Marketing Para Redes Sociais

1,099 views
1,011 views

Published on

Aula ministrada no MBA do I-Group, em 03/fevereiro/2010, sobre social marketing.

Published in: Business, News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,099
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
20
Actions
Shares
0
Downloads
62
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Marketing Para Redes Sociais

  1. 1. Curso de Especialização em nível de Pós-Graduação “Lato Sensu” em:Planejamento Estratégico e Marketing Interativo<br />Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos - I-MBA<br />Marketing para redes sociais<br />Daniel Miura<br />
  2. 2. Agenda<br /><ul><li>Web 2.0: do que estamos falando mesmo?
  3. 3. Tradição versus inovação;
  4. 4. O plano estratégico;
  5. 5. Comunicação: o segredo do social marketing
  6. 6. Aprender com a prática – painel de debate;</li></li></ul><li>1. WEB 2.0: DO QUE ESTAMOS FALANDO MESMO?<br />
  7. 7. Web 1.0<br /><ul><li>A visãodigital do mundo real;
  8. 8. Poucos ditandoa moda para muitos;
  9. 9. Comunicação tradicional se passando por “revolucionária”;
  10. 10. Mão única;
  11. 11. Engula!</li></li></ul><li>Web 2.0<br />Web 1.0<br /><ul><li>A visãoreal no mundo digital;
  12. 12. Muitos discutindo a moda com muitos;
  13. 13. Comunicação revolucionária substituindo veículos tradicionais;
  14. 14. Mão dupla;
  15. 15. Sugira!
  16. 16. A visãodigital do mundo real;
  17. 17. Poucos ditandoa moda para muitos;
  18. 18. Comunicação tradicional se passando por “revolucionária”;
  19. 19. Mão única;
  20. 20. Engula!</li></li></ul><li>DADOS ATUALIZADOS<br />
  21. 21. DADOS ATUALIZADOS<br />
  22. 22. A WEB 2.0 TRAZ A REVOLUÇÃO, SEJA...<br />... Na forma;<br />... Na repercussão;<br />... No timing;<br />... Na interação;<br />... No relacionamento.<br />
  23. 23. A WEB 2.0 TRAZ UM NOVO CONSUMIDOR...<br />... Com novas prioridades;<br />... Com novas necessidades;<br />... Com independência;<br />... Com opinião;<br />... Com poder.<br />
  24. 24. A WEB 2.0 TRAZ UM NOVO MARKETING...<br />... Mais comprometido;<br />... Mais interativo;<br />... Mais experimental;<br />... Mais segmentado;<br />...Mais eficaz.<br />
  25. 25. MAS ESPERA AÍ, DANIEL!!!!<br />
  26. 26. MARKETING DE HOJE = MARKETING DE ONTEM <br />
  27. 27. MARKETING DE HOJE = MARKETING DE ONTEM <br />?<br />
  28. 28. MUDOU O SENTIDO<br />Fonte: What’s Next in Marketing and Advertising – Paul Isakson – http://www.slideshare.net/paulisakson/whats-next-in-marketing-advertising-318143<br />
  29. 29. VAMOS ENCURTAR A CONVERSA!<br />http://www.youtube.com/watch?v=DmRsQibIOWg<br />Vídeo de Agência Click – Janeiro/2010<br />
  30. 30. PORTANTO, CHEGOU A HORA DE PERCEBER...<br />... Que o consumidor está mais exigente e muito mais informado;<br />... Que as marcas já não são mais uma propriedade da empresa;<br />... Que é do consumidor a última e mais importante palavra;<br />... Que é a época da transparência e da credibilidade.<br />
  31. 31. 2. TRADIÇÃO VERSUS INOVAÇÃO<br />
  32. 32. TRADIÇÃO VERSUS INOVAÇÃO<br /><ul><li>Ser tradicional é se preocupar com os 4 Ps: preço, produto, ponto de venda e promoção;
  33. 33. É gastar centenas de milhares de reais em uma propaganda com uma sacada bonitinha, engraçada ou qualquer coisa que consigam aprovar;
  34. 34. É fingir que o consumidor é um universo definido por pesquisas de mercado;
