Apresentação corporativa   outubro 2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação corporativa outubro 2010

on

  • 472 views

 

Statistics

Views

Total Views
472
Views on SlideShare
445
Embed Views
27

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

2 Embeds 27

http://ri.mmx.com.br 26
http://mmx.riweb.com.br 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação corporativa outubro 2010 Presentation Transcript

  • 1. Outubro, 2010 1
  • 2. AvisoEsta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a atual visão e/ouexpectativas da Companhia e de sua administração a respeito de seu plano de negócios. Afirmações prospectivas incluem, entre outras,todas as afirmações que denotam previsão, projeção, indicam ou implicam resultados, performance ou realizações futuras, podendoconter palavras como "acreditar", "prever", "esperar", "contemplar", "provavelmente resultará" ou outras palavras ou expressões deacepção semelhante. Tais afirmações estão sujeitas a uma série de expressivos riscos, incertezas e premissas. Advertimos que diversosfatores importantes podem fazer com que os resultados reais divirjam de maneira relevante dos planos, objetivos, expectativas,estimativas e intenções expressos nesta apresentação. Em nenhuma hipótese a Companhia ou suas subsidiárias, seus conselheiros,diretores, representantes ou empregados serão responsáveis perante quaisquer terceiros (inclusive investidores) por decisões ou atos deinvestimento ou negócios tomados com base nas informações e afirmações constantes desta apresentação, e tampouco por danosconseqüentes, indiretos ou semelhantes. A Companhia não tem intenção de fornecer aos eventuais detentores de ações uma revisãodas afirmações prospectivas ou análise das diferenças entre as afirmações prospectivas e os resultados reais.Esta apresentação e seu teor constituem informação de propriedade da Companhia, não podendo ser reproduzidos ou divulgados notodo ou em parte sem a sua prévia anuência por escrito. Relações com Investidores Roger Downey – CEO & DRI Camila Anker– Gerente de RI Rafaela Gunzburger – Analista Tel. + 55 21 2555-6197/ 6338 2 ri@mmx.com.br
  • 3. Mercadode Minério de Ferro 3
  • 4. Oferta/Demanda do Mercado Transoceânico Oferta/demanda de minério de ferro (milhões de toneladas) 1300 DEMANDA 1200 1100 OFERTA 1000 900 800 700 2006 2007 2008 2009 2010E 2011E 2012E 2013E Fonte: Credit Suisse Estimates • Mercado transoceânico já atinge níveis recordes. O mês de setembro registrou volumes próximos aos volumes recordes de junho de 2008. • O mercado de minério de ferro está apertado e essa situação deve se intensificar ainda mais em 2010 e 2011. • Embarques em relação às capacidades poderão atingir cerca de 98%. 4
  • 5. A produção local de minério de ferro da China estásendo substituída pela importação. A China representou75% do volume total importado em Nov/2009. ério de Ferro importado Volume de Min 1. 2 00 China a Mundo Ex Chin 1 .0 00 80 0 60 0 40 0 20 0 2015E 2012E 0 2009E 2006 2003 2000 Fonte: Credit Suisse 5
  • 6. O volume de minério de ferro exportado pelo Brasil, em marçode 2010, teve um aumento de 24% em relação a março de 2009.A China representou 50% do volume exportado Volume de Minério de Ferro exportado pelo Brasil (milhões de toneladas) 40 China Total 35 30 25 20 15 10 5 0 Fonte: Credit Suisse 6
