O palanque popular na internet<br />ADOÇÃO DE UM GOVERNO PARTICIPATIVO<br />USANDO AS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E CO...
     Estamos entrando na era digital<br />“A era industrial esgotou seu modelo para dar lugar a uma era em que uma massa h...
Estamos vivendo uma revolução: todos podem<br />“Esse conjunto de novas ferramentas é nada menos do que uma revolução, no ...
O Brasil Que Queremos Ser<br />uma rede horizontal de pessoas<br />É preciso mudar para um novo modelo: a colaboração em m...
     Essas redes estão mudando a sociedade<br />As redes sociais são capazes de expressar idéias políticas e econômicas in...
Brasil é o mais mais sociável do mundo!<br />Com 23 horas e 12 minutos por pessoa no mês, o Brasil continua liderando em t...
TV<br />RÁDIO<br />REVISTA<br />JORNAL<br /> a comunicação mudou...<br />ANTES : COMUNICAÇÃO DE MASSA<br />PÚBLICO<br />PR...
Qual é o impacto desta mudança?<br />O VOLUME e VELOCIDADE de propagação da informação é cresce de forma muito mais rápida...
cenário político: povo insatisfeito com o modelo<br />Inúmeros aspectos estão amadurecendo para provocar mudanças profunda...
Vivendo a democracia digital<br />A democracia digital não deve ser reduzida a atos individuais de voto eletrônico ou part...
11<br />Construção coletiva<br />A proposta da Rede o Brasil Que Queremos Ser é de construção coletiva do Governo para que...
os cidadãos no centro das ações<br />Eles assumem o papel de protagonistas, constroem seus próprios conteúdos e opiniões e...
O conjunto resultante é como uma malha de múltiplos fios, que  se espalha indefinidamente para todos os lados, sem que nen...
o fórum da sociedade brasileira na Internet  <br /> <br />A tecnologia está começando a criar uma nova gama de fóruns que ...
    a internet empoderando o povo<br /><ul><li>É nesse contexto que se insere a Rede o Brasil Que Queremos Ser, como uma p...
Com o surgimento de novas tecnologias, novos meios são acessíveis a todos para promover o engajamento on-line, tanto no se...
Quando entramos nesse mundo digital na internet, não precisamos mais deixar nossas casas para exercermos nossas liberdades...
estratégia : <br />engajar, ouvir, agir<br />OUVIR: as  ideias, sugestões, demandas , propostas dos cidadãos<br />ENGAJAR,...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Brasil participativo

335

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
335
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Brasil participativo

  1. 1. O palanque popular na internet<br />ADOÇÃO DE UM GOVERNO PARTICIPATIVO<br />USANDO AS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO<br />www.obrasilquequeremosser.net<br />
  2. 2. Estamos entrando na era digital<br />“A era industrial esgotou seu modelo para dar lugar a uma era em que uma massa hiperconectada de indivíduos auto-organizados segura suas necessidades econômicas em uma mão e seus destinos econômicos em outra.<br />Mudanças profundas na natureza da tecnologia, da demografia e da economia global estão fazendo emergir novos e poderosos modelos de produção baseados em comunidade, colaboração e auto-organização, e não em hierarquia e controle.<br />E, nos próximos anos, esse novo modo de colaboração substituirá as hierarquias empresariais tradicionais como o mecanismo essencial para criação de riqueza na economia.” Wiknomics<br />
  3. 3. Estamos vivendo uma revolução: todos podem<br />“Esse conjunto de novas ferramentas é nada menos do que uma revolução, no sentido de que ele permite que qualquer um distribua suas idéias potencialmente para dezenas de milhões de pessoas. Reverteu-se totalmente toda a história das comunicações em massa.<br /> <br />Essa forma de interação on-line denominada mídia social ou web 2.0, está cada vez mais saindo da periferia da comunicação e ocupando a mídia de destaque, com interesse intenso da iniciativa privada e das organizações públicas no sentido de unificar o diálogo.” (Wikinomics)<br /> <br />
