Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Simeone  aula inaugural  ufpr mar 2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Simeone aula inaugural ufpr mar 2012

  • 271 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
271
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Comunicação e Mobilização Social A comunicação e a condição pública dos processos de mobilização social Márcio Simeone Henriques Universidade Federal de Minas Gerais UFPR – março de 2012 Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 2. Comunicação e Mobilização Social Mobilização Social É a reunião de sujeitos que definem objetivos e compartilham sentimentos, conhecimentos e responsabilidades para a transformação de uma dada realidade, movidos por um acordo em relação a determinada causa de interesse público. HENRIQUES et. Al., 2004 Condição pública dos processos de mobilização social Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 3. Comunicação e Mobilização Social Formação de públicos Forma-se um público quando Visão um conjunto de cidadãos se situacional vê afetado pelas consequências indiretas de atos privados (Dewey, 1927) “Os atos humanos têm consequência sobre os demais; algumas dessas consequências se percebem e sua percepção requer um esforço de controle da ação para assegurar umas consequências e evitar outras. Assim, há consequências de dois tipos: as que afetam às pessoas diretamente implicadas e as que afetam a outras distintas das imediatamente implicadas. É essa distinção o germe da distinção entre privado e público. O público se compõe de todos aqueles que se veem afetados pelas consequências indiretas das transações, até o ponto em que resulta necessário ocupar-se sistematicamente dessas consequências” (John Dewey, “O Público e seus problemas”, 1927) Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 4. Comunicação e Mobilização Social Formação de públicos Visão Herbert Blumer situacional Escola de Chicago “Collective Behavior” (1955) “Um” público é um grupo de pessoas: 2) envolvidas numa questão; 2) divididas em termos dessa opinião; 3) com discussão a respeito de tal problema. “A presença de uma questão, de discussão e de uma opinião coletiva constitui a marca do público” (Herbert Blumer, “A massa, o público e a opinião pública”, 1946) Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 5. Comunicação e Mobilização Social Formação de públicos O público que se define pela existência de controvérsia pública Desejo cada vez maior dos indivíduos de “influir na apreciação e na resolução das controvérsias de interesse público” - Transformação das massas em “genuínos públicos” (ANDRADE, 1989:14) O público que se define pela existência de um dilema social ou moral “Grupo que se identifica por uma resposta a uma situação racional”, “grupo intencional que se forma, ainda que por curto período, em virtude de um objetivo social ou moral” (POYARES, 1974:158-159) Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 6. Comunicação e Mobilização Social Formação de públicos O público que se define pelos interesses comuns • “Público” é qualquer coleção de indivíduos, organizados ou não, com interesse comum. (CASTRO NEVES, 2002:72) Todo público é • Os públicos sempre se definem pela um grupo existência de um problema em comum específico que seus membros reconhecem - o conceito de “público geral” é uma impossibilidade lógica (GRUNIG & HUNT:1984) Segmentação Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 7. Comunicação e Mobilização Social Movimentação de públicos O público é o espaço social criado pela circulação reflexiva de discursos e possui uma dimensão performativa WARNER, 2002 Endereçado a interesses presumidos Virtualidade Possibilitado pela manifestação de interesses Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 8. Comunicação e Mobilização Social A dupla via da formação Um público formado Um público que se pela projeção auto-organiza e se segmentada de apresenta como interesses da público organização Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 9. Comunicação e Mobilização Social Dinâmica de (auto)organização dos públicos: Difusa Organizada Nível de (auto)organização e institucionalização Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br
  • 10. Comunicação e Mobilização Social A comunicação e a condição pública dos processos de mobilização social Márcio Simeone Henriques Universidade Federal de Minas Gerais UFPR – março de 2012 Márcio Simeone – simeone@fafich.ufmg.br