ludicidade nas práticas de letramentoProfª ROSMARIE REINEHR               2011/1<br />LEGAL<br />Flexibilidade<br />Quebra...
LUDICIDADE<br />ENTREVISTADOS<br />Relação ludicidade/cultura<br />Espaços de brincar<br />Brincadeiras do fundo da sala<b...
O jogo não é um comportamento específico, mas uma situação na qual esse comportamento adquire uma significação específica....
[...] O jogo surge então como um sistema de sucessões de decisões, pois as decisões constroem um universo lúdico partilhad...
Flexibilidade e frivolidade<br />No jogo , o comportamento encontra-se dissociado de (e protegido contra suas conseqüência...
Brougere (1995), “A brincadeira é, entre outras coisas, um meio de a criança viver a cultura que a cerca, tal como ela é v...
BRINQUEDOS<br />Os brinquedos, enquanto elementos da vida social, em que se configuram determinados sentidos para as crian...
O JOGO BROUGÉRE<br />[...] por trás da palavra JOGO existe uma esfera de significações, inseridasuma esfera de significaçõ...
OS DISCURSOS SOBRE O JOGO SÃO PORTADORES DE SIGNIFICAÇÃO (P. 31)<br />Qual sua significação, seu sentido social?<br />Como...
PENSAMENTO E LINGUAGEM Vygotsky<br />Representação<br />... permite a criança evocar o significado (objetos, pessoas, acon...
SIGNO ------  instrumento<br />Aquilo (objeto, forma, fenômeno, gesto, figura ou som) que REPRESENTA algo diferente de si ...
MEDIAÇÃO: instrumentos e signos<br />O desenvolvimento do psiquismo humano está submetido às leis do desenvolvimento sócio...
LINGUAGEM VYGOSTKY<br />Sistema simbólico fundamental sócio-histórico que organiza os signos em estruturas complexas.<br /...
MEDIAÇÃO SIMBÓLICA<br />A internalização dos sistemas de signos (a linguagem, a escrita, o sistema de números) produzidos ...
SISTEMAS SIMBÓLICOS: SISTEMAS DE REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE<br />Os sistemas, p ex a LINGUAGEM: funcionam como mediadores ...
A história do comportamento da criança nasce do entrelaçamento de duas linhas de desenvolvimento:<br />1 – os processos el...
jogo<br />Atribuição de sentidos........<br />
DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES INTELECTUAIS<br />MEDIADA PELOS SIGNOS E PELO OUTRO: <br />Internalização das experiências for...
a utilização da linguagem como instrumento do pensamento<br />Evolução<br />da fala exterior (atividades Interpsíquicas – ...
ESCRITA E ...<br />Sistema de representação da realidade que se constitui num conjunto de símbolos de 2ª ordem, os símbolo...
E jogo<br />Os conteúdos ou matérias do JOGO são tomados das formas e situações sociais, depois abstraídos, aperfeiçoados,...
TEXTO KLEIMAN<br />Toda produção lingüística, oral ou escrita que seja uma unidade significativa que faça sentido em uma s...
Modos de organização textual da vida cotidiana<br />Narração<br />Descrição <br />Argumentação <br />Injunção (ordem, coma...
os gêneros textuais<br />CANÇÕES<br />Se esta rua , se esta rua ...<br />Bandeira Branca<br />Amigos para sempre<br />Cant...
O lúdico nas práticas de letramento<br />Educação Infantil<br />Anos iniciais do Ensino Fundamental<br />EJA<br />FORMAÇÃO...
O JOGO DE HOJE (grupos de 3 ou 4)<br />Definir um item<br />Montar uma entrevista episódica<br />Assunto: LUDICIDADE NAS P...
