• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Dominios climatobotanicos-brasileiros
 

Dominios climatobotanicos-brasileiros

on

  • 678 views

 

Statistics

Views

Total Views
678
Views on SlideShare
678
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
15
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Dominios climatobotanicos-brasileiros Dominios climatobotanicos-brasileiros Presentation Transcript

    • DOMÍNIOS
    • Bioma e Recurso Natural • Bioma: associação homogênea de animais e vegetais em equilíbrio entre si e com o meio físico, vinculada às faixas de latitude (tundra, floresta tropical...). É o conjunto de ecossistemas terrestres com tipos fisionômicos de vegetação. • RN: considera-se como recurso natural todo e qualquer componente da natureza que o homem pode usar em seu benefício. (Ross, 2001. p87)
    • Dinâmica atmosférica • Massas de ar são parcelas extensas (milhares de quilômetros quadrados de extensão) e espessas na atmosfera, com características próprias em termos de pressão, temperatura e umidade, caracterizadas pela região a qual se originam. O Brasil sofre a influência de cinco massas de ar. São elas: Equatorial Continental, Tropical Continental, Polar Atlântica, Tropical Atlântica e Equatorial Atlântica. O nome da massa de ar representa o lugar em que ela se forma e a partir daí, é possível saber as características da mesma. Por exemplo, uma massa de ar polar será fria, uma massa continental terá maiores chances de ser seca, etc. Devido à rotação da Terra, as massas de ar estão em constantes movimentos. Os deslocamentos dessas massas acontecem de uma área da alta pressão para uma área de baixa pressão, por causa da diferença de temperatura atmosférica, que produz uma diferença de densidade resultando em diferentes pressões.
    • G1. Domínios Naturais I O que é domínios morfoclimáticos? Uma grande dificuldade quando se pretende dividir um território em paisagens naturais é que os limites dos seus elementos em geral não se coincidem. Assim, em determinado compartimento do relevo nem sempre o clima ou a vegetação são semelhantes em toda a sua extensão, como por exemplo, o planalto. E determinado tipo de clima pode abranger um planalto e uma planície, bem como vários tipos de vegetações. Esse problema pode ser resolvido em áreas de transição, faixas de terra em que não há homogeneidade dos elementos naturais, há a presença de elementos de conjuntos diferentes, ou seja, há áreas em que ocorre certa semelhança, em toda a sua extensão, do tipo de clima, relevo, hidrografia, vegetação e solo. Outra dificuldade para dividir um território em paisagens naturais é o fato de não existir nenhuma regra geral para isso. Não há nenhum elemento determinante a partir do qual se defina todo o conjunto. Antigamente, costumava-se considerar o clima (ligado às latitudes) como determinante, dividindo-se as paisagens naturais do globo em zonas tropicais, temperadas, subtropical e etc.
    • Tipos de clima
    • Elemento Relevo O relevo brasileiro é de formação antiga ou pré- cambriana, sendo erodido e, portanto, aplainado. Apresenta o predomínio de planaltos, terrenos sedimentares e certas áreas com subsolo rico em recursos minerais. Um outro aspecto importante consiste na ausência de vulcanismo ativo e fortes abalos sísmicos, fatos explicados pela distância em relação à divisa ou encontro das placas tectônicas , somado à idade antiga do território.
    • O País apresenta o predomínio de climas quentes ou macrotérmicos, devido à sua localização no planeta, apresentando uma grande porção de terras na Zona Intertropical e uma pequena porção na Zona Temperada do Sul. É fundamental perceber que a diversidade climática do País é positiva para a agropecuária e é explicada por vários fatores, destacando-se a latitude e a atuação das massas de ar
    • Conceitos de Biogeografia • Biosfera: litosfera, hidrosfera e atmosfera. • Ecossistema: conjunto formado pelos seres vivos, em constante interação entre si e com o ambiente físico. • Biomas: conjunto de ecossistemas.
    • Dinâmica da Natureza • Elementos naturais: estrutura geológica, relevo, clima e vegetação = interação. • Vegetação = elemento-síntese, pois qualquer alteração nos outros elementos provoca mudanças bruscas nas formações vegetais.
    • Domínios Naturais ou Climatobotânicos ou Morfoclimáticos • Domínios Florestais. • Domínios de Formações Herbáceas e Arbustivas. • Domínios Desérticos.
