• Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
190
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Projetos de Aprendizagem:uma pedagogia onde oestudante constróiconhecimento Profª. Dra. Nádie Machado-Spence CINTED/UFRGS By PresenterMedia.com
  • 2. •O que é inovador? Tecnologia oumetodologia?
  • 3. •Apresentando os Pas… • Segundo Fagundes at al. (2006) os Projetos de Aprendizagem (Pas) são • uma pedagogia que explora os princípios do construtivismo e dá suporte ao construcionismo - nela, o estudante constrói conhecimento a partir da exploração de uma questão de investigação. • Ou seja, o estudante não recebe um conhecimento pronto e sistematizado. • Essa pedagogia foi inicialmente proposta pelo Laboratório de Estudos Cognitivos (LEC) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A experiência piloto foi realizada pelo Projeto Amora (CAp/UFRGS), em 1995-96, e está sendo adotada em escolas públicas do país desde 1997.
  • 4. •Ensino x Aprendizagem Ensino por projetos Aprendizagem por projetosQuem escolhe o Professores, Alunos e professorestema? (Autoria) coordenação pedagógica individual e, ao mesmo tempo, em cooperaçãoQual é o contexto? Arbitrado por critérios Realidade da vida do aluno externos e formaisA quem satisfaz? Arbítrio da seqüência de Curiosidade, desejo, conteúdos do currículo interesse do aprendizComo são tomadas Hierárquicas Heterárquicasas decisões?Como são definidas Impostas pelo sistema, Elaboradas pelo grupo,as regras, direções cumpre determinações consenso de alunos ee atividades? sem optar professoresQual o paradigma? Transmissão do Elaboradas pelo grupo, consenso de conhecimento alunos e professoresQual é o papel do Agente Problematizador/orientadorprofessor?Qual é o papel do aluno? Receptivo Agente
  • 5. •Perguntas frequentes • Como se inicia um projeto para aprender? • Com que idade o aluno pode começar? • E os currículos? Como ficam? • Qual o papel do professor? • Função de ativação da aprendizagem • Função de articulação da prática • Função de orientação dos projetos • Função de especialista • E o aluno? Como aprende? • E a avaliação? Como fica? • Como administrar a mudança na escola?
  • 6. •Elementos da Metodologia 1. Questão de Investigação 2. Conhecimentos Prévios (Certezas e Dúvidas) 3. Planejamento ( O que? Onde? Quando? Como? ) 4. Processo: Esclarecimento de Dúvidas e Validação de Certezas em busca de respostas para a Questão de Investigação • Coleta de Informações, • Coleta de Dados, • Entrevistas, • Enquetes etc, • Análise de Dados, • Elaboração de Sínteses (respostas com evidências e argumentos) 5. Elaboração e reelaboração de Mapas Conceituais
  • 7. •Tudo começa com uma “boa pergunta” • Um menino, aparentando 5/6 anos, em uma sinaleira onde costuma estar todos os dias, faça chuva ou faça sol: - "Tio, me dá uma moedinha de 10 centavos?" - "Tu sabes como é uma moeda de 10 centavos?" - "Claro que sei, tem o dez…" - "E do outro lado? - "Tem a cara de quem inventou a moeda, ora..." O que podemos depreender da resposta do menino? (Perguntas extraídas do texto “Qual é a questão?”. MAGDALENA, Beatriz C.; COSTA, Íris T.) Perguntas extraídas do texto "Qual é a
  • 8. •Mais perguntas… • Uma menina, de cinco anos, manuseando um álbum de fotografias tiradas na década de 50: - "Mãe, por que o mundo era preto e branco, quando tu era pequena?“ E a pergunta da menina, que pistas nos dá? O que as duas situações tem em comum?
  • 9. •Como se inicia um projeto para Todas formuladas a aprender? partir da curiosidade do(s) aluno(s)CERTEZAS PROVISÓRIAS DÚVIDAS TEMPORÁRIAS• Através das pesquisas, indagações, • Surgem novas dúvidas ao longo do investigações ou experimentos as processo e estas também podem certezas podem se tornar dúvidas. se tornar certezas… O professor precisa, mediar, respeitar e orientar o aluno para : - Decidir critérios de julgamento sobre relevância em relação a determinado contexto. - Buscar/localizar/selecionar/recolher informações. - Definir/escolher/inventar procedimentos para testar a relevância das informações escolhidas em relação aos problemas e às questões formuladas. - Organizar e comunicar o conhecimento construído.
