Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
  • Save
Estudo de Casos de Boas Práticas de Negócio Electrónico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Estudo de Casos de Boas Práticas de Negócio Electrónico

  • 2,010 views
Published

 

Published in Travel , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,010
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
5

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. NEGÓCIO ELECTRÓNICO Sociedade Portuguesa de Inovação União Europeia Fundo Social Europeu Projecto apoiado pelo Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM III), co-financiado pelo Estado Português e pela União Europeia, através do Fundo Social Europeu. Diogo Vasconcelos | Pedro Martins Estudo de Casos de Boas Práticas de Negócio Electrónico
  • 2. Índice Capítulo 1 – Exit Capítulo 2 – eConstroi Capitulo 3 – Introduxi Capítulo 4 – Tradecom Capítulo 5 – Portal Município de Pombal Capítulo 6 – Portal do Cidadão Capítulo 7 – Programa Nacional das Compras Electrónicas Capítulo 8 - Rigore Slide 1
  • 3. EXIT | Introdução .: A Exit surgiu em Agosto de 2000, com a parceria entre a Portais Verticais.com e a Sonae Turismo, com o objectivo de criar o portal de viagens e lazer (B2C) de referência em Portugal. .: Um dos p rincipais prestadores de serviços de viagens online B2C do mercado. .: Complementar à Star agência de viagens que usa os canais tradicionais de venda de viagens. .: O carácter inovador do portal Exit e do call centre, tornaram-no numa das principais referências nacionais no mercado de viagens online. .: Orientada para uma filosofia de criação de mercado do sector como um todo, oferecendo aos seus clientes uma solução end-to-end de elevado níveis de qualidade. Slide 2
  • 4. O Exit está hoje entre as 4 agências de viagens portuguesas com maior notoriedade, sendo destacadamente a mais conhecida entre as agências online. Tem mais de 150.00 clientes registados e em média cerca de 1,5 milhões de pageviews mensais. O cliente tipo do Exit são na sua maioria homens com habilitações superiores que utilizam a Internet diariamente no local de trabalho. Dos quais 5,4% já comprou no Exit, 20,1% estão registado para receber novidades e 27,5% fez compras na Internet nos últimos 6 meses. Exit | Hoje Slide 3
  • 5. EXIT | Serviços
    • Proximidade do Cliente:
    • Acesso multicanal:Internet, o telemóvel e o Contact Center;
    • Diferentes formas de pagamento: Cartão de Crédito, ATMmultibanco,
    • Transferência Bancária e cobrança;
      • Canais de distribuição diferenciados: Correiosestafetas, Rede Star e aeroportos;
      • Novas formas de comunicação: Newsletter, rodapé e banner semanais, e press releases.
    Slide 4
  • 6. Exit | Modelo de negócio Slide 5
  • 7. Exit | Funcionalidades do Portal Slide 6
  • 8. eConstroi | Apresentação .: A Vortal, SA é a empresa que gere e dinamiza o mercado electrónico da Construção econstroi.com. Este mercado electrónico B2B integra uma comunidade de mais de 3.100 clientes de todos os sectores da Construção, entre empreiteiros e fornecedores de serviços e materiais e lança, semanalmente, mais de mil concursos. .: A Vortal SA tem 21 accionistas, representativas de mais de 15% do mercado de construção e a Tradecom, Sol-S e o BES.com. .: O investimento total foi de 7,5 milhões de euros e obteve o retorno do mesmo em 2004. .: É hoje reconhecido internacionalmente como uma das mais destacadas iniciativas internacionais de sucesso ao nível de marketplaces B2B. Slide 7
  • 9. O econstroi é hoje um dos maiores sucessos B2B estando inclusivamente a operar em Portugal e em Espanha. Desde 2003 foram já adjudicados nesta plataforma mais de 1.468.535.477 eur. É constituído por 41 colaboradores. Actualmente, a econstroi ocupa o terceiro lugar no ranking dos Operating the European Construction Market e está atenta às oportunidades de info-mediação, a fim de tentar suportar o todo o ciclo de negociação subjacente ao Sistema Integrado de Mercado. eConstroi | Hoje Slide 8
  • 10. eConstroi | Serviços Slide 9
  • 11. eConstroi | Modelo de Negócio Quem compra no econstroi.com compra a menor custo, porque consulta mais fornecedores e porque estes são mais competitivos do que os que não estão no econstroi.com. Quem vende no econstroi.com vender mais e com menos custos comerciais. Logo, pode oferecer preços e/ou condições mais competitivas. Devido aos meios que disponibiliza, permite a criação de uma maior eficiência e contribui para a redução significativa de diversos custos, tornando as empresas mais competitivas, a médio prazo Slide 10
