Your SlideShare is downloading. ×
0
Projetos – Demandas – EquipesSua equipe orquestrada para resultados
Alguns de nossos clientes        Estaleiro Ilha S.A.
Módulos do TASKER 5                      Pular introdução dos módulos
Módulos do TASKER 5               • Solicitação de novos projetos               • Seleção, priorização e balanceamento    ...
Módulos do TASKER 5               •   Cronograma de atividades               •   Integração com MS-Project®               ...
Módulos do TASKER 5               •   Mapeamento do inventário de riscos               •   Qualificação de severidade e pr...
Módulos do TASKER 5                      •   Workflow configurável                      •   Catálogo de serviços          ...
Módulos do TASKER 5                      • Processo de desenvolvimento de                        software configurável    ...
Módulos do TASKER 5 •   Controle de solicitações e pendências •   Integração estruturada entre as equipes •   Workflow ad-...
Módulos do TASKER 5   •   Registro de esforço real-time   •   Análise e aprovação do time-sheet   •   Base multidimensiona...
Integração entre módulos                   Portfólio de               Planejamento e                    projetos          ...
Menu da apresentação
Portfólio de Projetos • Solicitação de novos projetos • Seleção, priorização e balanceamento • Acompanhamento de todo o ci...
Portfólio de projetos                                  Ciclo de vida de projetosAcompanhamento e histórico,da proposição a...
Portfólio de projetos                         Formulário para                                       proposição dos projeto...
Portfólio de projetos               Qualificação e                                   Project CharterQualificação:•   Categ...
Portfólio de projetos                                     Inventário de iniciativasListas unificadas com as carteirasde in...
Portfólio de projetos                                Seleção, priorização e                                               ...
Portfólio de projetos                         Projeções da carteiraDe acordo com aseleção da carteira, osistema apresenta ...
Portfólio de projetos                       Seleção, priorização e                                       balanceamento de ...
Portfólio de projetos                       Seleção, priorização e                                       balanceamento de ...
Portfólio de projetos                                   Seleção, priorização e                                            ...
Portfólio de projetos                                        Plano do projetoUma vez selecionado um projeto, elesegue para...
Portfólio de projetos                                Encerramento de projetoFormalização do evento e dascondições da final...
Portfólio de projetos                                           Fim do módulo                   Voltar para o menu da apre...
Planejamento eacompanhamento • Cronograma de atividades • Integração com MS-Project® • Identificação de caminho crítico • ...
Planejamento eacompanhamento                    Cronograma de projetosCriação e edição de cronogramasem diagrama de GanttI...
Planejamento eacompanhamento                                       MediçõesAs medições são feitas pelo gerentedo projeto, ...
Planejamento eacompanhamento                      Medições                 Entrado na EAP, quando da                 formu...
Planejamento eacompanhamento                     Medições                 Valor agregado é calculado                   em ...
Planejamento eacompanhamento                        Medições                            Histórico de medições    Informaçõ...
Planejamento eacompanhamento                     Medições                 Situação projetada como atual                 co...
Planejamento eacompanhamento                           Indicadores de andamentoAcompanhamento da evolução física dasativid...
Planejamento eacompanhamento                                   Indicadores de andamento                                   ...
Planejamento eacompanhamento                       Indicadores de andamento                                             Cu...
Planejamento eacompanhamento                                Indicadores de andamento        IDC – Índice de desempenho    ...
Planejamento eacompanhamento                            Indicadores de andamento            Diagrama de Gantt indicando   ...
Planejamento eacompanhamento                          Indicadores de andamento    Dashboard dos indicadores   Curva S most...
Planejamento eacompanhamento                           Fim do módulo                 Voltar para o menu da apresentação   ...
Gerência de riscos • Mapeamento do inventário de riscos • Qualificação: estimativas de severidade e probabilidade • Anális...
Gerência de riscos                                          Inventário de riscosInventário unificado de riscos, desdesua i...
Gerência de riscos                                      Qualificação de riscosUma vez analisados, os riscos sãoqualificado...
Gerência de riscos                                      Planos de mitigaçãoRiscos podem ter planos demitigação mapeadosOs ...
Gerência de riscos                                           MonitoramentoO tratamento do risco se inicia com adefinição d...
Gerência de riscos                                            Sensibilidade dos projetosCada projeto pode ter maior ou men...
Gerência de riscos                                                      Painéis de riscosUm primeiro painel apresenta o gr...
Gerência de riscos                                                                   Painéis de riscos                    ...
Gerência de riscos                                Painéis de riscos       Visão geral dos riscos       Visão geral        ...
Gerência de riscos                                                          Painéis de riscos                     Indicado...
Gerência de riscos                                             Fim do módulo                     Voltar para o menu da apr...
Atendimento ao cliente • Workflow configurável • Catálogo de serviços • Gestão de SLA • Estatísticas de tempo e custos de ...
Atendimento ao cliente                                                         Processo de atendimento                    ...
Atendimento ao cliente                                           Inventário de chamadosLista consolidada dos chamadosPermi...
Atendimento ao cliente                                           CategorizaçõesMúltiplas classes de atendimento:•   Difere...
Atendimento ao cliente              SLA - Service Level Agreement                                                baseado e...
