Escolha da obra e artista: - Relação da obra com conteúdos de disciplinas em curso como  O Corpo na Dança  ou  Arte e Psic...
-  Antony Gormley -
Relação do Corpo com o indivíduo  Cheio / Vazio Consciência / Inconsciência
O corpo é a linguagem antes da linguagem
Estou interessado no corpo porque é o lugar  onde as emoções são directamente registadas
-  BODIES IN SPACE III -
-  CAPACITOR   -
-  DOMAIN XV   -
-  DOMAIN XVI   -
-  FOREIGN BODY I   -
-  TRAJECTORY FIELD I   -
-  FOREIGN BODY III   -
-  QUANTUM CLOUD XXXV   -
-  ONE AND OTHER   -
O meu corpo é a minha experiência mais próxima da matéria  (…) consigo manipula-la tanto de dentro como de fora
Relação do Corpo com o colectivo  Solidão / Multidão Tolerância / Desespero
O corpo permite perder-se a si próprio no caos (…),  e não podemos ter a certeza se é no corpo a sua condensação da energi...
-  MIND-BODY  -
Quero que o trabalho funcione como veículo. Para mim, a escultura utiliza o sentido físico para falar com o espírito, (…) ...
-  LEARNING TO THINK  -
Em escultura, o objecto visível não é a ilusão mas o material e, na escultura, o que me importa é a materialidade  que se ...
-  OBJECT -
-  OBJECT -
Os movimentos implícitos nas esculturas são perdidos  numa consciência interna do corpo.  O que tem em comum estes trabalh...
-  TOTAL STRANGERS   -
-  TOTAL STRANGERS   -
-  TOTAL STRANGERS   -
-  TOTAL STRANGERS   -
-  ONE AND OTHER   -
-  TOTAL STRANGERS   -
-  TOTAL STRANGERS   -
-  TOTAL STRANGERS   -
Relação do Corpo com o espaço que o rodeia Natureza / Humanidade Espiritual / Real
-  POST   -
-  STAND -
-  ANGEL OF THE NORTH   -
-  ANGEL OF THE NORTH   -
-  ANGEL OF THE NORTH   -
A ideia é dotar as peças de traços do corpo  e da sua passagem pela vida, estabelecendo assim,  uma relação directa com o ...
-  A VIEW - A PLACE -
-  HOLD   -
-  THREE CALLS - PASS, CAST AND PLUMB  -
-  ANOTHER PLACE -
-  LAND, SEA AND AIR II -
-  ANOTHER PLACE -
-  ANOTHER PLACE -
-  ANOTHER PLACE -
-  ANOTHER PLACE -
-  ANOTHER PLACE -
-  ANOTHER PLACE -
-  HAVMANN -
O verdadeiro lugar da escultura é na imaginação do espectador
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Trab. Arte & Psicanálise - Pós-Graduação Artes e Programação Cultural

2,146

Published on

Pedro Nascimento
Pós-Graduação Artes e Programação Cultural

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,146
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
10
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Trab. Arte & Psicanálise - Pós-Graduação Artes e Programação Cultural"

  1. 1. Escolha da obra e artista: - Relação da obra com conteúdos de disciplinas em curso como O Corpo na Dança ou Arte e Psicanálise - Relação pessoal de contemplação da obra - Carácter provocador e paradigmático da obra
  2. 2. - Antony Gormley -
  3. 3. Relação do Corpo com o indivíduo Cheio / Vazio Consciência / Inconsciência
  4. 4. O corpo é a linguagem antes da linguagem
  5. 5. Estou interessado no corpo porque é o lugar onde as emoções são directamente registadas
  6. 6. - BODIES IN SPACE III -
  7. 7. - CAPACITOR -
  8. 8. - DOMAIN XV -
  9. 9. - DOMAIN XVI -
  10. 10. - FOREIGN BODY I -
  11. 11. - TRAJECTORY FIELD I -
  12. 12. - FOREIGN BODY III -
  13. 13. - QUANTUM CLOUD XXXV -
  14. 14. - ONE AND OTHER -
  15. 15. O meu corpo é a minha experiência mais próxima da matéria (…) consigo manipula-la tanto de dentro como de fora
  16. 16. Relação do Corpo com o colectivo Solidão / Multidão Tolerância / Desespero
  17. 17. O corpo permite perder-se a si próprio no caos (…), e não podemos ter a certeza se é no corpo a sua condensação da energia ou se a energia é uma emanação do corpo
  18. 18. - MIND-BODY -
  19. 19. Quero que o trabalho funcione como veículo. Para mim, a escultura utiliza o sentido físico para falar com o espírito, (…) uma luz para se referir à escuridão, um sentido visual para se referir a coisas que não podem ser vistas
  20. 20. - LEARNING TO THINK -
  21. 21. Em escultura, o objecto visível não é a ilusão mas o material e, na escultura, o que me importa é a materialidade que se torna uma forma de pensamento. Mas o pensamento não trata a separação da mente do corpo, mas a reafirmação da sua mais profunda conexão
  22. 22. - OBJECT -
  23. 23. - OBJECT -
  24. 24. Os movimentos implícitos nas esculturas são perdidos numa consciência interna do corpo. O que tem em comum estes trabalhos é a consciência do corpo interna e subjectiva, projectada para uma relatividade passiva do corpo masculino, (…) que leva a uma reconciliação da divisão mente / corpo
  25. 25. - TOTAL STRANGERS -
  26. 26. - TOTAL STRANGERS -
  27. 27. - TOTAL STRANGERS -
  28. 28. - TOTAL STRANGERS -
  29. 29. - ONE AND OTHER -
  30. 30. - TOTAL STRANGERS -
  31. 31. - TOTAL STRANGERS -
  32. 32. - TOTAL STRANGERS -
  33. 33. Relação do Corpo com o espaço que o rodeia Natureza / Humanidade Espiritual / Real
  34. 34. - POST -
  35. 35. - STAND -
  36. 36. - ANGEL OF THE NORTH -
  37. 37. - ANGEL OF THE NORTH -
  38. 38. - ANGEL OF THE NORTH -
  39. 39. A ideia é dotar as peças de traços do corpo e da sua passagem pela vida, estabelecendo assim, uma relação directa com o sofrimento
  40. 40. - A VIEW - A PLACE -
  41. 41. - HOLD -
  42. 42. - THREE CALLS - PASS, CAST AND PLUMB -
  43. 43. - ANOTHER PLACE -
  44. 44. - LAND, SEA AND AIR II -
  45. 45. - ANOTHER PLACE -
  46. 46. - ANOTHER PLACE -
  47. 47. - ANOTHER PLACE -
  48. 48. - ANOTHER PLACE -
  49. 49. - ANOTHER PLACE -
  50. 50. - ANOTHER PLACE -
  51. 51. - HAVMANN -
  52. 52. O verdadeiro lugar da escultura é na imaginação do espectador

×