• Save
Apresentação JBS-Friboi - 3T09
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação JBS-Friboi - 3T09

on

  • 1,752 views

Apresentação do frigorífico JBS-Friboi sobre os resultados do 3T09.

Apresentação do frigorífico JBS-Friboi sobre os resultados do 3T09.

Statistics

Views

Total Views
1,752
Views on SlideShare
1,740
Embed Views
12

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 12

http://www.slideshare.net 11
http://webcache.googleusercontent.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação JBS-Friboi - 3T09 Apresentação JBS-Friboi - 3T09 Presentation Transcript

  • Resultado do 3º Trimestre de 2009 Reunião Pública com Analistas e Investidores “Confiamos em Deus, respeitamos a natureza” 16 de novembro de 2009 JBS S.A. JBS S.A.
  • Apresentadores Joesley Mendonça Batista Presidente Jeremiah O’Callaghan Diretor de Relações com Investidores 1
  • NOSSOS VALORES SÃO OS PILARES DA NOSSA CULTURA Planejamento Obstinação Disciplina Disponibilidade Franqueza Simplicidade 2
  • Agenda Nossa Estratégia Panorama de Mercado Destaques do 3T09 Considerações Finais Perguntas e Respostas 3
  • Nossa Estratégia Em processo Longo prazo 2005/2006 2007/2008 Plataforma global de Plataforma global de Estrutura financeira Plataforma global de distribuição de vendas e distribuição adequada produção vendas América do Sul Produtos in natura América do Sul Dívida para capital América do Norte Produtos cosidos de giro Austrália Produtos moídos América do Norte União Européia Produtos curados Produtos prontos para Ásia Capital próprio Austrália consumir para Rússia Produtos embalados financiar África Marcas globais União Européia crescimento Oriente Médio Investimentos em marketing  Nível alto de liquidez  Acesso ao fornecimento global  Integrar a plataforma de  Investimentos de alta  Dívida equalizada com geração de matéria prima distribuição e vendas para tecnologia para produzir de caixa  Líder nos países com atender eficientemente produtos de alto valor agregado  Forte posição de caixa excedente de produção mercados locais e externos,  Aumento da variedade de  Escala varejistas e atacadistas, produtos de alto valor agregado  Acesso ao mercado de capitais processadores de alimentos,  Produtos customizados para internacional para financiar  Líder global em exportações restaurantes e outros clientes cada mercado crescimento  Acesso a todos os mercados globais  Desenvolvimento de um plano de carne  Conveniência aos  Força de vendas distribuídas de financiamento de longo  Troca das melhores práticas consumidores no dia a dia ao redor do mundo prazo  Reconhecimento e liderança de  Ganhos em eficiência de  Eficiência na venda dos  Utilização da plataforma de custos marca e qualidade melhores produtos para os exportação para crescer  Investimentos em marketing  Oportunidades de redução de melhores mercados com os  Gestão adequada no controle custos para estar presentes na mente melhores preços de capital de giro dos consumidores  Melhoria nas margens  Redução de custos em vendas  Aumento das margens e logística  Melhoria nas margens 4
  • Nossa Estratégia 50% Branding 10+% Produtos de valor agregado Plataforma de vendas e distribuição 8+% Plataforma de produção 4+% Redução de custos, Management produtividade e Margem Estrutura financeira Controle de riscos experiente otimização dos EBITDA média processos consolidada Bases da JBS 5
  • Agenda Panorama de Mercado 6
  • Mercado Global Maiores produtores de carne bovina Maiores consumidores de carne bovina Maiores exportadores de carne bovina Maiores importadores de carne bovina Fonte: USDA 2009 7