Atendimento ao cliente                        SLA - Service Level                                       Agreement baseado ...
Atendimento ao cliente              SLA - Service Level Agreement                                                baseado e...
Atendimento ao cliente                                           SLA - Service Level Agreement                            ...
Atendimento ao cliente   SLA - Service Level Agreement                                     baseado em GUT                 ...
Atendimento ao cliente                                       Controle de prazo simplificadoEm situações onde modelos GUT s...
Atendimento ao cliente     Opções de controle de                                      chamados     Limita o uso de        ...
Atendimento ao cliente                                      Comunicação com o clienteO portal de atendimento permite aocli...
Atendimento ao cliente                                           Pesquisa de satisfaçãoOpcionalmente, pode-se configurarum...
Atendimento ao cliente                                           Base de conhecimentoOs registros na base de conhecimento ...
Atendimento ao cliente                                          Base de conhecimento                                      ...
Atendimento ao cliente                                  Base de conhecimento                                              ...
Atendimento ao cliente                                                   Painel de atendimentoIdentificação imediata dos p...
Atendimento ao cliente                                       Painel de atendimento                                        ...
Atendimento ao cliente                                                   Painel de atendimento                            ...
Atendimento ao cliente                                                  Painel de atendimento                           O ...
Atendimento ao cliente                                          Fim do módulo                  Voltar para o menu da apres...
Gestão de Backlog • Processo de desenvolvimento de software configurável • Qualificação e priorização das demandas • Gestã...
Gestão de Backlog                                        Processo de desenvolvimento                                      ...
Gestão de Backlog                                   Inventário de demandasLista consolidada das demandasPermite organizar ...
Gestão de Backlog                                                    Qualificação e priorizaçãoO Tasker suporta modelos pa...
Gestão de Backlog                                                    Painel de backlogApoio à priorização ebalanceamento d...
Gestão de Backlog                                       Painel de backlog                                           Indica...
Gestão de Backlog                                                               Painel de backlog Distribuição das demanda...
Gestão de Backlog                                                                       Painel de backlog   Quantidade de ...
Gestão de Backlog                                  Painel de backlog                      Indicação das etapas            ...
Fim do móduloVoltar para o menu da apresentaçãoPassar ao próximo móduloEncerrar apresentação
Coordenação • Controle de solicitações e pendências • Integração estruturada entre as equipes • Workflow ad-hoc • Radar de...
Coordenação                                               SolicitaçõesControle das delegações, planos de ação ependências ...
Coordenação                                                                   Solicitações               • Dentro da mesma...
Coordenação                                                        Painel de solicitaçõesVisão consolidada das solicitaçõe...
Coordenação              Painel de coordenação                    É possível acompanhar a                     distribuição...
Coordenação                                                   Painel de coordenação               Os gráficos de pizza mos...
Coordenação                                               Painel de coordenação                Dentre as tarefas atrasadas...
Coordenação                                               Painel de coordenação              As mesmas análises poderão se...
Coordenação                                                                  RadarAs atividades que merecem atençãoespecia...
Gestão de Backlog                                                                      Radar                    Cada ícone...
Gestão de Backlog                                                                         Radar                    Sobre a...
Gestão de Backlog                                                  Radar consolidado   Seção “Tasker Hoje”: apresenta um r...
Coordenação                                      Fim do módulo              Voltar para o menu da apresentação            ...
Time-sheet • Registro real-time ágil • Análise e aprovação do time-sheet da equipe • Base multidimensional de esforço • Me...
Time-sheet                                               Registro real-time ágilRegistro de time-sheet integrado às ações ...
Time-sheet                         Conclusão do                             registro de esforço                           ...
Time-sheet                                                       Edição e análise                                         ...
Time-sheet                                                                   Análise                                      ...
Time-sheet                                        Base multi-dimensionalUma ferramenta de tabela dinâmica(cubo) permitirá ...
Gestão de recursos                     Projeção de alocação
Coordenação                                      Fim do módulo              Voltar para o menu da apresentação            ...
Implantação                                                      Metodologia direta e objetiva                            ...
Licenciamento                                        Formas de LicenciamentoO licenciamento Software as aService permite a...
Diversos• Não existe no Tasker   –   Botão/opção para calcular  cálculos são real-time   –   Programa para editar cronogr...
Diversos• Contatos   – lucio@solucionar.com.br   – Travessa Euricles de Matos, 27, Laranjeiras - Rio de Janeiro – Brasil -...
FimRetornar para o menu da apresentação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Tasker 5

2,367

Published on

Projetos, Demandas Equipes | Sua equipe orquestrada pelos resultados

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,367
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Tasker 5"

  1. 1. Projetos – Demandas – EquipesSua equipe orquestrada para resultados
  2. 2. Alguns de nossos clientes Estaleiro Ilha S.A.