  • 10. • Análise de uma pergunta real (turma de5ª série)• Pergunta principal - “Quais são as bebidas alcoólicas que contém mais drogas?”• Perguntas secundárias (mediadas pelo professor)1. Os alunos acreditam que as bebidas alcoólicas possuem outras "drogas" além do álcool?2. Que significado atribuem a este termo?3. A pergunta foi formulada de maneira apropriada ou querem saber quais, das bebidas alcoólicas existentes no mercado, possuem maior teor alcoólico?4. Caso a última hipótese esteja correta, esta questão dá ensejo a um projeto de aprendizagem ou basta fazer uma simples consulta para saber o percentual de álcool contido em diferentes bebidas?
  • 11. •Orientando as certezas e dúvidas Por que os peixes não fecham os olhos e vivem só embaixo da água?• Certezas Provisórias • Dúvidas Temporárias1. Os peixes são animais 1. Como é um peixe? aquáticos. 2. Será que um peixe dorme?2. Os peixes só conseguem 3. Peixes só vivem embaixo respirar embaixo da água. da água? 4. Quantos ovos um peixe3. Os peixes tem escamas fêmea pode botar? para se proteger do frio e 5. Qual é o tipo de para nadar. alimentação dos peixes?4. Os peixes se reproduzem 6. Como os peixes respiram através dos ovos. em baixo da água?
  • 12. •Metodologia Processo: Esclarecimento de Dúvidas e Validação de Certezas em busca de1. Questão de respostas para a Questão de • Publicação dos Investigação Investigação : resultados (texto2. Conhecimentos • Coleta de Informações, síntese, mapa • Coleta de Dados, conceitual, Prévios (Certezas e • Entrevistas, Dúvidas) • Enquetes etc, procedimentos,3. Planejamento ( O • Análise de Dados, descobertas, que? Onde? Quando? • Elaboração de Sínteses impasses, mudanças (respostas com evidências e Como? ) argumentos na pergunta, etc.) • Elaboração e reelaboração de mapas conceituais
  • 13. •Dicas para o acompanhamentoGeral...1. O Projeto de Aprendizagem está desenvolvendo-se em ambiente aberto às explorações e interações, onde os sujeitos têm oportunidade de alimentar seus interesses e curiosidades, efetuar escolhas e desenvolver experimentações?2. Os projetos estão acontecendo ancorados em questões originadas nas vivências dos sujeitos?3. Ele aponta para caminhos que levem a um rompimento com a fragmentação característica dos modelos de projetos de ensino ou estudos disciplinares?
  • 14. •Dicas específicas 1. O projeto é orientado por uma ou mais questões claramente definidas? 2. Os problemas ou questões a serem investigados partem dos interesses, vivências, curiosidades dos sujeitos-alunos ou de uma proposta de ensino do 3. professor? 4. A questão levantada é suficientemente instigante? 5. É formulada de modo a impulsionar uma abertura para novas relações ao invés de restringir a busca a uma simples resposta? 1. A busca de soluções às questões eleitas parte de uma sistematização do que os sujeitos pensam saber ("Certezas Provisórias") e das "Dúvidas Temporárias"? 2. Existe uma coerência entre o que é afirmado (certezas) e as dúvidas formuladas? 3. As certezas e dúvidas são consideradas no sentido de orientar as buscas ou são “esquecidas” durante o desenvolvimento do projeto? 4. Ocorre reformulação nas certezas e dúvidas?
  • 15. •Dicas específicas 1. Quais são as fontes, os instrumentos e os procedimentos julgados necessários na busca das soluções? 2. Essas fontes, instrumentos e procedimentos são coerentes com a questão proposta, com as certezas e dúvidas? 3. A busca e seleção de informações, a escolha dos procedimentos abrem para a construção de novas relações, de novas articulações entre conceitos, idéias etc.? 4. Acontecem rompimentos nos limites disciplinares? 5. Observam-se aprendizagens relevantes relacionadas com os conteúdos abordados no projeto? 1. Ao mesmo tempo em que são encontradas soluções para as questões já postas, são geradas novas questões e dúvidas? 2. Os sujeitos tomam consciência da existência desse processo de modificação das certezas que se transformam em dúvidas e das dúvidas que se tornam novas certezas? 3. Existem registros do processo de desenvolvimento do Projeto? 4. Que tipos de registros são realizados? 5. Em que medida eles servem para apoiar as reflexões dos sujeitos? 6. Em que medida eles podem mostrar a riqueza do processo de aprendizagem dos sujeitos?
