MÁRCIO ROBERTO DE MATTOS OS PERIGOS DA INTERNET      Charqueada/SP          2011
MÁRCIO ROBERTO DE MATTOS OS PERIGOS DA INTERNET             Trabalho   de       Conclusão    de   Curso             aprese...
DedicatóriaDedico este trabalho à minha esposa eminha filha, Andréia e Aldrey, queindiretamente sempre me deram forçapara ...
AgradecimentosDesejo externar meus agradecimentosa Deus que me concedeu força, saúdee   capacidade   para   caminhar   sem...
ResumoMais da metade dos jovens sabe esconder dos pais o que faz na rede.Neste trabalho abordaremos alguns métodos que pod...
SumárioDedicatória ..........................................................................................................
Técnico de Segurança do Trabalho                       Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Introdução             Quando se t...
Técnico de Segurança do Trabalho                         Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Os perigos           Nem sempre ...
Técnico de Segurança do Trabalho                        Márcio Roberto de Mattos – nº. 17          O crime também existe n...
Técnico de Segurança do Trabalho                           Márcio Roberto de Mattos – nº. 17           Na pesquisa, 50,6% ...
Técnico de Segurança do Trabalho                    Márcio Roberto de Mattos – nº. 17em enrascada, contudo, com a espertez...
Técnico de Segurança do Trabalho                    Márcio Roberto de Mattos – nº. 17            7. só abra a webcam para ...
Técnico de Segurança do Trabalho                        Márcio Roberto de Mattos – nº. 17            8. crie perfis para c...
Técnico de Segurança do Trabalho                       Márcio Roberto de Mattos – nº. 17                  programas de men...
Técnico de Segurança do Trabalho                      Márcio Roberto de Mattos – nº. 17                  2. 53% sabem ocul...
Técnico de Segurança do Trabalho                       Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Conclusão      Há diversas formas ...
Técnico de Segurança do Trabalho                          Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Referências bibliográficas:http...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Mini TCC - os perigos da web

4,383

Published on

Modelo de TCC para curso técnico

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,383
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
94
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Mini TCC - os perigos da web"

  1. 1. MÁRCIO ROBERTO DE MATTOS OS PERIGOS DA INTERNET Charqueada/SP 2011
  2. 2. MÁRCIO ROBERTO DE MATTOS OS PERIGOS DA INTERNET Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à banca examinadora como exigência parcial para a obtenção do título de “Técnico de Segurança do Trabalho” na ETEC de Piracicaba, “Cel. Fernando Febeliano da Costa” sob a orientação do Prof. Geraldo Crócomo. Charqueada/SP 2011
  3. 3. DedicatóriaDedico este trabalho à minha esposa eminha filha, Andréia e Aldrey, queindiretamente sempre me deram forçapara a finalização do curso.
  4. 4. AgradecimentosDesejo externar meus agradecimentosa Deus que me concedeu força, saúdee capacidade para caminhar semdesânimo até o último dia letivo e atodos os colegas de classe que deforma direta ou indireta contribuírampara a sua conclusão. Da mesmaforma, a todos meus familiares ecompanheiros de trabalho, que emnenhum momento deixaram de exporseu apoio.
  5. 5. ResumoMais da metade dos jovens sabe esconder dos pais o que faz na rede.Neste trabalho abordaremos alguns métodos que podem fazer a diferençaquando o assunto é segurança na web. Aprenderemos dicas importantes de comovigiá-los e isolá-los dos perigos da rede de computadores que mais cresce nomundo, sem afetar suas possibilidades culturais, educacionais e deentretenimento que ela pode oferecer.