  4. 4. O Brasil Que Queremos Ser<br />uma rede horizontal de pessoas<br />É preciso mudar para um novo modelo: a colaboração em massa, usando as mídias sociais na internet.<br />A Internet deixa de ser a Rede Mundial de Computadores e se torna a Rede Mundial de Pessoas.<br />“O conhecimento, a competência e os recursos coletivos reunidos em amplas redes horizontais de participantes podem ser mobilizados para realizar muito mais do que uma única empresa agindo sozinha seria capaz.. Don Tapscot - Wikinomics<br />4<br />
  5. 5. Essas redes estão mudando a sociedade<br />As redes sociais são capazes de expressar idéias políticas e econômicas inovadoras com o surgimento de novos valores, pensamentos e atitudes. <br />As redes proporcionam ampla informação a ser compartilhada por todos, sem canais reservados formando uma cultura de participação.<br />Isso só é possível graças ao desenvolvimento das tecnologias da comunicação e da informática, à globalização e à evolução da cidadania.<br />As redes unem os indivíduos organizando-os de forma igualitária e democrática e em relação aos objetivos que eles possuem em comum. <br />
  6. 6. Brasil é o mais mais sociável do mundo!<br />Com 23 horas e 12 minutos por pessoa no mês, o Brasil continua liderando em tempo médio de navegação entre os países medidos pelo Ibope. <br />Os principais interesses dos brasileiros na internet concentram-se nas categorias Buscadores, Portais e Comunidades - que tem 19,8 milhões de usuários únicos e tempo médio de navegação de 5 horas e 48 minutos mensais por pessoa - e Telecomunicações e Serviços de Internet - que tem 18,8 milhões de usuários e 5 horas e 19 minutos por pessoa.<br />IMPACTO DAS MÍDIAS SOCIAIS<br />Assista o vídeona Internet:<br /> http://bit.ly/btQCrJ<br />6<br />
  7. 7. TV<br />RÁDIO<br />REVISTA<br />JORNAL<br /> a comunicação mudou...<br />ANTES : COMUNICAÇÃO DE MASSA<br />PÚBLICO<br />PRODUÇÃODE<br />CONTEÚDO<br />AGORA (MÍDIA SOCIAL)<br />REDE<br />A informação é criada, consumida e distribuída de forma fragmentada pelo próprio público que se organiza em redes na Internet<br />7<br />
  8. 8. Qual é o impacto desta mudança?<br />O VOLUME e VELOCIDADE de propagação da informação é cresce de forma muito mais rápida e viral<br />A intersecção entre INFORMAÇÕES e PESSOAS é maior.<br />LOCAIS e MOMENTOS de propagação da informação são móveis.<br />A forma de BUSCAR informações muda.<br />A ATENÇÃO com a informação é diferente. Oscila da atenção parcial a grandes interesses.<br />A RELEVÂNCIA da informação prevalece.<br />A procura por informação é mais SOCIAL.<br />A CREDIBILIDADE é construída pelo perfil dos interlocutores.<br />A visualização da informação é FRAGMENTADA.<br />As VOTAÇÕES e REFERÊNCIAS se proliferam.<br />Informatização do<br /> boca a boca<br />CONSEQUÊNCIA<br />8<br />
  9. 9. cenário político: povo insatisfeito com o modelo<br />Inúmeros aspectos estão amadurecendo para provocar mudanças profundas no sistema eleitoral e na forma de governar. <br />Presenciamos uma revolução econômica e política com o surgimento da integração e colaboração em massa . <br />Existe uma insatisfação generalizada não apenas com os governos que estão no poder, mas com o modelo de governança. Não se sentem engajados. Não sente que elegem, mas que são induzidos e, quando os governantes são empossados do poder,fazem coisas que não são relevantes para eles . <br />Os cidadãos sentem que não têm o poder e nem a opção de participar da organização que legitimamente elegeram e fazem parte. Não sabem que rumo tomar.Mas têm “querência”<br />“cada um inteiro fazendo com<br />forte gosto seu papel, desempenho.”<br />
  10. 10. Vivendo a democracia digital<br />A democracia digital não deve ser reduzida a atos individuais de voto eletrônico ou participações esporádicas na administração Pública, como audiências públicas e palpites em orçamento participativo. <br />Seus potenciais são muito mais amplos, poderosos e mais determinantes no exercício dos direitos cívicos e na participação da Administração Pública.<br /> <br />A legítima democracia digital está intimamente ligada a novos sistemas de comunicações democráticas, a novos mecanismos de mediação e às possibilidades de organização política via Internet, com suas novas tecnologias.<br />Cidadãos que dão as mãos e seguram o mouse para definir seu destino!<br />