  • 12. INTROduxi | Apresentação Um site eficaz permitiu à INTROduxi vender 4.9 milhões de euros “online”, não é apenas um site: é uma ferramenta essencial nos processos de negócio da empresa. Com uma política agressiva de promoção do site, a INTROduxi consegue alcançar semanalmente mais de 4.000 contactos Chip7, INTROduxi e Seara são as três empresas que compõem o grupo Avanport, todas elas com negócios fortemente consolidados e apoiados na presença na Internet. Slide 11
  • 13. O site www.INTROduxi.pt tem mais de 55 mil visitas por mês e 600 mil por ano. Um número muito interessante, considerado somente sendo visitas de revendedores de informática. A construção de um novo armazém com uma área total de 2500 metros quadrados, quatro vezes maior que o anterior. Permitiu à INTROduxi uma maior capacidade de armazenamento aliada a uma maior rapidez de acesso aos produtos. Este novo espaço conta ainda com uma loja Cash & Carry, com uma área de 180 metros quadrados, que tem como finalidade aproximar os clientes à INTROduxi. INTROduxi | Hoje Slide 12
  • 14. INTROduxi | Serviços Todas as encomendas feitas na INTROduxi, Espanha e Portugal, são reencaminhadas para o armazém no Porto onde são expedidas em duas horas. O website tem várias funcionalidades que criam valor para os seus clientes: Orçamentos: esta ferramenta é extremamente útil para revendedor, cliente da INTROduxi. É possível obter orçamentos, onde no orçamento já aparece o logótipo e nome da empresa tal como o valor PVP já com a margem calculada. Máquinas de Stock: o cliente da INTROduxi tem sempre várias opções de máquinas pré-definidas em stock. Produto do Dia : um produto “bombástico” todos os dias (promoção especial). Bundles: o cliente tem acesso a “bundles” já feitos e prontos para serem comprados. Leilões: o revendedor tem a oportunidade de licitar produtos online. Outlet: produtos Outlet com mais de 50% desconto. Slide 13
  • 15. INTROduxi | Serviços Gestão: o cliente pode analisar toda o seu resumo financeiro, (facturas em débito, notas de crédito, etc). ClubINTROduxi: todas as encomendas que o revendedor faz online valem pontos. Os pontos vão acumulando para grandes prémios. Estado de Encomendas, Reparações & Rma´s: o revendedor tem acesso a ver o estado da sua encomenda e do seu Rma. Download de Catálogos e Promoções: o revendedor tem a possibilidade de fazer download de catálogos de produtos como também as promoções mensais no formato de cartaz. Store In Store: o site apresenta várias lojas de parceiros online, onde o revendedor ao clicar na loja vê directamente só os produtos desse parceiro. Slide 14
  • 16. INTROduxi | Modelo de Negócio No primeiro ano (2001) as vendas do site www.INTROduxi.pt totalizaram mais de 2 milhões de euros. Em 2002, este valor foi ultrapassado para 3.4 milhões de euros, que representou um crescimento de 65%. Nos dois anos seguintes, o site obteve um volume de facturação de 4 milhões de euros. Em 2005, o volume de vendas continuou a crescer, atingindo 4.9 milhões, o que representa 10% da facturação total da INTROduxi. O objectivo de volume de vendas para 2006 é de 5.5 milhões de euros. Com uma política agressiva de promoção do site, a INTROduxi consegue alcançar semanalmente mais de 4.000 contactos que se inscrevem na Newsletter Semanal. Dia após dia a INTROduxi está mais agressiva na divulgação dos seus produtos. Todos os dias, cerca de 2.500 pessoas acedem ao site, gastando em média 8,5 minutos, o que representa, de forma agregada, que o mercado usa esta ferramenta cerca de 355 horas por dia. Slide 15
  • 17. Tradecom | Apresentação A Tradecom é uma empresa do Grupo Portugal Telecom, fundada em 2000 com um investimento total de 6 milhões de euros. A Tradecom tem 15 funcionários e atingiu o break-even em 2003. É hoje um dos principais prestadores de serviços B2G do mercado com uma forte presença no sector público (B2G). A Tradecom tem como missão gerir o portal tradecom.com e tem como composição accionista PT SGPS, SA com 66%, com 17% o BES.com, SGPS, SA e a Caixaweb, SGPS, SA co 17%. O principal objectivo da Tradecom é a prestação de serviços de consultadoria e fornecimento de soluções tecnológicas no âmbito do comércio electrónico, conteúdos e tecnologias de informação. É hoje reconhecido como uma das mais destacadas iniciativas internacionais de sucesso a nível de marketplaces B2B. Slide 16