  • Crescimento Populacional Mundial e Consumo de Carne Bovina (1960 – 2050) 140,0 10.000,0 Crescimento da 120,0 população, um indicador 8.000,0 do consumo da carne. Consumo (milhões tons) 100,0 População (milhões) 6.000,0 80,0 60,0 4.000,0 40,0 2.000,0 20,0 0,0 - 1960 1965 1970 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010* 2015* 2020* 2025* 2030* 2035* 2040* 2045* 2050* População países desenvolvidos População países em desenvolvimento Consumo de carne bovina** Fonte: ONU (Organização das Nações Unidas) e USDA *Estimativas da ONU **Tendência para o consumo de carne bovina considerando CAGR de 2,0% a.a (de 1960 a 2008) 8
  • Consumo de alimentos per capita (kg / Ano) Fonte: FAO 9
  • Exportações de Carne Bovina e Vitela dos EUA (Milhões de Libras) Fonte: USDA ERS 10
  • Exportações de Carne Suína dos EUA (Milhões de Libras) Fonte: USDA ERS 11
  • Exportações de Frango dos EUA (Milhões de Libras) Fonte: USDA ERS 12
  • Exportações de carne bovina do Brasil 6.000 5.098 5.000 4.316 3.879 3.960 4.000 Bilhões de USD 3.047 3.000 2.800 2.467 2.000 1.518 1.014 1.096 1.000 804 779 0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Exportação Brasil USD Até Setembro Fonte: Secex 13
  • Agenda Destaques do 3T09 14
  • Destaques do 3º Trimestre de 2009 • Lucro líquido de R$151,5 milhões no trimestre. • Crescimento de 7,8% da receita líquida, de R$7.771,5 milhões no 3T08 para R$8.379,9 milhões no 3T09. • Geração de fluxo de caixa operacional de R$317,8 milhões no trimestre. • Apesar de relevantes ganhos de produtividade nas operações internacionais, o impacto da crise global em importantes mercados consumidores levou a uma contração das margens. • Eficiência no gerenciamento do capital de giro. • Anúncio da associação com a Bertin S.A. e aquisição da Pilgrim’s Pride Corp. • Compromisso com a sociedade e o meio ambiente desenvolvido em conjunto com Organização Não Governamental Greenpeace. 15
  • Distribuição da Receita Líquida Consolidada Distribuição da Receita por Unidade de Negócio 3T09 Distribuição da Receita por Mercado 3T09 Austrália Itália Argentina 14% 5% 0% 2% Brasil Exportações Carne Suína EUA 17% 24% 12% Mercado Doméstico 76% Carne Bovina EUA 50% Fonte: JBS Fonte: JBS 16
  • Distribuição das Exportações Consolidadas Distribuição das Exportações 3T09 Exportações JBS 3T09 US$ 1.127,4 Milhões Outros Japão Indonésia 18% 18% 3% China U.E. 4% 12% Rússia Coréia do Sul EUA 9% 4% 8% Hong Kong 5% África e Oriente Médio Canadá 6% 6% México 7% Fonte: JBS 17
  • Resultado Consolidado Trimestral Receita Líquida (R$ milhões) EBITDA e margem EBITDA (R$ milhões) 6,1% 4,1% 3,5% 2,8% 2,3% 9.633,2 474,9 9.267,9 9.255,0 8.379,9 7.771,5 384,0 291,9 265,9 211,5 24,0% -3,8% -0,1% -9,5% -44,0% -20,4% 81,6% -24,0% 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 Fonte: JBS Margem EBITDA (%) 18
  • Efeito cambial na receita líquida Receita Líquida (Milhões) • Excluindo o efeito da variação R$ US$ cambial no período, a receita *Câmbio médio do período: líquida cresceu 0,6% sobre 2T09. 2T09 – 2,0748 3T09 – 1,8677 -9,5% 0,6% Fonte: JBS *Fonte: Banco Central 19
  • Desempenho por Unidade de Negócio JBS USA Bovinos (Incluindo Austrália) JBS USA Suínos INALCA JBS JBS MERCOSUL Receita Líquida Receita Líquida Receita Líquida Receita Líquida (US$ bilhões) (US$ milhões) (€ milhões) (R$ bilhões) 2,9 2,8 1,8 2,8 1,6 1,7 1,7 2,7 2,7 1,4 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 EBITDA (US$ mi) EBITDA (US$ mi) EBITDA (€ mi) EBITDA (R$ mi) margem EBITDA margem EBITDA margem EBITDA margem EBITDA 7,7% 5,2% 6,6% 3,6% 3,8% 4,3% 5,3% 5,1% 4,6% 4,5% 2,2% 2,2% 2,7% 3,9% 1,4% 9,7 52,6 8,3 140,1 108,4 7,6 104,6 6,6 5,6 60,4 59,7 25,6 24,7 15,3 7,5 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 Fonte: JBS 20 Margem EBITDA (%)
