ORIGEM DOS SOLOS<br />1. O processo de formação<br />	1.1 Intemperismo<br />2. Os tipos de solos<br />3. Horizontes dos so...
O processo  de formação do solo engloba todos os mecanismos que transformam uma rocha alterada em solo e é denominado: <br...
O ciclo da rocha:<br />Professor Murilo Sierro<br />
Processos geológicos de formação dos solos:<br /><ul><li> Processo de intemperismo: </li></ul>           Físico <br />    ...
As etapas de formação do solo:<br />Professor Murilo Sierro<br />
As etapas de formação do solo:<br />	As forças bioclimáticas atuam de cima para baixo, noperfil . Quanto mais próxima da s...
As etapas de formação do solo:<br />O rejuvenescimento das rochas é causada pelos movimentos tectônicos.<br />Professor Mu...
Os tipos de solos:<br /><ul><li>RESIDUAIS:
Provenientes da decomposição e degradação de rocha subjacente. Também chamados de “in situ”.
TRANSPORTADOS:
Provenientes de erosão, transporte e deposição de solos pré existentes.</li></ul>Professor Murilo Sierro<br />
Os tipos de solos:<br />Latossolos: são os solos predominantes no Brasil e, em geral, apresentam relevo suave, grande prof...
Os tipos de solos:<br />TERRA ROXA: solo é encontrado no planalto meridional brasileiro e tem sua formação originada na Er...
Os tipos de solos:<br /><ul><li>Litólico: é um solo muito raso, cinza escuro, com aproximadamente 30 cm de profundidade, a...
Hidromórficos: são desenvolvidos em condições de excesso d’água, ou seja, sob influência de lençol freático. Estes solos a...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Origem dos Solos

47,613

Published on

Published in: Education
2 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
47,613
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
1,004
Comments
2
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Origem dos Solos