  6. 6. SumárioDedicatória ......................................................................................................... 3Agradecimentos ................................................................................................. 4Resumo .............................................................................................................. 5Sumário .............................................................................................................. 6Introdução .......................................................................................................... 7Os perigos .......................................................................................................... 8Os perigos mais habituais .................................................................................. 8O que fazer?....................................................................................................... 8As estatísticas da web........................................................................................ 9Como tentar controlar a navegação ................................................................. 10Dez dicas importantes aos filhos...................................................................... 11Dez dicas importantes aos pais........................................................................ 12Como eles se escondem de você? .................................................................. 13Estatísticas dos dribles aos pais ...................................................................... 14Conclusão ........................................................................................................ 16Referências bibliográficas: ............................................................................... 17
  7. 7. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Introdução Quando se trata de privacidade na web, com certeza os jovenssabem muito bem como se desvencilhar em relação aos seus acessos, contatos eamizades no universo online. O problema é que quando estas relações se intensificam a coisa podeficar muito séria. Uma amizade desconhecida e levada a fundo pode trazerproblemas irreversíveis tanto aos jovens e aos adolescentes, quanto aos seuspais ou responsáveis legais. E o que dizer sobre sua privacidade de imagens que às vezes vãoparar nas mãos de pessoas mal-intensionadas? TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 7/17
  8. 8. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Os perigos Nem sempre é tarefa fácil distinguir entre aquilo que é, ou não,perigoso/ilegal. Dos riscos que “saltam à vista”, a pornografia é, desde logo, omais conhecido. O acesso é fácil e os materiais abundam. Mais grave, apornografia infantil é, infelizmente, outro dos problemas da web, embora o acessonão seja tão fácil como para a primeira. Não faltam também os sites de conteúdoracista, xenófobo ou de puro incitamento à violência. No entanto, por vezes operigo pode vir de uma conversa aparentemente inocente tida num programa deconversa a distância, o “chat”. Por todas estas razões convém que crianças e adolescentes sejamorientados na sua “navegação” e que, na medida do possível, aprendam a lidarcom as situações que se lhes deparem.Os perigos mais habituais • Visionamento de material impróprio (ex: pornografia) • Incitamento à violência e ao ódio • Violação da privacidade • Violação da lei • Encontros online com pessoas menos recomendáveis • DrogasO que fazer? Em primeiro lugar recomenda-se aos pais que comecem por conversarabertamente com os seus filhos, alertando-os sobre o lado negativo da Internet eaconselhando-os a evitar os seus perigos. Orientar é sem duvida melhor queproibir. TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 8/17
  9. 9. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17 O crime também existe na Net e está configurado na lei. É assimpossível apresentar queixa às autoridades, quando tal se justifique. Embora nãoseja fácil em algumas situações trazer os culpados perante à justiça, cada vezmais vêm a publico casos em que os criminosos são efetivamente julgados econdenados (pedofilia, tráfico de crianças, crimes informáticos, etc.)As estatísticas da web Estatísticas comprovam que oito por cento dos menores revela seucorreio eletrônico para qualquer pessoa e mais de 5% já foi assediado por umapessoa conhecida através da internet. Estas duas estatísticas dão uma idéia doperigo que existe ao redor dos avanços da rede mundial de computadores, emespecial o fato de que delinquentes sexuais fazem uso da rede para cometer seusdelitos. Segundo a última pesquisa “Opinando em Grande”, realizada pelaorganização Ação pelas Crianças, em convênio com o instituto de pesquisaIMASEN, junto a 413 crianças entre 11 e 17 anos, de 36 distritos de LimaMetropolitana e Callao, mais de 41% das crianças e adolescentes acessa aInternet de maneira diária e interdiária. A isso, deve-se acrescentar que muitascrianças (89%) preferem ingressar na rede através de uma cabine pública, mascom privacidade (44%). O mais grave é que 76,2% acessam a internet sem a supervisão de umadulto e apenas 21,2% têm algum tipo de controle familiar. Do total, 64,4%navegam de uma a duas horas por dia. A maioria, 55%, navega pela rede com oobjetivo de bater papo, 41,6% para jogar, 27,2% para buscar informações, 24,1%para revisar seu correio eletrônico e só 20,2% para estudar. O perigoso é que 12,3% já foi a um encontro com uma pessoaconhecida através do bate-papo. Quanto à pergunta “alguma vez foi assediadopor alguma pessoa que tenha conhecido pela Internet?”. 5,5% afirmam que sim,foram vítimas de assédio através de mensagens enviadas para seus correioseletrônicos (66,7%), conversa pelo bate-papo (57,1%) e chamadas por telefone(9,5%). TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 9/17