Tarefa de casa<br />Leitura de um dos Textos Brougére: <br />1)A educação pré-escolar associada ao jogo<br />2)Frivolidade...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Slides ludicidade 15_junho

2,255

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,255
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Slides ludicidade 15_junho"

  1. 1. ludicidade nas práticas de letramentoProfª ROSMARIE REINEHR 2011/1<br />LEGAL<br />Flexibilidade<br />Quebrar o gelo/recepção<br />Desacomodação<br />Diálogo<br />Preconceitos<br />Afetividade<br />Desafio<br />
  2. 2. LUDICIDADE<br />ENTREVISTADOS<br />Relação ludicidade/cultura<br />Espaços de brincar<br />Brincadeiras do fundo da sala<br />Ensinar a brincar<br />Crianças robôs?ñ criam<br />Representação da infantilidade<br />CONCEITO<br />Jogos<br />Brincadeiras<br />Regras/não regras<br />Desenvolvimento cognitivo<br />Interacionismo/ tradição<br />Brincar parte integrante<br />
  3. 3. O jogo não é um comportamento específico, mas uma situação na qual esse comportamento adquire uma significação específica. O jogo supõe comunicação e interpretação. Para que esta situação particular se crie, há uma decisão da parte dos jogadores: decisão de entrar no jogo, mas também de organizá-lo de acordo com modalidades particulares. <br />BROUGÉRE, Gilles. Jogo e Educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.<br />
  4. 4. [...] O jogo surge então como um sistema de sucessões de decisões, pois as decisões constroem um universo lúdico partilhado ou partilhável com outros.<br /> [...] para jogar há acordo sobre as regras ou criação de regras. A regra permite assim que se crie uma outra situação que libera limites do real. (p. 192)<br />
  5. 5. Flexibilidade e frivolidade<br />No jogo , o comportamento encontra-se dissociado de (e protegido contra suas conseqüências normais). É aí que residem simultaneamente a flexibilidade e a frivolidade do jogo.<br />...ligação entre educativo e frivolidade que já aparece no jogo romano, como lugar de aprendizagem sócio política e que parece ter sido parcialmente esquecido com a valorização romântica. <br />(p. 192)<br />
  6. 6. Brougere (1995), “A brincadeira é, entre outras coisas, um meio de a criança viver a cultura que a cerca, tal como ela é verdadeiramente, e não como ela deveria ser”. “A brincadeira pode ser considerada uma forma de interpretação dos significados contidos nos brinquedos” (BROUGÈRE, 1997, p. 8)<br />
  7. 7. BRINQUEDOS<br />Os brinquedos, enquanto elementos da vida social, em que se configuram determinados sentidos para as crianças, oferecem oportunidades para que elas percebam a si e aos outros como sujeitos que fazem parte do mundo social, e acabam por se constituir em estratégias através das quais os diferentes grupos sociais usam a representação para fixar a sua identidade e a dos outros (BUJES, 2000, p. 226- 227). <br />
  8. 8. O JOGO BROUGÉRE<br />[...] por trás da palavra JOGO existe uma esfera de significações, inseridasuma esfera de significações variadas, inseridas simultaneamente em um sistema de já antigo de oposições: NEGATIVAS (trabalho, seriedade e analogias POSITIVAS (que leva de metáfora em metáfora ao uso do termo). Deveríamos poder compreender a dinâmica atual do PARADIGMA “fixado ora no aspecto do “não-sério”, da futilidade, ora ao mais sério para associar-se por exemplo, à atividade educativa. (p.32)<br />
  9. 9. OS DISCURSOS SOBRE O JOGO SÃO PORTADORES DE SIGNIFICAÇÃO (P. 31)<br />Qual sua significação, seu sentido social?<br />Como se pode descrevê-lo e compreende-lo?<br />Como foi denominado de jogo?<br />...é possível observar o que este comportamento traz de referência concreta à nossa NOÇÃO DE JOGO<br />
  10. 10. PENSAMENTO E LINGUAGEM Vygotsky<br />Representação<br />... permite a criança evocar o significado (objetos, pessoas, acontecimentos, etc.) por intermédio de significantes (imagens, palavras, etc.).<br />
  11. 11. SIGNO ------ instrumento<br />Aquilo (objeto, forma, fenômeno, gesto, figura ou som) que REPRESENTA algo diferente de si mesmo. Ou seja, substitui e expressa eventos, idéias, situações e objetos (REGO, 1995).<br />O homem produz o instrumento (provocador de mudanças externas) conserva-os, preservando e transmitindo suas funções aos membros do seu grupo <br />
