Aula de termometria anselmo júnior

  • 1,449 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,449
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
14
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃOESCOLA ESTADUAL VISCONDE DE SOUZA FRANCO TERMOLOGIA Capítulo 1: TERMOMETRIA PROFESSOR: ANSELMO JÚNIOR BELÉM - PARÁ
  • 2. Termometria – Professor Anselmo Júnior1. Considerações preliminares.Termometria é a parte da Termologia que estuda a temperatura e suatransformações.Todos os corpos são constituídos por partículas que estão sempre em umconstante estado de movimento denominado de Energia Interna.Todo corpo apresenta uma vibração molecular que dá justamente a noção dequente e frio. A vibração molecular é diferente nos. 3 estados físicos.O estado de aquecimento de um corpo influi no estado agitação térmica,tornando-o mais acentuado a medida que o corpo vai ficando mais quente
  • 3. Termometria – Professor Anselmo Júnior2. Temperatura. A sensação térmica que sentimos ao tocar um corpo qualquerconstitui um critério impreciso para a medida da temperatura. Define-setemperatura como sendo a grandeza física que mede o grau de agitaçãotérmica que um corpo apresenta. O termômetro é um sistema auxiliar que possibilita avaliar atemperatura de modo indireto. A temperatura de um corpo indica se esse corpo vai ganhar ou perderenergia interna ao entrar em contato com outro corpo.
  • 4. Termometria – Professor Anselmo Júnior3. Calor. Calor é a energia térmica em movimento (ou trânsito) do corpo demaior temperatura para o corpo de menor temperatura. Não tem sentido dizermos que estamos com calor, pois o mesmonunca é contido num corpo. E com isso, o calor num sistema existe enquantoos mesmos estiverem com temperaturas diferentes (distintas). “Se dois corpos, um quente e outro frio, forem colocados emcontanto, uma parcela da energia interna (energia térmica) do corpo quentepassará para o corpo frio sob a forma de calor”.
  • 5. Termometria – Professor Anselmo Júnior4. Princípio Zero da Termodinâmica – Equilíbrio Térmico. “Quando um corpo A estiver em equilíbrio térmico com um corpo B, ese o corpo B estiver em equilíbrio térmico com outro corpo C, então, O corpoA também estará em equilíbrio térmico com o corpo C”.# Observações:Não existe troca de calor entre corpos no equilíbrio térmicoNão podemos dizer que estamos com calor ou frio e sim, que estamos combaixa ou elevada energia térmica.
  • 6. Termometria – Professor Anselmo Júnior5. Escala Termométrica.Em 1668 Joachin Dalence (1640-1707) foi o primeiro físico a afirmar queeram precisos dois pontos fixos para se determinar uma escala pra medirtemperaturas.A escala Fahrenheit, devida a Daniel Gabriel Fahrenheit (1686-1736), onde ospontos fixos eram: a temperatura de uma mistura de água, gelo e cloreto deamônio (0 ◦F) e a temperatura de corpo humano (100 ◦F).A escala Celsius, proposta por Anders Celsius (1701-1744). Usou o ponto deebulição da água em uma extremidade (0 ◦C) e o de congelamento na outra(100 ◦C).
  • 7. Termometria – Professor Anselmo JúniorAs moléculas de um gás estão em movimento desordenado, denominadoagitação ou movimento térmico. Quanto mais intensa a agitação térmica dasmoléculas, maior será a energia cinética de cada uma e em consequênciamaior a temperatura. Assim, pode-se imaginar que a temperatura mais baixaque pode existir é um estado térmico em que a agitação térmica, isto é, asmoléculas estão em repouso. A esse limite inferior de temperatura dá-se onome de zero absoluto.Baseado neste estado térmico William Thomson (1824-1907), mais tardeLord Kelvin) estabeleceu, em 1848, a escala absoluta [1,2]. Kelvin verificouque a pressão de um gás diminuía de 1/273 do valor inicial quando resfriadoa volume constante de 0 ◦C a -1 ◦C. Concluiu, então que a pressão seria nulaquando o gás estivesse a -273 ◦C.
  • 8. Termometria – Professor Anselmo Júnior
  • 9. Termometria – Professor Anselmo JúniorClique para editar o texto mestreSegundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
  • 10. Termometria – Professor Anselmo Júnior6. Conversão entre Temperatura entre escalas termométricas.
  • 11. Termometria – Professor Anselmo Júnior
  • 12. Termometria – Professor Anselmo Júnior7. Grandezas Termométricas. Quando um corpo ou um sistema físico apresenta uma temperaturanão podemos esquecer que esta temperatura depende também de outrasgrandezas como a pressão, resistência elétrica, a altura da coluna demercúrio, etc. Essas grandezas mencionadas são chamadas de grandezastermométricas.
  • 13. Termometria – Professor Anselmo Júnior7. Comportamento Gráfico das escalas termométricas.