  10. 10. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17 Na pesquisa, 50,6% dos entrevistados eram mulheres, a maioria tinhaentre 11 e 14 anos, e 32% é de nível sócio-econômico baixo inferior. As páginasmais visitadas são o Google, Hotmail e Messenger. Quando os entrevistados vãoa uma cabine de Internet, a maioria dos clientes tem idades entre 15 e 17 anos eaté 12,6% conecta-se ao Messenger para conhecer outras pessoas. 91,1% têmcorreio eletrônico e 53,6% explicam que revelam seu correio a qualquer usuáriopara ter mais contatos. 14,4% afirmam que fornecem seu telefone para qualquerpessoa que peça. 4,7% revelam que as crianças de sua idade preferempáginas sobre sexo na Internet e 30,9% já viram páginas pornográficas,sendo que 68% já receberam material pornográfico em seu correio e 15,3%guardam para ensinar aos amigos. Das pessoas que disseram já ter sido assediada por alguém queconheceu na Internet, 66,7% contam que elas escrevem mensagens para por emseu correio. 43,2% afirmam que denunciariam uma ocorrência de assédio ouabuso sexual na internet às autoridades. Finalmente, 30,5% das crianças e adolescentes entrevistadosassinala que têm acesso a material pornográfico, e, deste grupo, 92,9%fizeram através de uma cabine pública.Como tentar controlar a navegação Existem alguns meios de controlar a “navegação” que podem restringiraquilo a que a criança pode ter acesso. Algumas dessas informações encontram-se “online”, quase sempre em inglês (a língua que domina a net), mas também sepode encontrar alguma em português. Para encontrar esses conselhos deve-seusar um motor de busca e procurar, por exemplo, “perigos da Internet”, ou “aInternet e as crianças”. Mas alguns macetes também podem ajudar os pais ou quem prefirapagar por um serviço especializado a ter certeza que seu filho não vai se meter TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 10/17
  11. 11. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17em enrascada, contudo, com a esperteza dos “internautas” e as facilidadesencontradas nos sites de busca eles podem ser desmascarados ou corrompidos. Mas cuidado! Uma vez viajando na internet fora de casa, o céu é olimite. Algumas funções que um programa de controle a internet deve ter: 1. Filtragem de palavras-chaves; 2. Opção de criar perfis com acesso restrito ao computador; 3. Monitoramento de redes sociais, bate-papo (MSN Messenger), vídeos e pesquisas; 4. Bloqueio de caixa de e-mails, que passa a receber mensagens apenas de remetentes conhecidos e pré-aprovados; 5. Histórico de atividades com relatórios enviados aos responsáveis; 6. Alerta de emergência quando uma conduta na web é detectada; 7. Controle de downloads.Dez dicas importantes aos filhos 1. Não dê nome, telefone, endereço, nome de escola ou empresa onde seus pais trabalham. Evite a divulgação de qualquer informação que facilite sua identificação; 2. não compartilhe senhas com ninguém – não a dê como prova de confiança; 3. desabilite a função que divulga a sua localização; 4. não divulgue seus itinerários ou locais que você frequenta; 5. evite encontros com amigos virtuais. Se for inevitável, avise seus pais, confirme as informações do amigo, marque o encontro em local movimentado e vá acompanhado; 6. se tiver de publicar fotos, busque autorização dos fotografados e escolha arquivos com baixa qualidade, assim você diminui as chances de manipulação das fotos; TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 11/17
  12. 12. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17 7. só abra a webcam para amigos, e de preferência sempre acompanhado de um responsável; 8. não crie inimigos e não ridicularize as pessoas. O que você faz na internet fica online para sempre; 9. mantenha o Bluetooth do seu celular desabilitado para evitar o recebimento e roubo de fotos e acesso às informações de terceiros; 10. se você se meter em uma enrascada virtual, informe seus pais imediatamente. Eles são os mais interessados em resolver seus problemas.Dez dicas importantes aos pais 1. Estabeleça regras claras de uso da internet, bem como punições para uso e transgressões; 2. questione seus filhos sobre o que eles têm feito na internet, mostre interesse por quem eles conheceram online e pelas ferramentas que usam; 3. deixe o computador em local de grande circulação na casa onde os adultos possam acompanhar as atividades do adolescente e estabeleça um horário de uso; 4. desconfiem quando seus filhos apagam o histórico de conversas depois de usar o computador da família; 5. preste atenção especial ao uso que seus filhos dão à webcam. Acompanhe-os quando o aparelho estive ligado. 6. visite, com frequência, o perfil dos seus filhos nas redes sociais e busque periodicamente pelo seu nome em site próprio para estes fins. 7. instale algum software de monitoramento, filtragem e bloqueio de acesso; TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 12/17
