FI_TI-Aula-9
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,045
On Slideshare
1,470
From Embeds
575
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
28
Comments
0
Likes
0

Embeds 575

http://unipti.wordpress.com 573
http://translate.googleusercontent.com 1
https://unipti.wordpress.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Finanças emProjetos de TIProfa. Liliam SakamotoAula 9
  • 2. Assuntos da aula de hoje: Resumo das metodologias de análise de projetos de investimentos Aquisições
  • 3. Payback É o período de tempo necessário para que as entradas líquidas de caixa recuperem o valor a ser investido no projeto;Vantagens: Fácil de entender; Favorece a liquidez; Considera a incerteza de fluxos de caixa mais distantes;Desvantagens: Ignora o valor do dinheiro no tempo; Exige um período limite arbitrário; Ignora fluxos de caixa pós payback; Penaliza projetos de longo prazo.
  • 4. Payback Observações sobre decisões payback: Quando se atua em diversos países com diferentes graus de riscos, pode ser necessário estabelecer períodos de payback como forma de reduzir risco; Quando a empresa enfrenta problemas de liquidez, ela é forçada a dar prioridade a projetos cujo capital investido retorne o mais rápido possível; O payback, antes de ser um critério para classificar propostas de investimentos, é um critério para descartar projetos.
  • 5. Payback descontado: é o período de tempo necessário para recuperar o investimento inicial, considerando os fluxos de caixa descontados;Vantagens: Fácil de entender; Favorece a liquidez; Considera o valor do dinheiro no tempo; Considera a incerteza de fluxos de caixa mais distantes;Desvantagens: Exige um período limite arbitrário; Penaliza projetos de longo prazo; Ignora fluxos de caixa pós payback descontado. Observações sobre decisões payback descontado: Da mesma forma que no payback simples, a empresa precisa avaliar diferentes graus de risco de projetos; Quando se precisa de liquidez, a empresa é forçada a priorizar projetos que o capital investido retorne o mais rápido possível; O payback descontado, antes de ser critério para classificar propostas de investimentos, é um critério para descartar projetos.
  • 6. c) Valor presente líquido: é o valor presente do fluxo de caixa livre do projeto, descontado ao custo de capital da empresa;Vantagens: Leva em consideração o valor do dinheiro no tempo; Os VPLs podem ser somados; Dependem apenas do fluxo de caixa e do custo de capital;Desvantagens: Depende da determinação do custo de capital; É um conceito de mais difícil assimilação pelos empresários em relação à taxa de retorno.Observações a respeito das decisões pelo VPL: As propostas analisadas pelo VPL são quase impossíveis de ocorrerem; se ocorrerem a decisão poderá ser por aceitá-las, pois remuneram em empresa em sua exigência de retorno, e evitam a busca fora da empresa de alternativas de investimento; Existem dificuldades de natureza prática, p.ex., no ajuste do risco nos orçamentos de capital, e na mensuração dos benefícios gerados poderão dar VPL negativo, mas que poderão uma imagem positiva para a empresa
  • 7. Critérios de decisão Se VPL > 0, o projeto deverá ser aceito. Se VPL < 0, o projeto deverá ser rejeitado. Se VPL = 0, é indiferente aceitar ou rejeitar o projeto.
  • 8. e) Taxa interna de retorno – TIR: é a taxa que iguala as entradas de caixa ao valor a serinvestido no projeto;Vantagens: Relacionada de perto ao VPL, geralmente levando a decisões idênticas; Fácil de entender e transmitir;Desvantagens: Pode apresentar respostas múltiplas se os fluxos de caixa forem não convencionais; Pode conduzir a decisões incorretas nos investimentos mutuamente excludentes.Conflitos entre o VPL e a TIR: VPL método mais indicado pelos acadêmicos, já a TIR é preferida pelos executivos e empresários, porque estes analisam os investimentos em termos de taxas percentuais, como faz o mercado financeiro; Projetos independentes: os dois métodos conduzem às mesmas decisões de rejeição ou aceitação; Projetos mutuamente exclusivos: já não acontece o mesmo, pois cada método pode levar a diferentes decisões; ocorre porque as taxas de reinvestimento implícitas em cada um dos métodos, determinam forma diferentes, no caso do VPL os fluxos de caixa serão investidos pelo custo do capital, na TIR vão ser pela taxa interna de retorno; Projetos com vidas diferentes: igual ao item anterior pelos mesmos motivos.
