Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor

on

  • 4,477 views

Palestra apresentada por Paulo Milreu no dia 18/11/2008 na II Semana de Extensão Universitária da Uninove Bauru, para 300 alunos e professores.

Palestra apresentada por Paulo Milreu no dia 18/11/2008 na II Semana de Extensão Universitária da Uninove Bauru, para 300 alunos e professores.

Statistics

Views

Total Views
4,477
Views on SlideShare
4,430
Embed Views
47

Actions

Likes
3
Downloads
152
Comments
0

3 Embeds 47

http://paulomilreu.com.br 40
http://www.slideshare.net 6
http://www.plaxo.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor Presentation Transcript

  • O impacto da s nova s mídias digitais no comportamento do con sumidor II Semana de E xten são Universitária 18/11/2008
  • IMPA C T O: 1. Impressão variável provocada no público por uma notícia, fato ou mensagem publicitária. 2. Método forçado, impelido. 3. Impressão muito forte, profunda, causada por diversos motivos. http://dicionariodemarketing.powerminas.com/dic_marketing_i.htm
  • “O maior impacto da internet não foi por ter s ur gido c omo uma nova mídia e sim por ter mudado o c omportamento do c on s umidor... sturchi / ESPM
  • ... e es s a mudança s e deu prin cipalmente pelo s ur gimento das c omunidade s virtuai s e intensificação da atuação do internauta como ator prin cipal.”
  • algun s número s da internet 1,4 bilhão de pes soas online em todo o mundo 1 bilhão de buscas por dia, apenas no Google 300 milhões de usuários em redes sociais Adriana Greinberger, Google Brasil
  • o progresso das comunicações Rádio, 1915. C inema falado, 1920. Televisão, 1926. Gravador, 1935. Internet, 1969.
  • “Devemos enxergar além dos dispositivos.” Compramos computadores para comunicar, nos conectarmos com o outro, com o mundo.
  • internet: uma velha, boa idéia Silvio Meira / CESAR
  • que princípios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968] as tecnologias da internet vão estar em todo lugar. Silvio Meira / CESAR
  • que princípios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968] O acesso à rede será permanente. Silvio Meira / CESAR
  • que princípios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968] A rede estará sempre ligada. Silvio Meira / CESAR
  • que princípios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968] Qualquer um poderá se conectar de qualquer lugar, com qualquer dispositivo, a qualquer hora. Silvio Meira / CESAR
  • que princípios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968] A rede será invisível. Silvio Meira / CESAR
  • que princípios tinha a internet? [kleinrock, ucla, 1968] 1. em todo lugar, 2. acesso permanente, 3. sempre ligada, 4. qualquer lugar, disp., tempo... 5. e... invisível. Silvio Meira / CESAR
  • do usuário passivo ao participativo
  • Estamos conectados o tempo todo. Wi-Fi Zone Smartphones 3G De várias formas.
  • Praia de Copacabana tem internet sem fio, de graça.
  • tendên cia s do s meio s de comunicação interatividade c anai s bidirecionai s de relacionamento c onvergência com telefonia celular c onvergência com internet c u stomização de s erviço s e programação
  • diferenças entre a mídia tradicional e a mídia social
  • diferenças entre a mídia tradicional e a mídia social MÍDIA MÍDIA S O C I A L T R A DI CIONA L Pod ca st s Vídeoca sts Televi são Blo go sfera J ornal Fórun s Rádio Wikis C inema Plataforma s corporativa s 2.0 Outdoor C o ntrole In stitu cional C o ntrole do C on sumidor
  • interação interatividade emissor receptor canal › unidirecional › transmissionista › one-way › um-muitos › palestra
  • interação interatividade › pluridirecional › comunicacional › two-way › muitos-muitos › diálogo
  • novo consumidor
  • 13 anos de internet no Brasil quem é o novo consumidor?
  • 13 anos de internet no Brasil
  • 13 anos de internet no Brasil quem na s c eu em 1995 tem 13 ano s quem tinha 13 ano s, tem ag ora 26 ano s é a primeira geração digital do Bra sil
  • 13 anos de internet no Brasil esse consumidor não conhece um mundo sem internet, sem e-mail, sem messenger, sem orkut, sem twitter, sem... s erá que ele toma s ua s de ci s ões da mes ma forma?
  • “tecnolo gia é tecnolog ia apena s para pe s s oas na s cida s antes de ela ser inventada.” Alan Kay – cientista da computação
  • “ Cer ca de 75 % das pe s s oas c om meno s de 25 ano s nun ca u saram e nem vão u s ar relógio. E sabe por quê? Porque não faz sentido carregar um tic-tac no puls o quando a me s ma informação e stá disponível no seu c elular que vo cê carrega no bol so.” J eff Borden, diretor da Academia de Treinamento e Consulta da e College, projeto de EA D da editora Pearson, durante o 14º Congresso Internacional A B E D de Educação a Distância, que está sendo realizado em Santos, São Paulo ( S etembro/2008)