  11. 11. 11<br />Construção coletiva<br />A proposta da Rede o Brasil Que Queremos Ser é de construção coletiva do Governo para que o Brasil continue avançando e se desenvolvendo de forma justa e sustentável.<br />E só se tornará esse país apenas com uma administração Pública transparente, empreendedora, participativa e colaborativa.<br />O Governo que o povo quer e se dispõe a construí-lo, juntos.<br /> <br />“É no junto que sabe bem,<br />Que a gente aprende melhor.”<br />
  12. 12. os cidadãos no centro das ações<br />Eles assumem o papel de protagonistas, constroem seus próprios conteúdos e opiniões e fazem a informação e o conhecimento andar em múltiplas direções e gerar o resultado esperado: decidir, com maturidade democrática, o que é melhor para a sociedade brasileira.<br />Trata-se de uma teia de cidadãos conscientes, participativos e bem organizados na Internet.<br /> “Eu vinha entretido em mim, constante para uma coisa: que ia ser!”<br /> <br />A rede o Brasil Que Queremos Ser acredita que os cidadãos é que devem estar no centro das ações e fazer acontecer.<br />“Se se sonha, já se fez!”<br />
  13. 13. O conjunto resultante é como uma malha de múltiplos fios, que se espalha indefinidamente para todos os lados, sem que nenhum dos seus nós possa ser considerado principal ou central, nem representante dos demais.<br /> Não há um “chefe”, o que há é uma vontade coletiva de realizar o nosso objetivo: construir o Brasil Que Queremos Ser<br />1998)<br />“Mestre não é quem sempre ensina,<br />Mas quem de repente aprende.”<br />
  14. 14. o fórum da sociedade brasileira na Internet  <br /> <br />A tecnologia está começando a criar uma nova gama de fóruns que permite o exercício da democracia na sua forma plena. Essa tecnologia extrapola o foro tradicional para a participação dos cidadãos para abordagens novas e inovadoras como o uso das mídias sociais na Internet.<br /> <br /><ul><li>O engajamento dos cidadãos na escolha de seus governantes e na execução do governo é uma das tendências chaves que está re-formatando o funcionamento do governo e como os cidadãos relacionam-se , participam e se encaixam nele!</li></ul>Queremos por um rosto humano no Governo e torná-lo mais aberto, transparente, participativa, animado.<br />“ Somente com a alegria é que a gente realiza bem ...”<br />
  15. 15. a internet empoderando o povo<br /><ul><li>É nesse contexto que se insere a Rede o Brasil Que Queremos Ser, como uma plataforma tecnológica de colaboração entre os cidadãos e o Governo.
  16. 16. Com o surgimento de novas tecnologias, novos meios são acessíveis a todos para promover o engajamento on-line, tanto no sentido individual como no coletivo, e criar novas diálogos entre os candidatos a representá-los no Governo e os cidadãos .
  17. 17. Quando entramos nesse mundo digital na internet, não precisamos mais deixar nossas casas para exercermos nossas liberdades cívicas e participar de uma mudança radical na política.</li></ul>“O que ninguém ainda não <br />tinha feito, a gente se<br />sentia no poder de fazer.”<br />
  18. 18. estratégia : <br />engajar, ouvir, agir<br />OUVIR: as ideias, sugestões, demandas , propostas dos cidadãos<br />ENGAJAR, envolvendo e comprometendo os cidadãos e os governantes<br />AGIR, formulando políticas e adotando soluções capazes de agir diretamente nas demandas<br />
  19. 19. ganhando credibilidade<br /> Assim, a rede vai firmando sua credibilidade e confiança até atingir a sua maturidade e plena eficácia para alcançar seus resultados esperados, quer seja:<br /> <br />Ensejar condições e conhecimento para que os cidadãos brasileiros se integrem, colaborem e construam, juntos, o Brasil Que Queremos Ser<br /> <br />A ideia é principiar um novo modelo de governança. Ademais,deixemos que a vida invente, remexa e tempere!!<br /> <br />“A vida inventa! A gente principia as coisas, no não saber por que, e desde aí perde o poder de continuação - porque a vida é mutirão de todos, por todos remexida e temperada." Riobaldo,Guimarães Rosa <br />“ Nada no universo resiste ao impulso convergente de um número bem grande de inteligências ordenadas e agrupadas.” Padre TeillardChardin<br />
  20. 20. “ Por que é que todos não se reúnem, para sofrer e vencer juntos, de uma vez?”<br />(Jagunço Riobaldo,<br />Guimarães Rosa) <br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×