Verminoses em Caprinos e Ovinos

22,830 views
22,394 views

Published on

Principais agentes, ciclos da enfermidade, como proceder no controle e tratamento.

Verminoses em Caprinos e Ovinos

  1. 1. Verminoses em Caprinos e Ovinos Principais problemas e Importância econômica Universidade Federal de Goiás Escola de Veterinária Departamento de Produção Animal Disciplina de Zootecnia I Alunas: Luciana G. Ábrego Mariana M. G. Machado Natália M. F. Borges Prof.: Miguel Joaquim Dias
  2. 2. Introdução <ul><li>Helmintos </li></ul><ul><li>Alta mortalidade </li></ul><ul><li>Prejuízos </li></ul><ul><li>“As verminoses causam mais prejuízos do que todas as outras enfermidades juntas” </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>Gastroenterite parasitária </li></ul><ul><li>Estágio de vida livre no pasto </li></ul><ul><li>Período parasitário no TGI de ovinos e caprinos </li></ul><ul><li>Condições climáticas </li></ul>
  4. 4. Etiologia <ul><li>Haemonchus </li></ul><ul><li>Oesophagostomun </li></ul><ul><li>Ostertagia </li></ul><ul><li>Trichostrongylus axei </li></ul><ul><li>Neoascaris </li></ul><ul><li>Cooperia </li></ul><ul><li>Trichuris </li></ul><ul><li>Strongyloides </li></ul><ul><li>Bunostomun </li></ul><ul><li>Oestrus ovis </li></ul>
  5. 5. Ciclo de Vida Fonte: http://cal.vet.upenn.edu/parasitc/haemonc/
  6. 6. Epidemiologia <ul><li>Ambiente (Clima, localização geográfica, solos, pastagens) </li></ul><ul><li>Parasito (Oviposição, resistência, evasão da resposta imune, patogenicidade) </li></ul><ul><li>Hospedeiro (Idade, sexo, estado fisiológico, imune, hábitos alimentares) </li></ul>
  7. 7. Diagnóstico <ul><li>Quantitativo </li></ul><ul><ul><li>OPG </li></ul></ul><ul><li>Qualitativo </li></ul>
  8. 8. Controle <ul><li>Vermifugar (controle estratégico) </li></ul><ul><ul><li>Anti-helmínticos: Ivermectin, albendazol, levamisol, fenbendazol, oxfendazol, etc. </li></ul></ul><ul><li>Intervalos de tempo constantes </li></ul><ul><li>Intercalar princípios ativos do mercado </li></ul><ul><li>Manejo das pastagens (mudanças de piquetes) </li></ul>
  9. 9. Controle <ul><li>Principais medidas: </li></ul><ul><ul><li>Limpeza das instalações diariamente </li></ul></ul><ul><ul><li>Desinfecção </li></ul></ul><ul><ul><li>Remoção das fezes </li></ul></ul><ul><ul><li>Vermifugar rebanho ao trocar de área </li></ul></ul><ul><ul><li>Rotação de pastagens. </li></ul></ul><ul><ul><li>Controle da superlotação nas pastagens. </li></ul></ul><ul><ul><li>Incorporação ao rebanho de animais adquiridos em outros locais, somente após a sua vermifugação. </li></ul></ul>
  10. 10. Controle estratégico <ul><li>Recomenda –se 5 vermifugações por ano </li></ul><ul><ul><li>3 no período seco </li></ul></ul><ul><ul><li>2 no período chuvoso </li></ul></ul><ul><li>Vermifugar na seca </li></ul><ul><ul><li>Reduz a infecção no animal </li></ul></ul><ul><ul><li>Evita que o mesmo fique com uma carga muito grande de vermes na época das chuvas. </li></ul></ul>
  11. 11. Anti-helmínticos <ul><li>Principais anti-helmínticos utilizados no controle da verminose: </li></ul>
  12. 12. Importância Econômica Crescimento Custos com medicação Produção: carne, leite e lã Infecções secundárias Morbidade e Mortalidade
  13. 13. Conclusão <ul><li>Estar atento ao manejo correto no controle das verminoses, objetivando evitar perdas na produção. </li></ul>
  14. 14. Obrigado.

×