Your SlideShare is downloading. ×
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)

5,148
views

Published on

Mudanças nas Bibliotecas exigem uma Nova Geração de sistemas. Com base em trabalhos de Marshal Breeding, Carl Grant e Filipe Bento, apresento: motivos para mudar de sistema; o que a Nova Geração de …

Mudanças nas Bibliotecas exigem uma Nova Geração de sistemas. Com base em trabalhos de Marshal Breeding, Carl Grant e Filipe Bento, apresento: motivos para mudar de sistema; o que a Nova Geração de sistemas oferece; Por que é uma Nova Geração (o que traz de novo); Uma breve descrição de cada uma das plataformas de Nova Geração; uma comparação da Automação com a Nova Geração; um Breve comparativo das plataformas de serviços para bibliotecas (jun/2012); Benefícios da adoção da nova geração; Impactos da adoção da Nova Geração; Bibliografia recomendada sobre Descoberta e sobre Nova Geração.

Published in: Education

5 Comments
18 Likes
Statistics
Notes
  • Realmente, há uma imensidão de conhecimento distribuído entre os Profissionais desta nossa área específica / nossas Instituições, que por não ser partilhado de uma forma efectiva e de acesso duradouro (numa wiki ou outro tipo de plataforma colaborativa), acaba por ficar diluído. Esse conjunto de boas-práticas, intercâmbio de experiências, 'interoperáveis' (digamos), seria uma muito mais-valia para gestão efectiva da Biblioteca, dos seus recursos (como Michelangelo refere), ajudando e optimizando todas as funções, desde a direção da mesma ao usufruto dos próprios 'clientes' (utilizadores) da mesma, passando por todas as funções associadas à cadeia documental.
    Se defendemos essa abertura e interoperabilidade para os nossos sistemas, podemos nós mesmos dar o exemplo, sendo coerentes com essa defesa, aplicando as mesmas aos nossos conhecimentos, nossas operações de base.
    Claro está que se colocam as questões do modelo de gerenciamento de tais meios de colaboração e sustentabilidade dos mesmos, em especial em épocas de constrangimentos orçamentais, como a actual (talvez agora seja realmente a melhor altura para encontramos uma solução para esse modelo sustentável e perseverante).
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • @infdoc Sim Fernando, concordo com você em gênero, número e grau. Meu trabalho de conclusão do bacharelado em Análise de Sistemas (PUCRS, 2008) tratou exatamente desse tópico: manual de instruções para bibliotecas, transformado em um sistema aberto e colaborativo. Desde os processos de negócios (nível mais geral) ou tarefas (nível mais específico) precisam ser documentadas e disponíveis a todos: para os gerentes ajuda a mapear o uso dos recursos (técnicos e humanos), a execução dos processos e como melhorá-los; para os funcionários novos ajuda para conhecer as suas novas rotinas, e para os funcionários atuais a saber o que e principalmente como fazer, além de ser um espaço para sugerir melhorias nas rotinas, pois são eles, como executores, quem percebem as melhores práticas. Estou preparando uma apresentação sobre esse assunto e em breve irei publicá-la aqui. Obrigado pelo comentário!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Muito bom. Guardadas as limitações do 'merchandising' embarcado nos produtos (como ocorre em GED/ECM) e uso de tecnologias conhecidas como se fossem novas, trará novidades que há tempos estão em outros setores do mercado: interoperabilidade e dados abertos. Falta agora as bibliotecas aceitarem a novidade e darem o passo adiante.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Julgo que agora faz todo o sentido apostar em excelentes manuais de procedimentos institucionais.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Muito bom, muitos parabéns: minha nova referência quando falar sobre ILS / Sistemas de Gestão Integrada de Bibliotecas, e a nova geração dos mesmo, que é uma realidade que veio para ficar, e de tudo o que afecta a adopção da mesma. Uma visão de 360x360º: impossível ser mais abrangente; muitos parabéns!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
5,148
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
34
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
5
Likes
18
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. por Michelângelo Mazzardo Marques VianaBibliotecário CRB-10/1306mviana.br@gmail.com© 2013Open Library EnvironmentNova Geraçãode Sistemasparauma nova geração deBibliotecas
  • 2. Na literatura você encontrará três denominações:Nova Geraçãode Sistemaspara BibliotecasUnified Resource ManagementLibrary Services PlatformWeb Scale Library Management
  • 3. Oferecem novas formas de trabalho, via WebNão é upgrade: é troca por um novo.Não é comprado: é assinado.Sem servidor: rodam na nuvem.Impresso e eletrônico gerenciados juntos.Nova Geraçãode Sistemaspara Bibliotecas
  • 4. Por que mudar?Veja a seguir o que o Marshall Breedingtem a nos dizer.Nova Geraçãode Sistemaspara BibliotecasMarshall BreedingLibrary Technology GuidesEstados Unidos
  • 5. BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030Image courtesy of adamr / FreeDigitalPhotos.netTransição do acervo impresso para eletrônicoAs bibliotecas estão mudando...
