• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Origem do conflito - Israel x Palestina
 

Origem do conflito - Israel x Palestina

on

  • 7,704 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,704
Views on SlideShare
7,704
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
82
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Origem do conflito - Israel x Palestina Origem do conflito - Israel x Palestina Presentation Transcript

    • Conflito no Oriente Médio - Origens
    • Por volta de 1800 a. C. um pequeno grupo sai da cidade de Ur, na Mesopotâmia, e emigram em direção à Síria. Durante a dominação dos hicsos sobre os egípcios, o pequeno grupo emigra para o Egito.
    • Os Hicsos (povos de origem asiática) foram atraídos ao Egito por fatores ainda questionáveis, mas pode-se dizer que a fome gerou a ida ao Egito, pois o Nilo tornava a região fértil; Falta de coesão egípcia e um exército desorganizado. Os Hicsos, também conhecidos por reis estrangeiros, receberam os hebreus com o intuito de oferecer trabalho. O comércio e a agricultura foram feitos, em grande parte, pelos hebreus. Os egípcios se organizam e aprendem militarmente com os hicsos e os expulsam. Com a expulsão os hebreus se encontram em uma condição de aliados dos hicsos e passam a ser escravizados no Egito.
    • A partir de então, séc. XIII aec, os hebreus passam a tentar a fuga do Egito. O chamado Êxodo (fuga dos hebreus do Egito em direção a “terra prometida” – Canaã) é um assunto controverso e não há unanimidade na sua existência. A história dos hebreus conta que o Êxodo, fuga do povo hebreu da perseguição e da escravidão faraônica no Egito, foi comandado por Moisés. Moisés seria um hebreu que sobreviveu ao período que todo recém nascido do sexo masculino deveria ser morto, pois os egípcios temiam o crescimento do número de hebreus no Egito.
    • Moisés foi salvo e adotado pela família real egípcia. Cresceu com privilégios reais... Ao se tornar adulto descobre que é hebreu, recebe de deus a missão de libertar os hebreus e levá-los até a Terra Prometida. A viagem até Canaã dura, aproximadamente, 40 anos. Moisés não sobrevive ao retorno...
    • Moisés não consegue, segundo alguns autores, completar o retorno. Mas, apresenta algo que seria uma evolução para seu tempo: um código ético-religioso conhecido como “os Dez Mandamentos”. A “Terra Prometida” já estava ocupada por outro povo: os Filisteus. Também não há consenso sobre a origem desse povo, mas especula-se que eram de origem indo-europeu, e que o local aonde viviam, a Filistina, deu origem ao nome
    • 12 Tribos  10 formaram o Reino de Israel, ao norte com a capital Samaria  2 formaram o Reino de Judá, ao sul com a capital Jerusalém.
    • Em 722 aec o Reino de Israel é destruído pelo Império Assírio (Sargão II)  deportação dos hebreus  1ª Diáspora. Diáspora em grego significa “dispersão”. Assim, significa a dispersão dos hebreus por outras terras. O Reino de Judá consegue se manter por mais um século, mas é dominada pelo Império Neobabilônico. Os hebreus de Judá foram presos e deportados. Esse episódio ficou conhecido como “Cativeiro da Babilônia”, mas logo foram libertados por Ciro, o Grande, quando os Persas dominaram a região.
    • Em 322 aec a região foi dominada pelo império macedônico... No ano 6 tornou-se província romana... No ano 70 nova destruição de Jerusalém e nova Diáspora... Os hebreus tenderam a perder sua identidade étnica e política com todos esses períodos de domínio estrangeiro... A partir da última Diáspora (70), os judeus continuavam unidos pela língua, religião e a ideia de retorno à terra prometida...
    • Durante a Idade Média e a Moderna não aconteceram mudanças significativas... O séc. XIX foi marcado por grandes impérios. Esses impérios geraram um sentimento nacionalista em diversas sociedades. Os judeus desenvolveram um movimento chamado “sionismo”, ou volta à terra santa (monte Sião) e iniciou-se uma luta para a criação de um Estado Judeu.
    • Após a 1ª Guerra Mundial a região ficou sob o controle britânico, que via com bons olhos a criação de um Estado Judeu. Assim, se intensifica uma migração de judeus para a Palestina a partir de 1920... Contudo, os judeus começaram a entrar em conflito com os árabes... O movimento de migração ganha ainda mais força com as políticas nazifascistas do período entreguerras... Os judeus fogem para a Palestina.
    • Após a 2ª Guerra Mundial, o Holocausto gerou enorme comoção mundial e favoreceu a criação do Estado Judeu. Judeus e árabes continuavam em guerra pela ocupação da região e a Inglaterra passou a “questão” para a ONU. Em 1947, a ONU fez a primeira proposta (Partilha da Palestina): Uma área destinada aos árabes da região (palestinos) e outra aos judeus...além de tornar Jerusalém área internacional dominada pela ONU... RECUSADA!!!!!!!!!
    • Em 1948, os judeus (aproximadamente 600 mil) criaram o Estado de Israel. Esse fato provocou ainda mais tensões e conflitos entre Judeus e Árabes na região. No ano seguinte (1949) há o primeiro grande conflito entre árabes e judeus. Os judeus venceram e anexaram várias regiões. Os palestinos foram expulsos da região...
    • Os árabes (palestinos) perderam suas terras e acabaram se refugiando na Faixa de Gaza, na Cisjordânia e em outros países árabes... Dessa forma, pode-se dizer que os palestinos são os “judeus da atualidade” por não terem território...tornaram-se “apátridas”. Mesmo sem um território os palestinos criaram um governo (OLP – Organização para a Libertação da Palestina). O principal líder foi Yasser Arafat, que morreu em 2004. Atualmente, dois grupos brigam internamente pelo poder: Hamas (partido e braço armado de orientação sunita e acusado por diversos países de ser um grupo terrorista) e Fatah (criado em 1964 por Arafat – OLP). O atual presidente da ANP (Autoridade Nacional Palestina) é o representante do Hamas, Mahmoud Abbas.