  3. 3. Módulos do TASKER 5 Pular introdução dos módulos
  4. 4. Módulos do TASKER 5 • Solicitação de novos projetos • Seleção, priorização e balanceamento • Acompanhamento de todo o ciclo de vida • Formulários de proposição, abertura, qualificação, planejamento e encerramento • Repositório de documentos Pular introdução dos módulos
  5. 5. Módulos do TASKER 5 • Cronograma de atividades • Integração com MS-Project® • Identificação de caminho crítico • Medições de atividades e cálculo de valor agregado • Índices e projeções de custo e prazo • Curva S de acompanhamento físico Pular introdução dos módulos
  6. 6. Módulos do TASKER 5 • Mapeamento do inventário de riscos • Qualificação de severidade e probabilidade • Análise de impacto por diferentes naturezas • Sensibilidade aos riscos diferenciada por projeto • Definição e follow-up de planos de mitigação Pular introdução dos módulos
  7. 7. Módulos do TASKER 5 • Workflow configurável • Catálogo de serviços • Gestão de SLA • Estatísticas de tempo e custos • Base de conhecimento • Aferição da satisfação dos clientes Pular introdução dos módulos
  8. 8. Módulos do TASKER 5 • Processo de desenvolvimento de software configurável • Qualificação e priorização • Gestão de estoque de demandas • Planejamento de sprints e entregas • Controle de não conformidades Pular introdução dos módulos
  9. 9. Módulos do TASKER 5 • Controle de solicitações e pendências • Integração estruturada entre as equipes • Workflow ad-hoc • Radar de acompanhamento das atividades • Comunicação dinâmica e cooperativa Pular introdução dos módulos
  10. 10. Módulos do TASKER 5 • Registro de esforço real-time • Análise e aprovação do time-sheet • Base multidimensional de esforço • Memória técnica para estimativas Pular introdução dos módulos
  11. 11. Integração entre módulos Portfólio de Planejamento e projetos acompanhamento Gestão de Backlog Iniciativa Gestão product backlog Ciclo desenvolvimento AtendimentoCotidiano Coordenação Time sheet Gerência de de equipes Riscos
  12. 12. Menu da apresentação
  13. 13. Portfólio de Projetos • Solicitação de novos projetos • Seleção, priorização e balanceamento • Acompanhamento de todo o ciclo de vida • Formulários de proposição, abertura, qualificação, planejamento e encerramento • Repositório de documentos • Inventário de iniciativas
  14. 14. Portfólio de projetos Ciclo de vida de projetosAcompanhamento e histórico,da proposição ao encerramentodos projetosFormalização e clareza de todasas etapas de avaliação eaprovaçãoComunicação estruturada acercadas evoluções e impasses dosprojetos
  15. 15. Portfólio de projetos Formulário para proposição dos projetosCaptação de iniciativas enecessidadesDifusão da cultura de portfólio nosdepartamentos da empresaVisão macroscópica para triagem e deiniciativas que merecem estudos deviabilidade e custo/benefício
  16. 16. Portfólio de projetos Qualificação e Project CharterQualificação:• Categorização e avaliação estruturada e objetiva das iniciativas• Conteúdo e quesitos de alinhamento com a estratégia totalmente configuráveisProject-Charter:• Informações qualitativas necessárias à boa comunicação junto aos stakeholders• Formulário configurável
  17. 17. Portfólio de projetos Inventário de iniciativasListas unificadas com as carteirasde iniciativasCritérios múltiplos para filtrageme busca de projetos propostose/ou em andamentoFácil acesso à documentaçãocompleta de todas as iniciativascriadas.
  18. 18. Portfólio de projetos Seleção, priorização e balanceamento de projetosVisualização de todos osprojetos em carteira e iniciativaspropostasAcesso rápido às informaçõesdos formulários e documentosdos projetosFerramentas integradas para:• Avaliação da importância estratégica das iniciativas• Projeção de fluxo de caixa• Balanceamento por clientes e natureza da demanda• Posicionamento dos projetos da carteira ao longo do tempo mais informações
  19. 19. Portfólio de projetos Projeções da carteiraDe acordo com aseleção da carteira, osistema apresenta osinvestimentosnecessários e, se foro caso, o fluxo decaixa projetado.Os recursos humanospodem ser vistos naforma de projeçãopor perfilprofissional.
  20. 20. Portfólio de projetos Seleção, priorização e balanceamento de projetos É possível selecionar os projetos que deverão ser executados ou ainda descartar aqueles que serão despriorizados Em função da qualificação e do momento em seu ciclo de vida, os projetos são apresentados no bubble, facilitando a identificação dos melhores candidatos à seleção ou mesmo ao cancelamento
  21. 21. Portfólio de projetos Seleção, priorização e balanceamento de projetos Os projetos apresentados podem ser organizados por Os gráficos de pizza apresentam cliente ou por categoria, o o balanceamento da carteira que facilita a localização dos configurada, de forma a evitar mesmos distorções.