  • 6. Declínio da quantidade de empréstimo de acervos físicosBREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030As bibliotecas estão mudando...Image courtesy of Stuart Miles / FreeDigitalPhotos.net
  • 7. Da automação para o Gerenciamento Unificado;BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030Image courtesy of watcharakun / FreeDigitalPhotos.netAs bibliotecas estão mudando...Ícones: iconfinder.com
  • 8. Padrão cliente/servidor mudando para plataformas na nuvem;BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030Image courtesy of xedos4 / FreeDigitalPhotos.netAs bibliotecas estão mudando...Ícones: iconfinder.com
  • 9. Demanda por maior interoperabilidade entre sistemas;BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030Image courtesy of ichaya Kiatying-Angsulee / FreeDigitalPhotos.netAs bibliotecas estão mudando...
  • 10. Aumento do uso de dispositivos móveis;BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030Imagem: CoisaetaleAs bibliotecas estão mudando...
  • 11. Da catalogação individual para a compartilhada;BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030As bibliotecas estão mudando...Imagem: OCLC
  • 12. Gerenciar metadados em lote, sempre que possível;BREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030As bibliotecas estão mudando...Image courtesy of Salvatore Vuono / FreeDigitalPhotos.net
  • 13.  Dificuldade para manter a longo prazo os diversossistemas criados no passado; A prioridade é gerenciar o fluxo de trabalho; Acesso: interfaces de descoberta para maximizar ovalor dos investimentos em conteúdo eletrônico.DesafiosBREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030
  • 14. A Próxima Geração de sistemas deve: Ser uma plataforma para interligar sistemas; Sincronizar tarefas internas com oferta ao público; Oferecer: Funcionalidade Extensões InteroperabilidadeBREEDING, M. The New Frontier: Libraries seek new Technology Platforms for and End-user Discovery, Collection Management, andPreservation. In: Conference of the International Group of Ex Libris Users, 6.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=16030Novas direções
  • 15. O que aNova Geraçãode sistemas oferece? Gerenciamento abrangente e unificado demateriais, incluindo eletrônico, digital e impresso; Fluxos otimizados, independentemente do suporte; Software como um serviço central e multiusuário; Coleções pré-catalogadas com metadados deperiódicos e bases de dados (as Knowledge Bases);BREEDING, M. Beyond the ILS: A New Generation of Library Services Platforms.In: Robots in Academic Libraries: Advancements in Library Automation. Hershey, IGI Global, 2013.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=17802Open Library Environment
  • 16. O que aNova Geraçãode sistemas oferece? Modelos para alto compartilhamento de metadados; Arquitetura expansível e orientada a serviços; Dados analíticos para ajudar a tomada de decisãopelos gestores; Operação baseada apenas em interface Web.BREEDING, M. Beyond the ILS: A New Generation of Library Services Platforms.In: Robots in Academic Libraries: Advancements in Library Automation. Hershey, IGI Global, 2013.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=17802Open Library Environment
  • 17. As gerações de sistemas para bibliotecas1ª geração• Grandesservidores• Linguagemexclusiva• Acessosomente portécnicos decomputaçãoespecializados2ª geração• Grandesservidores• Linguagemcomerciaiscomo UNIX• Permitiacomunicaçãoentre sistemasparaimportação dedados3ª geração• Grandesservidores• Maislinguagenscomerciais• Relatóriospadronizados• Adoção depadrões comoo MARC4ª geração• Servidoresmédios oupequenos• Arquiteturacliente-servidor• Módulos porfunções(catalogação,empréstimo...)• Interfacegráfica• bancorelacional• InternetNovaGeração• Foco nosprocessos• Nuvemcomputacional• Software ComoServiço• Arquiteturamultiusuário• Operaçãototalmente viaWeb• Gestão unificadade recursos• Dados analíticospara tomada dedecisãoDescrição da 1ª à 4ª geração obtidas de:ROWLEY, Jeniffer. Informática para bibliotecas. Brasília: Briquet de Lemos, 1994.
