Retratos da Vizinhança Sobre Lugares & Meio Ambiente Marcelo Stein de Lima Sousa Roteiro, versão 01 Agosto de 2007
[Castoriadis] <ul><li>“ Subjects cannot exist outside a world, nor in any conceivable world. The meaning of the term ‘obje...
2. Lugares <ul><li>2.1 Viver juntos </li></ul><ul><li>2.2 Bons lugares </li></ul><ul><li>2.3 Tempo que faz </li></ul><ul><...
[Galeano, A função da arte] <ul><li>Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descobrisse o ma...
[concepção...] topologia ( spacetimemattering ) “ pai, me ajuda a olhar!” complexidade ( apeiron ) randonnée  ( theoros ) ...
[estou trabalhando em...] <ul><li>Lugares, desafio cosmopolítico </li></ul><ul><ul><li>2.1 Viver juntos: O menino e o mar ...
3. Rodeios <ul><li>3.1 A importância de estar em movimento </li></ul><ul><li>3.2 Randonnée  como estratégia </li></ul><ul>...
4. Retratos <ul><li>4.1 Circulação </li></ul><ul><li>4.2 Aparentemente imóvel </li></ul><ul><li>4.3 Permanentemente móvel ...
5. Vizinhança <ul><li>5.1 A idéia de arredores </li></ul><ul><li>5.2 Meteoros,  theoros , andanças </li></ul><ul><li>5.3 A...
[estrutura da tese] <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Lugares, desafio cosmopolítico </li></ul><ul><li>Rodeios </li></u...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Retratos da Vizinhança roteiro v01

854 views

Published on

Primeira versão dos capítulos da tese.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
854
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Retratos da Vizinhança roteiro v01

  1. 1. Retratos da Vizinhança Sobre Lugares & Meio Ambiente Marcelo Stein de Lima Sousa Roteiro, versão 01 Agosto de 2007
  2. 2. [Castoriadis] <ul><li>“ Subjects cannot exist outside a world, nor in any conceivable world. The meaning of the term ‘objective’ is here: the possibility supplied to subjects as beings for-themselves by what there is to exist in a world and to organise, each time in another way, what there is.” </li></ul><ul><li>[“Os sujeitos não podem existir fora de um mundo, nem em nenhum mundo concebível. O significado do termo ‘objetivo’ está aqui: a possibilidade fornecida aos sujeitos como seres para-si-mesmos por aquilo que deve existir em um mundo e para organizar, cada vez de uma outra maneira, o que lá existe.”] </li></ul>
  3. 3. 2. Lugares <ul><li>2.1 Viver juntos </li></ul><ul><li>2.2 Bons lugares </li></ul><ul><li>2.3 Tempo que faz </li></ul><ul><li>2.4 Voltar aos meteoros </li></ul><ul><li>2.5 Lugares & meio ambiente </li></ul>
  4. 4. [Galeano, A função da arte] <ul><li>Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descobrisse o mar. Viajaram para o Sul. Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, esperando. Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia, depois de muito caminhar, o mar estava na frente de seus olhos. E foi tanta a imensidão do mar, e tanto fulgor, que o menino ficou mudo de beleza. E quando finalmente conseguiu falar, tremendo, gaguejando, pediu ao pai: Me ajuda a olhar! (Eduardo Galeano, 'A função da arte', O livro dos abraços, 1997) </li></ul>
  5. 5. [concepção...] topologia ( spacetimemattering ) “ pai, me ajuda a olhar!” complexidade ( apeiron ) randonnée ( theoros ) vizinhança este é um apelo que exige uma perspectiva cosmopolítica dos lugares! algo ‘ endiabrado ’ que devemos enfrentar, confrontar
  6. 6. [estou trabalhando em...] <ul><li>Lugares, desafio cosmopolítico </li></ul><ul><ul><li>2.1 Viver juntos: O menino e o mar (convocar?) </li></ul></ul><ul><ul><li>2.2 Bons lugares: Como viver juntos (evocar?) </li></ul></ul><ul><ul><li>2.3 Tempo que faz: Atmosferas dos lugares (invocar?) </li></ul></ul><ul><ul><li>2.4 Voltar aos meteoros: Objetos complexos (provocar?) </li></ul></ul><ul><ul><li>2.5 Lugares & meio ambiente: Por uma outra cosmopolítica (revogar?) </li></ul></ul>
  7. 7. 3. Rodeios <ul><li>3.1 A importância de estar em movimento </li></ul><ul><li>3.2 Randonnée como estratégia </li></ul><ul><li>3.3 Sobre flânerie </li></ul><ul><li>3.4 Andando por lugares </li></ul><ul><li>3.5 Pegadas, traços, e outras inscrições </li></ul>
  8. 8. 4. Retratos <ul><li>4.1 Circulação </li></ul><ul><li>4.2 Aparentemente imóvel </li></ul><ul><li>4.3 Permanentemente móvel </li></ul><ul><li>4.4 Lugares mais ambiente </li></ul><ul><li>4.5 Aparelhando em lugares </li></ul>
  9. 9. 5. Vizinhança <ul><li>5.1 A idéia de arredores </li></ul><ul><li>5.2 Meteoros, theoros , andanças </li></ul><ul><li>5.3 A importância da vizinhança </li></ul><ul><li>5.4 Vizinhança e meio ambiente </li></ul><ul><li>5.5 O lugar dos lugares </li></ul>
  10. 10. [estrutura da tese] <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Lugares, desafio cosmopolítico </li></ul><ul><li>Rodeios </li></ul><ul><li>Retratos </li></ul><ul><li>Vizinhança </li></ul><ul><li>Conclusões </li></ul><ul><li>Referências bibliográficas </li></ul>

×