Mobile-learning

                                                   Velosa, Mónica
                                       ...
secção 3. Na secção 4 nós referimos algumas                 saída de dados (objectos de aprendizagem). Nesta
ferramentas c...
nível europeu [8]. Parte da análise pode ser encontrada     é do próprio aluno, que ele tanto gosta, que sabe
no documento...
Básicas/Secundárias,      Universidades,      Departamentos   funcionar como um instrumento de educação. Os
Governamentais...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Artigo Monica Velosa M Learning

1,626

Published on

Actividade - Elaborar um artigo com um máximo de 4 páginas sobre uma das temáticas definidas, segundo os critérios explicitados pela equipa responsável por essa temática. Não pode entregar um artigo na mesma temática da equipa que integra.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,626
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Artigo Monica Velosa M Learning"

  1. 1. Mobile-learning Velosa, Mónica Universidade Aberta monicafilipa80@gmail.com Abstract já não é apelativa para os novos estudantes na medida em que eles já não conseguem ficar parados muito Neste artigo pretende-se falar um pouco sobre a tempo a assistir a uma aula expositiva. Diante deste forma e a razão do surgimento do mobile learning, bem como a sua importância no contexto educacional. Serão também facto, é preciso que a educação acompanhe as referidos alguns exemplos da sua utilização. Para o mudanças. Os novos jovens estão cada vez mais atraídos desenvolvimento do mobile learning são necessárias pelas tecnologias móveis e estas vêm facilitar a aplicações Web/ferramentas Web 2.0 que permitam a sua comunicação e a criação de redes sociais entre eles [3]. realização. Serão referidas algumas dessas aplicações, podendo elas ser executadas através de diferentes Desta forma, é importante, tendo em conta a elevada dispositivos tecnológicos (ex: telemóveis). O telemóvel é um taxa de expansão destes dispositivos, fazer uma reflexão dispositivo móvel com tal elevada taxa de expansão que levou e investigação à volta das suas potencialidades no a uma reflexão e investigação das suas potencialidades num contexto educativo. Isto, dado que estamos perante um contexto educacional. Pretende-se mostrar um pouco do panorama actual do mobile learning, a nível internacional e novo conceito de aprendizagem, o mobile learning ou europeu. Pretende-se também mostrar quais os níveis de aprendizagem móvel. A aprendizagem móvel vem utilização do mobile learning na Europa permitir aos professores realizar revisões de pequenas Palavras Chaves: mobile learning, tecnologia, Internet unidades; actualizar informações; enviar informação aos encarregados de educação; leccionar as aulas na sua 1. Introdução totalidade, etc. O acesso a banda larga ainda tem um O desenvolvimento das Tecnologias de custo elevado para determinadas famílias, ao contrário Informação e Comunicação (TIC) têm contribuído para do telemóvel fazendo com que todos os jovens hoje em uma grande alteração da sociedade em que vivemos. dia tenham um desses dispositivos que lhes é dado pelos Essas alterações são irreversíveis. Estamos perante uma pais. Esta é uma das vantagens da utilização do sociedade que é cada vez mais dominada pela telemóvel como instrumento de aprendizagem. tecnologia, onde todos são, directa ou indirectamente, dependentes da interacção do Homem com as TIC [1]. Quando falamos em tecnologias móveis muitas Perante isto, novas respostas têm de ser encontradas. vezes pensamos em telemóveis, todavia, essa categoria Estas tecnologias, que têm dominado o mundo, vieram pode ser classificada uma variedade de dispositivos desenvolver duas realidades diferentes, a informação e a móveis, por exemplo: desde um simples MP3 (utilizado informática. A fusão destas duas realidades contribuiu para ouvir musicas/voz) até algo bastante sofisticado para o aparecimento das redes computacionais, com SmartPhone (telefone com múltiplas funções). Hoje em destaque para a Internet. A partir do momento em que dia os telemóveis não são apenas utilizados para surgiu a Internet com todos os recursos da Word Wide estabelecer comunicações orais. Agora existem os Web, não pararam de surgir e de se expandir novos telemóveis de última geração (3G) que carregam caminhos para o acesso à informação (telemóveis, MP3, ficheiros MP3, têm rádios, acesso à Internet, gravam, MP4, pagers, etc). Estes equipamentos vão contribuir permitem fazer o download de vídeos, etc. Ou seja, este para a integração das pessoas na sociedade da é um dispositivo móvel que permite entretenimento, informação [2]. aprendizagem, trabalho nesta nova sociedade actual. Perante todas estas alterações, os jovens estão a Começamos por definir Mobile Learning na secção alterar, cada vez mais o seu comportamento, os seus 1. Depois falamos um pouco das características dos interesses, os seus objectivos. A educação convencional objectos de aprendizagem no Mobile Learning na
