• Save
GCS - Aula 04 - GCS x CMM
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

GCS - Aula 04 - GCS x CMM

on

  • 2,114 views

GCS - Aula 04 - GCS x CMM

GCS - Aula 04 - GCS x CMM

Gestão de Configuração de Software no CMMi.

Curso de Especialização em Engenharia de Software.

Statistics

Views

Total Views
2,114
Views on SlideShare
2,114
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

GCS - Aula 04 - GCS x CMM Presentation Transcript

  • 1. Gestão de Configuração de Software - GCS x CMMi -
      • ES06 – Especialização em Engenharia de Software
      • Prof.: Misael Santos (misael@gmail.com)
      • Ago/2010
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 2. Agenda
    • CMMi
      • Estrutura
      • GCS x CMMi
      • Metas e Práticas
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 3. CMMi
    • Capability Maturity Model Integration (CMMi) SE/SW/IPPD
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 4. CMMi
    • O projeto do CMM Integration foi montado para solucionar o problema do uso de múltiplos CMMs:
      • Capability Maturity Model for Software ( SW-CMM ) v2.0 draft C;
      • Electronic Industries Alliance Interim Standard ( EIA/IS ) 731; e
      • Integrated Product Development Capability Maturity Model ( IPD-CMM ) v0.9
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 5. CMMi Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 6. SW-CMM x CMMi Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software - SW-CMM Áreas-chave de Processo CMMI Áreas de Proceso Nível 5 Otimizado Nível 4 Gerenciado Nível 3 Definido Nível 2 Repetível Defect Prevention Technology Change Management Process Change Management Quantitative Process Management Software Quality Management Organization Process Focus Organization Process Definition Training Program Integrated Software Management Software Product Engineering Intergroup Coordination Peer Reviews Requirements Mgmt Software Project Planning Software Project Tracking & Oversight Software Subcontractor Management Software Quality Assurance Software Configuration Management Causal Analysis and Resolution Organizational Innovation and Deployment Organizational Process Performance Quantitative Project Management Organizational Process Focus Organizational Process Definition Organizational Training Integrated Project Management Risk Management Requirements Development Technical Solution Product Integration Verification Validation Decision Analysis and Resolution Requirements Management Project Planning Project Monitoring and Control Supplier Agreement Management Product & Process Quality Assurance Configuration Management Measurement and Analysis
  • 7. CMMi: Representações Em Estágios NM1 NM2 NM3 NM4 NM5 Um conjunto de áreas de processo de um nível de maturidade (NM). Contínua Uma única área de processo (PA) ou um conjunto de áreas de processo. Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software PA PA Área de Processo Capacidade 0 1 2 3 4 5 PA
  • 8. CMMi
    • Grupos de Áreas de Processos:
      • Gerenciamento de Processos
      • Gerenciamento de Projetos
      • Engenharia
      • Suporte
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 9. CMMi
    • Áreas do grupo Suporte :
      • Gestão de Configuração
      • Garantia da Qualidade do Processo e do Produto
      • Medições e Análises
      • Ambiente Organizacional para Integração
      • Análise de Decisões e Resoluções
      • Análise de Causas e Resoluções
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 10. CMMi
    • Áreas de Suporte Básicas:
    MA CM PPQM Todas as Áreas de Processo Medições, análises Necessidades de informação Questões de qualidade e não conformidade Processos e produtos de trabalho, Padrões e procedimentos Itens de configuração, Solicitações de mudanças Baselines, Relatórios de auditorias Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 11. CMMi
    • O propósito da Gestão de Configuração (CM) é estabelecer e manter a integridade dos produtos de trabalho usando a identificação da configuração , o controle da configuração , a comunicação da situação da configuração e a auditoria da configuração .
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 12. CMMi
    • Componentes do Modelo
