Tecido epitelial

  • 26,702 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
26,702
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
378
Comments
2
Likes
10

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Tecido epitelial Histologia Tecido epitelial1 Introdução2 Epitélio de revestimento A – Classificação B – Exemplos de epitélios de revestimento3 Epitélio glandular A - Glândula exócrina B – Glândula Endócrina1 - Introdução Os animais, como as plantas, são seres multicelulares, o que significa seremformados por muitas células. Não são simplesmente colônias ou agregados de célulassemelhantes, mas são compostos por diferentes tipos de células, cada uma comtamanho, estrutura e função características. Ser multicelular significa apresentardiferenças no tamanho e diversidade na forma. Quando as células se especializam, osorganismos podem se tornar altamente eficientes para realizarem uma grande variedadede atividades. Assim, na maioria dos animais as células são organizadas em tecidos. Tecido: Consiste de células semelhantes associadas intimamente, adaptadas parafunções específicas. Os tecidos são constituídos por células, substâncias intercelulares elíquido intercidual. O conjunto das células com características morfológicas e funcionais especiaisformam os quatro tipos fundamentais de tecido: epitelial, conjuntivo, nervoso emuscular. Estes quatro tipos de tecidos não existem isoladamente, mas juntam-se unsaos outros em proporções variáveis para formar os diferentes órgãos e sistemas doorganismo animal.Nathalia Fuga – CHE Página 1
  • 2. Tecido epitelial Tecido epitelial Os epitélios constituem um grupo distinto de tecidos que recobrem toda a superfície corporal, cavidades e tubos, funcionando como interface entre os compartimentos biológicos. Suas características são: Ausência de substância intercelular Presença da Membrana Basal: Todos os epitélios são mantidos por uma membrana basal de espessura variável. Estas separam os epitélios dos tecidos conjuntivos subjacentes. Avascularização: A nutrição depende da difusão de oxigênio e de metabólitos a partir dos tecidos subjacentes. Polaridade celular: a distribuição de organelas nas células obedece a uma polaridade. Renovação constante pela atividade mitótica contínua das células Presença de Funções Celulares Especializadas -Junções tipo GAP ou de união. -Complexo juncional: característica dos epitélios simples. Formados por zônulas de adesão, zônulas de oclusão e desmossomos. Os epitélios que participam das funçõesde proteção e absorção são os epitélios derevestimento. Aqueles que têm funçõessecretoras estão geralmente dispostos emestruturas denominadas glândulas. 2 - Histofisiologia dos Epitélios de Revestimento: São células justapostas, organizando uma ou mais camadas de revestimento contínuo, seja da superfície externa, como na epiderme, ou de superfície interna como no tubo digestivo. A - Classificação dos Epitélios de Revestimento: Os epitélios são classificados de acordo com três características morfológicas: Nathalia Fuga – CHE Página 2
  • 3. Tecido epitelial 1 - Número de camadas celulares: uma única camada de células epiteliaiscaracterizam um epitélio simples, enquanto os epitélios compostos de mais de umacamada são denominados epitélios estratificados. 2 - Forma das células: quando observadas em cortes obtidos perpendicularmenteà superfície epitelial. A forma varia desde achatadas até cilíndricas altas. Nos epitéliosestratificados a forma da camada das células mais externas determina a classificação. Oslimites celulares são geralmente de difícil distinção mas a forma das células epiteliais sereflete geralmente na forma de seu núcleo. 3 - Presença de especializações na superfície celular: estruturas desenvolvidaspor células epiteliais relacionadas com a função específica destes epitélios; estasestruturas aumentam a superfície e/ou se movimentam. - Vilosidades: Prolongamentos digitiformes, em grande número por células. Estão presentes, por exemplo, no epitélio intestinal. - Cílios: Estruturas móveis que se projetam em feixes paralelos a partir do ápice de algumas células epiteliais superficiais. B - Exemplos de Epitélios de Revestimento: a. Epitélio Simples: são definidos como epitélios superficiais constituídos deuma única camada de células. São quase sempre encontrados em superfícies absorventesou secretoras e fornecem pequena proteção contra abrasão mecânica. As células quecompreendem os epitélios simples variam na forma, desde achatadas até cilíndricasaltas, e disto depende sua função. Os epitélios simples podem apresentarmicrovilosidades e cílios, que facilitam suas funções superficiais específicas. - Epitélio Pavimentoso Simples: composto por células achatadas, de forma irregular,que constituem uma superfície contínua, geralmente comparada a um pavimento.Encontrado revestindo superfícies envolvidas no transporte passivo de gases e líquidoscomo a superfície pulmonar (pleura), os capilares sanguíneos (endotélio), o coração(pericárdio) e as vísceras (peritôneo).- Epitélio Cúbico Simples: num corte perpendicular à membrana basal, as célulasepiteliais parecem quadradas. Geralmente reveste ductos e túbulos que podem terfunção excretora, secretora ou absorvente, como os túbulos coletores do rim, glândulassalivares e pâncreas. - Epitélio Cilíndrico (ou Prismático) Simples: é formado por células altas com núcleoselípticos, alongados, podendo se localizar na base, no centro e ocasionalmente no ápicedo citoplasma. É encontrado geralmente em superfícies intensamente absorventes, comoo intestino delgado e superfícies secretoras, como o esôfago- Epitélio Cilíndrico (ou Prismático) Ciliado: Células cilíndricas que apresentam cílios,presentes no aparelho genital feminino.- Epitélio Cilíndrico ou Prismático Pseudo-Estratificado Ciliado: Células cilíndricasaltas, também ciliadas. O termo pseudo-estratificado se deve a aparência de que existemais de uma camada de células, quando observado em cortes. Entretanto, é um epitélioNathalia Fuga – CHE Página 3