  2. 2. secção 3. Na secção 4 nós referimos algumas saída de dados (objectos de aprendizagem). Nesta ferramentas criadas para dispositivos móveis. Na secção modalidade é importante verificar se o aluno assimilou 5 falamos do Mobile Learning em Portugal. No final, os conteúdos, disponibilizando informação de analisamos o cenário do Mobile Learning a nível monitorização [6]. Europeu e internacional. 4. Ferramentas Web 2.0 Mobile 2. Mobile Learning O termo Web 2.0 veio popularizar ferramentas O mobile learning ou educação móvel é uma como a Wikipedia, o YouTube, o Flickr, entre outras, das derivações da educação a distância ou e-learning. capazes de facilmente tornar qualquer utilizador num Este tipo de educação acontece quando a interacção produtor de conteúdos. Com o desenvolvimento dos entre alunos/professores ocorre através de dispositivos dispositivos móveis, muitos são aqueles que vêem no móveis, tais como, PDA, eBook, AmartPhone, iPod& mobile.learning uma nova revolução na aprendizagem e, leitor MP3/MP4, rádio, leitores de multimédia, consequentemente, muitas são as empresas que estão a micronotebooks, palmtops, etc. O mobile learning é uma desenvolver aplicações web para que a sua utilização forma estimulante, aliciante e motivante de tentar móvel seja possível [7]. Alguns exemplos podem ser melhorar a aprendizagem dos nossos alunos usando vistos na tabela 1. tecnologias móveis [4]. Uma definição possível de Motores Yahoo (www.m.yahoo.com), Wikipedia de busca: (www.wikipedia.7val.com); mobile learning é “Any sort of learning that happens BBC(www.bbc.co.uk/mobile), Google Reader Mobile Noticias: when the learner is not at a fixed, predetermined (www.google.com/reader/m/view); location, or learning that happens when the learner Fotos: Flickr Mobile(www.m.flickr.com), PicasaWeb Mobile(www.picasaweb.google.com/m); takes advantage of the learning opportunities offered Vídeos: TinyTube (www.tinytube.net), Divx Mobile by mobile technologies.” [5]. (www.mm.divx.com); Blogues: Wordpress.com Mobile (www.m.wordpress.com), 3. Objectos de Aprendizagem no Mobile LiveJournal Mobile (www.livejournal.com/mobile/); Redes FaceBook Mobile, (www.m.facebook.com), Mosh Learning Sociais: (www.mosh.nokia.mobi);. Tabela 1 - Ferramentas Web 2.0 Mobile A modalidade mobile learning vem permitir Todas estas aplicações Web são criadas para tornar uma aprendizagem a qualquer hora em qualquer lugar, possível a aprendizagem móvel. em que os objectos de aprendizagem estão disponíveis para muitas e diferentes pessoas. Estes objectos são 5. Utilização do Mobile Learning em Portugal criados de forma sucinta (ex: podcasting). O mobile learning permite a disponibilização de objectos de Em Portugal, quando se fala do mobile learning, aprendizagem interactivos – aqui temos uma temos obrigatoriamente que referir o TecMinho na aprendizagem bidireccional, em que o utilizador é Universidade do Minho que muito tem contribuído para envolvido através da utilização de vários meios (texto, a implementação e divulgação desta nova forma de imagens, som, vídeo, etc). A criação destes objectos de aprendizagem. aprendizagem exige um desenvolvimento específico, A TecMinho, juntamente com outras instituições, dependente do dispositivo móvel onde estiver a ser está a desenvolver o  projecto intitulado "m-learning - usado (e.g., um objecto de aprendizagem criado para um The role of mobile learning in European Education". telemóvel deve ter um formato de pequena dimensão e Este projecto é gerido pela Ericsson e criado no âmbito de resolução apropriada, para que estes possam ser do Programa Sócrates da União Europeia. Um dos visualizados no ecrã do telemóvel). Um dispositivo principais objectivos deste projecto é analisar o papel móvel tem de possuir a capacidade de estabelecer uma dos dispositivos móveis na educação e formação na ligação em rede, um ecrã que permita visualizar os Europa, elaborando um conjunto de relatórios sobre as objectos de aprendizagem interactivos criados para a aplicações do m-learning tanto a nível mundial como a aprendizagem mobile learning, um pequeno peso e tamanho para tornar o seu transporte fácil, uma entrada e