  • 18. Hoje a Tradecom é uma empresa lucrativa, tendo atingido o break even global do projecto em 2003 face um investimento total de 6 milhões de euros. A dimensão da Tradecom como plataforma transaccional é expressa pelas mais de 6.000 transacções efectuadas mensalmente através da Tradecom e pelo volume de negócios transaccionado que está próximo dos 200 Milhões de Euros por ano. A Tradecom conta com cerca de 400 parceiros a transaccionar na sua plataforma. Os principais compradores são Empresas do Grupo PT, CGD, BES, CTT, Grupo Português de Saúde entre outros. Tradecomi | Hoje Slide 17
  • 19. Tradecom | Serviços Os serviços prestados pela Tradecom são os seguintes: .: Serviços Criadores de Mercado: 1- Portal Tradecom - Portal de comércio B2B permitindo o processamento de transacções em tempo real segundo o modelo de muitos para muitos utilizando a plataforma MarketSite da Commerce One. 2- AuctionTrade - Serviços de leilões on-line entre empresas baseados na plataforma de leilões da CommerceOne. Slide 18
  • 20. Tradecom | Serviços .: Solução para Compradores: BuyTradecom: Ferramenta de Desktop Procurement onde existem mapas de workflow standard adoptados consoante as necessidades de cada aderente, relatórios e estatísticas, sendo a integração com os sistemas de gestão existentes analisada caso a caso, embora, estejam previstas integrações online, em batch ou pelo carregamento manual de ficheiros. Estão contempladas as fases de pesquisa de catálogo, criação de requisições, aprovação, envio da nota de encomenda ao fornecedor e recepção do bem ou serviço encomendado. Esta ferramenta é normalmente disponibilizada como um serviço de Application Service Provider (ASP). Slide 19
  • 21. Tradecom | Serviços .: Solução para Fornecedores: SupplyTradecom: Solução para fornecedores que inclui duas funcionalidades distintas: .: Acesso à ferramenta de gestão de encomendas do portal Tradecom (baseado na ferramenta SupplyOrder da Commerce One), que possibilita funcionalidades de gestão de encomendas e de catálogos; .: Serviço de gestão de catálogos que fornece ajuda aos fornecedores na criação dos seus catálogos, nomeadamente ao nível da normalização e categorização de produtos. Slide 20
  • 22. Tradecom | Modelo de Negócio A Tradecom tem como actividade principal a prestação de serviços e consultoria no âmbito do comércio electrónico, conteúdos e tecnologias de informação. Com o objectivo de ser uma empresa de referência neste domínio, a Tradecom é desde o seu lançamento o líder no fornecimento de serviços business-to-business no mercado nacional, ao qual está associada a criação do 1º Portal Transaccional exclusivamente dedicado ao comércio electrónico entre empresas. O modelo de negócio da tradecom é baseado no “Fee” transacional. Slide 21
  • 23. Portal do Município de Pombal | Apresentação O Portal do Município de Pombal, é uma iniciativa englobada na estratégia do município de Pombal para o Governo Electrónico, tendo como objectivo: A contínua melhoria da qualidade e oportunidade da prestação de serviços a Munícipes e entidades no âmbito das competências municipais; A utilização eficaz, eficiente e coerente dos recursos públicos sob sua administração; Contribuir para o progresso e desenvolvimento económico, social e cultural do Concelho. Permite facilitar o relacionamento entre o município e o seu munícipe no cumprimento das suas obrigações e usufruto dos seus direitos, de forma simplificada, segura e conveniente, proporcionando uma racionalização e uma gestão integrada de canais não presenciais, de forma articulada com os diferentes departamentos da autarquia. Slide 22
  • 24. O Portal do Município tem em média 300 visitas diárias e já conta com cerca de 2000 utilizadores registados. É por isso um canal de comunicação privilegiado prendendo o interesse e gerando adesão dos munícipes. Hoje na autarquia de pombal, existem quatro grandes macroprocessos no que concerne a serviços on-line: a submissão de requerimentos, a consulta de estados de processos, pagamentos de taxas e licenças, e os B@M’s (Balcão de Atendimento Municipal). Portal do Município de Pombal | Hoje Slide 23
