• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
O homem que lê - Rainer Maria Rilke
 

O homem que lê - Rainer Maria Rilke

on

  • 1,168 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,168
Views on SlideShare
1,168
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O homem que lê - Rainer Maria Rilke O homem que lê - Rainer Maria Rilke Presentation Transcript

    • O HOMEM QUE LÊ - Rainer Maria Rilke
    • Eu lia há muito. Desde que esta tardecom o seu ruído de chuva chegou às janelas.Abstraí-me do vento lá fora:o meu livro era difícil.
    • Olhei as suas páginas como rostosque se ensombram pela profunda reflexãoe em redor da minha leitura parava o tempo.
    • De repente sobre as páginas lançou-se uma luze em vez da tímida confusão de palavrasestava: tarde, tarde... em todas elas.
    • Não olho ainda para fora, mas rasgam-se jáas longas linhas, e as palavras rolamdos seus fios, para onde elas querem.
    • Então sei: sobre os jardinstransbordantes, radiantes, abriram-se os céus;o sol deve ter surgido de novo. —
    • E agora cai a noite de Verão, até onde a vista alcança:o que está disperso ordena-se em poucos grupos,obscuramente, pelos longos caminhos vão pessoas
    • e estranhamente longe, como se significasse algo mais,ouve-se o pouco que ainda acontece.
    • E quando agora levantar os olhos deste livro,nada será estranho, tudo grande.
    • Aí fora existe o que vivo dentro de mime aqui e mais além nada tem fronteiras;
    • apenas me entreteço mais ainda com elequando o meu olhar se adapta às coisase à grave simplicidade das multidões, —então a terra cresce acima de si mesma.
    • E parece que abarca todo o céu:a primeira estrela é como a última casa.
    • FORMATAÇÃO: Mima (Wilma) Badan mimabadan@yahoo.com.br MÚSICA: Stella by starlight Execução: Caiowas (Repasse com os devidos créditos) BLOGs de MIMA BADAN: www.mimabadan.blogspot.com wwwrecantodepalavras.blogspot.com wwwrecantodasreceitas.blogspot.com wwwpurezadoutrinaria.blogspot.com wwwcasadavovomima.blogspot.comPPSs e ESTÓRIAS INFANTIS de MIMA BADAN em: www.slideshare.net/mimabadan