Certificações em Arquitetura de TI

10,919 views
10,780 views

Published on

A presentation (mostly in Brazilian Portuguese) about the IT Architect career certification.

Published in: Career, Business, Technology

Certificações em Arquitetura de TI

  1. 1. Certificações emArquitetura de TI Marcelo Sávio Senior IT Architect IBM Software Group http://www.linkedin.com/in/msavioSOA on your terms and our expertise © 2006 IBM Corporation 2009
  2. 2. O Arquiteto2
  3. 3. Uma definição... “O arquiteto ideal deve ser um homem com conhecimento de letras, matemática, familiar com estudos da história, estudioso incansável de filosofia, familiarizado com a música, não ignorante em medicina, conhecedor de respostas em jurisprudência, familiarizado com astronomia e cálculos astronômicos” Marcus Vitruvius Pollio, arquiteto e engenheiro romano que viveu no século I a.e.c3
  4. 4. O papel de um Arquiteto de TI Ar IT chitect The role of the architect changes during the architecting process, from visionary during the early stages, to translator, designer and critic during the creation of the architecture, to consultant during deployment of the architecture. Throughout, the architect is also playing a vital leadership role.4
  5. 5. Qual é o perfil de um Arquiteto de TI? Procurar estabelecer consensos; Possui habilidades de comunicação; É orientado a resultados; É versatilista e generalista; Não é apenas um designer de software de alto nível; Não é um Gerente de Projeto; É experiente com tecnologia; Não é um especialista em produtos ou tecnologias; Não é um implementador ou desenvolvedor; Não é um analista de suporte; Não é um “cientista maluco”.5
  6. 6. O que os Arquitetos de TI fazem? Arquitetos de TI definem – “arquitetam” – soluções para problemas de negócios de clientes através da aplicação fundamentada da Tecnologia da Informação; Essas soluções podem incluir sistemas e/ou processos e geralmente envolvem a aplicação ou integração de uma variedade de produtos, tecnologias e serviços; Por essas razões um arquiteto de TI deve: – Possuir conhecimentos abrangentes e experiência adquirida em múltiplos sistemas e diferentes plataformas, com seus aspectos operacionais, funcionais e de infra-estrutura; – Dominar técnicas de modelagem e design; – Ser capaz de identificar avaliar e selecionar os elementos de uma solução que melhor enderecem as necessidades do cliente; – Usar seu conhecimento, experiência, capital intelectual em conjunto com metodologias para definir a solução apropriada; – Ser orientado a negócios e tecnologia.6
  7. 7. O Arquiteto de TI “balanceado” Expertise no domínio do negócio Conhecimento abrangente do negócio Expertise em Arquitetura Corporativa Expertise em tecnologia Expertise em indústria Entendimento da ligação da TI com Negócio Conhecimento de processos de negócio Expertise em soluções da indústria em que atua Conhecimento de melhores práticas Experiência em arquiteturas de “ponta-a-ponta” Conhecimento abrangente de tecnologia Expertise em integração de tecnologias Experiência em uso de metodologias “Soft Skills”: Comunicação (oral e escrita), negociação, mentorização, trabalho em equipe,...7
  8. 8. Como pensa um Arquiteto de TI?8
  9. 9. Mapeando corretamente os requisitos Cuidado para não subestimar os NFRs!9
  10. 10. Documentando as decisões de arquitetura Todas as decisões de arquitetura devem ser documentadas, de maneira a registrar várias informações relevantes, a saber • Descrição: Exemplo: “O sistema proposto usará o padrão de integração por mensageria para se comunicar com a aplicação XYZ”; • Identificador: Algum código que identifique a decisão de uma forma unívoca, exemplo “DA-007”; • Questão ou problema: Pequena descrição do problema motivador da decisão, exemplo: “como deverá ser a integração do sistema proposto com a a aplicação XYZ?” • Premissas: Tudo aquilo que é tido como verdadeiro no contexto do problema e da solução, por exemplo “A aplicação XYZ é capaz de suportar uma interface de mensageria”; • Alternativas: Uma lista numerada de todas as possíveis alternativas, com suas explanações, exemplo “1 – Transferência de arquivos, 2 – mensageria, etc. “ • A decisão: Qual decisão foi tomada, por exemplo: “A alternativa 2 foi escolhida” • Justificativa: O porque da decisão tomada, por exemplo: “Mensageria foi escolhida porque provê uma comunicação assíncrona confiável entre as aplicações, atendendo melhor a um requisito do cliente”; • Conseqüências: A conseqüência que essa decisão irá causar, por exemplo “será necessário investir em treinamento e ferramental de gestão de sistemas de mensageria.”10
