Plataforma de e-Learning Moodle

5,505 views

Published on

Treinamento para a Faculdade de Agudos na plataforma de e-learning Moodle. Realizado em Julho/2007.

Published in: Business

Plataforma de e-Learning Moodle

  1. 1. SmartIS e-Learning by Moodle
  2. 2. SmartIS e-Learning by Moodle SmartIS nasceu em 2003, hoje com a experiência de 20 anos em Tecnologia da Informação e 9 anos em Internet. Desde 1998 já desenvolvemos mais de 300 projetos de e-business e comunicação digital. Somos parceiros do Google, UOL, JumpEducation, Virid e desenvolvedores nas plataformas Joomla, Moodle e SugarCRM.
  3. 3. SmartIS e-Learning by Treinamento em Sistema de Gerenciamento de Cursos à Distância – SGCD ELMS – Eletronic Learning Management System
  4. 5. O que você ouviu falar sobre a revolução que vem sendo provocada pela Internet no ensino e na aprendizagem?
  5. 8. O termo e-Learning é fruto de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância . Ambas as modalidades convergiram para a educação online e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning.
  6. 9. O que se fala sobre e-learning
  7. 15. Tipos de e-Learning Síncrono e Assíncrono
  8. 16. E-learning Síncrono <ul><li>Síncrono é quando professor e aluno estão “em aula” ao mesmo tempo. </li></ul><ul><li>Exemplos de recursos síncronos: telefone, chat, vídeo e tele conferência, web conferência. </li></ul><ul><li>Através da web conferência o professor ministrará a aula e os alunos, via web, irão ouvir sua palestra e ver suas transparências. Podendo realizar perguntas e discussões. </li></ul>
  9. 17. E-learning Síncrono <ul><li>Este modelo é o que mais se assemelha ao ensino presencial. Principalmente na estrutura de custos, desenvolvimento e atualização de conteúdo. </li></ul><ul><li>Com a grande ampliação dos recursos de comunicação por voz (VoIP) na web (Skype), e os mensageiros como um todo (MSN, Gtalk), estes meios tem ganhado muita importância. </li></ul>
  10. 18. <ul><li>Já no e-learning Assíncrono, professor e alunos não estão em aula ao mesmo tempo. </li></ul><ul><li>Exemplos de recursos assíncronos: e-mail e fórum. </li></ul><ul><li>No e-learning corporativo, muitos projetos não tem professor, são o auto-treinamento na sua essência. O aluno inscreve-se quando quiser, participa quando quiser e termina quando quiser. </li></ul><ul><li>O que representa um curso com pouco custo variável, ou seja, custo baixo para grande número de alunos. </li></ul>E-learning Assíncrono
  11. 19. <ul><li>No e-learning assíncrono com professor, este irá responder dúvidas, participar de discussões em momentos diferentes. </li></ul><ul><li>Exemplo: o aluno publica uma pergunta as 9h00 e o professor responde as 17h00. </li></ul><ul><li>A grande diferença no assíncrono é que o tempo é “elástico” – o oposto de rígido, no síncrono – e cada aluno pode fazer o curso em seu tempo, hora, velocidade. </li></ul><ul><li>Pode pensar, estudar e pesquisar antes de escrever sua atividade. Cada aluno poderá ter seu tempo de aprendizagem. </li></ul>E-learning Assíncrono
  12. 20. Porque Moodle?
  13. 22. História do Moodle <ul><li>É baseado em uma forte filosofia educacional </li></ul><ul><li>O criador do Moodle, Martin Dougiamas, tem formação em educação (Graduação em Informática e Mestrado e Doutorado em Educação) </li></ul><ul><li>Adotou o Construcionismo Social como a estrutura pedagógica em que está baseado o ambiente </li></ul>
  14. 23. O Construcionismo Social <ul><li>O Construcionismo Social baseia-se na idéia de que as pessoas aprendem melhor quando engajadas em um processo social de construção do conhecimento pelo ato de construir alguma coisa para outros. </li></ul><ul><li>Este é um conceito um tanto sintético que pode ser melhor detalhado. </li></ul><ul><li>O termo processo social sugere que a aprendizagem é alguma coisa que se faz em grupos. </li></ul><ul><li>Deste ponto de vista, a aprendizagem é um processo de negociação de significados e utilização de recursos compartilhados. </li></ul>
  15. 24. O Construcionismo Social <ul><li>O processo de negociação de significados e utilização de recursos compartilhados é o processo de construção do conhecimento. </li></ul><ul><li>Nós não somos um quadro branco quando entramos no processo de aprendizagem. </li></ul><ul><li>Nós precisamos testar nossos novos conhecimentos comparando-os com velhas crenças e incorporando-os em nossas estruturas de conhecimento já existentes. </li></ul><ul><li>Parte do processo de teste e negociação envolve a criação de artefatos e símbolos para que outros interajam com eles. </li></ul>
  16. 25. E como isto tem relação com o ambiente Moodle?
  17. 26. E como isto tem relação com o ambiente Moodle? <ul><li>A primeira indicação está na interface. </li></ul><ul><li>Enquanto SGCDs centrados em ferramentas oferecem uma lista de ferramentas como sendo a interface, o ambiente Moodle coloca as ferramentas em uma interface que faz da aprendizagem a tarefa central. </li></ul><ul><li>Pode-se estruturar um curso no ambiente Moodle nos formatos semanal, tópicos ou social. </li></ul>
  18. 27. E como isto tem relação com o ambiente Moodle? <ul><li>Além disso, enquanto outros SGCDs se estruturam em um modelo de conteúdo que encoraja os professores a carregar uma infinidade de conteúdos estáticos, o ambiente Moodle enfoca o trabalho em ferramentas para discussão e compartilhamento de experiências. </li></ul><ul><li>Assim, a ênfase estão não em distribuir informação mas em compartilhar idéias e engajar os alunos na construção do conhecimento. </li></ul><ul><li>A filosofia de projeto do Moodle torna-o um pacote amigável para professores e representa a primeira geração de ferramentas educacionais realmente úteis. </li></ul>
  19. 28. Quem usa Moodle?
  20. 32. Porque utilizar um SGCD?
  21. 33. Porque utilizar um SGCD? <ul><li>Abrir novas possibilidades de aprendizagem </li></ul><ul><li>Combinar a aprendizagem presencial com a aprendizagem à distância </li></ul><ul><li>Criar os cursos híbridos (combinar o melhor dos dois mundos) </li></ul><ul><li>Aproveitar a demanda de alunos </li></ul><ul><li>Flexibilidade de horários </li></ul><ul><li>Aulas mais eficazes e melhores </li></ul>
  22. 34. Quais os recursos do SGCD FAAG à Distância? <ul><li>Enviar e compartilhar materiais de estudo </li></ul><ul><li>Manter discussões “ao vivo” (via chat) </li></ul><ul><li>Aplicar testes de avaliação </li></ul><ul><li>Aplicar pesquisa de opinião </li></ul><ul><li>Coletar e revisar tarefas </li></ul><ul><li>Registrar notas </li></ul>
  23. 35. Qual o proveito que a FAAG pode tirar de um SGCD? Melhorar seus cursos, usando as vantagens da internet e tendo o professor como peça fundamental.
  24. 37. Contato [email_address] http://paulomilreu. com.br www.smartis.com.br

×