  12. 12. MEDIAÇÃO: instrumentos e signos<br />O desenvolvimento do psiquismo humano está submetido às leis do desenvolvimento sócio-histórico: a assimilação da experiência de toda humanidade, acumulada historicamente e transmitida no processo de aprendizagem (REGO, 1995, p. 48).<br />Pelo processo de mediação, narelação do homem com o mundo e com os outros homens, as funções psicológicas superiores se desenvolvem, a partir de 2 elementos:<br /> Instrumento: função de regular a ação sobre os objetosSigno: regula as ações sobre o psiquismo das pessoas<br />
  13. 13. LINGUAGEM VYGOSTKY<br />Sistema simbólico fundamental sócio-histórico que organiza os signos em estruturas complexas.<br />Através dela é possível designar os objetos do mundo exterior (faca instrumento de cortar), ações (cortar, andar), qualidades (flexível, afiada) dos objetos, relações entre os objetos (abaixo, acima)<br />
  14. 14. MEDIAÇÃO SIMBÓLICA<br />A internalização dos sistemas de signos (a linguagem, a escrita, o sistema de números) produzidos culturalmente provoca mudanças no comportamento humano<br />
  15. 15. SISTEMAS SIMBÓLICOS: SISTEMAS DE REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE<br />Os sistemas, p ex a LINGUAGEM: funcionam como mediadores que permitem a comunicação entre os indivíduos; o estabelecimento de significados compartilhados por determinado grupo cultural ....<br /> Os processos de funcionamento mental do homem são fornecidos pela cultura.<br />
  16. 16. A história do comportamento da criança nasce do entrelaçamento de duas linhas de desenvolvimento:<br />1 – os processos elementares (biológicos)<br />2- as funções psicológicas superiores (de origem sócio-cultural)<br /> mediados pelo outro (outras pessoas do grupo cultural), que indica, delimitae atribui significados à realidade<br />
  17. 17. jogo<br />Atribuição de sentidos........<br />
  18. 18. DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES INTELECTUAIS<br />MEDIADA PELOS SIGNOS E PELO OUTRO: <br />Internalização das experiências fornecidas pela cultura<br />Reconstrução individual dos modos de ação realizados externamente<br />Organização dos próprios processos mentais<br />
  19. 19. a utilização da linguagem como instrumento do pensamento<br />Evolução<br />da fala exterior (atividades Interpsíquicas – plano social)<br /> para fala egocêntrica<br /> para fala interior (atividades intrapsíquica plano individual)<br />DISCURSO SOCIALIZADO  DISCURSO INTERIOR = FUNÇÃO PLANEJADORA<br />(prever, comparar, deduzir...)<br />
  20. 20. ESCRITA E ...<br />Sistema de representação da realidade que se constitui num conjunto de símbolos de 2ª ordem, os símbolos escritos funcionam como designações dos símbolos verbais<br />Representa uma continuidade entre as diversas atividades simbólicas: os gestos, os desenhos, os brinquedos, que contribuem para o desenvolvimento da representação simbólica (onde signos representam significados) e desta forma para a aquisição da linguagem escrita.<br />
  21. 21. E jogo<br />Os conteúdos ou matérias do JOGO são tomados das formas e situações sociais, depois abstraídos, aperfeiçoados, modificados, para deles fazer uma situação lÚdica, com suas restrições, p ex, a igual probabilidade de vencer para cada jogador.<br />(BROUGÉRE, P. 24) <br /> GÊNEROS/MODELOS ?<br /> PARÓDIAS???<br />
  22. 22. TEXTO KLEIMAN<br />Toda produção lingüística, oral ou escrita que seja uma unidade significativa que faça sentido em uma situação comunicativa, é considerada um TEXTO. <br />
  23. 23. Modos de organização textual da vida cotidiana<br />Narração<br />Descrição <br />Argumentação <br />Injunção (ordem, comando)<br />Exposição <br />
  24. 24. os gêneros textuais<br />CANÇÕES<br />Se esta rua , se esta rua ...<br />Bandeira Branca<br />Amigos para sempre<br />Canto Alegretense (2, 3 versos)<br />PARLENDAS (poesias, trovas...)<br />DISCURSOS (candidatos a cargos políticos, diretor de escola, prefeito...) <br />REFRÕES DE PROPAGANDAS (rádio, tv, jornal..)<br /> <br />
  25. 25. O lúdico nas práticas de letramento<br />Educação Infantil<br />Anos iniciais do Ensino Fundamental<br />EJA<br />FORMAÇÃO DOS PROFESSORES<br />
  26. 26. O JOGO DE HOJE (grupos de 3 ou 4)<br />Definir um item<br />Montar uma entrevista episódica<br />Assunto: LUDICIDADE NAS PRÁTICAS DE ALFABETIZAÇÃO<br />Retorno: aula do dia 23/junho<br />Forma de apresentação: à escolha<br />
  27. 27. Tarefa de casa<br />Leitura de um dos Textos Brougére: <br />1)A educação pré-escolar associada ao jogo<br />2)Frivolidade e Seriedade<br />Trazer PCNs de um dos tópicos (EI, AI, EJA)<br />Trazer seus jogos/lista (de uso atual)<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×