Your SlideShare is downloading. ×
Centro De Referencia  E Polo De Residuos Industriais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Centro De Referencia E Polo De Residuos Industriais

1,159
views

Published on

Published in: Business

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,159
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PÓLO DE RESÍDULOS INDUSTRIAIS E CENTRO DE REFERÊNCIA EM PRODUÇÃO LIMPA OUTUBRO 2006
  • 2.
      • Na consecução de seus objetivos sociais, a MinasInvest Aliança de Desenvolvimento tem demonstrado suas capacitações no sentido de “imprimir foco, comunicação e colaboração entre os agentes do desenvolvimento econômico e social , congregando esforços e capacitações e atuando como aglutinador e interlocutor comum dos interesses dos investidores”.
      • O anteprojeto ora exposto está dentro de seus objetivos estatutários de “ defesa e conservação do meio ambiente, da ecologia, de florestas, dos recursos hídricos e da energia necessários para o desenvolvimento sustentável.”
    Meta-síntese do projeto
  • 3.
    • Empreendimento de um pólo constituído por diferentes empresas de tratamento de resíduos industriais (processadores), cuja gestão será financiada, controlada e administrada por empresas geradoras dos resíduos, sob a supervisão técnica e administrativa de um centro de referência especializado em resíduos.
    • Este pólo terá como principal objetivo a definição da melhor rota de tratamento, considerando logicamente a tecnologia mais adequada e que represente um menor custo (econômico, financeiro e ambiental) de tratamento e destinação final.
    O projeto
  • 4.
    • A proposta deste empreendimento está baseada na estruturação de uma solução organizada e compartilhada para o tema resíduos:
    • Pólo : otimização técnica e econômica ao estabelecer um compartilhamento entre os geradores para a viabilização de soluções;
    • Centro de referência: institucionalizar uma responsabilidade compartilhada e organizada das questões técnicas;
    • Logística : otimização deste item ao centralizar várias tecnologias em um pólo, reduzindo assim um dos maiores custos (transporte);
    • Triagem: otimização deste item ao estabelecer segregação e destinação técnica qualificada para o tratamento e destinação final, garantindo não só a melhor solução, mas permitindo tecnicamente o exercício da reciclagem;
    • Tecnologias: acessibilidade à tecnologia atuais, ao estabelecer um centro de referência em resíduos para o Pólo.
    • O projeto tem como objetivo o estudo de avaliação de tecnologias americanas que possam ser utilizadas pelo Centro de Referência para o desenvolvimento setorial da área de resíduos.
    O projeto
  • 5. Estudar detalhadamente a geração e destinação de resíduos perigosos no Estado de Minas Gerais, bem como avaliar a compatibilidade das atuais tecnologias usadas para destinação, comparadas com as melhores tecnologias disponíveis no mercado mundial para cada tipo de resíduo estudado. Este estudo será baseado nas 10 (dez) tipologias que mais contribuem no volume geral da geração de resíduos no Estado e as 10 (dez) tipologias que mais geraram resíduos perigosos. Este estudo servirá como base para fundamentar projeto de investimento privado, coordenado pela MinasInvest, de gerenciamento e destinação de resíduos perigosos no Estado de Minas Gerais dos maiores geradores industriais, já que ações públicas relativas a regulação ambiental do Estado de Minas Gerais estão sendo realizadas desde de 2003. Como resultado destas ações públicas, os trabalhos previstos na Deliberação Normativa COPAM N0 90, que determina a declaração de informações relativas às diversas fases de gerenciamento dos resíduos sólidos industriais dos empreendimentos no Estado de Minas Gerais, foi realizado em 2003 o “Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Industriais” . Resumo executivo
  • 6.
    • O inventário é considerado o primeiro passo para que o Estado de Minas Gerais subsidie a sua Política de Gestão de Resíduos Sólidos. Para a elaboração desta política, torna-se factível e necessária a viabilização de diretrizes para o gerenciamento, tratamento e destinação final, entretanto a iniciativa privada deve se preparar para ser agente participativo de tal política.
    • O gerenciamento, incluindo o tratamento e destinação, dos resíduos industriais é uma atividade fundamental em regiões industrializadas. Os modelos de gerenciamento podem se basear em soluções individuais ou em associações de indústrias especializadas no tratamento dos resíduos gerados.
    • As soluções individualizadas geralmente apresentam maiores custos e pela própria concepção acabam por limitar a avaliação das outras possíveis alternativas de destinação de um resíduo. Neste modelo, a concorrência passa a existir entre um determinado tipo de tecnologia e outro. Não existe a possibilidade de se discutir a viabilidade econômica, as vantagens e desvantagens de cada tratamento, visto que cabe a cada empresa defender o seu negócio.
    • Neste sentido, este estudo tem como objeto avaliar a viabilização tecnológica e econômica do gerenciamento, tratamento e destinação dos resíduos industriais do Estado de Minas Gerais, a fim de proporcionar o desenvolvimento deste setor, garantindo aos geradores maior diversidade tecnológica e segurança ambiental, atendendo também as novas demandas públicas de regulação normativa destas atividades.  