  • 18. Por que é uma “Nova Geração”?Fluxos UnificadosAtribuição de TarefasGerenciamento separado da PesquisaSoftware como ServiçoPorque introduz quatro grandes mudanças:
  • 19. Software como Serviço
  • 20. Plataforma como ServiçoSoftware como ServiçoHardware como ServiçoBanco de Dados como ServiçoManutenção como ServiçoSoftware como ServiçoA Nova Geração funciona em nuvem computacional:Em vez de comprar um produto, a biblioteca irá assinar um serviço.
  • 21. Fluxos Unificados
  • 22. diferentes fluxosAutomação: E-books eBasesPeriódicosMonografiasFluxos Unificados
  • 23. um só fluxoE-books eBasesPeriódicosMonografiasFluxos UnificadosNova Geração
  • 24. Atribuição de Tarefas
  • 25. nem controla o fluxo de trabalhomas não controla a atribuição de tarefasRegistra as transaçõesCatálogo On-lineAquisiçãoCatalogaçãoAutomaçãoCatalogaçãoRegistro 5050ExemplaresEx. 5050-10Ex. 5050-20Ex. 5050-30Pagamento ValorFatura 5654 R$ 80,00Chegada Data5050-10 01-06-20135050-20 01-06-20135050-30 02-06-2013Acesso on-linehttp://www.po.comAtribuição de Tarefas? ? ? ? ?Estante025.001 M542d
  • 26. e controla o fluxo de trabalhoe controla a atribuição de tarefasRegistra as transaçõesDescobertaAquisiçãoCatalogaçãoNova GeraçãoCatalogaçãoRegistro 5050ExemplaresEx. 5050-10Ex. 5050-20Ex. 5050-30Pagamento ValorFatura 5654 R$ 80,00Chegada Data5050-10 01-06-20135050-20 01-06-20135050-30 02-06-2013Acesso on-linehttp://www.po.comAtribuição de TarefasJoão:Criar registroMaria:Criar exemplaresJosé:Pagar pedidoCarlos:Dar chegadaJúlio:Liberar acessoEstante025.001 M542d
  • 27. Gerenciamento separado da Pesquisa
  • 28. Pesquisa hoje:Várias buscasCatálogo on-line = acervo localTeses eDissertaçõesLivrosimpressosPeriódicosimpressosArtigoseletrônicosDocumentos dispersosRepositóriosApostilas doEADObjetoseducacionaisDados dePesquisasMetabuscadorLivrosEletrônicosBases dedadosPeriódicoseletrônicosCatálogoon-lineUsuárioBusca pelasinformações emvárias plataformasAutomação indexaapenas no Catálogo
  • 29. Sistema de DescobertaIndexa o local e o remoto, o impresso e o eletrônicoInterliga as informações e serviços on-linePesquisa melhorada:DescobertaRepositórios RecomendaçõesObjetoseducacionaisDados dePesquisasLivrosEletrônicosBases dedadosPeriódicoseletrônicosMetadadosDe outrasfontesUsuárioDescobre todas asinformações emplataforma únicaTeses eDissertaçõesLivrosimpressosPeriódicosimpressosArtigoseletrônicos
  • 30. Você sabia que os sistemas dedescoberta já podem serimplantados em sua Biblioteca?BREEDING, Marshall.Discovery Layer Interfaces (2013).http://www.librarytechnology.org/discovery.plVeja quais são
  • 31. Plataforma de Serviços“Descoberta”Gerenciamento das tarefasCriação dos metadadosDados analíticos gerenciaisColeta metadados, de várias fontesPesquisa unificada e acesso ao textoListas: empréstimos, reservas, multas+ +DESCOBERTAGERENCIAMENTOSelecionar Assinar e Ativar Descrever Liberar Acessar ListasGerenciamento separado da Pesquisa
  • 32. Para que mudar?Veja a seguir “prós” e “contras”levantados pelo Filipe Bento.Nova Geraçãode Sistemaspara BibliotecasFilipe MS BentoEspecialista em Ciência da ComputaçãoUniversidade de AveiroPortugal
