Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
 A cadeia do turismo beneficiando as comunidades em Itacaré/BA – Rui Barbosa da Rocha
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

A cadeia do turismo beneficiando as comunidades em Itacaré/BA – Rui Barbosa da Rocha

  • 179 views
Published



Do 3º Congresso de Natureza, Turismo e Sustentabilidade, realizado pela Fundação Neotrópica do Brasil em Bonito - Mato Grosso do Sul. Site: http://www.conatus.org.br

Published in Travel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
179
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Conatus 2013 Turismo de Base Comunitária e gestão descentralizada ITACARÉ, SUL DA BAHIA Comunidades e o turismo no século XXI Rui Rocha Instituto Floresta Viva Universidade Estadual de Santa Cruz
  • 2. Legenda Terra indígena Zona deamortecimento e transição Zona núcleo Corredor Ecológico Ilhéus, Itacaré, Camamu, Maraú, Morro de São Paulo, Porto Seguro, Prado, Caravelas. Brasília São Paulo Litoral Sul da Bahia
  • 3. Números do Sul da Bahia Do tamanho da Costa Rica 500 mil hectares de cacau em mais de 20 mil imóveis rurais Uma população de 1 milhão de pessoas espalhadas em 60 municípios. 200 mil pessoas vivem diretamente de cacau e culturas agroforestais... Economia de cacau, turismo, pesca, piaçava, computadores, frutas diversas... Um PIB de 4 bilhões. O maior litoral do Brasil, com semelhanças com o Caribe e a polinésia, e história e cultura de muitos povos do mundo inteiro.
  • 4. Minha trajetória ... 1911 e 1933 – meus pais, baianos, são do início do século XX, quem sabe até do século XVIII... 1966 – meu nascimento em Valença, BA, no início do regime militar. 1990 - Formado em agronomia e com interesse em economia de meio ambiente, fui trabalhar na Amazônia... 1996 – retorno ao Sul da Bahia e à Mata Atlântica, atuando no IESB & Conservação Internacional Desde 2003 – professor e ativista do Instituto Floresta Viva: Como aliar a melhoria de vida das pessoas com a conservação da natureza no Sul da Bahia ?
  • 5. Os factos: Pesquisas diversas sobre mata atlântica e biodiversidade, economia regional, políticas públicas de reforma agrária, turismo e crédito agrícola, No meio da crise agrícola + INTENSA que se tem notícia no Brasil, nos anos noventa, ...conhecida como a Crise do Cacau, provocada pela introdução criminosa de uma doença fúngica da Amazônia, no Sul da Bahia.
  • 6. O que foi feito no Sul da Bahia: Cinco unidades de conservação nacionais de proteção integral criadas 1997, entre parques, reservas e estações ecológicas. Mais de vinte RPPNs criadas em pequenas e médias fazendas de cacau e de coco. Esforço de implementação de um Parque Estadual e uma APA na região de Itacaré, com comunidades locais, empresários, ambientalistas e governos. Constituição de um Corredor Ecológico entre Ilhéus e Itacaré, com mais de cem mil hectares. Planos diretores de municipios, inclusive uma vila – Serra Grande, a 30 Km dee Itacaré.
  • 7. Programa de Desenvolvimento do Turismo I e II 1997-1998: rodovia Ilhéus Itacaré 2007-2008: rodovia Itacaré Camamu U$ 50 milhões: BID e governo U$ 250 milhões: setor privado
  • 8. Dilema existencial Como conectar o século XX ao Século XXI ? Como conectar a realidade do meu lugar com a realidade do mundo ?
  • 9. Afinal de contas, o que é turismo ? E, de base comunitária ? E, para complicar, de gestão descentralizada ? ?
  • 10. Quanto a Base comunitária ... E com gestão descentralizada... Fica mais difícil filosofar... Mas, dá para dizer alguma coisa.
  • 11. O que é a Bahia ? Ásia e América do Sul África Europa Os velhos mundos viram um novo mundo !
  • 12. Os baianos– Povos indígenas e ex escravos quilombolas e a mistura com brancos pobres ao longo de séculos...
  • 13. De fato, A Bahia é um lugar para re encontrar o sentido da vida... Vermos que o SIMPLES é a coisa mais sofisticada que podemos vivenciar !
  • 14. Sul da Bahia geografia preciosa, que mistura culturas milenares, florestas riquíssimas e litoral impressionante...
  • 15. 456 espécies arbóreas em um único hectare, em Serra Grande, no Parque Estadual da Serra do Conduru. Cinco primatas, alguns criticamente ameaçados de extinção, como o Mico Leão da Cara Dourada. Alta diversidade em répteis, anfíbios, aves, peixes e crustáceos, corais etc. Record mundial de biodiversidade...
  • 16. Por outro lado, Itabuna, a capital comercial do Sul da Bahia, é uma das cidades mais violentas do Brasil, e Itacaré vive uma disputa entre traficantes e policiais que em geral afeta adolescentes e jovens. Nesta quinta feira, Jackson Antônio Souza Carvalho, um estudante de 15 anos, morreu assassinado pela polícia local, achando que era um traficante.
  • 17. Ferrovia oeste leste e um porto Off Shore de minério de ferro, No meio do Corredor Ecológico criado Pelo próprio estado brasileiro.
  • 18. Ou seja, ... O Sul da Bahia é um caldeirão fervente de desafios e oportunidades, do tamanho do planeta...
  • 19. Sul da Bahia: qual o caminho chave ?
  • 20. Sul da Bahia como centro de cultura e de economia criativa que conecta natureza, história, cultura, turismo e desenvolvimento.
  • 21. ESCOLA DA FLORESTA E A FORMAÇÃO DE MATEIROS E GUIAS PARA O ECOTURISMO DE BASE COMUNIITÁRIA – AVES, PÁSSAROS, RIOS, CULTURA RURAL LOCAL., ETC.
  • 22. Como sustentar uma região, Envolvendo todos os ativos e potencialidades ? O território e a economia precisa sustentar a paisagem e as novas gerações.... No caso do Sul da Bahia, Transformar o cacau fino e orgânico em chocolate de qualidade, associando-o ao desenvolvimento Cultural e turístico regional.
  • 23. Quando o turismo beneficia comunidades ... ? Quando as comunidades compõem a sua própria história... Jorge Amado e Dorival Caymmi