  11. 11. Algumas armadilhas para os Arquitetos de TI • Acreditar cegamente nos requisitos levantados; • Não ter a mente aberta a novos conceitos; • Inibir o pensamento criativo (próprio e do time); • Insistir em trabalhar isolado; • Ser seduzido pela tecnologia; • Acreditar nos “mitos da Arquitetura de TI” …11
  12. 12. Os mitos da Arquitetura de TI Arquitetura e design são sinônimos; Arquitetura e infra-estrutura são sinônimos; “Minha tecnologia favorita” é a arquitetura; Uma boa arquitetura é o resultado do trabalho isolado de único arquiteto; Arquitetura é algo “plano” e apenas um blueprint é suficiente; Arquitetura é apenas a estrutura; Arquitetura é coisa de TI e não tem nada a ver com o negócio; Arquitetura tecnológica precede as arquiteturas de aplicação e informação; Arquiteturas não podem ser medidas ou avaliadas; Arquitetura é uma ciência; Arquitetura é uma arte; Arquitetura é tecnologia, infra-estrutura, dados e rede.12
  13. 13. A certificação profissional13
  14. 14. A demanda por profissionais está aumentando14
  15. 15. O valor da certificação profissional Valor para o empregador que contrata ou investe em profissionais certificados • Assegura que um time designado para um projeto terá determinado nível de experiência e conhecimento; • Reduz custos com treinamento porque há uma tendência de menor defasagem de conhecimento dentro de um time com profissionais certificados; • Melhora o nível de utilização dos profissionais alocados. Valor para os clientes que contratam empresas com profissionais certificados • Passam a ter acesso a um time mais profissional e qualificado, o qual, independentemente do tamanho “fala como uma única voz” perante o cliente; • Assegura consistência na execução, mesmo se a empresa for globalmente dispersa. Valor para o profissional certificado • Possibilita um mecanismo para demonstrar sua competência como um profissional; • Funciona como marco tangível no desenvolvimento de sua carreira; • Facilita a obtenção de feedbacks sobre suas habilidades profissionais; • Permite um reconhecimento entre os seus pares, em escala global; • Aumenta o valor/empregabilidade/visibilidade do profissional15
  16. 16. Certificações existentes em Arquitetura de TI The Open Group IT Architect Certification (ITAC); http://www.opengroup.org/itac/ Assuntos de hoje The Open Group TOGAF Certification; http://www.opengroup.org/togaf/cert/ Zachman Certified Program; http://www.zachmaninternational.com Carnegie-Mellon University Enterprise Architecture Certification; http://strategic.isri.cmu.edu/v3/EATraining/ IASA Certified IT Architect (CITA) Program http://www.iasahome.org/web/home/certification The Enterprise Architecture Center of Excellence (EACOE) http://eacoe.org/certifications.shtml Sun Certified Enterprise Architect (SCEA)) http://www.sun.com/training/certification/java/scea.xml16
  17. 17. Certificações em Arquitetura do Open Group - TOGAF17
  18. 18. A quem se destina a certificação em TOGAF • Aos que necessitam ter um conhecimento mais profundo do TOGAF; • Aos que estejam trabalhando em projetos/iniciativas em alguma organização na qual o TOGAF tenha sido adotado; • Aos arquitetos que buscam melhores práticas na criação de artefatos de arquitetura; • Aos arquitetos que desejam introduzir o TOGAF em suas áreas de arquitetura; • Aos arquitetos que buscam uma qualificação em arquitetura reconhecida no mercado.18
  19. 19. O valor da certificação em TOGAF A certificação em TOGAF abrange: • Como aplicar as fases do ADM no desenvolvimento de uma arquitetura corporativa; • Como aplicar governança nos processos de arquitetura; • Como aplicar o TOGAF Architecture Content Framework; • Como aplicar o TOGAF Architecture Content Metamodel; • Como aplicar o conceito de Building Blocks; • Como aplicar as técnicas de gestão de stakeholders; • Como aplicar as técnicas e recomendações do TOGAF; • Conhecer o TOGAF Technical Reference Model e como customizá-lo às necessidades de uma organização; • Conhecer o Integrated Information Infrastructure Reference Model; • Conhecer o conteúdo dos principais entregáveis do ciclo ADM; • Entender como uma arquitetura corporativa pode ser particionada segundo os objetivos de uma organização; • Entender o propósito de um repositório de arquitetura; • Como aplicar a iteração nos diferentes níveis de arquitetura com o ADM; • Como adaptar o ADM para uma arquitetura de segurança; • Como adaptar o ADM para uma arquitetura SOA; • Entender os modelos de maturidade de arquitetura ; • Entender o propósito do Architecture Skills Framework e como aplicá-lo em uma organização.19
