Oficina educomunicacao salao proex
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Oficina educomunicacao salao proex

  • 741 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
741
On Slideshare
592
From Embeds
149
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 149

http://expressinhodoeducador.blogspot.com 102
http://expressinhodoeducador.blogspot.com.br 36
http://www.blogger.com 5
http://expressinhodoeducador.blogspot.nl 3
http://expressinhodoeducador.blogspot.pt 2
http://expressinhodoeducador.blogspot.ca 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Mirna Tonus Curso de Comunicação Social – Jornalismo – UFU
  • 2.
    • 1982 e 1984 - Instituto Metodista de Ensino Superior
      • Linha de pesquisa Comunicação e Educação, coordenada por Onésimo de Oliveira Cardoso
        • Limites e conteúdos de uma possível Didática ou Pedagogia da Comunicação.
    • Meados da década de 1990 - Universidade de São Paulo (USP)
      • Núcleo de Educação e Comunicação da ECA/USP , Ismar de Oliveira Soares, junto a outros professores
        • Estudos incluindo projetos junto a escolas da rede pública paulista, a fim de pesquisar as diversas vertentes possíveis na intersecção educação/comunicação.
  • 3.
    • “ Conjunto das ações voltadas para a criação de ecossistemas comunicativos abertos e criativos em espaços educativos, favorecedores tanto de relações dialógicas entre pessoas e grupos humanos quanto de uma apropriação criativa dos recursos da informação nos processos de produção da cultura e da difusão do conhecimento. O novo campo apresenta-se como inter-discursivo, interdisciplinar e mediado pelas tecnologias da informação”.
    • (SOARES, Ismar. EAD como prática educomunicativa: emoção e racionalidade operativa. Disponível em http://www.usp.br/nce/aeducomunicacao/saibamais/textos/)
  • 4.
    • Não se confunde com práticas de ensino
    • Não vinculado necessariamente à educação formal
    • Iniciativas floresceram na sociedade civil, ONGs
    • Conquista das escolas apesar da resistência do ensino formal
  • 5.
    • Educação para a comunicação
      • Colaboração na formação da consciência crítica diante das mensagens veiculadas
      • Expressão comunicativa por meio das artes
      • Espaço de fala e visibilidade para os sujeitos sociais, proporcionado por arte-educadores
      • Mediação tecnológica nos espaços educativos
      • Identificação da natureza da interatividade e democratização do acesso às TIC
      • Gestão da comunicação nos espaços educativos
      • Abordagem das relações entre os recursos da comunicação e as atividades humanas para garantir a construção dos ecossistemas comunicativos
  • 6. Quadro de mídia para fins educacionais
  • 7.
    • Vila Sésamo, Castelo Rá-Tim-Bum
    • TV Senac e Canal Futura
    • Telecurso
    • RepórterEco e afins
  • 8.
    • Convergência das mídias
      • Sites
      • Plataformas de EAD
      • Universo infotelecomunicacional (MORAES, 2001), com riquíssimo acervo de audiovisuais (Youtube, Vimeo etc.)
  • 9. http://www.redecep.org.br/educomunicacao_bibliografia.php http://www.usp.br/nce/aeducomunicacao/ http://cidadeescolaaprendiz.org.br/homepage.mmp http://www.alana.org.br/CriancaConsumo/Home.aspx http://rossetti.sites.uol.com.br/
  • 10.
    • Comunicação depende do interesse gerado por novas informações
    • Audiovisual permite a criação de um ambiente propício para construção do conhecimento.
    • Aprendiz passa de espectador a ator/produtor/construtor
    • Desequilíbrio e auto-regulação, ou seja, adaptação e conceitualização
    • Conseqüência da reflexão que acompanha o aprender fazendo.
    • RODRIGUES, Adriana; PIRES, Márcia Regina; ABRÃO, Maria Bárbara Soares; TONUS, Mirna. Educação a distância: um desafio constante de comunicação. Roteiro de estudo. Curso de Pós-graduação em Educação a Distância. Uniube, 2008.
  • 11.
      • Meios de comunicação como sensibilizadores e como conteúdo de ensino, mediante o exercício de novas linguagens, empregando formatos e códigos mais próximos da sensibilidade dos envolvidos, tanto educadores, quanto educandos.
    • Continuum de fazer, refletir e conceituar, contemplando o tripé técnica-ética-estética.
    • (TONUS, Mirna. A importância das tecnologias de informação e comunicação para a educação. Disponível em www.diariodearaxa.com.br)
  • 12.
    • “ Todo ato de pensar exige um sujeito que pensa, um objeto pensado, que mediatiza o primeiro sujeito do segundo, e a comunicação entre ambos, que se dá através de signos lingüísticos. O mundo humano é, desta forma, um mundo de comunicação”
    • (FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 12ª ed. Trad. Rosisca Darcy de Oliveira.
    • Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977, p. 66).
  • 13. [email_address] [email_address] [email_address] mirnatonus http://interacoesdigitais.blogspot.com Mirna Tonus II http://www.facebook.com/mirnatonus http://www.linkedin.com/in/mirnatonus mtonus Mirna Tonus
  • 14.
    • Contato