LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD
3º TRIMESTRE DE 2013
Lição 7
18 de agosto de 2013
A Atualidade dos Conselhos Paulinos
Prof. Ms. Nat...
ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS
REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS
ENDEREÇOS ABAIXO:
www.redemaoamiga.com.br
www.natalin...
OBJETIVOS PROPOSTOS*
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
1. Dissertar a respeito da alegria do Senhor.*
2. Explic...
INTRODUÇÃO
• Paulo continua reforçando a necessidade da alegria da
salvação, mesmo diante das adversidades.
• Rejeita a at...
I. A ALEGRIA DO SENHOR
I. A ALEGRIA DO SENHOR
1. Regozijo espiritual:
• O apóstolo ensina que a alegria do Senhor é a força
que nos faz superar t...
I. A ALEGRIA DO SENHOR
2. Exortação ao regozijo em meio às preocupações:
• Paulo percebeu que, em virtude do sofrimento, o...
Sinopse do tópico
“A alegria do Senhor, a que Paulo se refere, se
manifesta em meio às preocupações e as aflições
da vida....
II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS
(3.2-4)
II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.1-4)
1. "Guardai-vos dos cães":
• Forte ruptura na parte b do v. 1 – muda...
II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4)
2. "Guardai-vos dos maus obreiros":
• A orientação era para se resgu...
II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4)
“O que vale, não é o que a gente já conseguiu ser ou ter,
e sim vive...
II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4)
3. "Guardai-vos da circuncisão":
• A circuncisão era considerado um ...
Sinopse do tópico
“Guardai-vos dos cães", "guardai-vos dos maus
obreiros", "guardai-vos da circuncisão"; são
advertências ...
III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ (3:3-7)(3.3)
III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ
1. A circuncisão no Antigo Testamento:
• Um ritual, um sinal físico de que a pessoa p...
III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ
2. A verdadeira circuncisão é espiritual:
• A circuncisão do cristão é espiritual e i...
III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ
2. A verdadeira circuncisão é espiritual:
• Paulo deixou a religiosidade para servir ...
II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4)
“A verdadeira circuncisão consiste em realizar o
verdadeiro serviço ...
Sinopse do tópico
“A verdadeira circuncisão não confia na carne nem
deixa marcas físicas, pois ela é gerada pelo
Espírito....
CONSIDERAÇÕES FINAIS)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Nesta lição aprendemos que:
1. Mesmo diante das dificuldades, como salvos, devemos
ter a alegria da s...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário
Bíblico Pentecostal: Novo Testamento....
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis
– RJ, VOZES/SINODAL, 1992.
LIÇÕES...
IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de
Deus de São José dos Pinhais
www.adsaojosedospinhais.com.br
www.redemaoamiga.com...
ANEXOS:
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD

4,441

Published on

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves - Programa IEADSJP_EBDTV
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana
Co-Pastor da Sede: Josué Barros Abreu
Sup. EBD-Sede: Ev. Ismael Nascimento de Oliveira

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,441
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
103
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "2013_3 tri_lição 7 - A Atualidade dos Conselhos Paulinos_Lições bíblicas CPAD"

