1ª guerra mundial

2,815
-1

Published on

Published in: Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,815
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
89
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

1ª guerra mundial

  1. 1. 1ª Guerra Mundial (1914-1918 /9)
  2. 2. Neocolonialismo
  3. 3. Neocolonialismo <ul><li>Entre os séculos XVI e XVII, o Velho Mundo voltou sua atenção à América, em busca de mercados fornecedores de produtos tropicais e metais preciosos. Dentre os países europeus destacaram-se Portugal e Espanha, que assumiram a liderança do colonialismo, desenvolvendo o mercantilismo e sustentando-se através do monopólio do pacto colonial. </li></ul><ul><li>No entanto, a industrialização européia nos séculos XVIII e XIX obrigou as metrópoles a buscarem novos mercados consumidores, diante da produção em grande escala, substituindo o exclusivismo comercial pela política econômica liberal. </li></ul>
  4. 5. Insatisfação
  5. 6. Paz Armada (1885-1914) FRANÇA ÁUSTRIA INGLATERRA ALEMANHA RÚSSIA ITÁLIA
  6. 7. Guerra Franco Prussiana <ul><li>O Vazio no trono Espanhol em 1868 gerou uma disputa entre a França e a Prússia. Essa disputa se transformou em Guerra e a França. </li></ul><ul><li>Em 1871 é assinado o Tratado de Frankfurt, declarando que a França deveria ceder a Alsácia e Lorena ao Império Alemão. </li></ul>
  7. 8. Insatisfação FRANÇA
  8. 9. Causas da Guerra <ul><li>Neocolonialismo; </li></ul><ul><li>Partilha da África gerou a insatisfação de Alemanha e Itália; </li></ul><ul><li>A corrida armamentista irá criar um clima de instabilidade mundial; </li></ul><ul><li>Guerra Franco Prussiana e a insatisfação Francesa pela perda da região da Alsácia-Lorena; </li></ul><ul><li>E as políticas de agrupamento em dois blocos: </li></ul>
  9. 10. Belle Èpoque (1880-1914) <ul><li>Período que compreendeu o fim do século XIX e início do XX. </li></ul><ul><li>Inovações, beleza e paz entre os países europeus. </li></ul><ul><li>Invenções tornavam a vida mais fácil: o telefone, o telégrafo sem fio, o cinema, a bicicleta, o automóvel, o avião, inspiravam novas percepções da realidade. </li></ul><ul><li>Cultura estava em efervescência: cabarés, o cancan, e o cinema tinha nascido. </li></ul><ul><li>A arte tomava novas formas com o Impressionismo e a Art Nouveau. </li></ul><ul><li>Foi uma época marcada por profundas transformações culturais que se traduziram em novos modos de pensar e viver o cotidiano. </li></ul><ul><li>Com seus cafés-concertos, balés, operetas, livrarias, teatros, boulevards e alta costura, Paris, a Cidade Luz, era considerada o centro produtor e exportador da cultura mundial. </li></ul>
  10. 11. WELTPOLITIK A Política de união e crescimento seguro de Bismarck foi substituída por uma política oposta pelo seu sucessor... Weltpolitik significa de forma literal: Política Mundial. Então, foi a política baseada nas relações internacionais e de aproximação a outros países, pois a Alemanha precisava expandir porque “era portadora de cultura”. Kaiser Guilherme II
  11. 12. O Império Austro-Húngaro O Processo de unificação alemã e a derrota austríaca para a Prússia em 1866, além de problemas étnicos internos, obrigou a Áustria a aliar-se à Hungria... O Império era formado por, inicialmente, 35 milhões de habitantes (Tchecos, eslovacos, polacos, rutenos (grupo étnico de origem ucraniana e russa), ucranianos, romenos, sérvios, croatas, eslovenos e italianos)
  12. 13. As Alianças Bismarck, tinha medo de uma possível tentativa de revanche francesa pela derrota na Guerra Franco-Prussiana... Por isso, ainda no séc. XIX fecha um acordo com a Itália e com a Áustria-Hungria, que ficou conhecido como Tríplice Aliança. Entretanto, Áustria e Rússia lutavam pelo região balcânica. Assim, Bismarck fecha um acordo secreto com a Rússia em 1887 (Trat. De Ressegurança).
  13. 14. As Alianças Com a saída de Bismarck do poder, em 1890, o Tratado não foi renovado. Além disso, Itália e Áustria brigavam por territórios italianos que ainda eram dominados pela Áustria. Esse fato, fez a Tríplice Aliança enfraquecer, mesmo antes do início da guerra. Mesmo assim, a Aliança foi renovada em 1913.
  14. 15. A França estava temerosa de um novo conflito direto contra a Alemanha e... A Rússia insatisfeita com a Alemanha pela não renovação do Tratado de Ressegurança...Além do medo de uma possível integração da Inglaterra à Tríplice Aliança... Uniram-se formando a Dúplice Aliança.