  • 25. Portal do Município de Pombal | Serviços Informação municipal .: A submissão de requerimentos - serviço on-line que permite ao cliente submeter um pedido ao Município sem que tenha de se deslocar fisicamente ao mesmo. .: Consulta de estado dos processos .: Pagamentos de taxas e licenças Slide 24
  • 26. Portal do Município de Pombal | Modelo de Negócio O modelo de negócio do portal não está associado a uma receita ou rentabilização de um activo mas sim a melhorar o nível de serviço ao munícipe através de outro canal que não o balcão da autarquia. Os serviços disponibilizados permitiram: .: Aumentar a produtividade dos funcionários da autarquia; .: Reduzir o tempo médio por processo; .: Controlo eficaz dos processos; .: Reutilização da informação; .: Redução do preço por processo. Slide 25
  • 27. Portal do Cidadão | Apresentação O Portal do Cidadão, lançado Março de 2004, é uma iniciativa englobada na estratégia nacional para o Governo Electrónico definida pela Unidade de Missão Inovação e Conhecimento (UMIC). Trata-se de uma das suas faces mais visíveis, encontrando-se articulada com outras iniciativas em curso: .: Adaptação dos Serviços de Retaguarda aos novos canais de relacionamento; .: Prestação de Serviços Públicos Electrónicos. Permite facilitar o relacionamento entre o Estado e o Cidadão no cumprimento das suas obrigações e usufruto dos seus direitos, de forma simplificada, segura e conveniente, proporcionando uma racionalização e uma gestão integrada de canais não presenciais, de forma articulada com os Organismos do Estado. Slide 26
  • 28. .: 823 serviços públicos (em Março de 2004 – 700 serviços); .: Participação de 126 entidades; .: Cerca de 2,5 milhões de pageviews mensais; .: Média de 5.000 visitas únicas diárias; .: Cerca de 22.000 mil pedidos/mês de Certidões Online; .: Utilizadores Registados Activos – 54.369; .: Total de subscritores de Newsletter e Alertas – 21.000; .: Mais de 500.000 downloads de documentos desde Março de 2004; .: 90% das questões colocadas ao PC são pedidos de ajuda para a realização de serviços públicos; .: Serviços mais procurados: pedido de Certidões Online, Entrega IRS, Consulta de Cadernos de Recenseamento Eleitoral, Simuladores. Portal do Cidadão | Hoje Slide 27
  • 29. Portal do cidadão | Serviços Slide 28
  • 30. Portal do cidadão | Serviços Consulta dos Cadernos de Recenseamento Eleitoral (WAP/PDA e SMS) Pesquisa de serviços “Onde Fica” (WAP/PDA) Pesquisa de “Serviços” (WAP/PDA) Agenda do Cidadão (WAP/PDA e SMS) Notícias (WAP/PDA e SMS) Links Úteis (WAP/PDA) Slide 29
  • 31. Portal do Cidadão | Modelo de Negócio O modelo de negócio do portal não está associado a uma receita ou rentabilização de um activo mas sim a melhorar o nível de serviço ao Cidadão e empresas através do Canal Internet e móvel Os serviços disponibilizados permitiram: .: Aumentar a produtividade dos funcionários da AP; .: Reduzir o tempo médio por processo; .: Controlo eficaz dos processos; .: Reutilização da informação; .: Redução do preço por processo. Slide 30
  • 32. Programa Nacional das Compras Electrónicas | Apresentação Lançado em 2003, o Programa Nacional das Compras Electrónicas é um programa de modernização que tem por objectivo, com o apoio das tecnologias de informação e comunicação, transformar e melhorar a forma como o Estado compra, com o intuito de atingir quatro objectivos nucleares: .: Permitir obter poupanças financeiras significativas, mensuráveis e sustentáveis nos gastos do Estado, com benefícios para os contribuintes e para os organismos públicos, libertando investimento para acelerar o nosso crescimento económico e bem estar social; .: Facilitar o acesso das PME’s ao mercado público, através da eliminação de barreiras geográficas e de assimetrias de informação, tendo em consideração as suas especificidades sócio-económicas locais; .: Promover a transparência do processo aquisitivo público; .: Estimular o desenvolvimento do comércio electrónico na economia portuguesa, contribuindo para aumentar a sua produtividade, reconhecendo que os fornecedores e os compradores da Administração Pública fazem parte, já hoje, de uma comunidade de negócios avançada e dinâmica. Slide 31
