Carminda n. c. Ferreira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Carminda n. c. Ferreira

on

  • 876 views

Trabalho apresentando por Gabriela Ribeiro no evento Bibliotecário Nota 10.

Trabalho apresentando por Gabriela Ribeiro no evento Bibliotecário Nota 10.

Statistics

Views

Total Views
876
Views on SlideShare
876
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Carminda n. c. Ferreira Document Transcript

  • 1. BIBLIOTECÁRIO NOTA 10CARMINDA NOGUEIRA DE CASTRO FERREIRA
  • 2. FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA Biblioteconomia e Ciência da Informação BIBLIOTECÁRIO NOTA 10 CARMINDA NOGUEIRA DE CASTRO FERREIRA Grupo – Matutino Camila Aparecida Perroni Carolina Ujissato Gabriela Luiza Alvarenga Ribeiro Gisele Gouveia Karina Fonseca Samuel Frison São Paulo 2012
  • 3. Carminda Nogueira de Castro Ferreira (1921-2010)Origem:Nasceu em Espinho, Portugal, no dia 23 de agosto de 1921 e radicou-se no Brasilem 1948, vindo a se estabelecer na cidade de São Carlos, interior de São Paulo,devido à transferência do marido de Coimbra para o Brasil. Teve onze filhos. Novedeles formaram-se em Biblioteconomia. Formou-se na primeira turma da Faculdadede Biblioteconomia, em São Carlos, nos anos sessenta, quando a profissão, entãode nível médio, passou a ser de nível superior.Trajetória Profissional:Graduada em Letras, doutora em Letras Românicas pela Universidade de Coimbra;mestre em Biblioteconomia (com a tese então revolucionária denominada O métodoKeller no Ensino da História do Livro – Um Curso Programado Individualizado ); pós-graduada em Ciência da Informação e Administração de Empresas, comespecialização em Organização e Métodos (O&M). Dedicou-se à organização dearquivos empresariais e públicos; implantou importantes centros de documentação(como os da Associação Brasileira de Cimento Portland, da TAM, do Itaú); e,também, foi professora.Curiosidades:- Por ocasião do ingresso de seu primogênito na faculdade de Biblioteconomia,Carminda decidiu acompanhar o filho e cursou conjuntamente com ele a primeiraturma da recém inaugurada Faculdade de Biblioteconomia, em São Carlos, décadade 60.
  • 4. - Foi uma profissional dedicada e lutou pelo reconhecimento do bibliotecário comoprofissional, atuando em várias entidades representativas da categoria, comoAssociação Paulista de Bibliotecários (APB) e a Federação Brasileira deAssociações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições (FEBAB).- Acreditava que Biblioteconomia e Ciências da Informação eram áreas afins, quedeveriam contribuir interdisciplinarmente na formação do bibliotecário.- Percebia as tecnologias como poderosas ferramentas de trabalho para obibliotecário, no entanto, era cética quanto à supervalorização dos recursostecnológicos. Acreditava que somente uma formação sólida, ética e humana, aliadaà tecnologia, poderia garantir a excelência do trabalho nas unidades de informação.Frases marcantes:“A Tecnologia da Informação foi, para mim, uma grande explosão do valor dado àinformação.”“Eu critico alguns softwares que são apresentados para o GED, feitos sem o auxíliode uma bibliotecária. Porque ninguém aprendeu a organizar a informaçãoacademicamente, a não ser um bibliotecário. Ele é quem sabe a catalogação, aclassificação...”“É que muitas coisas mudaram na área, inclusive a nomenclatura. Bibliotecáriosagora são cientistas da informação. Eu costumo brincar com a história porque meucartão de visitas tem todos os nomes que já deram ao bibliotecário: bibliotecária,gerente da informação, cientista da informação, ciscadora da internet...”“O Bibliotecário não tem futuro. O Bibliotecário é o futuro”.“Quem me dera pudesse eu desmembrar todas as lembranças que tenho!”.
  • 5. Referências:FERREIRA, Carminda Nogueira de Castro. Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Carminda_Nogueira_de_Castro_Ferreira>. Acesso em:29 fev. 2012.ALMEIDA, Inajá Martins de. Disponível em: <http://blog-inaja.blogspot.com/2010/05/carminda-nogueira-uma-grande.html>. Acesso em: 29fev. 2012.ALMEIDA, Inajá Martins de. Disponível em: <http://blog-inaja.blogspot.com/2010/10/carminda-nogueira-de-castro-ferreira.html>. Acesso em:29 fev. 2012.BERTONI, Estêvão. In: FOLHA DE SÃO PAULO. Disponível em:<http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/817080-carminda-nogueira-de-castro-ferreira-1921-2010---a-ativa-bibliotecaria-de-portugal.shtml>. Acesso em: 29 fev.2012.MARCOS. Uma portuguesa admirável, com certeza!. In: ABGD News. 29 jun. 2010.Disponível em: <http://www.abgd.org.br/Publica%C3%A7%C3%B5es/Artigos/tabid/64/articleType/ArticleView/articleId/8/Uma-portuguesa-admiravel-com-certeza.aspx>. Acesso em: 29 fev. 2012.FERREIRA, Carminda Nogueira de Castro. In: SÃO CARLOS AGORA. 14 nov.2010. Disponível em:<http://www.saocarlosagora.com.br/cidade/noticia/2010/10/14/12827/morre-a-professora-doutora-carminda-nogueira-de-castro-ferreira/>. Acesso em: 29 fev.2012.FERREIRA, Carminda Nogueira de Castro. In: MUNDO BIBLIOTECÁRIO. 14 nov.2010. Disponível em: <http://mundobibliotecario.wordpress.com/2010/10/14/notas-de-falecimento-carminda-nogueira-de-castro-ferreira/>. Acesso em: 29 fev. 2012.FERREIRA, Carminda Nogueira de Castro. In: FEDERAÇÃO BRASILEIRA DEASSOCIAÇÕES DE BIBLIOTECÁRIOS, CIENTISTAS DA INFORMAÇÃO EINSTITUIÇÕES. Disponível em:<http://www.febab.org.br/diretoria_executiva_febab.htm>. Acesso em: 29 fev. 2012.