  15. 16. Mas, e a Inglaterra nessa história??? Ela tinha conflitos com quase todos os europeus, Principalmente contra a França, inimiga história... Sabendo disso, os alemães não aceitaram qualquer negociação com a Inglaterra... MAS, em 1902 a Inglaterra fecha acordo com o Japão e em 1904, ao contrário do que todos imaginavam, com a França, no chamado Entente Cordiale .
  16. 17. Inglaterra X França França e Inglaterra tinham aspirações na África e acordos eram cada vez mais difíceis... Sabendo dos planos alemães sobre a produção naval... As duas nações acertaram que: A França teria liberdade de movimentação no Marrocos (poderio naval no Atlântico) e a Inglaterra teria liberdade de movimentação no Egito (Mar Vermelho).
  17. 18. Tríplice Entente A Entente Cordiale não melhorou a relação entre os países envolvidos, mas estreitou as distâncias e potencializou as conversas... Em 1905, aconteceram mudanças nos governos de França e Inglaterra... Eduard Grey (ING) e Paul Cambon (FRA), ambos responsáveis pelas relações exteriores, criaram um compromisso moral de aliança em caso de agressão externa. Forma-se a Tríplice Entente.
  18. 20. A economia dos países envolvidos na corrida armamentista, do início do séc. XX, foi fortemente influenciada negativamente. Com as indústrias produzindo armas e máquinas de guerra a produção comercial ficou em segundo plano. Entretanto, a produção armamentícia só aumentava com a explicação de se tratar de investimento para a Paz...
  19. 21. Duas ideias se difundiram pelo mundo no início do séc. XX: Militarismo e a Soberania Nacional. Os governos eram, cada vez mais, influenciados e ocupados por militares. O Estado Maior era um dos setores governamentais mais importantes. E a diplomacia só era possível se fosse utilizada a serviço da política militar. Regras e ordens que tentassem limitar ou impor regras comuns a países diferentes eram sumariamente negadas sob o pretexto da Soberania Nacional. Assim, certo ou errado, o governo e o povo deveriam defender de qualquer maneira o território.
  20. 22. PRINCIPAIS CONFLITOS INTERNACIONAIS PRÉ-GUERRA
  21. 23. CRISE DO MARROCOS Durante a divisão dos territórios africanos (Partilha da África), o Marrocos se tornou Colônia francesa. Entretanto a sua localização estratégica gerou a cobiça alemã. Em 1905, o imperador alemão em visita ao Marrocos faz um discurso ressaltando a independência e a luta pela inviolabilidade do território marroquino. Esse ato gerou uma crise diplomática, que quase antecipou o conflito entre as duas nações. Na Conferência de Algeciras (sul da Espanha) (1906) foi acordado que França e Espanha tinham prioridade sobre aquele território. Esse resultado foi entendido como uma derrota diplomática alemã.
  22. 24. Alsácia e Lorena O resultado da Guerra Franco-Prussiana potencializou o sentimento de revanchismo francês.
  23. 25. Itália Irredenta O processo de unificação italiana não conseguiu tirar, por completo, o domínio austríaco de seu território. Assim, as regiões ainda dominadas pela Áustria (Trentino – nordeste italiano) ficaram conhecidas como Itália Irredenta (Itália não resgatada) e se tornou motivo de luta – mesmo que Itália e Áustria fizessem parte da Tríplice Aliança.
  24. 26. Crise Balcânica A Bósnia e a Herzegovina eram administradas pela Áustria-Hungria, mesmo sendo partes do Império Turco. Em 1908, explode uma revolta em Constantinopla. Áustria e Rússia entram em acordo de anexação dos territórios: Áustria – Bósnia e Herzegovina Rússia – Abertura dos estreitos de Bósforo e Dardanelos. Contudo, apesar do acordo a Rússia não recebeu nada do que havia sido prometido, pois era a Inglaterra que tomava conta da região. Ao mesmo tempo, a insatisfação da Sérvia também foi enorme, pois havia um plano de união da Sérvia e da Bósnia.
  25. 27. CRISE DE AGADIR Em 1911, uma série de conflitos tribais no Marrocos fizeram a França enviar tropas e ocupar determinadas regiões. Essa ocupação soou como anexação aos olhos alemães. Como consequência, um navio de guerra alemão foi enviado ao porto de Agadir, em um gesto de ameaça. Esse ato gerou uma nova crise diplomática, que terminou com a cessão de duas faixas de terras no Congo Francês à Alemanha em troca do exercício do protetorado francês ao Marrocos.