  • “E-mail deve ser extinto até 2015.” C e zar Taurion, IBM Brasil S etembro/2008
  • geração y uma nova linguagem entre 17 e 28 anos conectados falam sua própria língua colaborativos buscam as respostas nas referências de outros jovens conectados alto desejo de comunicação
  • geração y uma nova linguagem blog fotolog orkut, facebook, myspace ipod, iphone, mp3, mp4 NoB baleiando megaboga miguxês
  • miguxês geração y Miguxês é o nome popular de um socioleto do idioma português, utilizado comumente por adolescentes lusófonos na Internet e outros meios eletrônicos, como mensagens escritas de telefone celular. S eu nome deriva de miguxo, corruptela de amiguxo, por sua vez um termo utilizado para quot;amiguinhoquot;.
  • um novo consumidor valoriza menos a propaganda. ouve mais indicações de amigos, experts e até mesmo de marcas que ele considera relevantes. seu impulso de compra é motivado pela tentativa de se sentir parte de uma comunidade
  • Ninguém mais está satisfeito em fazer parte da massa.”
  • “As pes soas querem é ser diferentes.” Frederick van Amstel
  • “Eles preferem o computador à TV, carregam celular no bolso e já decretaram a aposentadoria do e-mail e do telefone - gostam mesmo é de conversas instantâneas e interativas, seja pelos mensageiros eletrônicos, pelos torpedos SMS ou pelas redes sociais.”
  • rafinha Rafinha TV1 Comunicação / São Paulo http://www.youtube.com/watch?v=JMRF_ZXms9E
  • geração C C onteúdo C olaborativa C onectada
  • ge s tão de pe s s oas na era do
  • E m 2007
  • E m 2008
  • O que outra s empres a s bac ana s e s tão fazendo...
  • impacto da s mudanças
  • Ibope culpa trânsito e web por queda da TV. IBOPE/ABTA – 18/08/2008
  • fragmentação do cons umo c omo atingir o c on sumidor? de mídia
  • P ublicidade na internet ameaça a da TV 18/06/08 A internet ultrapassará a televisão como o maior meio de propaganda este ano na Inglaterra, com 19% do total gastos em publicidade, conforme previsão do Enders Analysis.
  • R elatório do mercado americano aponta que internet atinge receita de U S$ 21,2 bilhões em 2007 e ultrapassa o rádio e a televisão por assinatura.
  • O investimento publicitário em internet cresceu 36 % no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a R $ 134,3 milhões. C om isso, pela primeira vez a internet recebeu mais recursos que a TV por as sinatura no país. Os dados são do projeto Inter-Meios, que mede o faturamento dos veículos de comunicação.
  • Web ultrapassa T V e jornais como mídia mais consumida no mundo, diz ONU.
  • Propa ganda com o s dia s c ontados ? 19/01/2008 C om a web, tecnologias móveis ganham mais adeptos e colocam em xeque formatos tradicionais de mídia. É irreversível o impacto da mídia on-line na vida dos consumidores e, por tabela, na publicidade. O que se debate agora é: o anúncio de 30 segundos na televisão, que sempre foi o padrão no mercado da propaganda, está mesmo com os dias contados? Dois estudos realizados recentemente - pela consultoria Accenture e pelo especialista em mídia on-line americano Jeffrey Cole - mostram que sim. O declínio das mídias tradicionais em prol de novos formatos seria inevitável frente ao avanço do acesso à internet e às tecnologias em aparelhos móveis. Há hoje no mundo 3,3 bilhões de celulares. E s sa mobilidade disponível traz intensificação da interatividade, o que vai levar a uma mudança do modelo de negócio na comunicação. Fonte: Diário de Pernambuco - P E
  • T V ou internet? E m 2006, 40 % das pes soas abririam mão da TV para ficar apenas com a internet. 5 anos antes esse número era apenas 26 %.
  • crescimento de consumidores comércio eletrônico brasileiro Fonte: e-bit Webshoppers 2008 F aturou R $6,3 bi em 2007 e R$ 3,8 bi no 1º. S emestre/2008
  • s o cialmedia alavancar uma marca, produto ou serviço utilizando as conexões interpessoais existentes em redes sociais, criando novas conexões.
  • redes so ciai s / mídia s s o ciais é uma diálogo entre consumidores, colaboradores, investidores, pessoas! não é organizada não é controlada não tem publicidade
  • 90 % do s u s uário s de internet no Bra sil u sam rede s s o ciais, diz Ibope//NetRating s O s internautas brasileiros são campeões em acesso a redes sociais, com 18,5 milhões de usuários residenciais de comunidades e blogs por mês. S e forem somados a esse número fotologs, videologs e os mensageiros instantâneos, a quantidade de pessoas sobe para 20,6 milhões, representando 90 % do total de internautas no País (22,4 milhões). Ibope Net//Ratings, apoiado nos dados da NetView, comportamento do usuário de redes sociais (Maio/2008)