  • 16. •Avaliação • Avaliação Quantitativa - Centrada no ensino se dedica a classificar os alunos, a saber quanto (medida) eles se aproximaram dos níveis previstos, seja no que se refere ao domínio de informações e conteúdos, veiculados durante determinado período, como no desenvolvimento de habilidades de trabalho ou de sociabilidade. Aparece de forma bem característica nas escolas em que o vestibular é o elemento ou meta externa a ser alcançada. • Avaliação Qualitativa – Centrada na aprendizagem é necessário,[...], conhecer o ponto de partida dos alunos, seus conhecimentos prévios, para poder favorecer e desafiar os alunos na direção de novas relações e no aprofundamento e alargamento de conceitos. Nessa dimensão, ensinar implica em abrir espaço para a manifestação dos alunos, para a expressão de suas idéias e, concomitantemente, interagir com eles, avaliar estas manifestações, para poder contra-argumentar, desafiar e trazer novos elementos. Significa alimentar um fluxo avaliativo constante, em que se entrelaçam avaliações individuais (o aluno com ele mesmo) e grupais (ele com o restante dos grupos de alunos e de professores). MAGDALENA & COSTA. Porque avaliar? Alguns comos para se chegar aos porquês.
  • 17. •O papel inovador das tecnologias • Uso de blogs • Wikis • Ambientes Virtuais de Aprendizagem • Ferramentas para construção de mapas conceituais • Youtube • Facebook • Ferramentas de comunicação síncrona e assíncrona (chats e fóruns de discussão) • Pesquisa na rede (Google acadêmico, bases de dados) • Elaboração e edição de registgros de imagens, áudio e vídeo
  • 18. •Exemplos de mapas conceituais (4ª série do Ensino Fundamental)
  • 19. •Exemplos de mapas conceituais http://leitura.pbworks.com/w/page/16254980/Mapa%20conceitual%20leitura
  • 20. •Integrando… PERGUNTA: Namoro… http://namoro.pbworks.com/w/page/8300111/FrontPageCERTEZAS E DÚVIDAS MAPA CONCEITUALO que já sabemos?• Namorar é bom• Namorar tem seu tempo certo• Dúvidas• O que é namorar?• Porque as pessoas namoram?• Qual a idade para iniciar um namoro?• Como fazer para que o namoro não termine?
  • 21. •O que é namorar? http://namoro.pbworks.com/w/page/8300114/o%20que%20%C3%A9%20namorar O que é namorar? • O namoro representa uma fase de conhecimento mútuo do casal, no qual se percebem as semelhanças e as diferenças que irão aproximar ou fazer com que eles terminem a relação. • Namorar é dialogar! O diálogo é mais do que uma conversa; é um encontro de almas em busca do conhecimento e do crescimento mútuo. Sem um bom diálogo não há um namoro feliz e bonito. http://gabrielchalita.cancaonova.com/internas.php?id=282
  • 22. •Exemplos na formação de professores Pergunta:CERTEZAS PROVISÓRIAS DÚVIDAS TEMPORÁRIASIniciais • 1- O que é nanotecnologia?• 1- É do ramo da robótica, sendo • 2- Que vantagens ela tem que pode robôs do tamanho de um fio de ajudar a medicina? cabelo.• 2- Eles se auto-procriam; • 3- Já existem alguns tratamentos e• 3- Os primeiros protótipos são equipamentos na medicina que usa americanos; a nanotecnologia?• 4- É uma tecnologia já existente para • 4- O uso de nanotecnologia na utilização doméstica, no ramo medicina poderá ser usufruido por automotivo, em produtos todos ,pelo INSS,ou só pelas farmaceuticos, na medicina, no meio pessoas capazes de pagar ? ambiente, em aparelhos eletrônicos, na arquitetura e na moda.
  • 23. •Primeiro mapa
  • 24. •Segundo mapa
  • 25. •Segundo mapa
  • 26. •Exemplo 2 – formação de professores Pergunta: que técnicas são utilizadas para identificar vinhos de qualidade?CERTEZAS PROVISÓRIAS DÚVIDAS TEMPORÁRIAS 1.O que é vinho?1. Há profissionais que identificam 2.O que é vinho de qualidade? vinhos de qualidade; 3.Qual a origem do vinho? 4.Que fatores climáticos influeciam na qualidade do vinho?2. Existem vinhos: 5.Que outros fatores interferem para um vinho de qualidade? seco/suave/rose/tinto/branco; 6.Que tipos de substâncias possibilitam a identificação da qualidade do vinho?3. O clima e o solo interferem na 7.As temperaturas dos vinhos influenciam na avaliação da sua qualidade? qualidade do vinho; 8.Para diferenciar um vinho Colonial do Industrial, as técnicas utilizadas são as mesmas?4. Um vinho de valor alto, 9.Quais os tipos de uvas mais utilizados na produção de um provalvemente,é de boa vinho de qualidade? 10.A cor e a textura influenciam na qualidade do vinho? qualidade; 11.Quais as marcas de vinho são consideradas de melhor qualidade no mercado? Por quê?5. O vinho é feito de uva; 12.Qual o teor alcoólico do vinho? Este interferem na sua qualidade?6. O vinho passa por um processo 13.O álcool contido no vinho é acrescido ou produzido no seu de fermetação; processo de produção? 14.Qualquer pessoa é capaz de identificar um vinho de qualidade? É biológico ou pode-se desenvolver habilidades para apurá-la?
