História da Educação em Sergipe

5,504 views
5,237 views

Published on

Apresentação sobre a História da Educação em Sergipe realizada no dia 8 de junho de 2011 na disciplina História da Educação sob a orientação da professora Nicole Bertinatti.
Local: Universidade Tiradentes

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,504
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
72
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

História da Educação em Sergipe

  1. 1. ALUNOSCECÍLIA MARIA AGUIAR GUIMARÃESJOSÉ AERTON LIMA DE JESUSJOSÉ ALBERTO MENESES DO COUTOMORGANA SILVEIRA LACERDATHAYZE ANDRADE DE JESUSVIVIANE DIAS DOS SANTOSWADINGTON FERREIRA SANTOS
  2. 2. E OS PRIMÓRDIOSDU ●A presença de jesuítas em terraC SergipanaAÇÃ ●Primeiro professor e primeira escola deO SergipeSE ● O Alvará de 28 de junho de 1759RGI ● Aulas RégiasPAN ● A morte de Dom José em 1777A ● A educação de Sergipe no século XIX
  3. 3. ED MUDANÇA DA CAPITAL E ATO ADICIONALUCAÇ O que foi o Ato Adicional?ÃO O ato adicional proclamado por lei, emS 12 de agosto de 1834, foi uma grandeE experiência a mais próxima da democraciaR no período imperialGI Criou assembléias legislativasP provinciaisAN Delegou poderes às câmaras municipais eA às províncias
  4. 4. ATO O ENSINO PRIMÁRIOADICI Regulamentação da aposentadoria doO magistérioNA Determinava a quantidade de alunos queL deveriam existir para o funcionamento de uma escolaEM Uniformização escolarSE
  5. 5. EXIGÊ EXIGÊNCIAS E SUGESTÕESNCIA O acesso de alunos mal trajados nasS escolasE Implantação de plano de instituiçãoS elementar e inspetor de aulasUGESTÕES
  6. 6. O PAPEL DO PRESIDENTE INÁCIOOPR Liceu Sergipense de São Cristóvão,E criado em 1847SI O internato Provincial da EstânciaD (1855-1860)ENTE
  7. 7. O 1838ANO Criação da Primeira Escola NormalD Onde ensinava-se:E Escrita, Moral Cristã,1 Gramática, Frações,8 Proporções,3 Decimais.8
  8. 8. IN 1941ÍCIO As aulas de latim, em Itabaiana e Lagarto apresentam vida incerta.DE Essas aulas eram dissociadas da realidade local. A freqüência era baixa.1 As escolas de primeiras letras refletia8 a pobreza das instalações e na ausência4 de material didático.1
  9. 9. I Ao afluxo das meninas às escolas deN Primeiras Letras, acompanhou o crescimento do número de professoras substituindo osÍ professores nas escolas públicas:CIODE1841
  10. 10. I EVOLUÇÃO DAS MATRÍCULAS DASN ESCOLAS PÚBLICASÍCIODE1841
  11. 11. REGU BRASIL, 1872LA De 10 milhões de brasileiros apenas 147.621M eram alunos do primário e 7.989 secundários.ENTO SERGIPE, 1872D De 6 mil alunos estavam no curso primário eE apenas 300 no secundário. De acordo com o censo, Sergipe alcançava 234.613 habitantes e apenas 29.134 sabiam ler.1870
  12. 12. R - Governo do Tenente Coronel Francisco José CardosoE JúniorGUL - Substituiu a legislação de 1858AME - Dr. Manoel Luís elaborou o projeto do RegulamentoN Orgânico da Instrução Pública da Província deT Sergipe em 24 de outubro de 1870. Este procurouO resolver alguns problemas da instrução pública, a exemplo de moralizar o ensino, exigir qualificação dos professores e disciplinar a inspeção escolar.DE1 - Instalação, inauguração e abertura do Atheneu Sergipense no dia 03 fevereiro de 1871, com a8 implantação de dois cursos: o de Humanidade e o da7 Escola Normal.0
  13. 13. ATH COLÉGIOE ATHENEU SERGIPENSENEUSERGIPENSE Atheneu foi considerado o melhor prédio da época com sua elegância e solidez
