Comunicação empresarial aula 3

2,562 views

Published on

Tipos de Comunicação: Verbal e Não Verbal

Published in: Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,562
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
16
Actions
Shares
0
Downloads
252
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Comunicação empresarial aula 3

  1. 1. TIPOS DE COMUNICAÇÃO Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  2. 2. Tiposde Comunicação Verbal Oral Escrita Não Verbal Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  3. 3. Etapas do Processo Lógico de Comunicação Pensar Planejar Transmitir Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  4. 4. Decisões da Comunicação Por que comunicar? O que comunicar? Como comunicar? Quando comunicar? A quem comunicar? Quem irá comunicar? Onde comunicar? Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  5. 5. Comunicação Oral Aquele que sabe, mas não sabe transmitir o que sabe, na verdade não sabe, apenas pensa que sabe. (Provérbio grego) Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  6. 6. Comunicação Oral • Principal meio de transmitir mensagens; Vantagens: Rapidez e o feedback Desvantagem: Probabilidade de distorções Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  7. 7. Comunicação Oral • Conversas com clientes, superiores e subordinados; • Entrevista para emprego; • Reuniões, palestras, debates; • Seminários, conferências, convenções, cursos; • Ao telefone; • Reuniões sociais. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  8. 8. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  9. 9. Comunicação Escrita Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  10. 10. Não sabemos escrever! Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  11. 11. Por que não escrevemos corretamente? Por que não lemos! Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  12. 12. Comunicação Escrita • Tudo o que se escreve carrega a imagem de seu autor. A palavra escrita é mais forte do que a falada; não se pode negar o que se escreveu • Revisão do texto é sempre necessária, independente da situação ou da pressa • O texto, a partir do momento em que está escrito, é do leitor, e a percepção que ele terá pode ser muito diferente daquilo que você pretende passar Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  13. 13. Comunicação Escrita • Engloba memorandos, cartas, transmissões de fax, e- mails, mensagens instantâneas, jornais internos, informativos em murais e qualquer outro meio que use a linguagem escrita ou simbólica. Podem ser armazenadas por tempo indeterminado Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com Desvantagem: Consomem mais tempo de elaboração e Ausência de feedback
  14. 14. Poder da Entonação • Por que eu não levo você para jantar hoje? • Por que eu não levo você para jantar hoje? • Por que eu não levo você para jantar hoje? • Por que eu não levo você para jantar hoje? • Por que eu não levo você para jantar hoje? • Por que eu não levo você para jantar hoje? • Por que eu não levo você para jantar hoje? Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  15. 15. LIQUIDAÇÃO DE VERÃO! SÓ HOJE! SANDÁLIA PRÁ MULHER ABERTA ATRÁS Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  16. 16. “Após as boas relações mantidas com o gerente X, o funcionário Y deverá ter abonada a sua falta do último dia 12” Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  17. 17. EXERCITANDO Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro à sua procura.
  18. 18. Poder da Vírgula Se o homem soubesse o valor que tem a mulher,andaria de quatro à sua procura. Se o homem soubesse o valor que tem,a mulher andaria de quatro à sua procura. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  19. 19. Comunicação Escrita Eficaz • Clareza e objetividade • Precisão • Persuasão Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  20. 20. Comunicação Escrita - CUIDADOS • Interferência física: dificuldade visual, má grafia das palavras, cansaço, falta de iluminação, etc; • Interferência cultural: palavras ou frases complicadas ou ambíguas, diferenças de nível social; • Interferência psicológica: mensagens que contenham agressividade, aspereza, antipatia, etc. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  21. 21. EXERCITANDO Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com Estudo de caso – Dianna Abdala
  22. 22. Comunicação Não Verbal • O corpo não é uma máquina como nos diz a ciência. Nem uma culpa como nos fez crer a religião. O corpo é uma festa. (Eduardo Galeano) Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  23. 23. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  24. 24. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com Albert Mehrabian 7% 38% 55%
  25. 25. Comunicação Não Verbal Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com • Orientação e Proximidade • Postura • Expressão Facial / Sorriso • Gesticulação • Contato Visual • Roupas
  26. 26. ORIENTAÇÃO E PROXIMIDADE Orientação – forma pela qual as pessoas se posicionam fisicamente entre si. Proximidade - Ficar mais ou menos a um braço de distância do seu interlocutor. Pesquisas mostram que esse é o espaço mais confortável Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  27. 27. POSTURA Sua postura corporal mostra animação e entusiamos? Ou você fica encurvado, largado, caído? Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  28. 28. Expressões Faciais / Sorriso O sorriso pode demonstrar aceitação, atenção, prazer em ouvir. A expressão facial relaxada, sem sinais de tensão ou apreensão (testa franzida, olhar aflito, lábios presos), com um leve sorriso, apenas esboçado, é um jeito de estar receptivo ao outro. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  29. 29. GESTICULAÇÃO • Formas e movimentos com as mãos que, frequentemente, acompanham o discurso para auxiliar a expressão de quem fala e a compreensão de quem ouve. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  30. 30. Contato Visual • Sua ausência é entendida como desonestidade, ansiedade ou desinteresse. • Em contrapartida, quando fazemos contato visual transmitimos interesse. Olhar os outros nos olhos também nos permite, saber do seu interesse em nós ou em algo que estão a observar. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  31. 31. Roupas e Acessórios A maneira como nos vestimos comunica algo aos outros, não só através das cores (alegres, garridas ou escuras), mas através dos tecidos e do corte utilizado. Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com
  32. 32. EXERCITANDO Profª Michele Rufatto Vaz - mrufatto@hotmail.com Atividade – Comunicação Não Verbal

×