  3. 3. nível europeu [8]. Parte da análise pode ser encontrada é do próprio aluno, que ele tanto gosta, que sabe no documento “Introdução ao mobile learning”. manusear melhor que o próprio professor. Como Não podemos deixar de referir a professora Adelina resultado desta experiência a professora conclui que Moura pela sua coragem, criatividade e iniciativa ao houve um maior envolvimento por parte dos alunos que desenvolver um projecto quase que pioneiro nas escolas utilizaram o telemóvel [10]. Portuguesas. O projecto desta professora consistiu na Por último, mas não menos importante a aplicação de duas modalidades diferentes de ensino comunidade de Mobile Learning de Língua Portuguesa, (ensino tradicional/mobile learning) a duas turmas, e muito tem contribuído para a divulgação desta modalidade. visualizar os resultados na aprendizagem dos alunos. Adelina Moura desenvolveu o site chamado Geração 6. Cenário actual do mobile learning a nível Móvel, onde podemos encontrar actividades quinzenais, Europeu e Mundial desafios semanais, planos de leitura, etc, para serem realizados na modalidade mobile learning. Esta foi uma Segundo Ana Dias, existe uma pesquisa sobre a experiência que, segundo a professora Adelina Moura, Educação a Distância que conclui “não são as veio contribuir para o sucesso da aprendizagem dos tecnologias com características iminentemente alunos. As tarefas e actividades desenhadas nesta pedagógicas que têm sucesso na EaD, mas antes as experiência obedeceram a diferentes objectivos: tecnologias que estão facilmente disponíveis aos cidadãos”. Seja qual for o país, pobre ou rico, o desenvolver capacidades comunicativas e competências telemóvel faz parte da vida das pessoas. Estamos perante de oralidade e escrita; fomentar a autonomia e a uma tecnologia de aprendizagem que não custa nada às aprendizagem ao longo da vida; enriquecer a interacção escolas, dado que os alunos já possuem essa tecnologia, colaborativa; fortalecer as relações sociais; desafiar a sendo esta uma das vantagens do mobile learning. O criatividade [9]. Numa excelente entrevista dada pela grande desenvolvimento das tecnologias sem fios (de 2G mesma, sobre o mobile learning, ela fala sobre todo o para 3G e, num futuro próximo, 4G) tem contribuído processo e conclusões dessa mesma experiência. para o desenvolvimento, divulgação, riqueza e interesse Segundo esta professora, o telemóvel tem um conjunto dos profissionais da educação/formação pelo mobile de potencialidades (captação de imagens, vídeo, learning. È fundamental que a educação e a formação armazenamento de dados, áudio mp3, até ao envio de não sejam colocadas de lado perante este um simples sms, entre outras) que não estão a ser desenvolvimento, pois as suas vantagens no mundo da aproveitadas pelas escolas, nem pelos professores, como aprendizagem são muito positivas. A Europa é a líder uma ferramenta no processo de ensino/aprendizagem. neste desenvolvimento tecnológico sem fios, mas é Adelina Moura foi alertada por um amigo que o mobile importante que mantenha essa liderança no mobile learning seria o futuro da aprendizagem – WapEduc - e learning. Os responsáveis por este desenvolvimento têm com um conjunto de pesquisas começou a verificar que de ter muito cuidado pois, internacionalmente, têm sido este não era um assunto tabu noutros países e que as desenvolvidos bons projectos que representam sérios potencialidades do telemóvel eram muitas. A sua desafios à liderança da Europa na modalidade do primeira experiência foi gravar podcastings das suas mobile-learning [11]. aulas para um teste, possibilitando aos alunos estudarem De forma a mostrar à Comissão Europeia e aos 27 a partir dos mesmos. Sem qualquer problema, os alunos Ministros da Educação da União Europeia juntamente fizeram o download dos podcasts gravados pela com o Ministério da Educação da Noruega, que o mobile professora e foram passando uns pelos outros. Muitas learning é uma área vibrante e que deve ser promovida, vezes são os professores que não conhecem as realizou-se um conjunto de estudos - The Role Of Mobile potencialidades dos dispositivos móveis e por isso Learning In European Education [12]. acabam por não as aproveitar. Com o mobile learning Neste estudo é possível dividir os países em diferentes existe a possibilidade de criar os objectos de níveis de desenvolvimento na modalidade mobile aprendizagem para cada aluno, tendo em conta as suas dificuldades, o seu ritmo, etc. Os alunos vão ter a learning. No nível I encontra-se o Reino Unido onde o possibilidade de aprender a partir de uma ferramenta que mobile learning já é implementado nas Escolas