  35. 35. É optar por ser o dono da bola; </li></li></ul><li>TRADIÇÃO VERSUS INOVAÇÃO<br /><ul><li>Inovar é ouvir;
  36. 36. É adequar produtos, buscar entender o que falam e se relacionar;
  37. 37. É permitir que todos façam parte do processo;
  38. 38. É admitir que não é perfeito;
  39. 39. É ser rápido, objetivo, esclarecido e ter poder de personificação.</li></li></ul><li>PORQUE SENÃO É DIVÓRCIO NA CERTA...<br />http://www.youtube.com/watch?v=heSudg-tfIk<br />Vídeo produzido pela MSN chamado “Advertiser vs Consumer”<br />
  40. 40. QUEM INOVOU PRIMEIRO<br />São as empresas nascidas sob o DNA da colaboração, da criatividade e da inovação. Na sua maioria, são aquelas que surgiram sob os holofotes da explosão da web, do celular e da conectividade.<br />Mas existem aquelas que souberam adaptar estratégias e metodologias para expandir para o online a percepção aplicada no offline.<br />
  41. 41. PARA CITAR UM EXEMPLO<br />
  42. 42. Através da proposta da colaboração, designers oferecem estampas, que são votadas por uma comunidade de consumidores. As melhores, são produzidas e colocadas à venda. <br />Aqueles que possuem estampas escolhidas, recebem prêmios em dinheiro, e alguns deles já são profissionais da marca.<br />
  43. 43. O QUE APRENDEMOS COM A CAMISETERIA?<br /><ul><li>O diálogo entre a marca, a equipe de desenvolvimento (designers) e consumidor garantem sucesso nas vendas;
  44. 44. O público se sente responsável pelo sucesso da marca, já que participa do processo de decisão da companhia;
  45. 45. A interação para correções, melhorias e inovações são discutidas em um fórum aberto de colaboração;
  46. 46. Contínuo feedback, sem necessidade de perder tempo com pesquisas.</li></li></ul><li>O PÚBLICO É QUEM DEFINE A INTERAÇÃO COM A MARCA, QUE PRODUTO SERÁ CONSUMIDO E O QUE SERÁ DITO SOBRE ELA. <br />
  47. 47.
  48. 48.
  49. 49. FLATSEATS.COM<br />
  50. 50. GETSATISFACTION.COM<br />
  51. 51. MAS NÃO É PRECISO ABRIR MÃO DO TRADICIONAL! MARKETING PARA REDES SOCIAIS DEVE ESTAR DENTRO DE UM PLANO GLOBAL ÚNICO.<br />
  52. 52. 3. O PLANO ESTRATÉGICO<br />
  53. 53. AS DIFERENTES VISÕES <br />
  54. 54. AS DIFERENTES VISÕES <br />CONSUMO<br />
  55. 55. AS DIFERENTES VISÕES <br />CONSUMO<br />RELACIONAMENTO<br />
  56. 56. AS DIFERENTES VISÕES <br />CONSUMO<br />RELACIONAMENTO<br />TECNOLOGIA<br />
  57. 57. AS DIFERENTES VISÕES <br />CONSUMO<br />RELACIONAMENTO<br />TECNOLOGIA<br />
  58. 58. A RELEVÂNCIA DE CADA UMA<br />
  59. 59. A RELEVÂNCIA DE CADA UMA<br /><ul><li>Consumo, que envolve a estratégia da divisão comercial;</li></li></ul><li>A RELEVÂNCIA DE CADA UMA<br /><ul><li>Consumo, que envolve a estratégia da divisão comercial;
  60. 60. Relacionamento, que envolve a estratégia da divisão de marketing/comunicação;</li></li></ul><li>A RELEVÂNCIA DE CADA UMA<br /><ul><li>Consumo, que envolve a estratégia da divisão comercial;
  61. 61. Relacionamento, que envolve a estratégia da divisão de marketing/comunicação;
  62. 62. Tecnologia, que trará a área de TI para a mesa.</li></li></ul><li>A RELEVÂNCIA DE CADA UMA<br /><ul><li>Consumo, que envolve a estratégia da divisão comercial;
  63. 63. Relacionamento, que envolve a estratégia da divisão de marketing/comunicação;
  64. 64. Tecnologia, que trará a área de TI para a mesa.</li></ul>NÃO EXISTE MAIS O PAI DO PROJETO, O SUCESSO ESTÁ ATRELADO À COLABORAÇÃO DAS EQUIPES.<br />
