Tubos de PVC para Rega.pdf

2,845 views
2,598 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,845
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
36
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tubos de PVC para Rega.pdf

  1. 1. Workshop sobre o presente e o futuro dos materiais de construção em angola Perspectiva e contribuição para a adopção de uma política estatal sobre materiais de construção As tubagens de plástico na construção 26 e 27 novembro 2008 1
  2. 2. TUBAGENS DE PVC 2
  3. 3. O QUE É O PVC? • Um polímero • O polímero mais versátil (capacidade de ser formulado) • Um polímero que tem comportamento termoplástico (o PVC e os seus compostos). • Um polímero reciclável 3
  4. 4. CONSUMO MUNDIAL DE RESINA PVC Europa Leste Europa Ocidental 4% 19 % América do Norte 24.5 % China 23 % Outros Pacífico-Ásia América do Sul 20 % África 4.5 % Médio Oriente 5.0 % Sources : CMAI & Solvay 4
  5. 5. APLICAÇÕES PVC EUROPA OCIDENTAL - 2004 Outros, 24% Tubos, 24% Solos, 5% Filme flexível, 6% Cabos, 8% Filme rígido, 10% Perfis, 27% 5
  6. 6. Industrial equipments Building Transport Window Profiles Advertising Medical Vinyl Siding Wire & Cable Gutters Furnitures Doors & Shutters Roofing Partition walls Computer Pipes Decoration Cords & Ducts Flooring & Wall papers Fencing Clothing Electric Appliances Packaging & Bottles Credit Cards Decking Leather Goods Toys Swimming Pool Recycling Automotive Inflatables Shoes Piping 6
  7. 7. CURVAS DE REFERÊNCIA EN ISO 9080 Regulação pressão hidráulica Tubo provete 7
  8. 8. DIMENSIONAMENTO TUBOS PRESSÃO C p e D.p e = ------------ 2? +p 8
  9. 9. Tubos de PVC 9
  10. 10. GAMA DE TUBOS PVC PRESSÃO PN 6 bar PN 10 bar PN 16 bar DN Aptos para uso alimentar mm e e e mm u/p mm u/p mm u/p Norma: EN 1452 63 2.0 105 3.0 105 4.7 105 União: Por Junta Elástica / Colar 75 2.3 131 3.6 102 5.6 102 Marcação: Plomyplas DURONIL 90 2.8 108 4.3 72 6.7 72 Cor: Cinzenta 110 2.7 76 4.2 76 6.6 38 125 3.1 60 4.8 60 7.4 34 140 3.5 38 5.4 38 8.3 23 Longitud total 6 m. 160 4.0 33 6.2 33 9.5 20 180 4.4 22 6.9 22 10.7 22 200 4.9 20 7.7 20 11.9 15 250 6.2 12 9.6 12 14.8 12 315 7.7 8 12.1 8 18.7 5 355 8.7 6 - - - - 400 9.8 5 15.3 5 19.1 5 500 12.3 2 19.1 2 630 15.4 3 24.1 3 800 19.6 2 10
  11. 11. SISTEMAS DE UNIÃO Junta elástica Colar 11
  12. 12. UNIÃO JUNTA ELÁSTICA Preparar Dobrar a Introduzir a junta Limpar junta Processo de união: Lubrificar Alinhar Introduzir Unir 12
  13. 13. UNIÃO DE COLAR Limpar Colar Introduzir Limpar 13
  14. 14. INSTALAÇÃO INTROTUB 14
  15. 15. INSTALAÇÃO 15
  16. 16. Tubos de PVC Instalação 16
  17. 17. ENSAIO DE PRESSÃO 2 Métodos a) 1,5 Ptrabalho b) EN 805 17
  18. 18. VANTAGEM TUBAGENS EM PVC Confiança demonstrada ? Excelente resistência ao golpe de aríete ? Resistência à pressão interna ? Mais de 40 anos no mercado Reduzida manutenção ? Não admite incrustações ? Sem corrosão interna e externa ? Longa vida útil, entre 50 e 100 anos Boas propriedades ? Possibilidade de realizar ramais ? Resistentes a agentes químicos e solos agressivos ? Superfície interior lisa ? Perda de carga reduzida Menor custo de instalação ? Baixo Peso ? Menor força para unir ? Fácil manuseamento e rapidez de instalação 18
  19. 19. VANTAGEM TUBAGENS EM PVC Rugosidad “n” de Manning Para PVC n = 0,008 19
  20. 20. VANTAGEM TUBAGENS EM PVC 20

×