  • 7. A expectativa do preço de minério de ferro é permaneceracima de US$ 100/ton até 2012. Preço spot do minério de ferro Preço minério de ferro US$/mt úmida Fonte: Credit Suisse US$/t Fonte: Credit Suisse e UBS140,00 100% 140 80%120,00 80% 120 60%100,00 60% 100 40% 80,00 40% 80 20% 60,00 20% 60 0% 40,00 0% 40 20,00 -20% 20 -20% 0,00 -40% 0 -40% 2Q07 1Q08 4Q08 3Q09 2Q10 2011 2007 2008 2009 2010E 2011E 2012E 2013E 2014E Preço spot do minério de ferro Preço do minério de ferro destino US$/t Ásia 150 Fonte: BMO Fonte: UBS US$/t 140 140,0 130 120,0 120 100,0 80,0 110 60,0 100 40,0 90 20,0 80 0,0 jun/10 mar/11 dez/11 set/12 jun/13 1S06 2S07 1S09 2S10 1S12 2S13 1S15 2S16 1S18 2S19 1S21 2S22 7
  • 8. Produção de Aço Bruto Produção de aço bruto (milhões de toneladas) 2100 1800 1500 1200 900 600 CAGR China 6.0%aa 300 0 2000 2002 2004 2006 2008 2010E 2012E 2014E 2016E China Outros Mundo • Produção chinesa de aço bruto se recuperou e tem previsão de crescer pelo menos 6% a.a (CAGR) • Provavelmnete a produção mundial de aço bruto deve recuperar os níveis pré-crise em 2010 8
  • 9. O minério foi um dos principais fatorespara a retomada dos investimentos. Investimentos (US$ bilhão) 110 100 Plano 90 80 70 60 Aproximadamente US$ 200bn de redução 50 no capex 40 30 Estimativa 20 10 0 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 2010e 2012e 2014e Fonte: Credit Suisse 9
  • 10. Umahistória única 10
  • 11. Desde o IPO (Julho de 2006), muito foi realizado…Setembro • Contrato definitivo com a SK Networks 2010 • Investimento do grupo WISCO na MMX e contrato de offtake de minério de ferro da MMX Sudeste; • Acordo com Vetorial: Venda de planta de metálicos; • MoU com Wuhan: Fornecimento de minério de ferro e participação na MMX e MMX Sudeste; • Minera MMX de Chile: Aquisição de direito minerário e logística já identificada; • Desenvolvimento do Sistema MMX Sudeste: aquisição de ativos, logística assegurada e planos de expansão para 33,7 milhões de ton./ano; • Ativos vendidos para a Anglo American: MMX Minas-Rio e MMX Amapá; • Cisão da LLX; • Parceria estratégicas com a Anglo American e Cleveland Cliffs;Julho • Planta de ferro gusa da MMX Corumbá: Implementação em 12 meses;2006 • Sistema MMX Corumbá Mineração: Operacional em 8 meses; • Sistema MMX Amapá, mina, ferrovia e porto: Operação em tempo recorde de 14 meses. 11
  • 12. Estrutura da MMX Acionista Controlador 42,62% Free Float 21,52% 35,86% 30% EBX Brasil S/ABom Sucesso em estudosde engenharia básica.Sistema Corumbá start-upem 2005 (Mineração);Ativos adquiridos pela MMX(AVG: dez-07; Minerminas: jan-08) 12
  • 13. MMX e suas singularidades • Alta qualidade do minério de ferro; • Baixo custo, devido ao alto teor de minério in situ e à alta produtividade; • Logística garantida, através de acordos de longo prazo com o transporte ferroviário, barcaças e prestadores de serviços portuários, incluindo Porto LLX Sudeste, sua empresa-irmã; • A única empresa brasileira júnior de mineração em operação; • Administradores experientes em selecionar ativos minerais de alto valor, implementar e colocar em funcionamento projetos de mineração; • Capacidade comprovada em entregar valor aos acionistas. 13
  • 14. Sistema Sudeste: Serra Azul eBom Sucesso 14
  • 15. MMX Sudeste: Conectada ao Super PortoSudeste pela MRS MMX também possui direito de usar o Super Porto Açu 15
  • 16. Serra Azul 16