    Resumo executivo
  • 7.
    • Estudar detalhadamente as 10 (dez) tipologias que mais contribuem no volume geral da geração de resíduos no Estado e as 10 (dez) tipologias que mais geraram resíduos perigosos.
    • Conhecer e caracterizar detalhadamente as 10 (dez) maiores tipologias de resíduos industriais do Estado em geração de volume e as 10 (dez) tipologias que mais geraram resíduos perigosos, visando a busca de formas mais adequadas e seguras de gestão, logística, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos gerados;
    • Avaliar a compatibilidade das atuais tecnologias usadas para destinação, comparadas com as melhores tecnologias disponíveis no mercado mundial para cada tipo de resíduo estudado;
    Objetivos do projeto
  • 8.
    • Conhecer e caracterizar os resíduos industriais do Estado visando a busca de formas mais adequadas e seguras de reutilização, reciclagem, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos gerados;
    • Incentivar o desenvolvimento de tecnologias industriais mais limpas, visando a minimização na geração de resíduos;
    • Implantar e consolidar o banco de dados estadual de resíduos sólidos industriais;
    • Identificar estoques de resíduos existentes nas instalações industriais, bem como inventariar todos os resíduos, sejam eles de apoio, manutenção ou processo, elaborando, então, um diagnóstico estadual qualitativo e quantitativo contemplando, por tipologia industrial, região geográfica e/ou por município, a quantidade de resíduos gerada, os tipos de resíduos gerados, a classificação quanto à periculosidade, as formas de armazenamento e destinação final, para empreendimentos de médio e grande porte;
    • Identificar as fontes geradoras de resíduos industriais que apresentam risco para a população e para o meio ambiente.
    Objetivos do inventário
  • 9.
    • A MinasInvest, como instituição de fomento empresarial, também está desenvolvendo um estudo para avaliar um projeto de gestão compartilhada de um centro de referências e gerenciamento de fornecedores de tecnologias e prestação de serviços de destinação de resíduos sólidos industriais.
    • Neste sentido, o empreendimento objeto será fundamentado no estudo proposto e refere-se a um pólo constituído por diferentes empresas de tratamento de resíduos industriais (processadores), cuja gestão do negócio caberá aos próprios geradores dos resíduos. Esta gestão será financiada, controlada e administrada por empresas (geradoras dos resíduos), com o suporte técnico e administrativo de um Centro de Referência coordenado pela MinasInvest. Este Centro de Referência especializado em resíduos, terá como principal objetivo a definição da melhor rota de tratamento, considerando logicamente a tecnologia mais adequada e que represente um menor custo (econômico, financeiro e ambiental) de tratamento e destinação final.
    • A partir do momento que se cria uma infra-estrutura de gestão focada inicialmente na identificação da melhor rota de tratamento e centralizada em um modelo científico e tecnológico de recebimento e triagem dos resíduos, o tratamento acaba por ser feito considerando diversas variáveis e com um apelo comercial mais forte. A concorrência, entretanto, deixa de ser simplesmente econômica e passa a ser tecnológica e também econômica. Além disto, existe a possibilidade de uma tecnologia vir a ser financiada por outra, mais sofisticada e cujos resíduos passíveis de tratamento não são significativos, mas que dentro de um pólo de empresas pode tornar-se viável.
    • Dentro do contexto exposto, a viabilidade deste empreendimento deverá ser avaliada através de um estudo técnico e econômico, que venha a fundamentar as perspectivas preliminares apresentadas.
    Projeto complementar
  • 10.
    • Para o setor de resíduos segurança e confiança são fundamentos básicos para qualquer operação de processamento, face a responsabilidade legal imposta ao gerador. O controle técnico e administrativo por parte dos geradores deste projeto, é de uma atratividade para fins de viabilidade sem precedentes. Podemos citar o exemplo da empresa CETREL como a realidade de sucesso mais próxima ao modelo proposto, por ser uma empresa prestadora de serviços na área de resíduos, criada para atender as demandas das empresas instaladas no Pólo Petroquímico de Camaçari.
    • Buscando uma solução técnica e econômica para o setor de resíduos de Minas Gerais, apresentamos o modelo proposto a seguir, que trata-se de um área industrial com licenciamento ambiental específico, para implantação de um Centro de Referências em Resíduos, que gerenciará as demandas de desenvolvimento tecnológico e de operação de um pólo de processadores de resíduos, a serviços dos geradores do Estado de Minas Gerais.
    • O formato do modelo sugerido para o Pólo é o de uma unidade central – Centro de Referências em Resíduos, com infra-estrutura de gestão focada inicialmente na identificação da melhor rota de tratamento e centralizada em um modelo científico e tecnológico de recebimento e triagem dos resíduos, tendo vários processadores e suas respectivas tecnologias gravitando (como satélites) ao redor do Centro.
    Modelo proposto para o Pólo de resíduos