  1. 1. ORIGEM DOS SOLOS<br />1. O processo de formação<br /> 1.1 Intemperismo<br />2. Os tipos de solos<br />3. Horizontes dos solos<br />Professor Murilo Sierro<br />
  2. 2. O processo de formação do solo engloba todos os mecanismos que transformam uma rocha alterada em solo e é denominado: <br />PEDOGÊNESE<br />Professor Murilo Sierro<br />
  3. 3. O ciclo da rocha:<br />Professor Murilo Sierro<br />
  4. 4. Processos geológicos de formação dos solos:<br /><ul><li> Processo de intemperismo: </li></ul> Físico <br /> Químico<br /> Biológico<br /><ul><li>Processos de erosão, transporte e sedimentação:</li></ul>Fluvial<br />Pluvial<br />Marinho<br />Eólico<br />Gravitacional<br />Glacial<br />Professor Murilo Sierro<br />
  5. 5. As etapas de formação do solo:<br />Professor Murilo Sierro<br />
  6. 6. As etapas de formação do solo:<br /> As forças bioclimáticas atuam de cima para baixo, noperfil . Quanto mais próxima da superfície estiver, por exemplo, um pedaço de rocha que esteja se intemperizando, mais rapidamente isso se fará. <br />Professor Murilo Sierro<br />
  7. 7. As etapas de formação do solo:<br />O rejuvenescimento das rochas é causada pelos movimentos tectônicos.<br />Professor Murilo Sierro<br />
  8. 8. Os tipos de solos:<br /><ul><li>RESIDUAIS:
  9. 9. Provenientes da decomposição e degradação de rocha subjacente. Também chamados de “in situ”.
  10. 10. TRANSPORTADOS:
  11. 11. Provenientes de erosão, transporte e deposição de solos pré existentes.</li></ul>Professor Murilo Sierro<br />
  12. 12. Os tipos de solos:<br />Latossolos: são os solos predominantes no Brasil e, em geral, apresentam relevo suave, grande profundidade, alta permeabilidade<br />Dentro da classificação de latossolos, ainda existe uma subdivisão, ou seja, eles podem ser classificados de acordo com sua coloração, a qual reflete maior ou menor riqueza em óxidos de ferro. <br />Professor Murilo Sierro<br />
  13. 13. Os tipos de solos:<br />TERRA ROXA: solo é encontrado no planalto meridional brasileiro e tem sua formação originada na Era Mesozóica, a partir do derramamento de lava vulcânica na crosta terrestre, o que ocorreu através da abertura de fendas. Essa lava, ao ser resfriada instantaneamente, deu origem às rochas BASÁLTICAS e DIABÁSIAS. Este acontecimento é chamado nos vestibulares de “Derrame de Trapp”. A terra roxa é muito fértil e, por isso, extremamente importante para a agricultura.<br />Professor Murilo Sierro<br />
  14. 14. Os tipos de solos:<br /><ul><li>Litólico: é um solo muito raso, cinza escuro, com aproximadamente 30 cm de profundidade, assentado diretamente sobre o basalto íntegro/consolidado ou o parcialmente decomposto. Ele armazena pouca água disponível para as plantas.
  15. 15. Hidromórficos: são desenvolvidos em condições de excesso d’água, ou seja, sob influência de lençol freático. Estes solos apresentam a cor cinza em virtude da presença de ferro reduzido, ou ausência de ferro.</li></ul>Professor Murilo Sierro<br />
  16. 16. Os tipos de solos:<br />No DF ocorrem características de região de clima tropical e úmido (solos zonais) e típicos de vegetação de florestas e cerrados. Possuem cor vermelho-alaranjada ou amarelada, são geologicamente envelhecidos, apresentam grande espessura, quer dizer, muito profundo, os horizontes são pouco diferenciados e pobres em nutrientes. São marcados pela baixa fertilidade natural.<br />Professor Murilo Sierro<br />
  17. 17. Os horizontes dos solos:<br />Os solos evoluídos possuem normalmente várias camadas sobrepostas, designadas por horizontes. Estas camadas são formadas pela ação simultânea de processos físicos, químicos e biológicos e podem distinguir-se entre si através de determinadas propriedades, como por exemplo a cor, a textura e o teor em argilas..<br />Professor Murilo Sierro<br />
  18. 18. Exercícios:<br />1- (Univ. Católica) Com base nos conhecimentos sobre solos e seu uso, pode-se<br />concluir:<br />a) Os solos zonais – inexistentes no Brasil – têm sua formação associada a fatores locais e possuem elevada fertilidade.<br />b) Os latossolos – encontrados em todas as latitudes – são pouco desenvolvidos.<br />c) A terra roxa é um latossolo e foi desenvolvido a partir da decomposição de rochas eruptivas como o basalto.<br />d) O solo de loess – predominante no Nordeste brasileiro – é formado por sedimentos eólicos e possui granulação fina.<br />e) O solo de massapê, muito utilizado no Nordeste para o cultivo da cana-de-açúcar, é um solo intrazonal, com coloração clara, arenoso e com baixo teor de argilas.<br />2- (U. E. Londrina-PR) Em relação às características dos solos nas diferentes áreas continentais, é INCORRETO afirmar:<br />a) Solos aluviais são aqueles constituídos a partir de sedimentos fluviais.<br />b) Os solos são resultantes dos processos de desintegração e decomposição das rochas.<br />c) Os solos hidromórficos estão situados em locais de grande umidade.<br />d) Os latossolos são solos rasos e jovens, de elevada fertilidade natural.<br />e) Textura, estrutura e profundidade são características importantes dos solos.<br />Professor Murilo Sierro<br />
  19. 19. 3 – (Univ. Católica) A partir da análise da ilustração e dos conhecimentos sobre formação, perfil, tipos e uso do solo, pode-se concluir:<br />a) A formação do solo nas regiões tropicais é muito rápida porque as altas temperaturas e a grande amplitude térmica aceleram a desagregação das rochas.<br />b) A laterização do solo não afeta sua fertilidade, todavia a exploração excessiva e a utilização de terraceamento provocam sua lixiviação e, conseqüentemente, o seu esgotamento.<br />c) O solo é formado a partir da ação do intemperismo físico, químico e biológico nas rochas.<br />d) Os solos predominantes no Brasil são os azonais, com baixa fertilidade, boa drenagem e horizontes definidos.<br />e) O horizonte A corresponde ao subsolo, é rico em minerais e pobre em matéria orgânica.<br />Professor Murilo Sierro<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×