  22. 22. Portfólio de projetos Seleção, priorização e balanceamento de projetos Com um simples drag-n-drop, é possível deslocar o momento de execução do projeto, antecipando ou adiando seu início, ou ainda alongar ou encurtar sua duração
  23. 23. Portfólio de projetos Plano do projetoUma vez selecionado um projeto, elesegue para seu planejamentodetalhadoNesta etapa, os projetos recebeminformações referentes ao seu planodetalhado, que deverão serrevalidadas quanto à aderência aoproject charter previamente aprovadoe selecionadoEssas informações podem ser camposou documentos anexos, ambosconfiguráveisFormularão base de conhecimento(“dossiê”) para seguir durante toda avida do projeto
  24. 24. Portfólio de projetos Encerramento de projetoFormalização do evento e dascondições da finalização doprojetoCompilação e comunicação dasinformações pertinentes, taiscomo lições aprendidas equestões pendentesConstituição de base deconhecimento homogênea evalidada sobre os projetosencerrados
  25. 25. Portfólio de projetos Fim do módulo Voltar para o menu da apresentação Passar ao próximo módulo Encerrar apresentação
  26. 26. Planejamento eacompanhamento • Cronograma de atividades • Integração com MS-Project® • Identificação de caminho crítico • Medições de atividades • Cálculo de valor agregado • Índices e projeções de custo e prazo • Curva S de acompanhamento físico
  27. 27. Planejamento eacompanhamento Cronograma de projetosCriação e edição de cronogramasem diagrama de GanttImportação do MS-Project®
  28. 28. Planejamento eacompanhamento MediçõesAs medições são feitas pelo gerentedo projeto, pela equipe executora ouaté por prestadores de serviçosexternos responsáveis por conduziruma parte do projetoO Tasker envia e-mails solicitando arealização de medições pendentes egera alertas no caso do atraso dasmesmasAs medições podem ser feitas dediferentes formas:• Pelo % completo• Pela nova estimativa de porte total• Pela estimativa do que resta mais informações
  29. 29. Planejamento eacompanhamento Medições Entrado na EAP, quando da formulação do cronograma Trazido do time-sheet ou mensurado por outra métrica de custo adotada Usuário opta por qual campo prefere reportar Os demais são calculados
  30. 30. Planejamento eacompanhamento Medições Valor agregado é calculado em função dos valores entrados E, como consequência, é calculado o IDC percebido na atividade
  31. 31. Planejamento eacompanhamento Medições Histórico de medições Informações da última medição realizada
  32. 32. Planejamento eacompanhamento Medições Situação projetada como atual com base em: • Última medição realizada • Apropriação de esforço após a mesma Premissa básica: IDC mantido
  33. 33. Planejamento eacompanhamento Indicadores de andamentoAcompanhamento da evolução física dasatividades do cronogramaCálculo de indicadores:• IDC: Índice de desempenho de custo• IDP: Índice de desempenho de prazoDrill-down: indicadores são calculadosdesde simples atividades até o projetocomo um todoCurva S do projeto comparandométricas de custo segundo óticas de: mais informações• Planejado• Alocado• Agregado
  34. 34. Planejamento eacompanhamento Indicadores de andamento Custos medidos no projeto Integrado ao time-sheet para atividades medidas em horas Planejamento do projeto: EAP com estimativa de custo das atividades
  35. 35. Planejamento eacompanhamento Indicadores de andamento Custo restante para conclusão da atividade Projeção do novo custo % completo da atividade total da atividade
  36. 36. Planejamento eacompanhamento Indicadores de andamento IDC – Índice de desempenho IDP = Índice de de custo desempenho de prazo Quantas unidades de custo Em que velocidade foram necessárias para se (comparada com previsto no produzir uma unidade planejada cronograma) a atividade está sendo executada % í %
  37. 37. Planejamento eacompanhamento Indicadores de andamento Diagrama de Gantt indicando planejamento e evolução das atividades Caminho crítico atual do projeto
  38. 38. Planejamento eacompanhamento Indicadores de andamento Dashboard dos indicadores Curva S mostrando a evolução do projeto no tempo gerais do projeto Comparação de planejamento, custo e valor agregado
  39. 39. Planejamento eacompanhamento Fim do módulo Voltar para o menu da apresentação Passar ao próximo módulo Encerrar apresentação
  40. 40. Gerência de riscos • Mapeamento do inventário de riscos • Qualificação: estimativas de severidade e probabilidade • Análise de impacto por diferentes naturezas • Sensibilidade aos riscos diferenciada por projeto • Definição e follow-up pró-ativo de planos de mitigação
  41. 41. Gerência de riscos Inventário de riscosInventário unificado de riscos, desdesua identificação até a conclusão deseu acompanhamentoRiscos são associados a projetos epodem ser ligados a atividadesespecíficasA primeira descrição que um riscorecebe, quando de sua identificação,é informal e livre, facilitando assim adisseminação da cultura de gerênciade riscos na empresa
  42. 42. Gerência de riscos Qualificação de riscosUma vez analisados, os riscos sãoqualificados em função deprobabilidade e severidade/natureza