  65. 65. LOGO, O PLANO ESTRATÉGICO...<br /><ul><li>Deve contemplar as necessidades comerciais da marca/empresa;
  66. 66. Garantir que a comunicação seja direta e clara entre ela e o consumidor;
  67. 67. Desenvolver o processo de métricas que formarão a “inteligência artificial”;
  68. 68. Estabelecer processos claros de desenvolvimento;
  69. 69. Impedir que tenha que ser “refeito”. </li></li></ul><li>MAS O MAIS IMPORTANTE É ENTENDER QUE A CHAVE DO SUCESSO ESTÁ NOS DADOS GERADOS.<br />
  70. 70. MAS O QUE SÃO ESSES DADOS?<br /><ul><li>São comentários;
  71. 71. São dúvidas, reclamações e elogios;
  72. 72. São avaliações;
  73. 73. São sugestões de melhoria;
  74. 74. É a força do boca a boca... </li></li></ul><li>PORTANTO, A EXECUÇÃO...<br /><ul><li>Deve buscar cotidianamente informações de como a marca é falada (Google);
  75. 75. Deve expandir o horizonte para além das análises secas de números;
  76. 76. Deve ser prática. Não perca tempo pensando em qual a melhor solução, coloque todas no ar ao mesmo tempo e avalie qual tem melhor resposta;
  77. 77. Deve manter as métricas nos resultados e não nos problemas;
  78. 78. Deve manter o foco na essência da necessidade do cliente, e não na ferramenta que se utilizará.</li></li></ul><li>ONDE ELA ENTRA NO PLANO MACRO?<br />Vamos entender como funciona o plano macro:<br />Fonte: Branding 101 de Fernando Juca e Ricardo Juca<br />
  79. 79. No auxilio para a definição do perfil do consumidor/cliente que será trabalhado, bem como no auxílio de caracterização do mesmo.<br />
  80. 80. Na caracterização da estratégia de personalidade e na fase de testes, fazendo com que exista correções de rotas ainda na concepção.<br />
  81. 81. Na execução da estratégia de comunicação, e na retroalimentação de feedbacks gerados pelo relacionamento.<br />
  82. 82. No suporte à distribuição, atendimento ao público, retroalimentação do sistema e garantia de inovação. <br />
  83. 83. NÃO PODEM FICAR DE FORA DO PLANO<br /><ul><li>Uma promessa de marca consistente e alinhado com a necessidade do target;
  84. 84. Entendimento dos diferentes públicos, seu perfil e suas expectativas;
  85. 85. Conhecimento pleno da concorrência;
  86. 86. Personificação da marca;
  87. 87. Entendimento do produto/serviço enquanto equação de valor (benefício + produto/preço);
  88. 88. Brand equity. </li></li></ul><li>SE LEMBRE DA TAL INFLUÊNCIA<br />Pense nos últimos dez itens que você comprou e calcule: que porcentagem de influência veio de seus amigos e colegas, da web, de um vendedor e do marketing de empresas? Garanto que você ficará surpresa ao ver como o componente do marketing tradicional é pequeno.<br />Andreas Weigend, ex-cientista chefe da Amazon<br />
  89. 89. EXERCÍCIO<br />A Amazon é uma das empresas mais inovadoras quando o assunto é Social Marketing. Navegue pelo site da empresa e identifique ao menos cinco iniciativas ligadas à experiência da qual abordamos até aqui. <br />Vocês tem dois minutos!<br />
  90. 90. <ul><li>Review de produtos;
  91. 91. Acesso aos fóruns de discussão;
  92. 92. Links externos;
  93. 93. Formulários de feedback;
  94. 94. Navegação pelos produtos;
  95. 95. Campanha Share the Love. </li></li></ul><li>4. COMUNICAÇÃO: O SEGREDO DO SOCIAL MARKETING<br />
  96. 96. No social Marketing, nada é mais relevante e estratégico que a comunicação.<br />
  97. 97. O PLANO PRECISA SER:<br /><ul><li>Integrado às outras mídias;
