Case Obama
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Case Obama

  • 4,499 views
Uploaded on

Slides da aula sobre o Case Obama que demos para o sétimo e para o quinto período de Marketing da Universidade Positivo.

Slides da aula sobre o Case Obama que demos para o sétimo e para o quinto período de Marketing da Universidade Positivo.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
4,499
On Slideshare
4,261
From Embeds
238
Number of Embeds
8

Actions

Shares
Downloads
255
Comments
1
Likes
2

Embeds 238

http://www.midiatismo.com.br 172
http://www.slideshare.net 30
http://fimbria.com.br 15
http://us-w1.rockmelt.com 15
http://wixbrasilsocialmedia.blogspot.com 2
http://wixbrasilsocialmedia.blogspot.com.br 2
http://draft.blogger.com 1
http://web.archive.org 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Estudo de Caso: Barack Obama Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 2. A Obamização do Mundo • Em 2007, quando ainda estavam sendo feitas as prévias do partido democrata, pouca gente de fora dos EUA conhecia Barack Obama e mesmo os americanos estavam divididos entre ele e Hillary Clinton; • A popularidade dele explodiu graças à sua “campanha 2.0”. Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 3. Saber como usar a web • Apesar da característica do case Obama ser o uso das ferramentas web, apenas 2% do seu investimento total foi nelas, o que indica a sua alta relação custo/benefício; • McCain usou a internet como “mais uma mídia”, enquanto que Obama explorou o potêncial viralizante e democrático da web; • Obama obedeceu à máxima “Crie ações onde as pessoas estão, não onde você quer que elas estejam”. Além de pedir doações no seu website oficial, Obama possuía widgets nas mais diversas redes sociais que possibilitavam fazer a doação a partir dali mesmo! Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 4. A Central: MyBarackObama.com... • A campanha estava em várias redes sociais, mas tudo girava em torno da rede social própria, chamada MyBarackObama, na qual o usuário poderia criar seus próprios grupos de discussão, enviar recomendações diretamente à campanha, criar um mini-site próprio para arrecadar doações etc. Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 5. ...as outras 16 redes... Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 6. ...e uma infinidade de conteúdo gerado por usuários! • Mais de 500 grupos no Facebook; • Quase 1000 videos postados no YouBama, além de incontáveis postados no YouTube (a busca pelo termo “obama” retorna mais de 500.000 resultados); • Mais de 1000 videos e 5,5 milhões de votos para o concurso Obama in 30 seconds - Vencedor: Obamacan; • As fotos do Flickr oficial da campanha eram em sua maioria não- profissionais, tiradas por eleitores; • http://www.hopeactchange.com/ Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 7. Obama em 140 caracteres • De todas as redes sociais que Obama esteve presente, sem dúvidas a que mais chamou atenção foi o Twitter; • O principal motivo é a dinâmica da ferramenta: textos curtos, simples e que dizem o que o candidato está pensando/fazendo no momento; • O sucesso foi tanto que o sucesso da própria ferramenta é atruibuído a Obama; • Hoje ele continua usando a ferramenta e possui mais de 1 milhão de seguidores. @BarackObama Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 8. Anúncio in-game • Obama foi pioneiro também no advertising in-game: um outdoor em um cenário do game Burnout: Paradise fazia campanha para o democrata; • A ação parece ser errada para nós brasileiros, que estamos atrasados neste mercado. Nos EUA o mercado dos games lidera o faturamento no ramo do entretenimento (à frente do cinema, da música e da TV), sem contar o fato de que 65% dos gamers americanos tem mais de 18 anos; • Além do efeito “mídia de massa” do outdoor digital, o buzz criado em torno deste pioneirismo fortaleceu a marca Obama perante os jovens; Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 9. iObama • Obama também lançou um app para iPhone; • Para um Obama-maníaco ele era um prato cheio: te ajudava a organizar os seus amigos de acordo com quem você já convenceu a votar no Obama e quem ainda não; • Além disso, listava eventos da campanha, possuía um feed de notícias, localizador de escritórios, entre outras coisas; • Muito se disse sobre a eficácia dele de angariar novos eleitores, mas com certeza ele ajudou a formar a imagem “cool” do então candidato. Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 10. Virais 1. Wassup: Budweiser Obama • Vários virais a favor de Obama circularam a rede. Alguns feitos pelo marketing da campanha, alguns feitos por eleitores, alguns que se acreditava ser feito por eleitores, mas que o marketing admitiu depois a autoria; 2. 1984: • É impossível mensurar o efeito real de Apple Obama um viral, mas veremos agora três que com certeza foram alguns dos mais eficazes: 3. Will.i.am - We Are The Ones: Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 11. John Edwards Fail • Ainda nas prévias do partido democrata, além de Hillary Clinton e Barack Obama, John Edwards também tentou a candidatura; • Ele foi o primeiro a criar perfil em 24 redes sociais; • Apesar disso, não soube usar: ele estava no mundo 2.0 com cabeça 1.0; • Nunca mandou nada que não fosse “robótico” aos seus “amigos” destas redes sociais; • Quando desistiu da candidatura, não foi capaz nem de emitir um agradecimento a seus apoiadores, apenas colocou uma carta na home de seu website; • John Edwards é o perfeito modelo do que NÃO seguir, ele foi o cliente que pede o tal do “viralzinho”, achando que a web 2.0 funciona igual a mídia de massa. Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 12. 44th President of the USA • Mesmo depois de eleito, Obama continuou com sua postura 2.0; • Para o período de transição, o hotsite http://change.gov foi criado. Nele os eleitores podiam dar idéias, sugestões e opiniões sobre os mais variados assuntos, além de possuir um blog, detalhando cada passo de Obama no período; • Após a posse, o site da Casa Branca foi totalmente reformulado e ganhou um blog nos mesmos moldes do change.gov; • O Twitter dele continua sendo atualizado e a Casa Branca também ganhou um perfil no Twitter; • O canal da Casa Branca no YouTube passou a receber conteúdos mais relevantes, além de discursos semanais do presidente; Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto
  • 13. A revolução • Se será um bom presidente, só o tempo dirá, mas sem dúvidas Barack Obama já entrou para a história apenas pela chacoalhada que ele deu no mundo do marketing; • Comprovou a tendência que os conservadores tentam esconder: o futuro do marketing está na web; • Eleito a pessoa do ano pela Time, considerado por muitos como digno de vencer todos os prêmios em Cannes, comparado a Hitler no que diz respeito ao tratamento dado ao marketing pessoal; Mohamad Hajar Neto Marketing Digital Slides por: Lucas Graczyki Marcela Brotto