  • 27. •Primeiro mapa
  • 28. •Segundo mapa e revisão
  • 29. •Terceiro mapa
  • 30. •Quarto mapa
  • 31. •Considerações finais do PA - excertos http://proavirtualg3.pbworks.com/w/page/18671244/Considera%C3%A7%C3%B5es%20Finais%20do%20PA • Voltando-nos às nossas certezas provisórias, estas após estudo, pesquisa realizada e interação com os companheiros do grupo, foram tomando corpo e transformando-se em conhecimento, bem como, nossas dúvidas temporárias. • Vinho é uma bebida alcoólica feita, tradicionalmente, da fermentação do mosto da uva. A palavra tem origem etimológica do Grego “oivoo” através do Latim VINVM que significa videira ou vinho, sendo que só podem ser chamadas de “vinho” as bebidas fermentadas a partir da uva. • Para identificar um vinho de qualidade é preciso conhecer técnicas que vão desde o exame visual e olfativo até o gustativo, sendo que cabe ao enólogo, profissional do vinho, saber avaliar um vinho de qualidade. Porém qualquer pessoa, apreciadora de vinho, ao longo do tempo poderá desenvolver estas técnicas definindo um bom vinho. • As técnicas de degustação se resumem em três fases:1ª) Análise visual, compreende a identificação da intensiadade da cor (mais ou menos escuro), a tonalidade (que indicada a maturidade do vinho, tornando o vinho com o tempo branco para escuro e o tinto para o claro), a limpidez (grau de transparência na luz), as lágrimas (indica o teor alcoólico); 2ª) Análise Olfativa, compreende três aromas: primário (cheiro da própria uva), secundário (indica o processo fermentativo e amadurecimento em madeira/carvalho), terciário (indica o envelhecimento na garraga/bouquet). [...] 3ª)Análise Gustativa, influenciada pelo o olfato na qual podemos identificar quatro sabores: doce, salgado, ácido e amargo. Para senti-los na degustação é preciso manter o vinho na boca sentindo as diferentes sensações em cada região da língua e das mucosas. Para que qualquer pessoa consiga fazer estas análises é preciso que forme sua memória olfativa em relação aos aromas existentes na natureza, pois estes são perceptíveis no vinho de qualidade, como flores, frutas frescas ou vegetais.
  • 32. •Continuação • Resumindo, concluímos que nossas certezas provisórias se confirmam. Porém agora de forma profunda e elaborada, pois antes o que tínhamos eram informações, agora conhecimento. Hoje podemos falar com certa propriedade o que é realmente um vinho de qualidade, os principais fatores que interferem para aquisição desta qualidade, a diferença entre um vinho colonial e industrial. Vale dizer aqui que não somos enófilos maduros, mas que comparando nossos conhecimentos com os que tínhamos no início de nosso PA há uma bagagem muito grande de conhecimento. • O trabalho foi organizado num wiki e a página havia recebido 348 visitas quando a visitamos em 22/02/2012
  • 33. • Sintetizando….as mudanças envolvem • Os papéis de professores e alunos • O currículo • A relação entre as disciplinas • Os suportes de escrita • As formas de comunicação e interação • A dinâmica das aulas • O acompanhamento das atividades • A avaliação • A autoria e a autonomia dos alunos • A socialização das aprendizagens • A metacognição • A dimensão do erro • E, por que não dizer, a autoestima!
  • 34. Referências FAGUNDES, Léa da Cruz; SATO, Luciane Sayuri; MAÇADA, Débora Laurino. Aprendizes do futuro: as inovações começaram!. São Paulo: Agência Espacial Brasileira, 2006. Disponível em: <http://www.oei.es/tic/me003153.pdf> Acesso em: 25 out. 2011. Harwood, W. An Activity Model for Scientific Inquiry. http://www.temple.edu/carversciencefair/ActivityModel.pdf Acesso em Fev. 2012 MAGDALENA, Beatriz C. e COSTA, Iris E.T. Internet em Sala de Aula: com a palavra os professores. Porto Alegre : Artmed, 2003. Tecnologia ou metodologia. Vídeo criado pela Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC). Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=IJY-NIhdw_4 , acessado em: 20/02/2012. Dutra, Í. M. ; Piccinini, C. A.; Becker, J. L. ; Johann, S. P. ; Fagundes, L. C. (2006b) Blog, wiki e mapas conceituais digitais no desenvolvimento de Projetos de Aprendizagem com alunos do Ensino Fundamental. RENOTE. Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 4, p. 1-8.