  43. 43. Gerência de riscos Planos de mitigaçãoRiscos podem ter planos demitigação mapeadosOs riscos com plano de mitigaçãorecebem uma nova qualificaçãoindicativa da potencial melhoria nocaso do sucesso na mitigação
  44. 44. Gerência de riscos MonitoramentoO tratamento do risco se inicia com adefinição de responsável eperiodicidade para monitoramento domesmoNo caso dos riscos não seremmonitorados dentro da periodicidadedefinida, o Tasker envia e-mails delembrete com links diretos para a telade monitoramentoO monitoramento consiste em novaqualificação do risco, indicativa de suasituação atual, a ser feito peloresponsável atribuído
  45. 45. Gerência de riscos Sensibilidade dos projetosCada projeto pode ter maior ou menorsensibilidade a certas naturezas de riscoEssa definição permite a homogeneizaçãona apresentação da criticidade dos riscosdos diversos projetos, fornecendo,portanto, painéis mais funcionais
  46. 46. Gerência de riscos Painéis de riscosUm primeiro painel apresenta o graude exposição de cada projeto a cadanatureza de risco, já considerando:• Sensibilidade individual de cada projeto• Riscos elencados para cada projeto, segundo seu último monitoramentoAo clicar em qualquer elemento doprimeiro painel, abre-se um novopainel com um drill-down dos riscosdo projeto e da natureza clicados mais informações
  47. 47. Gerência de riscos Painéis de riscos Exposição do projeto na natureza selecionada Exposição original (quando da qualificação dos riscos) X Exposição potencial no caso de execução dos planos de mitigação X Exposição atualmente medida pelos monitoramentos
  48. 48. Gerência de riscos Painéis de riscos Visão geral dos riscos Visão geral da natureza dos riscos do selecionada projeto selecionado
  49. 49. Gerência de riscos Painéis de riscos Indicadores de qualidade do processo de gestão dos riscos: • Assiduidade do monitoramento • Efetividade da execução dos planos de mitigação
  50. 50. Gerência de riscos Fim do módulo Voltar para o menu da apresentação Passar ao próximo módulo Encerrar apresentação
  51. 51. Atendimento ao cliente • Workflow configurável • Catálogo de serviços • Gestão de SLA • Estatísticas de tempo e custos de atendimento • Base de conhecimento • Aferição da satisfação dos clientes
  52. 52. Atendimento ao cliente Processo de atendimento Workflow configurável • Pelo cliente (portal de atendimento) Registro • Pelo atendente • Atendimento direto • Encaminhamento para 2º nívelAtendimento • Encaminhamento para outras áreas • Geração de demanda de backlog • Questionamentos / autorização • Entrega Retorno • Envio automático de e-mails • Acompanhamento pelo portal • Aprovação • Reprovação Avaliação • Questionário de satisfação
  53. 53. Atendimento ao cliente Inventário de chamadosLista consolidada dos chamadosPermite organizar e filtrar por qualquercampo incluindo status, categoria eclienteDados do chamado incluem• Cliente / solicitante• Categorização• Descrição• Arquivos anexos • Anexados pelo cliente • Anexados pelo atendimentoAcesso rápido a dados de contatodo solicitante
  54. 54. Atendimento ao cliente CategorizaçõesMúltiplas classes de atendimento:• Diferentes portais de atendimento• Diferentes critérios de SLA• Diferentes workflows• Diferentes árvores de categorizaçãoCategorias de chamados:• Até três níveis hierárquicos• Diferenciação de prazo/SLA• Diferentes comportamentos de alertasUrgência: (opcional)• Percepção do cliente da necessidade de atendimento rápido• Nomes e valores configuráveisTendência: (opcional)• Resultado da análise do atendente• Mede o grau de recorrência esperado do problema• Nomes e valores configuráveis
  55. 55. Atendimento ao cliente SLA - Service Level Agreement baseado em GUT Categoria do chamado Gravidade Urgência do cliente Urgência GUT Tendência de recorrência Tendência mais informações
  56. 56. Atendimento ao cliente SLA - Service Level Agreement baseado em GUTOs atributos utilizados para cálculodos parâmetros de SLA, bem como osprazos definidos, são apresentadospara os gestoresSão apresentadas as informaçõessobre andamento, tais como tempodecorrido, stop-time e tempoconsideradoDependendo da configuração, osclientes podem pode ter visibilidadedessas informações através do portalde atendimento
  57. 57. Atendimento ao cliente SLA - Service Level Agreement baseado em GUT É possível ter vários modelos de SLA representando condições de atendimento distintas para diferentes clientes, Cada modelo de SLA pode contratos ou linhas de seguir um calendário serviço próprio, que define dias e horários de cobertura Prazos e metas podem ser definidos em dias, horas e minutos
  58. 58. Atendimento ao cliente SLA - Service Level Agreement baseado em GUT Indica se os atendentes podem alterar o prazo dos chamados (com e-mail automático para o cliente) ou se o definido no SLA é mandatório O modelo pode considerar as três dimensões do GUT ou apenas parte delas Indica se o cliente tem visibilidade, pelo portal de atendimento, dos prazos definidos pelo modelo de SLA Prazo para realização do primeiro contato com cliente Prazo pactuado para Prazo desejado atendimento internamente (meta contratual) (meta desafiadora)