  • 17. Serra Azul8,7 milhões ton./ano de capacidade instalada em Outubro de 2008 OPERAÇÃO VENDAS E LOGISTICA• Conclusão de aquisição de ativos em • Capacidade Ferroviária Jan./2008; garantida através de acordo de longo prazo com a MRS até 15• Construção da planta de Concentração milhões de ton./ano; Magnética e diversos aprimoramentos operacionais levou Serra Azul a alcançar 8,7 • Capacidade portuária a partir de milhões de ton./ano de capacidade meados de 2011 até 2032 instalada de produção em Out./2008. garantida através de contrato de longo prazo com Porto Sudeste da LLX; • Contratos de longo prazo de offtake com siderúrgicas e mineradoras brasileiras; • Wuhan será o principal consumidor da produção da MMX Sudeste. Planta de Concentração Magnética – Início Out./2008 17
  • 18. Complexo Serra Azul:Crescimento e proximidade a infraestrutura MMX é o consolidador natural da região 18
  • 19. Bom Sucesso:Alto teor de magnetita e logística • Aquisição dos direitos minerários concluida em Julho/2008; • Alto teor de magnetita (30%); • A mina mais próxima do litoral – 240km (baixa tarifa ferroviária); Qualidade esperada: • Estudos de engenharia básica e desenvolvimento de estudos Fe: 67,2% P: 0,033% ambientais; SiO2: 2,8% PPC: 0,6% • Capacidade ferroviária em negociação com a MRS podendo AL2O3: 0,5% FeO: 8,8% adicionar ao contrato mais 17 milhões de ton. até 2032. 19
  • 20. MMX Sistema Sudeste: minério de ferro de altoteor com logística eficiente Licença Ambiental e de Construção já aprovadas; Contrato de longo prazo em negociação; 50 milhões ton/ano de minério de ferro. Pode ser expandido para 100 milhões de ton; Início: segundo semestre de 2011. 20
  • 21. Superporto Sudeste Visão geral: site onshore Prédios Pátio de Minério El. 32 Pátio de Minério El. 06 Administrativos Viradores de Vagões Pêra FerroviáriaÚltima localização disponível para um terminal de Granéis na Região de Sepetiba 21
  • 22. Superporto Sudeste Principais Eventos Porto Sudeste irá iniciar as operações no 1S 2012 2S06 1S07 2S07 1S08 2S08 1S09 2S09 1S10 2S10 1S11 2S11 1S12Superporto Sudeste Início do Aquisição Estudos Entrega do Licença Licença de Início de Desenvolvimento da Pedreira EIA RIMA Ambientais EIA RIMA Prévia Instalação Operação do Projeto Sepetiba Aprovação Autorização Marinha ANTAQ Início da Em Construção Construção Desenvolvimento Construção Operação 22
  • 23. Superporto SudesteVolume e CAPEX CAPEX total do Superporto Sudeste: R$ 1,8 bilhão CAPEX (R$ Milhões) Volume Ramp up (mtpa)800700 50,0 50,0 50,0 50,0 50,0 50 50,0600 40,0500 40,0400 30,0 741 712300 20,0 14,5200 10,0100 86 63 115 0 40 - 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018... ...2032 2007 2008 2009 2010 2011 2012 Realizado Fonte: Estudo de Viabilidade Verax em Março 2010 23 23
  • 24. 24
  • 25. Minério de ferro no Chile:Qualidade, logística e competitividade • 4 direitos minerários (2 aquisições e opções de compra) • US$ 44,5 milhões • 50 km da costa chilena • Área aproximada de 1.760 hectares • Pellet Feed com alto teor de magnetita • Ferrovia existente (FERRONOR) Testes preliminares realizados no planta piloto de Ouro Preto: Fe: 67,50% SiO2: 2,5% Al2O3: 0,85% P: 0,015% 25
  • 26. Logística: Puerto Punta Cachos • EBX possui uma propriedade na região do Atacama com 240.000 ha; • Licenças para desenvolver as zonas urbanas, zonas industriais e portuárias; • Disponibilidade de água; • Já garantidos: • 89ha de área premium (porto); • 782 ha de retro-area; • Desenvolvimento e expansão no longo prazo; • Localizada próximo a outras minas; • Oportunidade para negócios industriais: • Porto / Usina Termoelétrica 26
