Classes das palavras
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Classes das palavras

on

  • 1,364 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,364
Views on SlideShare
1,364
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
40
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Classes das palavras Presentation Transcript

  • 1. de lugar - Ex.: perto, longe, aqui, acolá, lá... de intensidade - Ex.: muito, pouco, grandemente... de tempo - Ex.: ainda, jamais, nunca, sempre... comum. Ex.: mesa - homem - árvore de modo - Ex.: bem, mal, assim, calmamente... Classificação próprio. Ex.: Benedito - Brasil de negação - Ex.: não, nem... Classificação de afirmação - Ex.: sim, certamente... concreto. Ex.: caneta - Deus - fada - porta de dúvida - Ex.: talvez, porventura, quiçá... abstrato. Ex.: ódio - gratidão - amor - tristeza de lugar - Ex.: onde, aonde, de onde... primitivo. Ex.: mar - céu - terra de causa - Ex.: por que, por qual motivo... derivado. Ex.: marujo - cinzeiro - bondade ADVÉRBIO SUBSTANTIVO de modo - Ex.: como, de que forma... Classificação dos advérbios interrogativos Formação simples. Ex.: sol - mar - terra de tempo - Ex.: quando... composto. Ex.: marujo - cinzeiro - bondade de intensidade - Ex.: quanto... coletivo. Ex.: álbum - caravana - flora - fauna Locuções Adverbiais Ex.: de repente, com certeza, à noite, às claras, às ocultas, por aqui... gênero. EX: : masculino ou feminino grau comparativo - igualdade, superioridade, inferioridade Flexão número. EX: singular ou plural Grau grau. EX: aumenta vo ou diminu vo superlativo absoluto - sintético, analítico essencial. EX: a contra e sobre per Explicativos. Ex.: mar salgado - homem mortal Classificação acidental. EX:afora consoante mais que Classificação Restritivos. Ex.: homem sensato - chuva ácida Quanto a Combinação. Ex.: em + o = no - em + este = neste - Pátrios. Ex.: tigre asiático - garoto paulistano em + aquilo = naquilo PREPOSIÇÃO Primitivos. Ex.: bom - belo Quanto a Contração. Ex.: a + o = ao - de + aquele = daquele Derivados. Ex.: róseo - carinhoso Locução Prepositiva. cerca de a fim de apesar de com respeito a ADJETIVO Formação Simples. Ex.: róseo antes de Compostos. Ex.: rosa-escuro aditivas - e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo), quanto (depois de tanto), bem como etc. Biformes. Ex.: homem mal - mulher má gênero Uniformes. Ex.: homem cruel - mulher cruel Flexão adversativas - mas, porém, todavia, entretanto, no entanto, senão, não Adjetivos simples obstante, contudo, etc. Antes dos nexos adversativos a vírgula é obrigatória. número Adjetivos compostos Coordenativas alternativas - ou... ou, ou, ora... ora, já... já,quer... quer, etc. Definidos. Ex.: o navio - a motoqueira ARTIGO Classificação conclusivas - pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por Indefinidos. Ex.: um navio - uma motoqueira conseguinte, por isto, assim, etc pronomes pessoais do caso reto - tendo função de sujeito, sendo: explicativas - que, porque, porquanto, pois (anteposta ao verbo). pronomes pessoais do caso oblíquo - tendo como função de Pronomes pessoais complemento causais -porque, pois, porquanto, como, pois que, por isso que, já que, uma vez que, visto que, visto como, que, na medida em que. pronomes pessoais de tratamento - tendo como função o tratamento formal Classificação Variáveis Pronomes possessivos - dando idéia de posse, direito, sobre um concessivas - embora, muito embora, conquanto, ainda que, mesmo que, posto que, bem ser que, se bem que, apesar de que, nem que,em que, que,e, a despeito de, não obstante etc. Classificação Pronomes demonstrativos - que demonstram o ser condicionais - se, caso, quando, contanto que, salvo se, sem que, dado que, desde que, a Pronomes relativos - que agem relacionando um ser dentre menos que, a não ser que, etc. outros em relação ao tempo, espaço ou quantidade Pronomes interrogativos - com formas pronominais empregadas conformativas -conforme, como, segundo, consoante etc. PRONOME em interrogações diretas u indiretas Locução pronominal - conjunto de palavras que fazem as vezes CLASSES DAS PALAVRAS de um pronome comparativas - que, (mais/menos/maior/menor/melhor/pior) do que, (tal) qual, (tanto) quanto, como, assim como, bem como, como se, que nem (dependendo da frase, pode expressar pronomes substantivos. Ex.: José não viu João ontem - ele