  • 33. “Adeus Sistemas,Olá Serviços!” Elevado investimento atual nas infraestruturastecnológicas (contratos de manutenção e migração); Instalação central deixa de exigir: Suporte técnico > passa a ser incluído no serviço; migração de versão > upgrade é para todos (ex: Gmail). Todos implementam, desde o primeiro minuto: As mais recentes normas de catalogação; Sistema de descoberta (básico ou completo).BENTO, Filipe. Para onde evoluem os Sistemas de Gestão Integrada de Bibliotecas: dos formatos à nuvem.In: ENCONTRO DE BIBLIOTECAS DO ENSINO SUPERIOR, 6., 2013, Aveiro.http://goo.gl/GIVhuPRÓSNova GeraçãoAutomação
  • 34. “Adeus Sistemas,Olá Serviços!” Perda da liberdade para efetuar ajustes “locais”; A biblioteca deixa de ser a “única” proprietária dainformação que produz: Registros bibliográficos catalogados > alimentam o sistema central; Informações de pesquisas efetuadas no “seu” OPAC; Dados de empréstimos > poderão ser usados para recomendações; Ao fim da assinatura do serviço, perde acesso à suainformação na plataforma** pode contudo salvaguardar no contrato de aquisição do Serviço, que lhe seja facultada uma cópia da mesma num formato de transporte / máquina (XML ou MARC).BENTO, Filipe. Para onde evoluem os Sistemas de Gestão Integrada de Bibliotecas: dos formatos à nuvem.In: ENCONTRO DE BIBLIOTECAS DO ENSINO SUPERIOR, 6., 2013, Aveiro.http://goo.gl/GIVhuCONTRASNova GeraçãoAutomação
  • 35. Agora veja um resumo sobre cada um dossistemas da Nova Geração (junho de2012), conforme relato do CarlGrant, consultor da CARE Affiliates.Nova Geraçãode Sistemaspara BibliotecasOpen Library EnvironmentCarl GrantEducator, librarian & independent consultantCARE Affiliates LLC (Estados Unidos)
  • 36.  O Alma foi o primeiro dos sistemas da nova geração; É um produto totalmente novo; Usa computação em nuvem real; Verdadeira aplicação multiusuário; Recursos de dados compartilhados; Catalogação comunitária aberta; Provê dados gerenciais analíticos.http://thoughts.care-affiliates.com/2012/11/impressions-of-new-library-services_14.htmlhttp://discoveralma.comhttp://www.youtube.com/watch?v=kSCUwyVLxas
  • 37.  O Intota é um produto totalmente novo; Usa computação em nuvem real; Tem planos para vários datacenters, inclusive emlocalizações internacionais; Oferecerá verdadeiras operações multiusuário; Proverá recursos de dados compartilhados; Terá suporte para ferramenta gerencial analítica.http://thoughts.care-affiliates.com/2012/10/impressions-of-new-library-services.htmlhttp://www.serialssolutions.com/en/services/intota
  • 38.  O Sierra é uma recriação do Millenium; Adota banco de dados de código aberto (PostgresSQL); Usa um motor de indexação de código aberto (Lucene); Libera APIs para integração e inclui novas; Atualiza a interface e adiciona novos módulos funcionais; É oferecido como serviço (SaaS) ou como instalação local(por isso não se enquadra totalmente na nova geração).http://thoughts.care-affiliates.com/2012/10/impressions-of-new-library-service_24.htmlhttp://sierra.iii.comhttp://www.youtube.com/watch?v=104lA3lGUlI