  • Perfil da Dívida • A relação dívida líquida / EBITDA passou de 2,6x no 2T09 para 3,3x no 3T09, refletindo a queda do EBITDA na comparação com o 3T08. • A Companhia projeta uma redução da alavancagem até o final do ano. • A dívida bruta e liquída reduziram 5,6% e 2,2%, respectivamente, em relação ao 2T09. Dívida Líquida / EBITDA Pro Forma por TRIMESTRE Perfil da Dívida bruta (R$ milhões) 5.971,8 6.226,4 5.877,1 * 53% 61% 59% 47% 41% 39% 1T09 2T09 3T09 Fonte: JBS Dívida líquida/ EBITDA EBITDA pro-forma Curto prazo Longo prazo * Últimos doze meses incluindo Smithfield Beef pro-forma. 21
  • Fluxo de Caixa Operacional • Pelo segundo trimestre consecutivo, a Companhia gerou um fluxo de caixa operacional superior a R$300 milhões. FLUXO DE CAIXA 3T09 2T09 Var.% Resultado da Atividade (EBIT) 210,3 296,6 -29,1% IR e CS sobre EBIT -66,1 -90,4 -26,8% NO PLAT 144,1 206,2 -30,1% Depreciação Total 81,6 87,4 -6,7% Fluxo de Caixa Bruto 225,8 293,6 -23,1% Variação no Capital de Giro 326,5 316,5 3,2% Investimentos Maq e Equip Total (CAPEX) -234,4 -288,0 -18,6% FLUXO DE CAIXA O PERACIO NAL 317,8 322,2 -1,3% 22
  • Capital de Giro • A JBS segue reduzindo sua necessidade de capital de giro, que caiu de 37 dias no 2T09 para 33 dias no 3T09. 2º Trimestre 2009 Pedido do Entrega do Cliente paga cliente p/ JBS Produto A JBS Produção & Estoque CLIENTE = 37 dias 21 dias FORNECEDOR = 21 dias 37 dias Pagamento ao CAPITAL DE GIRO & JUROS Fornecedor 3º Trimestre 2009 Pedido do Entrega do Cliente paga cliente p/ JBS Produto A JBS Produção & Estoque CLIENTE = 33 dias 21 dias FORNECEDOR = 21 dias 33 dias Pagamento ao CAPITAL DE GIRO & JUROS Fornecedor 23
  • Considerações Finais • Sinais de recuperação econômica começam a aparecer. Melhores perspectivas para os próximos resultados. • Foco no turnaround da Argentina; reestruturação interna e novo management. • A JBS continua implementando a construção de sua plataforma de distribuição, com foco em agregação de valor e expansão de margem. • Ótimas perspectivas de crescimento para Companhia, através da associação com Bertin e aquisição da Pilgrim’s Pride. • A JBS continua focada em sua saúde financeira, mantendo boa geração de caixa e uma alavancagem saudável. • A Companhia mantém o comprometimento com a sociedade e o meio ambiente, focado na sustentabilidade de seus negócios. 24
  • Contato de RI: Obrigado! ri@jbs.com.br (011) 3144 4055 www.jbs.com.br/ri
  • JBS S.A.
  • Perguntas e Respostas
  • DISCLAIMER Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração e informações a que a Companhia atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos futuros incluem informações sobre nossas intenções, crenças ou expectativas atuais, assim como aquelas dos membros do Conselho de Administração e Diretores da Companhia. As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também incluem informações sobre resultados operacionais possíveis ou presumidos, bem como declarações que são precedidas, seguidas ou que incluem as palavras "acredita", "poderá", "irá", "continua", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima" ou expressões semelhantes. As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elas envolvem riscos, incertezas e suposições porque se referem a eventos futuros, dependendo, portanto, de circunstâncias que poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da nossa capacidade de controle ou previsão. 28