  • 27. SistemaCorumbá 27
  • 28. MMX Corumbá Mineração• Minério de ferro (Lump) com alta qualidade;• Capacidade atual: 2,1 milhões de ton./ano;• MMX possui contratos de fornecimento de longo prazo com tradicionais siderúrgicas sul- americanas e européias;• O transporte é feito por barcaças pelo Rio Paraguai até o Porto de Rosário;• MMX possui contratos de logo prazo com os operadores de barcaças locais e internacionais;• Porto de Rosário na Argentina: Navios Handymax; 28
  • 29. Volume de minério de ferro estimado por Sistema 29
  • 30. Negociação com a SK Networks 30
  • 31. Destaques da Transação Aumento de capital na MMX de até US$2,2 bilhões Emissão de novas ações da MMX por R$13,963/ação O acionista controlador irá converter e contribuir ao capital social da MMX parcela das debêntures perpétuas emitidas pela MMX a R$ 13,963/ação Aquisição do Superporto Sudeste no valor de US$ 2,2 bilhões: (i) ações da MMX ou em dinheiro e (ii) Royalties (“debentures de participação nos lucros”) A estratégia da MMX para consolidar ativos de minério de ferro poderá acelerar a segunda fase do Superporto Sudeste Contrato de longo prazo para fornecimento de minério de ferro para SK Networks: 50% da produção das minas da MMX Chile Parcela da produção do Sistema Sudeste em volume não inferior à participação da SK Networks na MMX após o término da transação(1)(1) Aplicável a partir de 2013 . Em 2011, SK irá receber dois navios capesize das minas de Serra Azul e, em 2012, um milhão de toneladas, sujeito a disponibilidade, das minas de Serra Azul. 31
  • 32. Perfil SK Network SK Networks, empresa pertencente ao Grupo SK, tem sede na República da Coreia, opera em 22 países e suas atividades abrangem venda de energia a telecomunicações, trading e varejo – A SK Networks registrou US$17,1 bilhões em vendas e US$274,6 milhões de resultado operacional em 2009 – Sua controladora, o Grupo SK, é um dos maiores conglomerados da República da Coreia e registrou US$ 69,8 bilhões em vendas e US$ 3,2 bilhões de resultado operacional em 2009 • Desenvolvimento de parcerias e aquisições estratégicas para assegurar acesso aos recursos naturais internacionais e investimento em projetos de mineração e Mineração & fundição Fundição • Projeto de Mineração de Carvão na Austrália • Projetos de Chumbo e Zinco na China • Projeto de Mineração de Ouro no Usbequistão Energia & • 4ª maior capacidade de refino da Asia Químicos • 25 blocos E&P em 14 países • Produção de GNL responsável por 56% da demanda doméstica • 4ª maior capacidade mundial de produção de filme de poliester TI & • Primeiro lugar na Coréia em serviço de telefonia móvel com 20 milhões de Telecomunicações assinantes • Primeira companhia a desenvolver serviços de CDMA e DMB para a Coreia • Desenvolvimento de redes B2C Outros • Maior transportadora de petróleo e GNL na Coreia • Negócios na área de hotelaria e Hotel & stock brokerage business 32 Fonte: Website e apresentações da Companhia
  • 33. Estrutura Acionária AtualEstrutura Acionária MMX Estrutura Acionária LLX Acionista Ações em Acionista Ações em Controlador circulação Controlador circulação 42,1% 21,5% 36,4% 53,9% 46,1% 70% 100% 100% 70% 70% 51% Minera MMX MMX Corumbá MMX Sudeste LLX Açu LLX Minas-Rio de Chile Sudeste 30% Centennial 33