  20. 20. Níveis de Certificação em TOGAF9 e seus respectivos exames20
  21. 21. Número de certificações em TOGAF no mundo21
  22. 22. Certificações em Arquitetura do Open Group - ITAC22
  23. 23. Information Technology Architect Certification (ITAC) Histórico e evolução: – Os membros do Open Group começaram a compartilhar seus programas de certificação para Arquitetos de TI; • Perceberam objetivos similares de uma organização para outra; • Mas também diferentes critérios, processos e títulos de certificação; • Reconheceram valor em se padronizar os critérios de certificação como base para promover a profissão de Arquiteto de TI; • Decidiram que as credenciais para Arquitetos de TI não se “encaixavam” muito bem nos métodos tradicionais de certificação profissional (provas teóricas e práticas); – Criaram então um programa de certificação único para todos os membros do Open Group e para o mercado.23
  24. 24. Como medir a evolução na carreira de um Arquiteto de TI? Visão do Open Group: Distinguished Certified IT Architect Conhecimento – Básico (fundamental da carreira) – Habilidades profissionais + Master Certified IT Architect Aplicação prática do conhecimento (Experiência) Certified IT Architect Architect in training Technical Specialist24
  25. 25. O progresso na carreira de um Arquiteto de TI o “efeito funil” Arquitetos de TI Foco no negócio Metodologista Conhecimento técnico abrangente Modelador Foco em Design Conselheiro confiável (Trusted Advisor) Foco mais restrito Desenvolvedor Conhecimento técnico profundo DBA Foco em implementação Administrador de sistemas Especialistas em TI25
  26. 26. O progresso na carreira de um Arquiteto de TI segundo o ITAC Nível 3 - Distinguished Certified IT Architect Chief/Lead IT Architect Enterprise IT Architect IT Architect Profession Leader Nível 2 - Master Certified IT Architect Foco em Arquitetura Nível 1 - Certified IT Architect de Soluções de TI Especialidades26
  27. 27. Atributos gerais de Arquiteto de TI Experiência no ciclo de vida completo de soluções Amplo conhecimento de tecnologia Experiência em desenvolvimento Bom comunicador Liderança técnica Usa metodologias formais Produz arquiteturas de valor27
  28. 28. A “fórmula profissional” Habilidades (tácitas + inatas + adquiridas) + Experiência prática = Arquiteto de TI profissional Comprovação através de um Board de Certificação segundo alguns critérios de conformidade28
  29. 29. Arquiteto de TI profissional Categorias de Habilidades e Experiências Habilidades tácitas: Capacidade analítica Inteligência emocional Habilidades inatas: Comunicação Liderança Habilidades adquiridas: Pensamento Arquitetônico (Architectural Thinking) Técnicas de Modelagem Metodologias de design Conhecimentos técnicas Conhecimentos de Indústria Experiência prática Uso de padrões de arquitetura (architectural patterns) Conselheiro confiável (trusted advisor)29
  30. 30. Atributos de um Certified IT Architect Nível 1 do ITAC Aprendendo a aplicar métodos Evoluindo as habilidades de liderança Conhece modelagem É mentorizado por outro arquiteto de TI Aplica padrões de arquitetura Consegue desempenhar seu papel com ajuda ou supervisão de outro arquiteto de TI mais experiente. Possui um bom conjunto de habilidades próprias para arquitetos e é um bom contribuidor.30
  31. 31. Atributos de um Master Certified IT Architect Nível 2 do ITAC Proficiente no uso de metodologias de arquitetura e das técnicas de design. Possui um histórico de realizações de sucesso Lidera as iniciativas de design de arquiteturas em conhecimento profundo em modelagem Efetivamente aplica padrões de arquitetura Consegue desempenhar de forma independente e tem responsabilidade na entrega da solução, atuando como arquiteto líder.31
