A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO MEDIADA:
                                    UMA ANÁLISE DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NA WEB
   ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Pôster do I Congresso de IC e Pós- Graduação - Sul Brasil

845

Published on

Trabalho apresentado como compilação de pesquisa na UDESC Florianópolis.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
845
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pôster do I Congresso de IC e Pós- Graduação - Sul Brasil

  1. 1. A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO MEDIADA: UMA ANÁLISE DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NA WEB Autora: Cinara Martim de Moura* Orientação: Profª Dra Helenice Carvalho UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Palavras-chave: Gestão do conhecimento; Redes Sociais Corporativas; Interação; Comunicação; Relações Públicas. Introdução Resultados Parciais e Discussão As relações que têm se formado entre as Esta pesquisa investiga a maneira como a gestão eficaz dos relacionamentos corporativos organizações e seus públicos, a partir das nas redes sociais online tornou-se um diferencial aos negócios das organizações. Traz conceitos de interação (PRIMO, 2007), gestão do conhecimento, sob a perspectiva de interações mediadas pelas redes online, Morin, que aborda a complexidade nas organizações, e de Grunig (2009), que propõe o vêm modificando a forma pela qual a paradigma da gestão comportamental estratégica. O trabalho parte do entendimento da comunicação organizacional abre espaço para comunicação como área habilitada à gestão das informações na web, sobretudo pela criação de vínculos relevantes junto aos seus capacidade de gerenciar fenômenos como vincularidade e engajamento, ambos distintivos públicos por meio das redes sociais. A nos relacionamentos digitais e, consequentemente, na reputação corporativa. Sob o transição do processo de comunicação – de uni prisma da gestão estratégica do conhecimento gerado nas redes sociais virtuais e dos a multidirecional – foi marcada pelo surgimento consumidores geradores de conteúdo (JENKINS, 2006), destaca o espaço para o de novas plataformas de troca e interação, gerenciamento da informação advinda da web, de maneira a potencializar a interação, bem internas e externas às organizações. Mais que como obter contínuos feedbacks através da comunicação mediada. isso: novos modos de interagir em espaços cada vez mais subsidiados pelo aparato tecnológico. A capacidade de conferir sentido aos Considerando estas habilidades do profissional de discursos e de mobilizar em rede trouxe a possibilidade de tangibilizar relacionamento em relações públicas em gerir o conhecimento proveniente vantagem competitiva, objetivo da comunicação organizacional há um bom tempo. Este cenário das redes – offline ou online, estas ganham destaque exige mudanças na atuação dos profissionais de relações públicas, sobretudo na forma de nos processos de comunicação das organizações. gerenciar este conteúdo advindo das redes sociais, que, em suma, estabelecem uma nova Observa-se que as redes sociais online têm suas razões próprias de compartilhamento, mas o profissional de necessidade na gestão dos relacionamentos e do conhecimento. Cada vez mais pessoas comunicação pode adotar como estratégias de emitem pareceres sobre a empresa, criando a necessidade de acompanhamento, interação e aproximação nas redes sociais corporativas. Diante feedback a estes públicos. Da mesma forma, criar mecanismos e ferramentas que dêem conta das novas tecnologias da informação e comunicação do que fazer com este conteúdo gerado pelo (TICs), os resultados encontrados até a presente etapa engajamento das pessoas no processo opinativo de pesquisa sugerem que a gestão dos relacionamentos é urgente, considerando-o como ativo de na web passou a ser potencializadora de novos conhecimento que pode, quando utilizado com conhecimentos organizacionais e a comunicação pode eficiência, gerar avanços organizacionais. ser catalisadora no processo de criação e Pretende-se assim, re-significar o trabalho de socialização destes saberes. comunicação organizacional, num contexto em que as redes sociais online adquirem um papel relevante no posicionamento estratégico organizacional no ambiente digital e o maior objetivo da comunicação é estabelecer vínculos Considerações no sistema organização-públicos. Transformar as informações fornecidas pelos públicos em conhecimento e administrá-lo a serviço do relacionamento transparente com os mesmos constitui um grande desafio da comunicação e, em última instância, das organizações. Este processo perpassa diversas habilidades do profissional de Relações Objetivos Públicas, devido à sua capacidade de legitimar e conferir sentido ao processo de comunicação, conectando informações e dados e transformando-os em conhecimento. Através Geral: Compreender o processo de comunicação em redes sociais virtuais e a geração de das novas tecnologias de informação e conhecimento, os conteúdo pelo consumidor, com vistas à otimização da gestão do conhecimento, através da consumidores tem mais uma via para expressar suas comunicação mediada. opiniões, sugestões e críticas sobre esta ou aquela organização. Aproveitar esta possibilidade de feedback e Específicos: Discutir a possibilidade da geração de conhecimento no ambiente virtual. interação com os públicos é um desafio para as Posicionar o profissional de Relações Públicas no contexto de geração de conteúdo na web 2.0. organizações, pois necessitam ouvir o que o público tem Identificar o processo de comunicação em rede nos casos analisados. a dizer, além de fornecer um espaço específico para esta expressão de opiniões e traçar estratégias inteligentes ao considerar essa interação. Método Referências Teóricas O método utilizado consiste no estudo de multicasos, a partir de uma pesquisa qualitativa e exploratória. O delineamento da pesquisa partiu do levantamento de referenciais teóricos, visando construir um ponto de análise para os fenômenos encontrados. Após, foram GRUNIG, James E. Relações Públicas: teoria, contexto e relacionamentos. 1. ed. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora, 2009. p. 23 elencados casos em que a emergência das redes sociais virtuais e o trabalho da comunicação organizacional foram consideradas variáveis em relação, o que possibilitou o JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2006. ex-post facto de organizações que se inserem no novo contexto relacional trazido pela web 2.0. Os dados obtidos neste estudo foram analisados e comparados com a literatura. PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura, cognição. Porto Alegre: Sulina, 2007. *Acadêmica do Curso de Comunicação Social - Habilitação Relações Públicas da Fabico/UFRGS. Integrante do Grupo de Pesquisa/CNPq: Inteligência Organizacional. E-mail: mouracinara@gmail.com

×