    • DOMÍNIOS BRASILEIROS • O Brasil, país tropical de grande extensão territorial, apresenta uma geografia marcada por grande diversidade. A interação e a interdependência entre os diversos elementos da paisagem (relevo, clima, vegetação, hidrografia, solo, fauna, etc.) explicam a existência dos chamados domínios geoecológicos, que podem ser entendidos como uma combinação ou síntese dos diversos elementos da natureza, individualizando uma determinada porção do território. • Dessa maneira, podemos reconhecer, no Brasil, a existência de seis grandes paisagens naturais: Domínio Amazônico, Domínio das Caatingas, Domínio dos Cerrados, Domínio dos Mares de Morros, Domínio das Araucárias e Domínio das Pradarias. • Entre os seis grandes domínios acima relacionados, inserem-se inúmeras faixas de transição, que apresentam elementos típicos de dois ou mais deles (Pantanal, Agreste, Cocais, etc.). • Dos elementos naturais, os que mais influenciam na formação de uma paisagem natural são o clima e o relevo; eles interferem e condicionam os demais elementos, embora sejam também por eles influenciados. A cobertura vegetal, que mais marca o aspecto visual de cada paisagem, é o elemento natural mais frágil e dependente dos demais (síntese da paisagem).
    • Paisagens Naturais do Brasil
    • Domínios Florestais • Florestas Tropicais e Equatoriais: - Zona Intertropical (baixas latitudes); - Clima quente e úmido; - Florestas latifoliadas; - Cobertura vegetal densa e estratificada, sempre verde higrófilas; - Solos frágeis, lixiviados e pouco profundos.
    • Floresta Tropical Úmida
    • DOMÍNIOS BRASILEIROS • Domínio amazônico • É formado por terras baixas: depressões, planícies aluviais e planaltos, cobertos pela extensa floresta latifoliada equatorial Amazônica. É banhado pela Bacia Amazônica, que se destaca pelo grande potencial hidrelétrico. Apresenta grave problema de degradação ambiental,representado pelas queimadas e desmatamentos. O governo brasileiro, por meio do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil, adotará o ecoturismo e a biotecnologia como formas de desenvolver a Amazônia, preservando-a. • Domínio do cerrado • Corresponde à área do Brasil Central e apresenta extensos chapadões e chapadas, com domínio do clima tropical semi-úmido e vegetação do cerrado. A vegetação do cerrado é formada por arbustos com troncos e galhos retorcidos, recobertos por casca grossa. Os solos são pobres e ácidos, mas com a utilização do método da calagem, colocando-se calcário no solo, estão sendo aproveitados pelo setor agrícola,transformando- se na nova fronteira da agricultura, representada pela expansão do cultivo da soja, feijão, arroz e outros produtos. Nesse domínio estão as áreas dispersoras da Bacia do Paraná,do Paraguai, do Tocantins, do Madeira e outros rios destacáveis.
    • Mar de Morro
    • DOMÍNIOS BRASILEIROS • Domínio dos mares de morros: Esse domínio acompanha a faixa litorânea do Brasil desde o Nordeste até o Sul do País. Caracteriza-se pelo relevo com topografia em "meia-laranja", mamelonares ou mares de morros, formados pela intensa ação erosiva na estrutura cristalina das Serras do Mar, da Mantiqueira e do Espinhaço. Apresenta predominantemente clima tropical quente e úmido,caracterizado pela floresta latifoliada tropical, que, na encosta da Serra do Mar, é conhecida como Mata Atlântica. Essa paisagem sofreu grande degradação em conseqüência da forte ocupação humana.Além do desmatamento, esse domínio sofre intenso processo erosivo (relevo acidentado e clima úmido), com deslizamentos freqüentes e formação de voçorocas. • Domínio da caatinga : Corresponde à região da depressão sertaneja nordestina, com clima quente e semi-árido e típica vegetação de caatinga formada por cactáceas, bromeliáceas e árvores. Destaca-se o extrativismo vegetal de fibras, como o caroá, o sisal e a piaçava. A bacia do São Francisco atravessa o domínio da caatinga e tem destaque pelo aproveitamento hidrelétrico e pelos projetos de irrigação no seu vale, onde a produção de frutas (melão, manga,goiaba, uva) tem apresentado expansão. A tradicional ocupação da caatinga é a pecuária extensiva de corte, com baixo aproveitamento. No domínio da caatinga, aparecem os inselbergs, ou morros residuais, resultantes do processo de pediplanação em clima semi- árido.
    • Caatinga
    • DOMÍNIOS BRASILEIROS • Domínio da araucária: É o domínio que ocupa o planalto da Bacia do Rio Paraná,onde o clima subtropical está associado às médias altitudes, entre 800 e 1300 metros. Nesse domínio aparecem áreas com manchas de terra roxa, como no Paraná. A floresta de araucária também é conhecida como Mata dos Pinhais ou Pinheiro do Paraná; é homogênea, aciculifoliada e tem grande aproveitamento de madeira e erva- mate. A intensa ocupação agrária (café, soja) desse domínio é a responsável pela devastação dessa floresta. • Domínio das pradarias: Domínio representado pelo Pampa, ou Campanha Gaúcha, onde o relevo é baixo, com suaves ondulações (coxilhas) e coberto pela vegetação herbácea das pradarias (campos). A ocupação econômica desse domínio tem-se efetuado pela pecuária extensiva de corte, com gado tipo europeu, obtendo altos rendimentos e pela rizicultura irrigada.
    • Araucária Pradarias ou Campos
    • Processos de formação de solo SOLOS