  • 34. Passo 1: Aumento de Capital na MMX A Antes do Aumento de Capital Principais Considerações Acionista Ações em O Conselho de Administração da MMX aprovará a Controlador circulação emissão de 266,7 milhões de novas ações ordinárias 42,1% 21,5% 36,4% da MMX a R$13,963/ação. Aumento de Capital(1): O Acionista Controlador cederá à SK Networks até US$ 2,2 bilhões parcela dos seus direitos de preferência na MMX, de Subscrição de novas ações da MMX: até forma a permitir que a SK Networks subscreva e 267,2 milhões integralize US$700 milhões(2) em ações ordinárias da MMX. B Depois do Aumento de Capital O Acionista Controlador irá converter e contribuir ao Acionista Ações em capital social da MMX parcela das debêntures Controlador circulação perpétuas emitidas pela MMX no valor de R$ 375,7 30,5% 21,5%(1) 11,6% 36,4%(1) milhões. O restante do saldo das debêntures perpétuas será pago ao Acionista Controlador através das debêntures não conversíveis de emissão da IronX(3)(1) Premissa 100% de subscrição da Wisco e das ações em circulação A MMX não irá desembolsar nenhuma soma em(2) Taxa de câmbio a R$ 1,7053/US$(3) Debêntures não conversíveis da IronX Mineraçao S.A. e detidas pela MMX dinheiro para pagamento das debêntures perpétuas 34
  • 35. Passo 2: Cisão da LLX A Antes da Cisão B Após a Cisão Acionista Ações em Acionista Ações em Controlador circulação Controlador (1) circulação 53,9% 46,1% 67,6% 32,4% 70% 51% 70% PortX LLX Açu LLX Minas-Rio Sudeste 30% Centennial Sudeste(1) Inclui as participações da EBX e da Centennial no Porto Sudeste 35
  • 36. Passo 3: Oferta Pública de Aquisição via Permuta Acionista Ações em Principais Considerações Controlador circulação MMX irá lançar uma oferta pública de aquisição 30,5% 21,5%(1) 11,6% 36,4%(1) (“OPA”) via permuta para 100% das ações da PortX (2) Valor total: US$ 2,2 bilhões, dividido em: - US$ 1,8 bilhão em royalties: MMX irá pagar aos Oferta Pública de acionistas da LLX Sudeste US$ 5/ton de minério Aquisição (“OPA”) de ferro movimentado através do Superporto Sudeste. Ações em circulação Acionista Controlador(3) (antigos acionistas - US$ 441 milhões em ações da MMX ou em da LLX) dinheiro 67,6% 32,4% OPA da ações da MMX precificadas a R$ 13,963 PortX Novas ações de emissão da MMX na OPA: − AcionistaControlador: 36,4 milhões (US$ 298,1 milhões)(4) Sudeste − Açõesem circulação: 17,4 milhões (US$ 142,7(1) Premissa 100% de subscrição da Wisco e das ações em circulação(2) Este tipo de OPA não dispara direito de preferência para os atuais acionistas da MMX milhões)(4)(3) Inclui as participações da EBX e da Centennial no Porto Sudeste 36(4) Apenas com propósito ilustrativo. Taxa de câmbio a R$ 1,7053/US$
  • 37. Resultado Final Antes da Aquisição do Superporto Sudeste da LLX Depois da Aquisição do Superporto Sudeste da LLX(2) A 100% das ações em circulação recebendo royalties + ações da MMX Acionista Ações em Acionista Ações em Controlador circulação Controlador circulação 33,4% 19,9% 10,7% 36,0% 30,5% 21,5%(1) 11,6% 36,4%(1) 70% 100% 100% 100% Minera MMX MMX Corumbá MMX Sudeste de Chile PortX Sudeste 70% 100% 100% Minera MMX de B 100% das ações em circulação recebendo royalties + dinheiro MMX Corumbá MMX Sudeste Chile Acionista Ações em Controlador circulação 34,2% 20,4% 11,0% 34,4% 70% 100% 100% 100% Minera MMX MMX Corumbá MMX Sudeste de Chile PortX(1) Premissa 100% de subscrição da Wisco e das ações em circulação Sudeste(2) O Acionista Controlador irá escolher a opção: ações da MMX + royalties 37
  • 38. OBRIGADO 38