  • 33. Na primeira fase foram desenvolvidos projectos piloto de implementação focalizada, quer em termos de produtos (material de escritório e equipamento informático), quer em termos de organismos envolvidos (131). Tomaram parte nestes projectos-piloto a Presidência do Conselho de Ministros, os Ministérios da Segurança Social, das Obras Públicas, da Educação, da Justiça, da Saúde, das Finanças e da Agricultura. À data, 907 pessoas estão já a usar as plataformas electrónicas disponibilizadas. A segunda fase já está em curso e passa, entre outros projectos, pela generalização das categorias e organismos no âmbito destes ministérios e pelo alargamento aos restantes ministérios. Este ano é, assim, um ano crítico para a generalização do Programa a toda a Administração Pública. Programa Nacional das Compras Electrónicas | Hoje Slide 32
  • 34. Programa Nacional das Compras Electrónicas | Proposta de Valor LEGENDA Do total da despesa da Administração pública com aquisição de bens e serviços, cerca de 30% correspondem a despesas transversais. Fonte: Orçamento de Estado, 2003; Análise A.T. Kearney para UMIC, 2004. Slide 33 Rubrica Conservação de bens Equipamento básico Alimentação – refeições confeccionadas Equipamento e material informático 1 Comunicações Encargos das instalações Estudos, pareceres, projectos e consultoria Limpeza e higiene (serviços) Locação de edifícios Vigilância e segurança Material de escritório Combustíveis e lubrificantes Alimentação – géneros para confeccionar Deslocações, estadas e representação 2 Software Informático Equipamento administrativo Outras rubricas M€ 256 193 185 175 166 136 128 89 83 78 74 74 70 70 69 68 427 10,9% 8,2% 7,9% 7,5% 7,1% 5,8% 5,5% 3,8% 3,6% 3,3% 3,2% 3,2% 3,0% 3,0% 2,9% 2,9% 18,2% Total 2.341 100% Despesas transversais por rubrica – OE2003 % transversal Despesa Total da Administração Central (OE) € 8,0 biliões Despesas específicas € 5,7 biliões Despesas transversais € 2,3 biliões
      • 29%
      • 71%
  • 35. Portal das Compras .: Apresentação dos projectos-piloto Ministeriais e da administração pública central; .: Descrição e informação sobre sistemas de aprovisionamento e de projectos de centralização de compras do sector privado; .: Guias de procedimentos do DL 197/99; .: Manuais de boas práticas; .: Base de contactos dos responsáveis pelo aprovisionamento em todos os Ministérios e seus organismos; .: Informações sobre publicação de anúncios de procedimentos de aquisição: .: Disponibilização de formulários para publicação de anúncios; .: Disponibilização de links úteis para publicação de anúncios via electrónica. .: Outros conteúdos disponibilizados: Programa Nacional das Compras Electrónicas | Serviços Slide 34
  • 36. Ferramenta de Colaboração Foi disponibilizado a todos os participantes no Programa uma ferramenta de colaboração “online” na qual se podia ter acesso a actas de reuniões, documentos de trabalho, ponto da situação de cada um dos projectos, agenda, noticias, etc. Programa Nacional das Compras Electrónicas | Serviços Slide 35
  • 37. RIGORE | Apresentação O Plano Oficial de Contabilidade Pública (POCP) foi o impulsionador do projecto Rigore cujo objectivo é a criação e desenvolvimento de uma solução informática de implementação do POCP de forma a ser generalizada rapidamente a todo o Sector Público Administrativo, com o intuito de organizar e obter informação consolidada da despesa do Sector Público Administrativo online. Este projecto da iniciativa da Direcção Geral do Orçamento e do Instituto de Informática teve início em 2005 e encontra-se hoje em fase de teste no Cofres Privativos do Tribunal de Contas. Slide 36
  • 38. A primeira fase do desenvolvimento do sistema de informação está concluída os Cofres Privativos do Tribunal de Contas (Sede, Madeira e Açores), são as entidades pioneiras na utilização desta nova ferramenta que pretende iniciar um novo ciclo na Contabilidade Pública Portuguesa, prosseguindo o esforço de modernização da Administração Pública. RIGORE | Hoje Slide 37
  • 39. RIGORE| Serviços A solução preconizada interveio em 9 áreas funcionais cruciais ao negócio, suportando cerca de 121 processos, 1300 transacções e 200 relatórios. Slide 38
  • 40. RIGORE| Serviços O RIGORE é uma solução normalizada que foi estruturada para estar permanentemente adaptada aos novos requisitos legais e às prioridades políticas com integração automática com a tesouraria do Estado e que permite a integração e consolidação dos dados financeiros de todo o sector público Slide 39