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD 3º TRIMESTRE DE 2013 Lição 7 18 de agosto de 2013 A Atualidade dos Conselhos Paulinos Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS ENDEREÇOS ABAIXO: www.redemaoamiga.com.br www.natalinodasneves.blogspot.com.br SUGESTÃO: 1) Assista o vídeo; 2) Baixe este arquivo; 3) Assista novamente o vídeo, acompanhando com este arquivo de slides.
  3. 3. LEITURA BÍBLICA – Filipenses 3:1-10 1 - Resta, irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor. Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós. 2 - Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão! 3 - Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus no Espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne. 4 - Ainda que também podia confiar na carne; se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu: 5 - circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu, 6 - segundo o zelo, perseguidor da igreja; segundo a justiça que há na lei, irrepreensível. 7 - Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. 8 - E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo 9 - e seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus, pela fé; 10 - para conhecê-lo, e a virtude da sua ressurreição, e a comunicação de suas aflições, sendo feito conforme a sua morte;
  4. 4. REFERÊNCIA TEXTO/TEMA Texto áureo (Lições bíblicas do professor, p. 43) "Resta, irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor" (Fp 3.1a). Verdade prática (Lições bíblicas do professor, p. 43) Para quem ama a Deus o mais importante é ter um coração renovado pela ação do Espírito Santo.
  5. 5. OBJETIVOS PROPOSTOS* Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: 1. Dissertar a respeito da alegria do Senhor.* 2. Explicar a tríplice advertência de Paulo contra os inimigos da fé.* 3. Compreender o significado da verdadeira circuncisão cristã.* 4. Aplicar na sua prática diária o conteúdo aprendido. * Objetivos propostos na revista Lições Bíblicas da CPAD.
  6. 6. INTRODUÇÃO • Paulo continua reforçando a necessidade da alegria da salvação, mesmo diante das adversidades. • Rejeita a atitude dos cristãos judaizantes, que aproveitavam sua ausência para contestar sua mensagem. • Inverte a posição dada pelos próprios judeus, chamando os de “cães”, como aqueles que “são de fora”. • Critica o ritualismo como meio de salvação.
  7. 7. I. A ALEGRIA DO SENHOR
  8. 8. I. A ALEGRIA DO SENHOR 1. Regozijo espiritual: • O apóstolo ensina que a alegria do Senhor é a força que nos faz superar toda e qualquer adversidade. • Paulo dava exemplo, demonstrando alegria ainda que estivesse preso e sofrendo pelo evangelho. • A alegria como fruto do Espírito.
  9. 9. I. A ALEGRIA DO SENHOR 2. Exortação ao regozijo em meio às preocupações: • Paulo percebeu que, em virtude do sofrimento, os irmãos de Filipos poderiam ser tomados pelo desânimo. • Deus é o nosso conforto. Nele podemos confiar e regozijar-nos sempre (1 Ts 5.16). • O Brasil é conhecido por ser o “país do carnaval e da alegria” – camuflagem da real situação. • A alegria cristã é um poderoso imã que atrai as pessoas a Jesus Cristo (WEINGÄRTNER, 1992, p. 72)
  10. 10. Sinopse do tópico “A alegria do Senhor, a que Paulo se refere, se manifesta em meio às preocupações e as aflições da vida.” (L.B.*, p. 46) * L.B. = Lições Bíblicas, edição do professor.
  11. 11. II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4)
  12. 12. II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.1-4) 1. "Guardai-vos dos cães": • Forte ruptura na parte b do v. 1 – mudança de tom – lembra 2 Co e Gl – Carta 3: outra circunstância? • Paulo chama os judaizantes de “cães”. • O nome de cão era um insulto que os judeus dirigiam aos gentios (impuros) – judaizantes = falso Israel. • Os judaizantes tentavam impor um fardo legalista que nem eles conseguiam suportar (Gl 2:14). • Influência sobre os novos convertidos.
  13. 13. II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4) 2. "Guardai-vos dos maus obreiros": • A orientação era para se resguardar dos “cães” e maus obreiros – nomes diferentes, mesmos destinatários. • Se vangloriavam da sua raça, da sua Lei e da sua religião – coisas deles e não de Deus! • Eles afirmavam que para que os gentios se tornassem cristãos deveriam seguir a lei mosaica e as tradições judaicas. • Divergiam do que foi decidido no Concílio de Jerusalém (alimento oferecido à ídolos, carne com sangue/sufocada e imoralidade sexual).