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software to Perform Maturity Leve ls Generic Practices Generic Goals Process Area 2 Características Comuns Process Area 1 Process Area n Ability Implementation Verifying to Perform Commitment Directing Implementation Specific Goals Implementation Specific Practices Níveis de Maturidade Práticas Genéricas Metas Genéricas Área de Processo 2 Área de Processo 1 Área de Processo n Habilitação Implementation Verificação da Compromisso Implementação Metas Específicas Implementação Práticas Específicas
  • 13. CMMi 1 – Inicial Pobremente controlado e imprevisível 2 – Gerenciado Caracterizado por projetos e geralmente reativo 3 – Definido Processo proativo caracterizado para a organização 4 – Gerenciado Quantitativamente Processo medido e controlado 5 – Em Otimização Foco na melhoria do processo Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 14. CMMi Gerência de Requisitos - REQM Planejamento de Projeto - PP Monitoramento e Controle do Projeto - PMC Gestão de Acordos com Fornecedores - SAM Medição e Análise - MA Garantia da Qualidade do Processo e do Produto - PPQA Gerência de Configuração - CM Análise de Decisão e Resolução - DAR Gerenciamento de Riscos - RSKM Gerência Integrada de Projeto - IPM Treinamento Organizacional - OT Definição do Processo da Organização - OPD Foco no Processo da organização - OPF Validação - VAL Verificação - VER Integração de Produto - PI Solução Técnica - TS Desenvolvimento de Requisitos - RD Gerenciamento Quantitativo de Projeto - QPM Desempenho de Processo Organizacional - OPP Análise de Causa e Resolução - CAR Inovação e Melhoria Organizacional - OID 1 - Inicial 2 - Gerenciado 3 - Definido 4 - Gerenciado Quantitativamente 5 - Em Otimização PA’s Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 15. CMMi
    • Metas e Práticas Genéricas
      • Aplicam-se a todas as áreas de processo
      • Atividades que institucionalizam áreas de processo
    • Metas e Práticas Específicas
      • Aplicam-se a uma Área de Processo particular
      • Atividades que implementam áreas de processo
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 16. CMMi
    • Metas e Práticas para a Gestão de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software Metas Práticas GG 2 Institucionalizar um Processo Gerenciado GP 2.1 - Estabelecer uma Política Organizacional GP 2.2 - Planejar o Processo GP 2.3 - Fornecer Recursos GP 2.4 - Atribuir Responsabilidades GP 2.5 - Treinar Pessoas GP 2.6 - Gerenciar Configurações GP 2.7 - Identificar e Envolver as Partes Interessadas Relevantes GP 2.8 - Monitorar e Controlar o Processo GP 2.9 - Avaliar a Aderência Objetivamente GP 2.10 - Revisar o Status com Alto Nível de Gerenciamento SG 1 Estabelecer Baselines SP 1.1 - Identificar Itens de Configuração SP 1.2 - Estabelecer um Sistema de Gerenciamento de Configurações SP 1.3 - Criar ou Liberar Baselines SG 2 Rastrear e Controlar Mudanças SP 2.1 - Rastrear Solicitações de Mudanças SP 2.2 - Controlar Itens de Configuração SG 3 Estabelecer a Integridade SP 3.1 - Estabelecer os Registros de Gestão de Configuração SP 3.2 - Executar Auditorias de Configuração
  • 17. CMMi: Metas Genéricas
    • GG 2 - Institucionalizar um Processo Gerenciado
      • GP 2.1 - Estabelecer uma Política Organizacional
      • GP 2.2 - Planejar o Processo
      • GP 2.3 - Fornecer Recursos
      • GP 2.4 - Atribuir Responsabilidades
      • GP 2.5 - Treinar Pessoas
      • GP 2.6 - Gerenciar Configurações
        • Colocar os produtos de trabalho definidos para o processo sob os níveis apropriados de gerenciamento de configurações.
      • GP 2.7 - Identificar e Envolver as Partes Interessadas Relevantes GP 2.8 - Monitorar e Controlar o Processo
      • GP 2.9 - Avaliar a Aderência Objetivamente
      • GP 2.10 - Revisar o Status com Alto Nível de Gerenciamento
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 18. CMMi: Metas Específicas
    • SG 1 - Estabelecer Baselines:
      • Baselines de produtos de trabalho identificados são estabelecidas e mantidas.
    • SG 2 - Rastrear e Controlar Mudanças:
      • As mudanças nos produtos de trabalho sob gerenciamento de configurações são rastreadas e controladas.
    • SG 3 - Estabelecer a Integridade:
      • A integridade das baselines é estabelecida e mantida.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 19. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 1 - Estabelecer Baselines