  13. 13. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17 8. crie perfis para cada adolescente que usa o computador para saber quem está fazendo o que e dosar a liberdade de cada um; 9. explique que muito que se coloca na internet fica lá para sempre e o que é engraçado hoje, pode ser vergonhoso amanhã; 10. mostre que os velhos conselhos da vida se aplicam ao mundo digital: não copiar o conteúdo do próximo, não fazer aos outros o que não gostaria que fizessem com você, e lembrar que são os caminhos por onde você circula na web que fazem a sua identidade virtual.Como eles se escondem de você? Conheça os truques mais usados pelos adolescentes para contornar apatrulha dos pais e o que os adultos podem fazer para evitar este tipo decomportamento. 1. CRIAM DIVERSAS CONTAS DE E-MAIL – Hoje, criar um e-mail é fácil, rápido e gratuito. Se os pais têm a senha para o endereço, o adolescente cria outro – SOLUÇÃO: Configurar o navegador para armazenar nomes de usuários e senhas de todos os sites que requerem; 2. USAM DIFERENTES PROGRAMAS PARA ACESSAR A REDE DE MENSAGENS INSTANTÂNEAS – Muitas vezes os filtros de conteúdos funcionam associados a programas específicos. Se o adolescente “baixa” um programa alternativo, que acessa a mesma rede de mensagens instantâneas, ele contorna o filtro - SOLUÇÃO: Criar logins (ou perfis) com diferentes níveis de acesso aos recurso do computador, sendo os pais os únicos com direitos plenos sobre a máquina; 3. RECORREM AOS SERVIÇOS DE VOZ E NÃO DE TEXTO PARA CONVERSAR PELA INTERNET – Boa parte dos TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 13/17
  14. 14. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17 programas de mensagens instantâneas oferecem serviços que se assemelham ao do telefone, com ligações gratuitas, comono caso do SKYPE. É difícil filtrar estes conteúdos, já que boa parte dos softwares não guardam o histórico das conversas, apenas para quem foram feitas as ligações. – SOLUÇÃO: Bloquear os serviços que usam tecnologia de voz; 4. APAGAM OU DESLIGAM O HISTÓRICO DE NAVEGAÇÃO – Os navegadores armazenam informações dos sites visitados, mas muitos jovens já aprenderam a apagar estes rastros ou configurar navegadores para não armazená-los – SOLUÇÃO: Bloquear o acesso dos adolescentes às configurações do navegador; 5. BAIXAM PROGRAMAS ALTERNATIVOS PARA NAVEGAÇÃO NA WEB – Eles costumam recorrer aos programas gratuitos que funcionam instalados em pastas pouco usadas pelos pais e driblam os filtros que funcionam associados ao navegador. SOLUÇÃO: Criar logins (ou perfis) com diferentes níveis de acesso aos recursos do computador, sendo os pais os únicos com direitos plenos sobre a máquina. Mostre que os velhos conselhos da vida se aplicam ao mundodigital: não copiar o conteúdo do próximo, não fazer aos outros o que não gostariaque fizessem com você, e lembrar que são os caminhos por onde você circula naweb que fazem a sua identidade virtual.Estatísticas dos dribles aos pais Testar os limites dos controles dos pais é hobby na vida real e na vidavirtual dos adolescentes. Veja como: 1. 39% deles não contam aos pais o que fazem na internet; TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 14/17
  15. 15. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17 2. 53% sabem ocultar o que fazem online dos pais ou responsáveis; 3. 39% fecham ou minimizam as páginas que estão visitando quando um adulto se aproxima; 4. 32% limpam os históricos dos sites pelos quais passaram; 5. 27% ocultam ou apagam e-mails; 6. 22% criam endereços secretos de e-mail; 7. 29% apagam mensagens de texto no celular. E não esqueça: Não é apenas o computador que deverá sermonitorado pelos pais. O celular com acesso à web também já virou febre e entraem cena, levando o adolescente a dar um salto tecnológico à frente dos pais. O mesmo acontece com as lan houses, onde a garotada adora passaro tempo e quebrar algumas regrinhas de comportamento. Portanto, fique de olho e orelhas em pé com a garotada. TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 15/17
  16. 16. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Conclusão Há diversas formas de inibir a má-utilização da internet em nossasresidências, seja por conhecimentos próprios ou por profissionais especializados.O importante é não descuidar dos filhos e não pensar que estamos livres deladrões de senhas bancárias, pedófilos virtuais, rituais satânicos e toda gama decrimes online. Se prestarmos atenção nessas pequenas e curiosas dicas acima,resolveremos mais da metade de nossos problemas com relação a estes casos, anão ser que você tenha em casa um diabinho que frequenta anonimamente aulasde tecnologia da informação. Este sim poder-se-á nos passar a perna e acharmos que se trata dealguém totalmente leigo no assunto, um anjinho de candura. TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 16/17
  17. 17. Técnico de Segurança do Trabalho Márcio Roberto de Mattos – nº. 17Referências bibliográficas:http://diganaoaerotizacaoinfantil.wordpress.com/2008/01/04/perigo-na-internet-para-criancas-e-adolescentes/http://www.blogbrasil.com.br/namoro-virtual/http://www.prof2000.pt/users/lbastos/os%20perigos%20da%20internet.htmhttp://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2010/07/cartilha-alerta-para-os-perigos-da-internet.htmlhttp://www.idbrasil.org.br/drupal/?q=node/17156 TCC amostragem prof. Geraldo – 3º ciclo – pág. 17/17

×