  26. 28. O Início da Guerra <ul><li>O estopim deste conflito foi o assassinato de Francisco Ferdinando, príncipe do império austro-húngaro, durante sua visita a Saravejo (Bósnia-Herzegovina). As investigações levaram ao criminoso, um jovem integrante de um grupo Sérvio chamado mão-negra, contrário a influência da Áustria-Hungria na região dos Balcãs. O império austro-húngaro não aceitou as medidas tomadas pela Sérvia com relação ao crime e, no dia 28 de julho de 1914, declarou guerra à Servia. </li></ul>
  27. 29. Após a declaração de guerra da Austria à Sérvia, iniciou-se o “efeito dominó” entre os aliados de cada uma das partes: Alemanha declara guerra à Rússia 4 dias depois; Alemanha declara guerra à França 7 dias depois. O Plano Schliefen previa que não seria possível ao império alemão lutar em duas frentes ao mesmo tempo. Assim, a Alemanha colocaria 90% de toda sua força militar em um ataque à França pela Bélgica. Com isso, esmagariam a França em duas ou três semanas e poderiam se deslocar para unir força com os 10% restantes que estavam na fronteira com a Rússia. NÃO DEU CERTO... A invasão à Bélgica colocou de vez a Inglaterra na Guerra.
  28. 30. O Front Ocidental era baseado no Plano Schliefen. Assim, as primeiras ofensivas da Guerra envolveram França, Alemanha e Bélgica. Com o fracasso do Plano, a Guerra no Front Ocidental se tornou uma defesa, de parte a parte, das fronteiras em enormes trincheiras.
  29. 31. O Front Oriental envolvia, basicamente, a Rússia atacando em dois pontos: Ao norte, atacava a Prússia Oriental pela Polônia. Ao sul, atacava a Áustria-Hungria. Ao norte, as derrotas impediram o avanço das tropas... Ao sul, seguidas vitórias fizeram a Alemanha iniciar um contra-ataque ao lado dos austríacos... A Rússia, menos industrializada, não conseguiu avanços significativos no Front Oriental. Assim, deixou de ser uma ameaça.
  30. 32. A Guerra se desenrolou, também, na região balcânica. Alí, a Inglaterra tentava liberar os estreitos para unir forças com os navios russos bloqueados no mar Negro. Esse fato, expandiu a Guerra para o Oriente Médio.
  31. 33. A Questão Italiana <ul><li>Como vimos, a Itália inicia a Guerra ao lado da Tríplice Aliança. </li></ul><ul><li>Desde o final do século XIX a Itália almeja o acesso ao mar Adriático, e o Rei Vitor III do Império Austro-húngaro lhe cederia ao passo que a Itália lutasse ao seu lado </li></ul><ul><li>Entretanto, a Itália assina secretamente o Tratado de Londres firmando sua entrada na guerra ao lado da Entente em troca de territórios na Áustria e na Alemanha e , principalmente, a libertação dos territórios austríacos na Itália. </li></ul><ul><li>Mas, a Itália apenas contribuiu com mais uma trincheira na fronteira com a Áustria. </li></ul>
  32. 34. A Inglaterra eliminou parte da Marinha alemã e apreendeu o restante. A Alemanha perdeu sua frota, mas passou a utilizar os submarinos. Se instalaram nas ilhas britânicas e prometeram afundar qualquer navio que carregassem suprimentos e armas... Em 1915, afundaram um navio cargueiro. Dentre os mais de 1000 mortos...alguns americanos. Tal situação fez os EUA entregarem um ultimato aos alemães, que suspenderam as atividades por um tempo...
  33. 35. A Guerra Mundial de 1914 foi conhecida como a “Guerra de Trincheiras”... O início de 1917 marcava um “empate” no placar da Guerra... Armas e munições escassas, soldados cansados, doentes, faltava recursos de lado a lado... E, Em abril de 1917, os EUA entram na Guerra com a alegação de uma suposta vantagem alemã causada pelos submarinos, mas, principalmente pelo medo de não receber as enormes cifras emprestadas aos países da Entente, pois havia o receio de que a saída da Rússia poderia ocasionar a derrota do grupo. O “desempate” se inicia com a saída da Rússia da Guerra, em 1917-8, provocada pela explosão da Revolução no país...
  34. 36. A entrada de milhares de soldados descansados e armados... A união de diversos navios americanos aos ingleses... Tornou a Guerra mais ofensiva. Os EUA impuseram a derrota à Tríplice Aliança, principalmente, à Alemanha. Sem os aliados e com o território invadido, os alemães se renderam. Iniciam-se as conversações e acordos sobre as indenizações financeiras e territoriais da Guerra. Os alemães foram expulsos da região balcânica, Jerusalém foi tomada, a Bulgária se rendeu e o sul da Alemanha estava sendo invadido...

×