Your SlideShare is downloading. ×
Introdução ao Mercado de Capitais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Introdução ao Mercado de Capitais

487
views

Published on

Material preparado para a disciplina de Gestão Financeira e Orçamentária III, com a introdução ao mercado de capitais. Aplicações em Bolsa, Títulos, Debêntures e Fundos. Menciona ainda Governança …

Material preparado para a disciplina de Gestão Financeira e Orçamentária III, com a introdução ao mercado de capitais. Aplicações em Bolsa, Títulos, Debêntures e Fundos. Menciona ainda Governança Corporativa na BM&FBovespa

Published in: Economy & Finance

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
487
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
57
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução ao Mercado de Capitais Prof. Milton Henrique mcouto@católica-es.edu.br
  • 2. Sobrou dinheiro e agora?
  • 3. As pessoas poupam hoje para ter no futuro
  • 4. Poupança e Investimento Poupança é a parcela não consumida da renda que pode ser investida para se obter: OBJETIVOS DO INVESTIMENTO DESCRIÇÃO SEGURANÇA reserva para qualquer despesa imprevista e uma garantia para o futuro RENTABILIDADE boa remuneração VALORIZAÇÃO crescimento do capital empregado PROTEÇÃO defesa contra eventual desvalorização do dinheiro DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO oportunidade de associação com empresas dinâmicas LIQUIDEZ rápida disponibilidade do dinheiro aplicado
  • 5. Dinheiro Parado?
  • 6. Investimentos Aplicar hoje para ter mais ainda no futuro
  • 7. Investimentos Otimizar Retorno Prazo Proteção Maior retorno Maior risco Menor retorno Menor risco Equilíbrio
  • 8. Investimentos Renda Variável ou Fixa Prazo Variável ou Fixa Emissão Privada ou Pública
  • 9. Investimentos Renda Fixa Renda Variável Pré-fixado Pós-fixado
  • 10. Investimentos Renda Fixa • CDB • CDI • Letras do Tesouro Nacional • Letras de Crédito Imobiliário • Letras de Crédito do Agronegócio • Letra de Câmbio Renda Variável • Abertura de um novo negócio • Investimento em ações • Commodities • Derivativos
  • 11. Sugestão: Regra dos 100 Idade Renda Fixa Renda Variável % Investimento 70% 30% 30 anos 70 anos Com 30 anos Com 70 anos  30% Renda Fixa  70% Renda Variável  70% Renda Fixa  30% Renda Variável Mais arriscado! Mais conservador!
  • 12. Mercado de Capitais  Sistema de distribuição de valores mobiliários que visa proporcionar liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabilizar seu processo de capitalização. É constituído pelas bolsas, corretoras e outras instituições financeiras autorizadas.
  • 13. Principais Ativos • Ativos Privados de Renda Variável – Ações – Opções sobre Ações – Operações em Margem – Banco de Títulos BTC – Clube de Investimento – Fundo Mútuo de Investimento – Fundo Imobiliário
  • 14. Opções sobre as Ações • Opção de Compra – São aquelas que garantem a seu titular o direito de comprar do lançador (o vendedor) um lote determinado de ações, ao preço de exercício, a qualquer tempo, até a data de vencimento da opção. • Opção de Venda – São aquelas que garantem a seu titular o direito de vender ao lançador (vendedor da opção) um lote determinado de ações, ao preço de exercício, na data de vencimento da opção
  • 15. Operações em Margem • Modalidade operacional em bolsas, no mercado a vista, pela qual o investidor pode vender ações emprestadas por uma corretora, ou tomar dinheiro emprestado numa corretora para a compra de ações.
  • 16. Banco de Títulos BTC • Serviço por meio do qual os investidores disponibilizam títulos para empréstimo e os interessados os tomam, mediante aporte de garantias.
  • 17. Clube de Investimento • Instrumento de participação de pequenos e médios investidores no mercado de ações, que pode ser administrado por uma corretora, distribuidora, banco de investimento ou banco múltiplo com carteira de investimento. • A participação é feita pela aquisição de cotas iguais, representativas de uma parcela do patrimônio do clube, e sua rentabilidade depende do desempenho dos títulos componentes de sua carteira.
  • 18. Fundo Mútuo de Investimentos • Condomínio aberto ou fechado de investidores para aplicação de recursos em carteira diversificada de títulos e valores mobiliários, em forma de cotas. Pode ser administrado por corretoras, distribuidoras, bancos múltiplos com carteira de investimento e bancos de investimento, e deve dispor em seu regulamento sobre os ativos que poderão compor suas carteiras de aplicações
  • 19. Fundo Imobiliário • Fundo de investimento constituído sob a forma de condomínio fechado, cujo patrimônio é destinado a aplicações em empreendimentos imobiliários.