  59. 59. Atendimento ao cliente SLA - Service Level Agreement baseado em GUT Permite definir cortes no horário No exemplo: chamados abertos após às 16:00 serão considerados como abertos às 09:00 do dia seguinte
  60. 60. Atendimento ao cliente Controle de prazo simplificadoEm situações onde modelos GUT semostram desnecessariamentecomplicados, pode-se simplificar adefinição de prazosOpção 1:definir prazos baseados apenas emgravidade, que são estabelecidas nascategorias/subcategoriasOpção 2:prazos definidos pela urgênciaalegada pelo cliente, cabendo aoatendente alterar caso haja registroequivocadoOpção 3:prazos definidos diretamente nas mais informações sobre ascategorias opções desta tela
  61. 61. Atendimento ao cliente Opções de controle de chamados Limita o uso de Configura o tempo categorias aos clientes além do qual, após a com privilégio especial conclusão do chamado, de “líder” caso o cliente não o aprove, o chamado é Útil, por exemplo, para considerado aprovado chamados que automaticamente impliquem em custos e, portanto, exijam alçadas maiores Define que chamados dessa categoria merecem gerar alertas quando do desvio em relação à meta ou ao prazo Os alertas podem ser por e- mail ou através da inclusão automática no radar
  62. 62. Atendimento ao cliente Comunicação com o clienteO portal de atendimento permite aocliente, com sua senha, registrar eacompanhar seus chamadosClientes “líderes” podem ver einteragir com chamados abertos porclientes subordinados a elesA evolução nos chamados pode servista pelo portal, mas também écomunicada por e-mails para osclientesNesses e-mails, há links para aabertura direta na tela deacompanhamento dos chamadosToda ação dos clientes pode serregistrada diretamente pelo clienteno portal ou pelos atendentes
  63. 63. Atendimento ao cliente Pesquisa de satisfaçãoOpcionalmente, pode-se configurarum breve questionário de satisfaçãoOs questionários são apresentados nomomento em que os usuáriosaprovam os chamadosPosteriormente, os gerentes deatendimento podem analisar osindicadores e as listas de clientes maisinsatisfeitos, até descer no detalhe afim de identificar as causas
  64. 64. Atendimento ao cliente Base de conhecimentoOs registros na base de conhecimento sãodescritos e categorizados segundo asmesmas regras dos chamadosOpcionalmente, os clientes podem teracesso a pesquisas diretas à base deconhecimentoAs soluções fornecidas pela base deconhecimento, além de seus textos,podem incluir arquivos para seremanexados às respostas aos chamados
  65. 65. Atendimento ao cliente Base de conhecimento Uso da baseCliente abre chamado de atendimento. Atendente consulta base de conhecimento... ... busca a resposta desejada, por termos correlatos... ...e envia resposta ao cliente.
  66. 66. Atendimento ao cliente Base de conhecimento Alimentação da baseCliente abre chamado de atendimento. Atendente responde o chamado, sugerindo para base de conhecimento. Gestor avalia, altera e publica o registro da base de conhecimento
  67. 67. Atendimento ao cliente Painel de atendimentoIdentificação imediata dos principaispontos de atenção:- Déficit da capacidade de atendimento- Desatendimento a prazos- Insatisfação de clientes- Geração de gargalos- Omissão no atendimentoOs gráficos oferecem drill down,para acesso aos chamados sobre osquais é necessário aprofundar-se mais informações
  68. 68. Atendimento ao cliente Painel de atendimento Cumprimento dos prazos dos atendimentos finalizados em relação às metas e prazos máximos estabelecidos Visão diária de entrada (criação) e saída (conclusão) de chamados, integrada a uma visão de estoque de chamados em aberto
  69. 69. Atendimento ao cliente Painel de atendimento Satisfação apurada nos questionários de satisfação dos clientes O estoque diário de chamados é extratificado em função do ator responsável, permitindo a identificação de gargalos
  70. 70. Atendimento ao cliente Painel de atendimento O número de chamados é apresentado em função do tempo em que ele se encontra aberto, permitindo a identificação de omissões
  71. 71. Atendimento ao cliente Fim do módulo Voltar para o menu da apresentação Passar ao próximo módulo Encerrar apresentação
  72. 72. Gestão de Backlog • Processo de desenvolvimento de software configurável • Qualificação e priorização das demandas • Gestão de estoque de demandas • Planejamento de sprints e entregas • Controle de não conformidades de processo