  14. 14. AT Disciplinas do Curso de HumanidadeH 4 anosEN 1. Gramática Filosófica da Língua Nacional eE Análise dos ClássicosU 2. Gramática e Tradução da Língua LatinaS 3. Gramática e Tradução da Língua FrancesaER 4. Gramática e Tradução da Língua InglesaG 5. Aritmética, Álgebra e GeometriaIP 6. História e GeografiaE 7. Filosofia Racional e MoralNS 8. Retórica e PoéticaE
  15. 15. ATHEN Disciplinas do Curso NormalE 2 anosU 1. Gramática Filosófica da Língua Nacional com Análise dos ClássicosSE 2. PedagogiaR 3. Aritmética e GeometriaGI 4. História, especialmente do BrasilPENSE
  16. 16. A ResultadosT Resultados não foram animadores diante de :E - Não correspondia as exigências imediatas daN sociedade( um sistema educacional deve conter paraE poder ter êxito)U - A busca do curso de Humanidades era quaseS totalidade de filhos da burguesia que tinham apenasE interesse em ingressar nas Academias do ImpérioRG - As matérias cursadas eram apenas as que eramI exigidas para ingressarem nesta AcademiaPE - Devido a este fato o Ateneu funcionava apenas naN base de aulas isoladasSE - Sofria com a concorrência dos Preparatórios
  17. 17. AT Disciplinas mais procuradasHEN Latim 23 alunosE Francês 47 alunosU Inglês 02 alunosSE Geografia e História 05 alunosRG Filosofia 02 alunosIP Gramática Nacional 13 alunosE Aritmética, Álgebra e Geometria 16 alunosNS Pedagogia 23 alunosE Dos 143 alunos apenas 112 freqüentavam as aulas
  18. 18. RE Fracasso do Regulamento de 1870G - Além da realidade provinciana do momentoUL - Grande reprovação no ingresso no magistérioA primárioM - Concurso suspenso do magistério pelo PresidenteE diante tanta reprovaçãoNT - Condições materiais da escola eram precáriasO - Instalações em casas sem condições mínimas para o objetivo finalDE - Exceção: Aula da Professora Posidônia de Santa Cruz Bragança – Laranjeiras. Conseguiu elevar um importante edifício e montar um estabelecimento1 escolar870
  19. 19. PAR Ensino Particular x Ensino PúblicoTI - Ensino primário particular superava o públicoC [] qualidadeU [] professores de renomeLA - LaranjeirasR [] Colégio de Dona Esmeralda de Souza Lopes e do professor Justino José Gomes que atingiu 102 alunos matriculadosX - MaruimP [] Colégio Santa MariaÚBLICO
  20. 20. AT TABELA DE MATRÍCULA DO ATHENEUHEN Ano MatrículaE 1871 99 alunosU 1872 143 alunosSE 1873 165 alunosRG 1874 334 alunosIPEN Em 1874 foram realizados os primeirosS exames preparatórios de SergipeE Cresceu a quantidade de colégios particulares em Sergipe no ano de 1975
  21. 21. A NOVOS REGULAMENTOSTHE Regulamento de 23 de novembro de 1874N Neste regulamento ele criou a EscolaE Normal destinada ao sexo masculino eU anexo à Escola Normal uma escola primária para a prática de alunos-S mestres, que deveriam ser maiores de 17E anosRG Regulamento de 9 de janeiro de 1877I O Presidente Dr. João PereiraP evidenciando que na Escola Normal doE sexo masculino não eram obtidos osN resultados visados, criou esteS Regulamento.E Reformava o ensino público primário e secundário, outro estabelecimento para moças.
  22. 22. ÚLT ÚLTIMA DÉCADA DO IMPÉRIOIMAD Decreto de 20 de abril de 1877ÉCA Reformulação do sistema educacionalDA Escolas públicas frequentadas porD indivíduos do mesmo sexoOI O Atheneu foi convertido em LiceuM Secundário de SergipePÉR 1º do Regulamento de 5 de junho de 1881IO
  23. 23. PRIMEI SITUAÇÃO EDUCACIONAL VIGENTERADÉ Surgimento de novas forças econômicasC “ a industrialização ”ADA Sistema educacional arcaicoRE Educação primária deficientePUBL Ensino secundário quase substituídoI pelos PreparatóriosCANA