  • 9. Taxa interna de retorno modificada – TIRm: é a taxa de desconto à qual o valor presente do custo de um projeto é igual ao valor presente de seu valor final, onde o valor final é encontrado como a soma dos valores futuros das entradas de caixa capitalizados ao custo de capital da empresa.Vantagens: Relacionada de perto ao VPL, geralmente levando a decisões idênticas; Fácil de entender e transmitir;Desvantagens: Pode conduzir a decisões incorretas em comparações de investimentos mutuamente excludentes.
  • 10. Índice de rentabilidade: mede o número de vezes que as entradas de caixa descontado cobre o investimento realizado no projeto;Vantagens: Leva em consideração o valor do dinheiro no tempo; Depende apenas dos fluxos de caixa e do custo de capital; Permite uma comparação entre entradas e saídas de caixa do projeto;Desvantagens: Depende da determinação do custo de capital. Observações sobre decisões pelo IR: As propostas de investimento de capital com IR = a 1 são quase impossíveis de ocorrerem; se ocorrerem a decisão poderá ser por aceitá-las, pois remuneram em empresa em sua exigência de retorno, e evitam a busca fora da empresa de alternativas de investimento; Existem dificuldades de natureza prática, p.ex., no ajuste do risco nos orçamentos de capital, e na mensuração dos benefícios gerados podem ter IR menor que 1, mas que poderão uma imagem positiva para a empresa
  • 11. Método Sigla Observação RestriçõesPayback PB Período de tempo em que o investimento inicial Desconsidera o período restante retornará do projetoPayback PBD Período de tempo em que o investimento inicial Desconsidera o período restantedescontad retornará; descontado o custo de capital do projetooValor VPL É o valor no presente dos valores a serem obtidos É mais correto para maximizar apresente no futuro, descontada a taxa média de atratividade riqueza do acionista, poislíquido da empresa considera o valor do dinheiro no tempo, considerando o custo de capitalÍndice de IR Mede o número de vezes que a soma de entradas É um método que conduz àsrentabilida de caixa descontadas ao custo de capital cobre o mesmas decisões do VPL, com ade investimento realizado no projeto diferença de que indica a solução em forma de um indicador de proporcionalidadeTaxa TIR È a taxa de desconto que iguala os fluxos de É menos consistente com ainterna de entrada e saída, ou a taxa que iguala o VPL a maximização da riqueza doretorno zero acionista, pode aceitar projetos com taxas altasTaxa TIRm É a taxa de desconto à qual o VP do custo de um É menos consistente com ainterna de projeto é igual ao VP de seu valor final, onde o maximização da riqueza doretorno valo final é encontrado como a soma dos valores acionista, pode aceitar projetosmodificada futuros das entradas de caixa, capitalizados ai com taxas altas. custo de capital da empresa
  • 12. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Aquisições• A área de conhecimento das Aquisições corresponde ao capitulo 12 do PMBOK e seus processos
  • 13. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Aquisições• Conceitos que serão apresentados: • Gerenciamento de aquisições • Processos de aquisições • Planejar as aquisições • Realizar aquisições • Administrar aquisições • Encerrar aquisições
  • 14. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Gerenciamento das Aquisições• Inclui processos relacionados a compras de bens e serviços, relacionando-se com contratados e fornecedores externos ao time do projeto;• A contratação de recursos humanos é feita nos processos da área de Recursos Humanos, enquanto que a contratação de serviços, de um consultor especializado (serviço de consultoria) é feita por meio de processo de aquisições.
  • 15. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Gerenciamento das Aquisições• Inclui processos de gerenciamento de contratos e controle de mudanças que são necessários para desenvolver e administrar contratos ou pedidos de compra emitidos por membros autorizados da equipe do projeto;• Abrange também a administração de todos os contratos emitidos por uma organização externa (comprador) que está adquirindo o projeto da organização executora (fornecedor) e a administração das obrigações contratuais atribuídas à equipe do projeto pelo contrato.
  • 16. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Gerenciamento das Aquisições• Os processos de gerenciamento das aquisições do projeto envolvem contratos, que são documentos legais entre um comprador e um vendedor;• Contrato é um acordo mútuo que gera obrigações entre as partes e que obriga o fornecedor a oferecer os produtos, serviços ou resultados especificados e obriga o comprador a fornecer uma contraprestação monetária ou de outro tipo;• O acordo pode ser simples ou complexo, conforme a complexidade das entregas e do esforço necessário.