  • 20. • Ativos Público de Renda Fixa – Títulos Emitidos pelo Tesouro Nacional • Letras do Tesouro Nacional (LTN) • Letras Financeiras do Tesouro (LFT) • Notas do Tesouro Nacional (NTN) Principais Ativos
  • 21. Letras do Tesouro Nacional (LTN) • Emitidas pelo Tesouro Nacional para cobertura de déficit orçamentário do governo e provimento de créditos por meio da antecipação de receitas, observados os limites estabelecidos pelo Poder Legislativo. São títulos prefixados negociados com deságio sobre o valor nominal.
  • 22. Letras Financeiras do Tesouro (LFT) • São emitidas pelo Tesouro Nacional para a assunção, pela União, das dívidas de responsabilidade dos Estados e do Distrito Federal. Podem ser emitidas também para viabilizar a redução da presença do setor público estadual na atividade financeira bancária. As LFT podem ser emitidas em duas séries distintas: Letras Financeiras do Tesouro Série A (LFT-A) e Letras Financeiras do Tesouro Série B (LFT-B).
  • 23. Notas do Tesouro Nacional (NTN) • As NTN têm como objetivo básico alongar o prazo de financiamento da dívida do Tesouro. Séries especiais de NTN podem ser lançadas com finalidades específicas. As NTN podem ser emitidas em dez séries distintas: A, B, C, D, F, H, I, M, P e R, subsérie 2.
  • 24. Principais NTNs Negociadas são: • Notas do Tesouro Nacional, série B (NTN-B) – Títulos públicos com rentabilidade vinculada à variação do IPCA, acrescida de juros definidos no momento da compra. • Notas do Tesouro Nacional, série C (NTN-C) – Títulos públicos com rentabilidade vinculada à variação do IGP-M, acrescida de juros definidos no momento da compra. • Notas do Tesouro Nacional, série F (NTN-F) – Títulos públicos com rentabilidade prefixada pela taxa interna de retorno (TIR) do fluxo de pagamentos dos cupons de juros e do deságio ou ágio sobre o valor nominal do título. • Notas do Tesouro Nacional, série D (NTN-D) – Títulos públicos com rentabilidade vinculada à variação cambial. • Notas do Tesouro Nacional, série H (NTN-H) – Títulos públicos com rentabilidade vinculada à TR (Taxa Referencial).
  • 25. Como o dinheiro cresce?
  • 26. 2 Lados da Moeda Alguém tem dinheiro Alguém quer dinheiro Pagamento de juros
  • 27. $$$ O que as empresas fazem? Financiamento Toma
  • 28. $$$ O que as empresas fazem? Investimento Financiamento Toma Produz
  • 29. $$$ O que as empresas fazem? Investimento Financiamento Toma Produz Vende
  • 30. $$$ O que as empresas fazem? Investimento Financiamento Toma Produz Vende Paga
  • 31. O que a empresa faz? TOMA $$$ emprestado com bancos e acionistas; PRODUZ bens e serviços; VENDE o que foi produzido; PAGA o $$$ emprestado aos credores e acionistas.
  • 32. Crescente Necessidade de Investimento TOMA TOMA MAIS TOMA MUITO MAIS PRODUZ PRODUZ MAIS PRODUZ MUITO MAIS VENDE VENDE MAIS VENDE MUITO MAIS PAGA PAGA MAIS PAGA MUITO MAIS
  • 33. De onde vem o dinheiro? Empréstimos de Terceiros Reinvestimento de Lucros Participação de Acionistas Limitados
  • 34. Você gostaria de ser sócio destas empresas?
  • 35. Ações Representam parcelas do capital de uma empresa, podendo ser ações ordinárias ou preferenciais. Empresa Ação
  • 36. Título Mobiliário • Financeiramente, um título mobiliário tem liquidez quando pode ser comprado ou vendido, em questão de minutos, a um preço justo de mercado, determinado pelo exercício natural das leis de oferta e demanda.
  • 37. Mercado de Ações e Informação A regra básica vigente é que toda a comunidade dos investidores receba as mesmas informações ao mesmo tempo, cabendo punições para os infratores. Informação Observador 1 Observador 2 Observador 3 A informação é a mesma, mas cada observador tem um ponto de vista diferente
  • 38. Informações Sobre as Empresas • Relatório da Administração, Demonstrações Financeiras Anuais e respectivo Parecer de Auditoria Independente; • DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas; • ITR - Informações Trimestrais; • IAN - Informações Anuais; • AGO/E (s): edital e atas; • Divulgação de Fatos Relevantes.
  • 39. Informações Sobre o Mercado • Bovespa • CVM • Imprensa Especializada • Etc.
  • 40. Bolsa de Valores Locais que oferecem condições e sistemas necessários para a realização de negociação de compra e venda de títulos e valores mobiliários de forma transparente
  • 41. BM&FBOVESPA Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros Bolsa de Mercadorias & Futuros Bovespa +