      • SP 1.1 - Identificar Itens de Configurações
      • SP 1.2 - Estabelecer um Sistema de Gerenciamento de Configurações
      • SP 1.3 - Criar ou Liberar Baselines
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 20. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 1 - Estabelecer Baselines
      • SP 1.1 - Identificar Itens de Configurações
      • SP 1.2 - Estabelecer um Sistema de Gerenciamento de Configurações
      • SP 1.3 - Criar ou Liberar Baselines
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 21. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 1.1 - Identificar Itens de Configurações
      • Identificar os itens de configuração, componentes e produtos de trabalho relacionados que serão colocados sob gerência de configuração.
    • Sub-práticas:
      • Selecionar os itens de configuração e produtos de trabalho que os compõe com base em critérios documentados;
      • Atribuir identificadores únicos aos itens de configuração;
      • Especificar as características importantes de cada item de configuração;
      • Especificar quando cada item de configuração é colocado sob gerência de configuração;
      • Identificar o “proprietário” responsável por cada item de configuração.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 22. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 1 - Estabelecer Baselines
      • SP 1.1 - Identificar Itens de Configurações
      • SP 1.2 - Estabelecer um Sistema de Gerenciamento de Configurações
      • SP 1.3 - Criar ou Liberar Baselines
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 23. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 1.2 - Estabelecer um Sistema de Gerenciamento de Configurações
      • Estabelecer e manter um sistema de gerência de configuração e de gerência de mudanças para controlar produtos de trabalho.
    • Produtos de Trabalho Típicos:
      • Sistema de gerência de configuração com produtos de trabalho controlados;
      • Procedimentos de controle de acesso ao sistema de gerência de configuração;
      • Base de dados de requisições de mudanças.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 24. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 1 - Estabelecer Baselines
      • SP 1.1 - Identificar Itens de Configurações
      • SP 1.2 - Estabelecer um Sistema de Gerenciamento de Configurações
      • SP 1.3 - Criar ou Liberar Baselines
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 25. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 1.3 - Criar ou Liberar Baselines
    • Sub-práticas:
      • Estabelecer um mecanismo para gerenciar múltiplos níveis de controle de gerência de configuração;
      • Armazenar e recuperar itens de configuração no sistema de gerência de configuração;
      • Compartilhar e transferir itens de configuração entre níveis de controle no sistema de gerência de configuração;
      • Armazenar e recuperar versões arquivadas dos itens de configuração;
      • Armazenar, atualizar e recuperar registros de gerência de configuração;
      • Criar relatórios de gerência de configuração a partir do sistema de gerência de configuração;
      • Preservar o conteúdo do sistema de gerência de configuração;
      • Revisar a estrutura de gerência de configuração conforme necessário.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 26. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 2 - Rastrear e Controlar Mudanças
      • SP 2.1 - Rastrear Solicitações de Mudanças
      • SP 2.2 - Controlar Itens de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 27. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 2 - Rastrear e Controlar Mudanças
      • SP 2.1 - Rastrear Solicitações de Mudanças
      • SP 2.2 - Controlar Itens de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 28. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 2.1 - Rastrear Solicitações de Mudanças
      • Rastrear solicitações de mudanças para os itens de configuração
    • Sub-práticas:
      • Iniciar e registrar SM’s no banco de dados de solicitações de mundaças
      • Analisar o impacto das mudanças e correções propostas nas SM’s
      • Revisar SM’s que serão endereçadas à próxima baseline com os participantes relevantes e conseguir o seu consentimento.
