados representam mais da metade do número total de publicações existam índice (249 títulos em em cada entre 2.564 ISI e 545 em Scopus). As estimativas são de que (ULRICH’S WEB, 2013) a 4.443 (LATINDEX, 2013) Do total de 19.708 títulos periódicos científicos publicados na Ibero-América, indexados em 2011 na Scopus dos quais ISI e Scopus indexam menos 2012), os periódicos (SCIMAGO, da metade: Scopus indexa entre 18,91% (considerando os representam totais ibero-americanos apenas 4,26%. O ISI é ainda de Latindex) e 32,79% (Ulrich’s) e ISI entre 8,69% mais restritivo: dos 11.302 títulos (Latindex) e 15,05% (Ulrich’s)listados em SCI (8.336) e SSCI dos títulos iberoamericanos (2.966) (JCR, 2012), 3,41% são oriundos da Ibero-América (3,18% em SCI e 4,08% em SSCI). 45,95% da quantidade de títulos indexados pela Scopus
  • 15. 4 ANÁLISE E DISCUSSÃO 63, 78% (563) estão indexados em apenas um dos índices
  • 16. 4 ANÁLISE E DISCUSSÃO 13,70% O ISI indexa no total 41,79% (369). 29,78% 94,22%
  • 17. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS
  • 18. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS 51,42% possuem múltiplas plataformas
  • 19. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS O índice de periódicos em Outra plataforma se deve principalmente aos periódicos espanhóis publicados por editoras comerciais.
  • 20. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS
  • 21. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS
  • 22. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS 42,46% disponibilizam o conteúdo em apenas um formato. 55,15% das publicações disponibilizam o texto em HTML e PDF. Foi observada em 30 publicações (3,40%) a existência de outros formatos .
  • 23. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS 64,78% 89,58% Além dos formatos textuais, foram identificados o aceite de submissões de arquivos em formato de vídeo, publicados acompanhados pelo abstract e por comentários do editor, no periódico International Brazilian Journal of Urology.
  • 24. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS Identificador persistente > Handle é utilizado por 0,57% (05) e o DOI por 43,60% (385).
  • 25. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS
  • 26. 4.1 RECURSOS WEB EM PERIÓDICOS Dentre o universo dessa pesquisa, a grande maioria dos periódicos possui algum tipo de recurso web, indicado pelo elevado número de periódicos eletrônicos (99,21%). Nesse cenário, o recurso de maior destaque são as plataformas de publicação utilizadas, nas quais as plataformas próprias possuem maior adesão (59%) e há grande destaque para os títulos publicados em SciELO (50,39%), Redalyc (25,59%) e OJS (21,74%). No cenário ibero-americano, há um número expressivo de publicações que possui múltiplas plataformas. As combinações existentes sugerem a existência de uma única plataforma até a incorporação da publicação nas coleções Redalyc e/ou SciELO. Nessas plataformas, a maior concentração é de periódicos em Acesso Aberto.
  • 27. 4.2 FERRAMENTAS WEB 2.0 0,79% 0,57% 0,79% 3,06%
  • 28. 4.2 FERRAMENTAS WEB 2.0
  • 29. 4.2 FERRAMENTAS WEB 2.0
  • 30. 4.2 FERRAMENTAS WEB 2.0
  • 31. 4.2 FERRAMENTAS WEB 2.0 Os recursos 2.0 são minorias nas publicações iberoamericanas (9,27%). Os índices relativos à existência de recursos de compartilhamento de conteúdo pelos usuários (75,54%), destacado o uso de e-mail (73,72%) e plugins sociais (58,66%), são indicativos do reconhecimento do valor desses recursos para a circulação pelos canais informais da comunicação científica.
  • 32. 4.3 RELAÇÕES ENTRE OS RECURSOS WEB UTILIZADOS NOS PERIÓDICOS 178,60% 32,21% 177,78% 46,35% em média 13,85% maior em média 21,87% maior 93,9% dos títulos com recursos web 2.0
  • 33. 4.3 RELAÇÕES ENTRE OS RECURSOS WEB UTILIZADOS NOS PERIÓDICOS 89,65% maior 56,14% maior 153,16% maior FI em média 31,34% maior
  • 34. 4.3 RELAÇÕES ENTRE OS RECURSOS WEB UTILIZADOS NOS PERIÓDICOS
  • 35. 4.3 RELAÇÕES ENTRE OS RECURSOS WEB UTILIZADOS NOS PERIÓDICOS
  • 36. 4.3 RELAÇÕES ENTRE OS RECURSOS WEB UTILIZADOS NOS PERIÓDICOS Os dados referentes à relação entre o uso da web 2.0 e as instituições editoras, as plataformas de publicação e as áreas do conhecimento dos periódicos não permitem uma relação significativa entre essas variáveis e o uso de recursos 2.0 uma vez que estes dados são proporcionalmente equivalentes aos totais observados para todo o universo da pesquisa. Desse modo, a única relação existente comprovada é a relação entre indicador de citação e uso de ferramentas 2.0 em alguns países.
  • 37. 5 CONCLUSÕES No cenário ibero-americano a maioria dos títulos são periódicos eletrônicos (99,21%) de Acesso Aberto e que utilizam múltiplas plataformas de publicação (%), das quais sobressaem-se Redalyc e SciELO e as plataformas próprias. São títulos que possuem baixa adoção de recursos web 2.0 (9,27%), embora os que o façam possuam indicadores de citação maiores do que os títulos que não utilizam essas ferramentas, mas cujos recursos web preferenciais são o uso de RSS para disseminação dos conteúdos publicados, de plugins sociais e ícones para e-mail como mecanismo de compartilhamento.
  • 38. 5 CONCLUSÕES Por fim, conclui-se que apesar dos dados comprovarem a existência de grande número de periódicos eletrônicos e a existência de recursos web associadas a publicação, a maioria segue priorizando o artigo tradicional em texto com opção de impressão.
  • 39. REFERÊNCIAS Disponíveis na dissertação (p.147-169). OBRIGADA! patyneubert@hotmail.com