  • 39.  O World Share é um produto totalmente novo; Repensa e recria o software de gerenciamento; Usa computação em nuvem real; Por ser um produto da OCLC, tem o potencial debeneficiar-se enormemente do "bem comum" e dacolaboração que a OCLC representa.http://thoughts.care-affiliates.com/2012/11/impressions-of-new-library-services.htmlhttp://www.oclc.org/webscalehttp://www.youtube.com/watch?v=DcnOI7rWZtw
  • 40.  O Open Skies é o mais recente concorrente; Reformula o Virtua, combina outras tecnologias VTLS eadiciona novos recursos; Provê suporte para: multimídia, metadados multi-formato, dispositivos móveis e interoperabilidade com APIse SOA; Adota o Solr e uma interface de usuário Drupal unificada; Cria um sistema comum de gestão de metadados comexibições melhoradas do FRBR e registros RDA.http://thoughts.care-affiliates.com/2012/11/impressions-of-new-library-services_26.htmlhttp://www.vtls.com/openskies
  • 41.  O O.L.E. é o único de código aberto; Apoiado pela Kuali e parceiros de desenvolvimento Patrocínio da Andrew W. Mellon Foundation; O objetivo do Projeto é construir um sistema degerenciamento para bibliotecas acadêmicas e de pesquisaflexível e orientado a serviços para os membros da Kuali.http://thoughts.care-affiliates.com/2012/11/impressions-of-new-library-services_8.htmlOpen Library Environment
  • 42. Nova GeraçãoComparando automação com a nova geraçãoAutomação XAutomação de BibliotecaCliente / Servidor localFoco no registroFoco no suporte e na mídiaInterface Desktop + WebReativo: relatórios originam açõesCatálogo On-line próprioCatalogação privadaAquisição: um fluxo por suporteIntegração direta via SQLUpgrade por instalaçãoLimitadoGerenciamento de Tarefas e de RecursosEm Nuvem Computacional compartilhadaFoco no fluxo de trabalhoFoco na informaçãoInterface Web + móvelPró-ativo: diz ao operador o que fazerUtiliza ferramenta de DescobertaCatalogação privada / compartilhadaAquisição: mesmo fluxo para todos suportesIntegração via APIs (Protocolos de Integração)Upgrade único, para todos ao mesmo tempoExpansível
  • 43. PLATAFORMA Open Skies Intota Alma WorldShare Sierra OLEFORNECEDOR VTLS Serials Solutions Ex Libris OCLC Innovative Interfaces KualiCARACTERÍSTICASMulti-usuário S S S S N NSoftware como Serviço (SaaS) ouNuvem ComputacionalSaaS Nuvem Nuvem Nuvem SaaS SaaSInstalação local é possível? S D N N S SData Center certificado SAS70/ISO27001 N D S S N NDados como Serviço (DaaS) N P S S N LCLIENTES ALVO (como declarado em junho/2012)Biblioteca Pública S S N S S NBiblioteca Universitária S S S S S SBiblioteca Especial S S S S S NBiblioteca Nacional S S S S S NConsórcio de Bibliotecas S S S S S NFUNCIONALIDADESeleção / Aquisição S S S S S SEntrega / Circulação S S S S S PDescrição / Catalogação S S S S S PDescoberta D O O O O OGerenciamento de Recursos Eletrônicos S S S S S PEmpréstimo Entre Bibliotecas S S S S S DReserva L D P D S NAnálise Lógica Estatística N S S S N NRelatórios S S S S S SInterface única S S S P L PBase de metadados pré-catalogados N S S S S NSuporte à Linked Data L D L L N NAPIs abertas ou SOA S S S S S SGerenciamento de Eventos S D N D D NSuporte para dispositivos móveis S D S S S NSuporte a streaming de vídeo S D S D D NCabeçalhos de assunto multilíngues S D S S S NSuporte a FRBR S P L L N NSuporte a RDA S P S S S NFuncionalidades para Preservação S N S N N NSuporte a E-books S D S S D DBreve comparativo das plataformas de serviços para bibliotecas (jun/2012)Legenda: D=Desconhecido N=Não S=Sim P=Planejado I=Incluído O=Opcional L=Suporte Limitado à funçãoTraduzido de: GRANT, Carl. The Future of Library Systems: Library Services Platforms. Information Standards Quarterly, 2012 Fall, 24(4):4-15. http://www.niso.org/publications/isq/2012/v24no4/grant