  24. 24. PRIM MARECHAL DEODORO DA FONSECAEIRA Criação do Ministério de InstruçãoD Pública em 1890, sob as ordens deÉ Benjamim Constant.CAD Reforma traz sistema educacionalA completo.REP O Estado educador e a União modeladora.UBL No ensino primário apenas professoresI formados pela Escola Normal.CANA
  25. 25. E O ENSINO SECUNDÁRIONS ● Fim dos PreparatóriosI ● A duração de sete anosNO Os exames finais: ● de SuficiênciaSE ● FinaisC ● de MadurezaUN ● Constant afastado do cargo ● Não deram os resultados esperadosDÁ ● O Ministério da Justiça e Negócios doR Interior ● A adesão de Sergipe à RepúblicaI ● A Junta ProvisóriaO
  26. 26. E ● “Só queremos substituir o que vigora ”NS ● Crescimento PopulacionalIN ● Decrescimento EconômicoO ● Dr. Galdino Teles e o Atheneu SergipenseSE ● O regulamento de 1889 criava comissõesC para supervisionar se a lei era cumpridaUN ● Dr. Felisbelo Freire sob o comando doD EstadoÁR ● Gumercindo Bessa e a comissão orientadoraIO ● O ensino técnico-profissional com mestres locais
  27. 27. PR ● A biblioteca e o Museu EscolarIME ● A não-obrigatoriedade do ensinoIR religiosoAD ● As conferências educacionaisÉCA ● Felisbelo Freire demitido do cargoDA ● A mutilação do plano educacionalREPU ● Cap. Augusto CésarBLI ● Dr. Lourenço FreireCAN ● Cel. Antônio HortaA ● Cel. Vicente Ribeiro
  28. 28. SITUA SITUAÇÃO EDUCACIONAL EM 1891ÇÃ ● Supressão de disciplinas:O Ciências Naturais e SociaisE História GeralD Línguas e Literaturas estrangeirasUC ● Redução de vagas no ensino primárioACI ● Demissão das professoras casadasONAL
  29. 29. SIT ● Nova Junta assume o Governo do Estado.U Dr. Leandro MacielA Ten. Marcelino JorgeÇÃ Dr. Olindo DantasO ● Declarava invalidade das ordensE vigorantesDU ● Retorno do Regulamento de FelisbeloCA FreireCI ● A opinião da imprensaON ● Contra a Constituição RepublicanaAL
  30. 30. SIT ● Promulgada a Constituição Estadual emU 1892AÇ ● Poder Legislativo no Sistema EducacionalÃO ● Primeiro governante republicano noE Estado: O Capitão do Exército, José PedroD Calazans.UC ● Programa de EconomiaACI ● Equilíbrio do OrçamentoON ● Funcionalismo PúblicoAL
  31. 31. SIT ● Deposição de Calazans.UA ● Manuel Valadão, o segundo governanteÇÃO ● O retorno do Educação ImperialE ● Crescimento do número de escolas e alunosDU ● Baixa FrequênciaCAC ● O Atheneu e a Escola NormalIO ● O terceiro presidente do Estado :N Martinho GarcezAL ● Divisão do Ensino primário
  32. 32. SITUA ● Extinção da Escola Normal em 1898ÇÃOEDU ● Ensino Secundário de seis anosCACIONAL ● Exame Final para cada curso
  33. 33. REFRENCIAL UM REFERENCIAL DA HISTÓRIA DAN EDUCAÇÃO: MARIA THETIS NUNESAEDUCAÇÃO
  34. 34. REFRE UMA PROFESSORA E A HISTÓRIA DE SERGIPENCIAL ● Falecida no dia 25 de outubro 25/10/2009NA ● Nasceu em ItabaianaED ● Formou-se em Geografia e HistoriaUC ● Primeira mulher sergipana a ingressar noAÇ magistério superiorÃO ● Título de professora é merita
  35. 35. R CONDECORAÇÕES RECEBIDAS POR TETHIS:EFR Medalha de Mérito Cultural Inácio JoaquimE Barbosa - Prefeitura de AracajuNCI Medalha Tobias Barreto – Mérito Cultural -A Governo do Estado de SergipeLN Medalha Mérito Cultural - UniversidadeA Federal de SergipeE Mérito Serigi - Comendador - Prefeitura deDU AracajuCA Medalha do Mérito Cultural Silvio Romero -Ç Academia Sergipana de LetrasÃO Doutor Honoris Causa - Universidade Federal de Sergipe
  36. 36. REFRENCIALNAEDUC “Assim tem sido minhaA atitude diante da vida.ÇÃ Assim tenho caminhado,O impulsionada pela luta e pela esperança.”

×