  73. 73. Gestão de Backlog Processo de desenvolvimento de Software • Como parte de uma atividade de um projeto Workflow configurável Identificação • Como desdobramento de um atendimento 6 da demanda • Como parte de product backlogs (scrum) Solicitar Concluir Priorização • Qualificação objetiva voltada à priorização priorização Qualificação • Priorização individual ou de lotes de entrega Fila de especificação Concluir priorização • Configuração de sprints (scrum) Concluir e priorização Enviar para ConcluirIniciar especificação especificação Especificação dimensionamento Iniciar Dimensionamento desenvolvimento dimensionamento Iniciar análise diretamente de impacto • Especificação Concluir análise Análise de impacto De impacto Fila de desenvolvimento Retornar p/ • Pedido de complementação a clientes especificação Análise • Dimensionamento Interromper Interrompido Iniciar Retornar para desenvolvimento desenvolvimento Desenvolvimento • Possibilidade de quebra em subatividades Concluir Concluir desenvolvimento desenvolvimento Reprovar Solicitar Ajustes em testes ajustes testes para uma ou várias pessoas Reabrir Iniciar Ajustes Fila de testes TestesDesenvolvimento Reprovar demanda testes realizados em valid técnica • Coordenação dessas subatividades Concluir testes Solicitar Ajustes Reprovar em validação funcional validação Iniciar ajustes Fila de validação Validação Ajustes técnica valid técnica técnica realizados Reprovar técnica em ger. configuração • Ciclos de testes, inspeções, gerência de Concluir valid técnica Controle de Iniciar Solicitar ajustes Ajustes validação funcional configuração e homologação Fila de validação funcional validação Validação funcional Ajustes realizados qualidade funcional Concluir validação funcional Ajustes Solicitar gerência de Iniciar ajustes Fila de gerência de Gerência de Ajustes configuração gerência de configuração configuração realizados configuração Conclusão Entregar Concluído Atendido Não se aplica Ag. informações do demandante Descartado
  74. 74. Gestão de Backlog Inventário de demandasLista consolidada das demandasPermite organizar e filtrar porqualquer campoAlém dos dados descritivos e dosarquivos anexos, as demandas têmpapéis de responsáveis para cadaetapa do workflow configurado
  75. 75. Gestão de Backlog Qualificação e priorizaçãoO Tasker suporta modelos para gestão dediferentes backlogsOs parâmetros são configurados eponderados de acordo com a necessidadede cada situaçãoAs demandas de backlog sãocategorizadas por dois eixos:• Custo (hh previsto)• Prioridade: obtida dos campos de qualificação Custo (hh previsto) Prioridade
  76. 76. Gestão de Backlog Painel de backlogApoio à priorização ebalanceamento da carteira dedemandas atualAnálise de conformidade, formaçãode gargalos e demandas iniciadas enão desenvolvidasOs elementos deste painel permitemdrill down, dando acesso imediatoaos chamados que inspiram maioratenção mais informações
  77. 77. Gestão de Backlog Painel de backlog Indicadores de balanceamento do estoque atual de demandas por projeto, cliente e categoria Composição com visão integrada de: • Volume de demandas abertas (quantidade de pontos) • Status das demandas abertas (cores) • Prioridade segundo a qualificação (posição no eixo X) • Custo estimado (posição no eixo Y)
  78. 78. Gestão de Backlog Painel de backlog Distribuição das demandas conforme seu % completo Apresenta, dia-a-dia, a entrada Concentrações constantes nas faixas (solicitação) e a saída (conclusão) de superiores indicam tendência a demandas, bem como o estoque retenção na finalização total na ocasião
  79. 79. Gestão de Backlog Painel de backlog Quantidade de horas já trabalhadas e restantes, apresentadas cumulativamente Quantidade de horas trabalhadas em pela prioridade das demandas demandas, extratificadas pelo tempo que se passou desde o trabalho O exemplo abaixo indica que não há demandas represadas entre os itens mais prioritários Permite identificar demandas que tiveram a sua e que a carteira se compõe , majoritariamente, execução interrompida, inspirando ação no sentido de demandas pouco prioritárias de solucionar impedimentos ou cancelamento
  80. 80. Gestão de Backlog Painel de backlog Indicação das etapas que geram mais reprovações (retrabalho)
  81. 81. Fim do móduloVoltar para o menu da apresentaçãoPassar ao próximo móduloEncerrar apresentação
  82. 82. Coordenação • Controle de solicitações e pendências • Integração estruturada entre as equipes • Workflow ad-hoc • Radar de acompanhamento das atividades • Comunicação dinâmica e cooperativa
  83. 83. Coordenação SolicitaçõesControle das delegações, planos de ação ependências geradas entre colaboradores oumesmo entre equipes distintasSe inserem em projetos ou quaisqueroutras atividades, tais como chamados,demandas, riscos etcSuportado por workflow de “conversaçãopara ação” baseado em “atos de fala”Ideal para tratamento de ações ad-hoc, i.e.,que não contam com processo formal
  84. 84. Coordenação Solicitações • Dentro da mesma equipe ou entre equipes Workflow ad-hoc • Responsável específico ou para a equipe Solicitação • Com/sem pedido de autorização prévia • Aceite (comprometimento) / recusa • Repasses Execução • Interrupções • Do solicitante Aprovação • De terceiros
  85. 85. Coordenação Painel de solicitaçõesVisão consolidada das solicitaçõesabertasTodas as equipes/projetos com osquais o usuário está envolvido,podendo realizar filtros maisespecíficosÓtica pode ser de prazo ou deesforço mais informações
  86. 86. Coordenação Painel de coordenação É possível acompanhar a distribuição de tarefas (atrasadas ou no prazo) por projeto, equipe ou colaborador
  87. 87. Coordenação Painel de coordenação Os gráficos de pizza mostram as solicitações atrasadas por prazo e prioridade.