  • 44. Benefícios da adoção da nova geração Menos investimentos: Em equipamento, software e pessoal de TI; Melhor aproveitamento: Das coleções impressas e eletrônicas; Mais produtividade: Fluxos unificados e gestão das tarefas; Mais qualidade: Na nuvem o upgrade do sistema é permanente:todos usam sempre a última versão.
  • 45. Impactos da adoção da nova geração Intervenção da equipe de TI para interligar os sistemas:Os sistemas institucionais, hoje integrados na automação via ODBC, precisarão deintervenção da TI para integrar-se via protocolos e APIs; Acesso à Internet de alta qualidade:Em razão da distância, o uso de sistema na nuvem necessita de uma conexão permanente,estável e de alta velocidade com a Internet; Mais indicadores de negócio:Através da análise da execução dos fluxos de trabalho será possível avaliar o alcance deresultados ao longo do tempo; Integração de metadados:A “descoberta” de informações exigirá cuidado com os padrões de catalogação; A configuração ideal......será a combinação de plataforma de nova geração com sistema de descoberta.
  • 46. Quer saber mais?
  • 47. DescobertaBREEDING, Marshall.State of the Art in Library Discovery (2010).http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=14574BENTO, Filipe; SILVA, Lidia.Portal de Descoberta: um OPAC com vida social e algo mais (2010).http://www.bad.pt/publicacoes/index.php/congressosbad/article/view/180BREEDING, Marshall.Discovery Layer Interfaces (2013).http://www.librarytechnology.org/discovery.plELKINS, Andy; KOSTER, Lukas.Unified Resource Discovery Comparison (2013).https://sites.google.com/site/urd2comparison/home
  • 48. Nova GeraçãoBENTO, Filipe.Para onde evoluem os Sistemas de Gestão Integrada de Bibliotecas: dos formatos à nuvem.In: ENCONTRO DE BIBLIOTECAS DO ENSINO SUPERIOR, 6., 2013, Aveiro.http://goo.gl/GIVhuGRANT, Carl.Impressions of the new library service platforms, 2012.http://thoughts.care-affiliates.com/2012/10/impressions-of-new-library-service.htmlGRANT, Carl.The Future of Library Systems: Library Services Platforms.Information Standards Quarterly, 2012 Fall, 24(4):4-15.http://www.niso.org/publications/isq/2012/v24no4/grantBREEDING, Marshall.Beyond the ILS: A New Generation of Library Services Platforms.In: Robots in Academic Libraries: Advancements in Library Automation.Hershey, IGI Global, 2013.http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=17802
  • 49. Acompanhe os sites dos fornecedores para saberquando estes sistemas estarão disponíveis para asbibliotecas brasileiras.Open Library Environment
  • 50. Nova Geraçãode Sistemaspara BibliotecasObrigado!Michelângelo Mazzardo Marques VianaBibliotecário CRB-10/1306mviana.br@gmail.com