  • 42. BM&FBOVESPA • A BM&FBOVESPA oferece à negociação ações, contratos futuros, de opções, a termo e de swaps referenciados em índices, taxas de juro e câmbio, e commodities agropecuárias e de energia, além de operações no mercado a vista, como ouro, dólar pronto e títulos públicos federais.
  • 43. Mercados BM&FBovespa Mercado a vista Mercado a termo (futuro) Mercado de opções
  • 44. Corretoras de Valores A Corretora de Valores é a parceira de investimentos do investidor. • Oferece ajuda para escolher as ações, de acordo com o objetivo financeiro; • Suporte necessário para entender o funcionamento da Bolsa; • Definição do perfil de investidor; • Diversos serviços, como home broker, relatórios de recomendação de ações, informativos, etc. • Assessoria de profissionais especializados em análise de mercado, de setores da economia e de companhias. Por acompanharem o mercado o tempo todo, avaliando os principais acontecimentos, as empresas que estão progredindo e os fatores que podem gerar mudanças de cenário, as Corretoras prestam um serviço essencial aos investidores; • Informar sobre novos produtos no mercado, para garantir a diversificação da carteira de investimentos; • Informar sobre o recebimento de dividendos e outros bônus que as empresas pagam aos acionistas.
  • 45. Governança Corporativa • Governança corporativa é um sistema pelo qual as sociedades são geridas a partir do relacionamento entre acionistas, conselho de administração, diretoria, auditoria independente e conselho fiscal. • Boas práticas de governança corporativa visam aumentar o valor da empresa, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para sua perenidade.
  • 46. Níveis de Governança Corporativa
  • 47. NOVO MERCADO NÍVEL 2 NÍVEL 1 BOVESPA MAIS (a partir de 23/5/2014) TRADICIONAL Características das Ações Emitidas Permite a existência somente de ações ON Permite a existência de ações ON e PN (com direitos adicionais) Permite a existência de ações ON e PN (conforme legislação) Permite a existência somente de ações ON Permite a existência de ações ON e PN (conforme legislação) Percentual Mínimo de Ações em Circulação (free float) No mínimo 25% de free float 25% de free float até o 7º ano de listagem Não há regra Composição do Conselho de Administração Mínimo de 5 membros, dos quais pelo menos 20% devem ser independentes com mandato unificado de até 2 anos Mínimo de 3 membros (conforme legislação) Vedação à acumulação de cargos (a partir de 10/05/2011) Presidente do conselho e diretor presidente ou principal executivo pela mesma pessoa (carência de 3 anos a partir da adesão) Não há regra Obrigação do Conselho de Administração (a partir de 10/05/2011) Manifestação sobre qualquer oferta pública de aquisição de ações da companhia Não há regra Demonstrações Financeiras Traduzidas para o inglês Conforme legislação Adesão à Câmara de Arbitragem do Mercado Obrigatório Facultativo Obrigatório Facultativo
  • 48. Debêntures Debênture é um título de dívida, de médio e longo prazo, que confere a seu detentor um direito de crédito contra a companhia emissora. Quem investe em debêntures se torna credor dessas companhias.
  • 49. Fundos de Índices - ETFs  Os fundos de índices, conhecidos no mundo todo como ETFs (Exchange Traded Funds), são fundos espelhados em índices e suas cotas são negociadas em Bolsa da mesma forma que as ações.  O investidor pode escolher entre vários tipos de ETF, em função de suas preferências e estratégias, já que cada ETF é referenciado em índices que acompanham um setor como: o imobiliário, de consumo, de instituições financeiras, entre outros.
  • 50. Exemplos de ETFs • ISHARES BOVA CI (BOVA11) – Baseados no Ibovespa, que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica composta pelas ações de empresas que respondem por mais de 80% do número de negócios e do volume financeiro da Bolsa. • ISHARES BRAX CI (BRAX11) – Baseados no Índice Brasil (IBrX 100), que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica composta pelas 100 ações mais negociadas na BM&Fbovespa, em termos de número de negócios e volume financeiro
  • 51. Exemplos de ETFs • IT NOW IDIV CI (DIVO11) – Baseado no Índice Dividendos BM&FBovespa, que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica composta pelas ações das empresas que se destacaram em termos de remuneração dos investidores, sob a forma de dividendos e juros sobre o capital próprio. • ISHARES MOBI CI (MOBI11) – Baseados no Índice BM&Fbovespa Imobiliário, que mede o retorno de uma carteira teórica composta por ações emitidas pelas empresas mais representativas na BM&Fbovespa dos seguintes setores do ramo imobiliário: construção civil, intermediação imobiliária e exploração de imóveis.