  88. 88. Coordenação Painel de coordenação Dentre as tarefas atrasadas, é possível analisar o tempo de atraso
  89. 89. Coordenação Painel de coordenação As mesmas análises poderão ser feitas, também, em função de desvios de custos (hh)
  90. 90. Coordenação RadarAs atividades que merecem atençãoespecial são posicionadas no radarAs atividades podem entrar no radar:• Inseridas manualmente• Automaticamente, devido a algum critério de criticidadeCada colaborador tem seu próprio radarUm colaborador pode sugerir a entrada deuma atividade no radar de um colegaO resumo da situação atual e o histórico dasações recentes são mostrados na partedireita da tela para que os usuários possamtomar ciência, consultar e, se desejarem,incluir no radar para acompanhamentoposterior mais informações
  91. 91. Gestão de Backlog Radar Cada ícone representa uma atividade e indica: • Natureza (atividade planejada, chamado, backlog, risco etc) • Status (não iniciada, em andamento, concluída) • Se houve alguma evolução desde a última leitura
  92. 92. Gestão de Backlog Radar Sobre as demandas presentes no radar, os usuários podem: • Retirar do radar: • Em definitivo (não desejam mais acompanhar) • Por um tempo (aguardar um tempo para ver se a atividade é concluída, não sendo, retorna ao radar) • Até que um atributo de criticidade atinja um patamar definido • Inserir no radar de outro colaborador • Consultar o histórico completo • Visualizar a tela completa da atividade • Iniciar registro real-time do esforço
  93. 93. Gestão de Backlog Radar consolidado Seção “Tasker Hoje”: apresenta um resumo das principais atividades em que você e sua equipe estão envolvidos Através de um “feed de notícias”, é possível acompanhar todos os acontecimentos recentes das atividades em andamento Caso alguma dessas novidades mereça sua atenção, você pode, imediatamente, inseri- la no radar
  94. 94. Coordenação Fim do módulo Voltar para o menu da apresentação Passar ao próximo módulo Encerrar apresentação
  95. 95. Time-sheet • Registro real-time ágil • Análise e aprovação do time-sheet da equipe • Base multidimensional de esforço • Memória técnica para estimativas futuras
  96. 96. Time-sheet Registro real-time ágilRegistro de time-sheet integrado às ações de Indicação de que o time-sheet nãonavegação e organização profissional está sendo registrado Busca textual: lista de atividades para seleçãoBusca por atividade/tarefa requer 5 segundos Registro do time-sheet sendo realizado em real-time Seleção de tarefa
  97. 97. Time-sheet Conclusão do registro de esforço Conclusão do registro real-time Informa percentual completo da tarefa Registro do time-sheet pode se dar por início e fim ou, alternativamente, por duração O colaborador pode registrar comentários sobre o andamento da tarefa
  98. 98. Time-sheet Edição e análise dos registros de esforçoOs colaboradores podem conferir eeditar seus registros do time-sheetA permissão para edição dosregistros é limitada a um períodoapós a data correspondente,evitando edições no passado distanteApós conferidos pelos colaboradores,os coordenadores/gerentes aprovamos registros, tornando-os definitivos(Este passo é facultativo) mais informações
  99. 99. Time-sheet Análise dos registros de esforço Dados informados pelo colaborador Checagens automáticas realizadas pelo Tasker, Avaliação quanto a: tais como cruzamento • Qualidade: registro representa a Os registros reprovados com ponto, indicação realidade? retornam para os colaboradores de conflito de registros • Efetividade: a atividade foi realizada de forma produtiva? acompanhados do motivo da e excesso de tempo reprovação sem atividade
  100. 100. Time-sheet Base multi-dimensionalUma ferramenta de tabela dinâmica(cubo) permitirá uma análise dashoras alocadas, comparativamentecom as previstas e agregadas, atravésde diferentes dimensões como:• Projeto• Artefato• Atividade• Competência• ProfissionalMemória técnica como base paraavaliações de tendência dedesempenho, estimativas futuras etc
  101. 101. Gestão de recursos Projeção de alocação
  102. 102. Coordenação Fim do módulo Voltar para o menu da apresentação Passar ao próximo módulo Encerrar apresentação
  103. 103. Implantação Metodologia direta e objetiva Cliente Tasker 1 Kickoff - apresentação de conceitos e envio dos formulários da 1ª onda Preenchimento e envio do material 3 da 1ª onda Conferência dos dados da 1ª onda e 5 envio de dados da 2ª onda para cliente. 7 Preenchimento e envio do material da 2ª onda. Compilação e conferência final das 8 informações. 9 Conferência e aprovação. 13 Configuração do ambiente do cliente. 15 Treinamento dos usuários-chave e início do uso, já com dados da operação do cliente. Dias
  104. 104. Licenciamento Formas de LicenciamentoO licenciamento Software as aService permite acesso ao softwarede qualquer lugar, além de incluir:• infraestrutura SaaS (Nuvem)• Atualizações de versão• Monitoração• Tunning e suporte pró-ativos• Atualização para novas versões OUO licenciamento para uso nasinstalações do cliente também épossível.Nesse caso, a contratação dosserviços listados acima é facultativa Instalações do clientePrecificação por usuário interno:clientes externos do módulo deAtendimento não pagam licença.
  105. 105. Diversos• Não existe no Tasker – Botão/opção para calcular  cálculos são real-time – Programa para editar cronograma  edição é na aplicação – Necessidade de instalação de programa/applet no cliente  full web – Necessidade de adoção do processo completo  é realmente modular – Período mínimo (carência) de contratação – Informações tratadas apenas para relatório  metodologia abrangente – Bases separadas para tratar diferentes projetos  base única e integrada
  106. 106. Diversos• Contatos – lucio@solucionar.com.br – Travessa Euricles de Matos, 27, Laranjeiras - Rio de Janeiro – Brasil - CEP 22240-010 – +55 (21) 3235-2525
  107. 107. FimRetornar para o menu da apresentação
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×