  32. 32. Atributos de um Distinguished Certified IT Architect Nível 3 do ITAC Habilidades de comunicação executiva Habilidades de liderança efetiva Responsabilidade por arquitetura de soluções para problemas significantemente complexos Estabelece a visão para as principais iniciativas das áreas de negócios; É um experto em governança Costuma avançar o “estado da arte” Possui um histórico de impactos significantes nos negócios através da aplicação de Arquiteturas de sucesso.32
  33. 33. Habilidades requeridas para certificação níveis 1 e 2 (Core Skills Requirements) São 17 habilidades divididas em 4 categorias: People, Project Management, Architecture e Business Category Skill Description Required Skill Level E People Perform Conflict Mediate opposing viewpoints and negotiate equitable Applied X Resolution solutions to ensure successful and stable outcomes. E Project Manage Given a project plan, identify those elements of the plan that Deep Management Architectural put the architectural integrity of the plan at risk and manage M Elements of those elements through to the agreement by the client/project P Project Plan manager that the project has been successfully completed. L Architecture Develop Solutions Given one or more business requirements, create the Deep O Architecture structures of a solution which can be validated to meet those S requirements. Architecture Use Modeling Given a proposed solution, use modeling techniques, such as Deep Techniques prototyping, benchmarking, and performance modeling, to size and validate that the proposed solution meets business requirements. O candidato precisa preencher um pacote de certificação com a auto-avaliação dos níveis de proficiência em cada uma das habilidades requeridas; Além dessa auto-avaliação, um pacote possui ainda a descrição da comprovação de experiência, histórico profissional, perfil de projetos, uso de metodologias reconhecidas, cursos realizados, referências e contribuições para a profissão, etc. e tudo deverá ser escrito em 50 páginas em inglês. A lista completa dos requisitos, templates de pacotes e guias de preenchimento podem ser obtidas no webiste do programa ITAC: http://www.opengroup.org/itac/cert/33
  34. 34. OBS: Metodologias para design de arquiteturas reconhecidas pelo ITAC Allstate Architecture Standards and Methods (AASM) BearingPoint Configure To Fit Method BearingPoint Methodology Bredemeyer VAP CA Solution Architecture Methodology Capgemini Integrated Architecture Framework (IAF) Credit Suisse IT Solution Framework EDS GSMS/GAD QMSGM System Delivery Process (SDP) HP Global Method for IT Strategy and Architecture (HPGM for ITSA) IBM Global Services Method (GSMethod) IBM TeAMethod (Team Solution Design) Intel AEPF Intel IT Architecture Development Methodology (Intel IADM) New Zealand Inland Revenue - IR Method Rational Unified Process (RUP) Raytheon Enterprise Architecture Process (REAP) SUN Architect Implement and Manage (AIM) TOGAF ADM34
  35. 35. Critérios estendidos de conformidade de certificação Existem alguns programas de certificação (de outras organizações) que são acreditados junto ao Open Group através do Accredited Certification Program (ACP); Exemplos: IBM (desde 2005), EDS (desde 2006), CA (desde 2007) e Raytheon (desde 2009); Outros estão a caminho. Nesses programas, além de todos requisitos do Open Group existem os requisitos específicos de cada programa: • Extensões relativas a experiência e conhecimentos de indústria; • Extensões culturais e organizacionais;35
  36. 36. O processo de certificação ITAC do Open Group36
  37. 37. Comunidade de arquitetos certificados Todas os profissionais certificados em TOGAF e/ou ITAC passam a fazer parte da AOGEA, uma comunidade de arquitetos certificados.37
  38. 38. A estrutura do programa ITAC (Montar e manter um programa de certificação dá trabalho!) AOGEA Board de certificação Diretório de certificação Critérios de conformidade para o programa de acreditação (ACP) Políticas do programa de acreditação (ACP) Critérios de conformidade de certificação Políticas de certificação Autoridade de certificação Grupo de trabalho do ITAC Processo de consenso de padronização dos membros do Open Group38
  39. 39. Visão do mercado “There is an ongoing development of TOGAF and the IT Architect Certification (ITAC) programs. ITAC is the standard architecture certification, akin to what PMI is for the program management community today”39
  40. 40. http://www.linkedin.com/in/msavio40

×