  • 17. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Gerenciamento das Aquisições• Um contrato de aquisição inclui termos e condições e pode incorporar outros itens especificados pelo comprador para estabelecer o que o fornecedor deve realizar ou fornecer;• É responsabilidade da equipe de gerenciamento do projeto assegurar que todas as aquisições atendam às necessidades específicas do projeto e, que ao mesmo tempo, cumpram as políticas de aquisições da organização;• A equipe de gerencimento do projeto deve buscar especialistas em disciplinas técnicas, jurídicas e de compras para apoiar no trabalho de aquisições.
  • 18. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Gerenciamento das Aquisições• Embora todos os documentos do projeto estejam sujeitos a algum tipo de revisão e aprovação, a natureza de obrigação legal do contrato geralmente significa que ele será submetido a um processo de aprovação mais abrangente, de modo a garantir que as disposições descrevam os produtos, serviços ou resultados com a finalidade de atender as necessidades do projeto;• As diversas atividades envolvidas nos processos de gerenciamento das aquisições compõem o ciclo de vida do contrato.
  • 19. Finanças em Projetos de TI- Aula 9Gerenciamento das Aquisições• Compõem o ciclo de vida do contrato e uma redação cuidadosa, aprovação e revisão, dos termos e condições das aquisições permitem que alguns erros identificáveis sejam evitados, mitigados ou transferidos para um fornecedor (compartilhar ou alocar gerenciamento de riscos potenciais);• Um projeto complexo pode envolver múltiplos contratos e subcontratos.
  • 20. Finanças em Projetos de TI- Aula 9 Gerenciamento das Aquisições• Aquisição pode envolver não somente materiais, mercadorias e produtos comuns, mas em geral o fornecedor também irá gerenciar o trabalho como um projeto: • O comprador torna-se cliente e é uma parte interessada no projeto do fornecedor; • A equipe de gerenciamento de projetos do fornecedor está envolvida em todos os processos de gerenciamento de projetos e não somente com aqueles relativos a aquisições; • Os termos e as condições do contrato se tornam as entradas principais para muitos dos processos de gerenciamento do fornecedor, uma vez que o contrato pode descrever entregas, marcos, objetivos, restrições e outros aspectos que servem de entrada ao projeto do fornecedor.
  • 21. Finanças em Projetos de TI- Aula 9 Gerenciamento das Aquisições• Pressupõe-se que será desenvolvida e mantida uma relação formal, contratual, entre comprador e fornecedor.• Os processos que compõem essa área do conhecimento estão sumarizados abaixo:
  • 22. Contratos de preço fixo FFP- Firm fixed Price – contrato com preço fixo ou preço global (irreajustável); FPIF – Fixed Price Incentive Fee (Preço fixo , com incentivo) : neste caso o vendedor recebe um incentivo financeiro para atingir determinadas metas, normalmente de redução de custos.Obviamente, o comprador passa assumir o risco de gastar mais do que no tipo FFP. É comum que seja estabelecido um valor percentual entre o comprador e o vendedor para dividir a diferença entre o custo estimado no início do contrato e o que for efetivamente apurado ao final.
  • 23. Contratos de preço fixo Exemplo: FPIF – Fixed Price Incentive Fee (Preço fixo , com incentivo) : Supondo um contrato de FPIF em que uma determinada máquina tem preço de compra de 5.000, um custo operacional de 400/mês, e pode ser alugada por 1.000/mês, qual a melhor opção para uma utilização prevista de um ano? A comparação é: (preço +custo operacional x meses) versus ( aluguel x meses) No caso, temos: 5000 + 400*12=9.800, e do outro lado 1000 * 12= 12.000; logo , a opção mais lógica seria pela compra do equipamento.
  • 24. Exercícios:1. Supondo um contrato de FPIF em que uma determinada máquina tem preço de compra de 8.000, um custo operacional de 300/mês, e pode ser alugada por 1.400/mês, qual a melhor opção para uma utilização prevista de um ano?2. Supondo um contrato de FPIF em que uma determinada máquina tem preço de compra de 9.000, um custo operacional de 250/mês, e pode ser alugada por 900/mês, qual a melhor opção para uma utilização prevista de um ano?3. Supondo um contrato de FPIF em que uma determinada máquina tem preço de compra de 15.000, um custo operacional de 500/mês, e pode ser alugada por 2 .000/mês, qual a melhor opção para uma utilização prevista de um ano?4. Supondo um contrato de FPIF em que uma determinada máquina tem preço de compra de 18.000, um custo operacional de 800/mês, e pode ser alugada por 3.000/mês, qual a melhor opção para uma utilização prevista de um ano?