  4. 4. Básicas/Secundárias, Universidades, Departamentos funcionar como um instrumento de educação. Os Governamentais e Corporações e Empresas. No nível II educadores a distância não podem ignorar as tecnologias encontra-se a Áustria, Bulgária, Chipre, Républica Checa, móveis e o mobile learning quando planeiam o design e Dinamarca, Finlândia, Hungria, Itália, Holanda, Noruega, desenvolvimento de ambientes de aprendizagem para os Portugal (nomeadamente a TecMinho/Universidade do próximos anos. O mobile learning é importante para Minho), Eslováquia, Eslovénia, Espanha e Suécia. Nestes desenvolver a qualidade, o acesso, a flexibilidade e o países as actividades mobile learning são financiadas pela suporte aos alunos a distância em todo o mundo. O comissão Europeia. No nível III encontra-se a Estónia, mobile learning é sem qualquer dúvida parte do futuro França, Grécia, Lituânia, Malta e Polónia, países que da educação. estão a começar a dar os primeiros passos no mobile- Como trabalho de futuro nesta área pretende-se realizar learning. No nível IV encontra-se Bélgica, Luxemburgo e o projecto da UC de Modelos EaD nesta mesma área. Roménia, onde não existe a aplicação do mobile-learning [13]. 8. Referências Internacionalmente este estudo mostra que o Japão, [1] Menezes, Célia, Moreira, Fernando, In the pursuit of M-Learning Taiwan e a África do Sul são lideres mundiais no campo – First steps in implementing podcast Among K12 students in ESL - do mobile learning, estando a caminho de tal liderança a VI Conferência Internacional de TIC na Educação, 2009, pág 91 – 92 Coreia e a China, por terem grandes potencialidades [2] Consolo, angeles, Mobile Learning: O aprendizado do século para tal. A Austrália, Canadá, Índia e Estados Unidos da XXI - VI Conferência Internacional de TIC na Educação, 2009, pág América, estão também a desenvolver actividades de 215 - 217 [3] Consolo, Adriane, Silva, Maria, Mobile Learning: A utilização de muito interesse e inovadoras nesta área.   games Educacionais nos dispositivos moveis - VI Conferência A conclusão que foi retirada deste vasto estudo é Internacional de TIC na Educação, 2009, pág 1319 – 1321 que existe um empenho por parte de instituições de [4] Objectos de Aprendizagem para M-Learning http://www.cinted.ufrgs.br/CESTA/objetosdeaprendizagem_sucesu.p educação e formação europeias na investigação e df pág. 1 desenvolvimento do mobile learning, e na [5] mLearning http://www.en.wikipedia.org/wiki/MLearning 09/07/2009 criação/desenvolvimento de aplicações para dispositivos [6] Objectos de Aprendizagem para M-Learning móveis que lhes permitam desenvolver os ambientes de http://www.cinted.ufrgs.br/CESTA/objetosdeaprendizagem_sucesu.p aprendizagem a distância adaptados ao novo contexto df,%20%20%20pág.%203%20-%204, pág. 3 - 4 09/07/2009 [7] Carvalho, Ana, Manual de Ferramentas da Web 2.0 para tecnológico. Este estudo também serviu para se concluir professores, Portugal, Ministério da educação, 2008, pág 121-146 quais as tipologias utilizadas nesta nova forma de [8] TecMinho - m-Learning - The role of mobile learning in European Education aprendizagem nas organizações europeias. O telemóvel http://www.tecminho.uminho.pt/showPage.php?url=el_projs_m- é usado para gestão da formação (administração); ajuda learning.html&static&zid=6 01/07/2009 no estudo; módulos de cursos; educação e formação [9] Moura, Adelina, Geração Móvel: Um ambiente de aprendizagem suportado por tecnologias Móveis para a “geração polegar” pág. 64 – sensível ao contexto e à localização [13].   66   [10] Entrevista com professora Adelina Moura http://www.mobilegera.blogspot.com/2009/03/entrevista-com- 7. Conclusões professora-adelina-moura.html 01/07/2009 [11] Dias, Ana, Carvalho, José, Mobile learning in European Este trabalho veio consciencializar-nos que não Continuing Education - VI Conferência Internacional de TIC são apenas as tecnologias com as pedagogias mais na Educação, 2009, pág 215 [12] m-Learning - The role of mobile learning in European adequadas que triunfaram na educação a distância. Education - Muitas são as tecnologias disponíveis e acessíveis às http://www.tecminho.uminho.pt/showPage.php?url=el_projs_m- pessoas e que proporcionam um maior sucesso da learning.html&static&zid=6, consultado em 09/07/2009 [13] Dias, Ana; Carvalho, José; Keegan, Desmond; Kismihok, aprendizagem dos alunos. O telemóvel é sem dúvida Gabor; Mileva, Nevena; Nix, Judy; Rekkedal, Torstein, Introdução uma tecnologia disponível a qualquer pessoa e que tem ao mobile learning, Portugal, 2 um conjunto de potencialidades que vão permitir

×