  • 4. Tecido epitelialsimples porque todas as células repousam sobre a membrana basal. Estão presentes nasvias aéreas, traquéia e brônquios, dos mamíferos. b. Epitélios Estratificados: Contém mais de uma camada de células, temprincipalmente função protetora e o grau e a natureza da estratificação se relacionamcom os tipos de desgastes físicos aos quais a superfície se expõe. A classificação dosepitélios estratificados geralmente se refere à estrutura das células da camadasuperficial. - Epitélio Pavimentoso Estratificado: Este epitélio constitui o revestimento dacavidade oral, faringe, esôfago, canal anal e vagina, lugares sujeitos à abrasão mecânicamoderada e mantidos úmidos por secreções glandulares locais. - Epitélio Pavimentoso Estratificado Queratinizado: Constitui a superfície epitelial dapele e está adaptado à abrasão e dessecação constantes. - Epitélio Cúbico Estratificado: É delgado, consistindo somente de 2 ou 3 camadas decélulas cúbicas ou cilíndricas. Presente no revestimento de canais excretores deglândulas exócrinas, como as glândulas salivares, o pâncreas e as glândulas sudoríparas. - Epitélio de Transição: Epitélio estratificado quase que unicamente presente nas viasurinárias de mamíferos. É especializado para sofrer distensões e a resistir à toxidez daurina. No órgão distendido o epitélio de transição aparece com uma ou três camadascelulares, como no epitélio cúbico estratificado; no órgão vazio parece ter quatro oucinco camadas, como no epitélio pavimentoso estratificado. - Epitélio Cilíndrico (ou Prismático) Estratificado: contém várias camadas de célulascilíndricas, encontra-se revestindo a conjuntiva do olho e sua função é de proteção. c. Membranas Mucosas: Nome geralmente atribuído ao epitélio derevestimento mais tecido conjuntivo que reveste cavidades úmidas da boca, fossasnasais, ânus, tubo digestivo, vias respiratórias e genitais. Sempre se apresentam com asuperfície úmida. Pode ser formada de epitélio simples ou estratificado. Revestemcavidades que se comunicam com o meio exterior. d. Membranas Serosas e Células Serosas: São geralmente formadas porepitélio pavimentoso simples. Revestem as cavidades gerais do corpo como coração(pericárdio), pulmão (pleura), tubo gastrintestinal (peritôneo). As células serosas têmNathalia Fuga – CHE Página 4
  • 5. Tecido epitelialcomo exemplo típico a célula pancreática e a célula caliciforme. O termo seroso provêmdo fato de o produto de secreção destas células ser um fluido claro, pouco viscoso e ricoem proteínas. e. Neuroepitélios: Os neuroepitélios são formados por células epiteliais comfunção sensorial, encontrados na região mais externa dos órgãos dos sentidos: audição,olfação e gustação.3- Epitélios Glandulares: O epitélio que participa principalmente da secreção está geralmente disposto emestruturas denominadas glândulas. A classificação das glândulas é realizada segundo a liberação do produto desecreção. Algumas mantêm continuidade com a superfície epitelial, através de um canal,são denominadas glândulas exócrinas esecretam para a superfície livre. Emalguns casos, o canal degenera durante odesenvolvimento e deixa ilhas de tecidoepitelial secretor profundamente isoladasdentro de outro tecido, são as glândulasendócrinas. Estas secretam diretamentena corrente sanguínea e suas secreções sãoconhecidas como hormônios; além disso,algumas glândulas endócrinasdesenvolvem-se pela migração de célulasepiteliais para o interior dos tecidos conjuntivos, sem a formação de canal. A - Glândulas Exócrinas: Ou glândulas de secreção externa, são aquelas que possuem ductos queconduzem o produto de secreção para a superfície do corpo ou para a luz de órgãos.Nestas glândulas se distinguem 2 partes: - uma porção secretora: células responsáveis pela secreção e/ou síntese doproduto de secreção; - ductos glandulares ou excretores: são canais por onde a secreção é eliminada.Nathalia Fuga – CHE Página 5
  • 6. Tecido epitelial Com base na morfologia da porção secretora as glândulas exócrinas, podem serdivididas em: - Tubulosas ou Tubular: a porção secretora assume a forma de tubo; - Acinosas ou Alveolares: a porção secretora assume a forma de um cacho deuvas; - Composta túbulo-acinosa: quando se encontram na mesma glândula porçõessecretoras tubulosas e acinosas.Quanto à eliminação da secreção pela glândula, esta pode ser classificada em: - Merócrina: quando a secreção é eliminada sem perda do citoplasma. -Apócrina: quando a secreção eliminada contém produto de secreção mais partedo citoplasma das células secretoras. Exemplo: glândulas mamárias. -Holócrina: quando a secreção eliminada é constituída pelas próprias célulassecretoras, cujo acúmulo de secreção determina sua morte. Exemplo: glândula sebácea. B - Glândulas Endócrinas: Consistem em aglomerados ou cordões de células secretoras envoltos por redede capilares sanguíneos. As glândulas endócrinas são classificadas como: - Glândula tipo cordonal: células se arranjam em fileiras ou cordões maciçosanastomosados e separados por capilares sanguíneos. Exemplos: adrenal, paratireóide,ilhotas de Langerhans, hipófise. - Glândula tipo vesicular ou folicular: células agregadas formando vesícula oufolículos de uma única camada de células. O pólo apical das células está voltado para ointerior do folículo e o pólo basal está relacionado com os capilares sanguíneos quebanham o folículo. Exemplo: tireóide.Nathalia Fuga – CHE Página 6