não semelhança ou grau de superioridade), etc. Posição na frase o viu ontem Subordinativas pronomes adjetivos. Ex.: aquele rapaz não viu sua prima consecutivas - que (combinada com uma das palavras tal, tanto, tão ou tamanho, presentes ou latentes na oração anterior), de forma que, de maneira que, de modo que, de sorte que Cardinais. Ex.: dois limões - dez meninos finais - para que, a fim de que, porque [para que], que Invariáveis Ordinais. Ex.: o primeiro menino - décimo caso temporais - quando, antes que, depois que, até que, logo que, sempre que, assim que, desde NUMERAL Classificação Fracionários. Ex.: meio; terço - comprei a quarta parte que, enquanto, todas as vezes que, cada vez que, apenas, mal, que [= desde que], etc. Multiplicativos. Ex.: ganhei prêmio em dobro; triploproporcionais - à medida que, ao passo que, à proporção que, enquanto, quanto mais … (mais), CONJUNÇÃO regulares. Ex.: . amar - vender - partirquanto mais (tanto mais), quanto mais … (menos), quanto mais … (tanto menos), quanto menos …(menos), quanto menos … (tanto menos), quanto menos … (mais), quanto menos … (tanto mais) irregulares. irregular flexional: eu fiz - fazer / eu fiz - fazer anômalos. Ex.: verbos Por e Ser defectivos. Ex.: verbo Prazerintegrantes - " que, se" Uma forma de identificar o se e o que como conjunções integrantes ésubstituí-los por "isso", "isto" ou "aquilo". Classificação impessoais. 1- impessoal essencial. Ex.: chover, amanhecer, anoitecer, trovejar, ventar/ 2- impessoal acidental.Ex.: verbo Fazer no sentido de Tempo; verbo Haver no sentido de Existir Locuções Conjuntivas. EX: todas as vezes que se bem que verbos auxiliares. Ex.: Estar indica um tempo transitório e Ser Conjunções Coordenativas - as que servem para ligar orações um tempo permanente, daí temos: Maria é doente - Maria está do mesmo valor sintático doente a conjunção coordenativa aditiva serve para ligar orações sem . a primeira com o tema terminado em A alterar-lhes a idéia particular Conjugações . a segunda com o tema terminado em E a conjunção coordenativa adversativa serve para exprimir . a terceira com o tema terminado em I sentimentos ou pensamentos opostos VERBO Primeira Pessoa = o orador a conjunção coordenativa alternativa serve para ligar orações cujos pensamentos se excluem Pessoa Segunda Pessoa = o interlocutor a conjunção coordenativa conclusiva serve para indicar uma Terceira Pessoa = o assunto conclusão da oração anterior Funções Número singular ou plural a conjunção coordenativa explicativa serve para desenvolver ou exprimir orações de que se aproximam Presente = ação atual a conjunção coordenativa subordinativa integrante serve para Tempo Passado = ação ocorrida iniciar uma oração que exerce a função de um substantivo Futuro = ação que ocorrerá a conjunção subordinativa casual serve para exprimir a causa, Flexão Indicativo - revelando atualidades e realidades motivo, do pensamento expresso pela oração a que se liga Modo Subjuntivo - revelando possibilidade, dúvidas a conjunção subordinativa comparativa serve para exprimir idéia de comparação entre dois elementos Imperativo - revelando ordem, pedido, desejo Conjunções Subordinativas a conjunção subordinativa concessiva serve para exprimir idéia de Infinitivo Pessoal - tornando-se substantivo abstrato concessão, permissão, consentimento ou hipótese ao modificar a Formas Nominais Infinitivo Impessoal - sendo estes os que não possuem sujeito outra oração anterior Ativa - quando a ação é praticada pelo sujeito = a conjunção subordinativa condicional serve para exprimir a condição de pensamento expresso Voz Passiva - quando a ação é recebida pelo sujeito = paciente a conjunção subordinativa consecutiva serve para exprimir ideia de Reflexiva - quando o sujeito faz e recebe a ação do verbo consequência a conjunção subordinada final serve para exprimir circunstancia de fim a conjunção subordinada temporal serve para exprimir idéia de tempo a conjunção subordinada proporcional serve para indicar aumento ou diminuição que se faz paralelamente, no mesmo sentido ou em sentido contrário a conjunção subordinativa conformativa serve para exprimir idéia de conformidade C lassifica-se conforme o sentimento que traduz, podendo ser de admiração, apelo, atenção, aplauso, dor, desejo, espanto, etc... INTERJEIÇÃO Locuções Interjetivas são as que equivalem a uma interjeição