  98. 98. Consistente com a proposta da marca;
  99. 99. Interativo no relacionamento;
  100. 100. PRUS (provocante, relevante, urgente e simples);
  101. 101. Pertinente ao passar a mensagem no momento correto;
  102. 102. Viral
  103. 103. Bem estruturado no plano de mídia;
  104. 104. Mensurável.</li></li></ul><li>CUIDADOS COM AS PLATAFORMAS<br /><ul><li>Avalie a utilização;
  105. 105. Conheça o público que lá está;
  106. 106. Entenda para que, quando e onde;
  107. 107. Defina o nível de relacionamento e troca de experiência;
  108. 108. Importe ao discurso a promessa de marca e a personalidade estabelecida;
  109. 109. Netiqueta;
  110. 110. Sente à mesa, não é preciso tomar o microfone.</li></li></ul><li>5. APRENDENDO COM A PRÁTICA: PAINEL DE DEBATES<br />
  111. 111. PAINEL DE DEBATE<br />Impossível falar de social marketing e não abordar o maior caso de todos...<br />
  112. 112. PAINEL DE DEBATE<br />Impossível falar de social marketing e não abordar o maior caso de todos...<br />
  113. 113. PAINEL DE DEBATE<br />iPad: Mais de 177 mil tweets em uma hora.<br />Fonte: http://www.crimsonhexagon.com/home/<br />
  114. 114. PAINEL DE DEBATE<br />A perguntas inevitáveis:<br /><ul><li> Como fazer falar tanto de você sem fazer comunicação ativa?
  115. 115. Como manter o segredo de um desenvolvimento?
  116. 116. Como obter sucesso mesmo lançando um produto sem tantos recursos?
  117. 117. A força da marca e a repercussão podem ser atingidas por outros?
  118. 118. Quanto custa mesmo? </li></li></ul><li>FALAR SOBRE APPLE EM SOCIAL MARKETING <br /><ul><li> É extrapolar o poder de penetração da marca;
  119. 119. É criar desejo por um produto e inveja dos concorrentes;
  120. 120. É determinar o que vai ser consumido;
  121. 121. É transformar em real o intangível;
  122. 122. É deixar que falem de você.</li></li></ul><li>PRECISA SER STEVE JOBS PARA CONSEGUIR?<br />http://www.youtube.com/watch?v=iYhCn0jf46U<br />Campanha Dove pela real beleza<br />
  123. 123. MAS ISSO SIGNIFICA QUE TODO MUNDO PRECISA?<br />
  124. 124. MAS ISSO SIGNIFICA QUE TODO MUNDO PRECISA?<br />A RESPOSTA É NÃO!<br />
  125. 125. Entender a sua audiência e saber o que ela espera de você é a mola propulsora para a decisão.<br />
  126. 126. CONSIDERAÇÕES FINAIS<br />
  127. 127. RESUMO DA NOSSA CONVERSA<br /><ul><li>Sim, o marketing de hoje é igual ao marketing de ontem;
  128. 128. A web 2.0 trouxe revolução no consumidor, no formato e no próprio marketing;
  129. 129. Ser inovador é buscar a solução dos problemas nos desejos do seu público;
  130. 130. Análise os resultados;
  131. 131. Não existe mais o pai do projeto, é sim a colaboração para o sucesso;
  132. 132. Influência é tudo;
  133. 133. Você não precisa ser ou ter um Steve Jobs, precisa de engajamento.</li></li></ul><li>PERGUNTAS?<br />Tudo bem se te parecerem óbvias!<br />
  134. 134. DICA LEGAL<br />http://twitter.com/miuradaniel/socialmarketing<br />Profissionais, estudiosos, empresas e tudo + que nos ajude a entender o tema.<br />
  135. 135. VAMOS TROCAR CONTATOS<br />Daniel MiuraTwitter: @miuradanielTwitter 2: @igroupbrBlog: http://blogs.abril.com.br/ibrands daniel@i-group.com.brcel. (11) 8289.6887<br />
  136. 136. Obrigado!<br />www.i-group.com.br<br />Tel: 11 3816 4881<br />azambuja@i-group.com.br - cel 11 9261 9649<br />ralmeida@i-group.com.br - cel 11 9499 5936<br />

×