      • Rastrear o status das SM’s até o seu encerramento.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 29. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 2 - Rastrear e Controlar Mudanças
      • SP 2.1 - Rastrear Solicitações de Mudanças
      • SP 2.2 - Controlar Itens de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 30. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 2.2 - Controlar Itens de Configurações
      • Controlar as mudanças nos itens de configuração
    • Sub-práticas:
      • Controlar as mudanças nos itens de configuração durante o ciclo de vida do produto.
      • Obter a autorização apropriada antes das mudanças nos itens de configuração entrarem no sistema de gerenciamento de configuração
      • Realizar check in e check out dos itens de configuração do sistema de gerenciamento de configuração para a incorporação das mudanças de forma a manter a corretude e integridade dos itens.
      • Executar revisões para garantir que as mudanças não tenham causado efeitos indesejáveis sobre as baselines.
      • Registrar as mudanças nos itens de configuração e as razões as mudanças de forma apropriada.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 31. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 3 - Estabelecer a Integridade
      • SP 3.1 - Estabelecer os Registros de Gestão de Configuração
      • SP 3.2 - Executar Auditorias de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 32. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 3 - Estabelecer a Integridade
      • SP 3.1 - Estabelecer os Registros de Gestão de Configuração
      • SP 3.2 - Executar Auditorias de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 33. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 3.1 - Estabelecer os Registros da Gestão de Configuração
      • Estabelecar e manter registros descrevendo os itens de configuração
    • Sub-práticas:
      • Registrar as ações de gestão de configuração com os detalhes suficientes para que o conteúdo e status de cada item de configuração seja conhecido e versões anteriores possam ser recuperadas
      • Garantir que os participantes relevantes tenham acesso e conhecam o status da configuração e dos itens de configuração
      • Especificar a última versão das baselines
      • Identificar a versão dos itens de configuração que constituem uma baseline particular.
      • Descrever as diferenças entre sucessivas baselines.
      • Revisar o status e o histórico de casa item de configuração conforme necessário.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 34. CMMi: Práticas Específicas
    • SG 3 - Estabelecer a Integridade
      • SP 3.1 - Estabelecer os Registros de Gerenciamento de Configurações
      • SP 3.2 - Executar Auditorias de Configuração
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 35. CMMi: Práticas Específicas
    • SP 3.2 - Executar Auditorias de Configuração
      • Executar auditorias de configuração para manter a integridade das baselines de configuração
    • Sub-práticas:
      • Avaliar a integridade das baselines
      • Confirmar que os registros de gestão de configuração identificam de forma correta os itens de configuração
      • Revisar a estrutura e a integridade dos itens no sistema de gerenciamento de configuração
      • Confirmar a completude e corretude dos itens no sistema de gerenciamento de configuração
      • Confirmar a conformidade com os padrões e procedimentos de gestão de configuração aplicáveis.
      • Rastrear itens de ação da auditoria até o encerramento
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 36. CMMi
    • Importante!!!
    • Diferentes níveis de gerenciamento de configurações são apropriados para diferentes produtos de trabalho em diferentes momentos. Para alguns produtos de trabalho, pode ser suficiente manter um controle de versões.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software
  • 37. Referências
    • CMMI® Web Site , Software Engineering Institute, Carnegie Mellon University, Disponível em: www.sei.cmu.edu/cmmi .
    • SOTILLE, M. PMBOK & CMM + CMMi , 2007.
    • FALBO, R. A., Qualidade de Processo de Software: CMM / CMMI , Universidade Federal do Espírito Santo, 2007.
    Copyright © 2010 Misael Santos Gestão de Configuração de Software