  14. 14. II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4) “O que vale, não é o que a gente já conseguiu ser ou ter, e sim viver sempre na espera e na dependência de Deus. Não contabilizar o passado, mas viver orientado para o futuro.” (COMBLIN, 1992, p. 49)
  15. 15. II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4) 3. "Guardai-vos da circuncisão": • A circuncisão era considerado um sinal de pertença ao povo de Deus. • Sinal de salvação X sinal de condenação. • Paulo ensina que a verdadeira circuncisão é aquela operada no coração. • Perigo da idolatria ao ritualismo.
  16. 16. Sinopse do tópico “Guardai-vos dos cães", "guardai-vos dos maus obreiros", "guardai-vos da circuncisão"; são advertências paulinas a que a igreja se cuidasse com os judaizantes.” (L.B.*, p. 47) * L.B. = Lições Bíblicas, edição do professor.
  17. 17. III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ (3:3-7)(3.3)
  18. 18. III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ 1. A circuncisão no Antigo Testamento: • Um ritual, um sinal físico de que a pessoa pertencia ao povo com o qual Deus fez um pacto. • Considerado pelos judeus como um sinal de obediência a Deus (Gn 17.11; At 7.8). • Paulo combate os judaizantes porque ele os entende muito bem, pois cultivou todos os valores dos fariseus, que o levou a ser um perseguidor do cristianismo (At 9:4s; 22:4-8; 1 Co 15:9; Gl 1:22-23). • O ritualismo não produz salvação.
  19. 19. III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ 2. A verdadeira circuncisão é espiritual: • A circuncisão do cristão é espiritual e interior, operada pelo Espírito Santo, no coração, mediante a fé em Jesus Cristo (Rm 4:9-11). • A verdadeira circuncisão ocorre "no despojo do corpo da carne" (Cl 2:11,12). • É uma circuncisão do coração (Rm 2:29), que faz do ser humano uma nova criatura (2 co 5:17). • Paulo comenta seu exemplo de ignorância sobre a verdadeira circuncisão (3:3-7).
  20. 20. III. A VERDADEIRA CIRCUNCISÃO CRISTÃ 2. A verdadeira circuncisão é espiritual: • Paulo deixou a religiosidade para servir a Cristo. Rejeitou a “superioridade” e buscou a “inferioridade”. • Ser achado em Cristo é possuir a verdadeira justiça, que é contrária à justiça dos fariseus. • O conhecimento de Cristo chega à sua plenitude na ressurreição: participação na morte e ressurreição de Jesus. • Cruz + ressurreição = único evento salvífico indivisível.
  21. 21. II. A TRÍPLICE ADVERTÊNCIA CONTRA OS INIMIGOS (3.2-4) “A verdadeira circuncisão consiste em realizar o verdadeiro serviço a Deus, a verdadeira religião que é a religião vivida e agida pelo Espírito (Rm 2:27s; 4:11s; Cl 2:11; Gl 6:12s). A antiga circuncisão pertence à carne” (COMBLIN, 1992, p. 51)
  22. 22. Sinopse do tópico “A verdadeira circuncisão não confia na carne nem deixa marcas físicas, pois ela é gerada pelo Espírito.” (L.B.*, p. 48) * L.B. = Lições Bíblicas, edição do professor.
  23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS)
  24. 24. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição aprendemos que: 1. Mesmo diante das dificuldades, como salvos, devemos ter a alegria da salvação constantemente. 2. O ritualismo e a exterioridade não é sinônimo de salvação, mas pelo contrário. 3. Devemos ter o coração circuncidado para participarmos da morte e ressurreição de Cristo. 4. Os conselhos de Paulo são perfeitamente aplicáveis para os dias atuais.
  25. 25. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal: Novo Testamento. 4ª edição. Vol. 2. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. BOIYD, Frank M. Comentário Bíblico: Gálatas, Filipenses, 1 e 2 Tessalonicenses e Hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 1996. CABRAL, Elienai. FILIPENSES: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. CALVINO, João. Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses. São José dos Campos – SP: Editora Fiel, 2010.
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis – RJ, VOZES/SINODAL, 1992. LIÇÕES BÍBLICAS. Filipenses: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. 3º trimestre de 2013. Edição do professor. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. WEINGÄRTNER, Lindolfo. A Carta de Paulo aos Filipenses. Curitiba e Belo Horizonte: Editora Encontrão e Missão Editora, 1992.
  27. 27. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Co-pastor da sede: Josué Barros Abreu Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589
  28. 28. ANEXOS:

×