  • socialmedia social networking: Orkut, Facebook, Myspace, Hi5, Sonico business networking: LinkedInd, Plaxo, Via 6, M&M Network video sharing: Youtube ,Vimeo, Videolog photo sharing: Flickr, Picasa social bookmarking: Delicious microblogging: Twitter, Jaiku meta life: Second Life, Lively blog, fololog: Blogger, Wordpress
  • a internet se revoluciona a cada 5 ano s aproximadamente www, a tecnologia que em 1990 tivemos a criação da revolucionou a internet em 1995 o lançamento do Netscape, primeiro naveg ador web em 2000 o e stouro da bolha em 2005 a chamada web 2.0, colaborativa, onde os conteúdos são gerados pelos usuários em 2010 é prevista a chamada web 3.0, a web semântica, o conteúdo passa a ser organizado, passa a ter significado
  • “Se vo c ê tem uma marca, está sob ameaça.” J o sh Bernoff e C harlene Li, no livro Groundswell: Winning in a World Transformed by Social Technologies
  • “Nos próximos cinco anos, toda a mídia será interativa. Não haverá mais departamentos de marketing nas empresas, e sim de interatividade. O executivo de marketing precisará se transformar num conector.” K evin R oberts C E O mundial da S a atchi & Saatchi, uma das maiores agências de publicidade do mundo.
  • From: Água... * <maisagua@gmail.com> Date: 2008/9/17 Subject: [Brainstorm #9] [VAGA SP] To: brainstorm9@googlegroups.com Olá! A área de Propaganda Online da TV1 está procurando profissional para trabalhar com marketing de guerrilha e redes sociais. A vaga pede alguém que goste tanto de planejar ações quanto de colocar a quot;mão na massaquot;, ou seja, o interessado deve gostar / conhecer blogs, microblogs, redes sociais, atualidades, publicidade, enfim: um pouco de absolutamente tudo. Se você quer trabalhar com a gente mande e-mail com CV e BREVE apresentação sobre você (3 linhas) para mmonteiro@tv1.com.br com o assunto quot;MKTVquot;. A TV1 (www.tv1.com.br) fica em São Paulo. ;) -- Água... http://twitter.com/maisagua
  • jornalismo cidadão
  • jornalismo cidadão Termo cunhado em 2003 pelos norte-americanos Shayne Bowman e C hris Willis, do The American Press Institute. “o jornalismo deixou de ter mão única para ser um proces so em que estão desaparecendo as barreiras entre produtores e consumidores de informação – e no qual o jornalista perdeu a exclusividade do manejo e da transmissão de notícias” Dan Gilmor (We The Media) “meus leitores sabem mais que eu” Dan Gilmor (We The Media, 2004)
  • jornalismo cidadão em ação E m fevereiro, por exemplo, a C N N lançou o site iReport, onde os conteúdos enviados vão parar até na TV. quot;Quando vamos fazer as reportagens, já levamos em conta o que os internautas nos enviaramquot;, explica Lila King, da C NN. No Brasil, comentários sobre a Olimpíada feitos no Limão, rede social do Grupo Estado, foram parar na capa do Estado. quot;Queremos criar uma cultura de colaboração. Teremos em breve um canal para receber textos jornalísticosquot;, adianta o editor de Conteúdo Digital do Grupo Estado, Marco Chiaretti. Já no G1, o público é convidado a protestar. Na semana passada, estreou o site Globo Amazônia, um mashup com o Google Earth onde são mostrados os focos atualizados de desmatamentos na região. Até agora, foram 4 milhões de protestos. quot;As pessoas fazem denúncias, mostram indignação. É uma forma de engajar a comunidade.quot;
  • abertura de código s MOVIMENT O S ...comportamentais F EMINI S T A S, ÉTNI C O S, H OMO S S E X UA L... ...fonte (software) LINU X C R E A TIV E C OMMONS , ...direitos de autor COPYLEFT Ana Brambilla
  • C onsumer Generated Media( C G M), User- generated Content (UGC ) e User-created C ontent (U C C) são alguns dos termos usados para designar os conteúdos e mídias geradas, via novas tecnologias, pelos consumidores ou usuários finais. E stas produções revelam-se, principalmente, em formatos de fotos feitas por celulares, vídeos digitais, animações, conteúdos em blogs e wikis, podcastings, tutoriais, códigos abertos e softwares livres. Ana Brambilla
  • mudança no sistema clássico de comunicação MÍDIA DE MASSA MÍDIA DIGITAL Ana Brambilla
  • OhmyNew s fundado em fevereiro de 2000, pelo jornalista Oh Yeon Ho. cerca de 60 mil cidadãos repórteres em mais de 90 países receita de U S $ 6 milhões em 2006 + U S$ 10 milhões no OMN Japan “Every citizen is a reporter” Ana Brambilla
  • outra s iniciativa s de jornalis mo c olaborativo mundo Ana Brambilla
  • outra s iniciativa s de jornalis mo c olaborativo Bra sil Ana Brambilla
  • “A expressão jornalismo online é “adulta”, “jovem não diz a palavra online, porque é óbvio que é online, a vida dele é online!” Marcelo Tas, no MediaOn 2008.
  • referências Ana Brambilla [Editora Abril] Fábio S eixas [ C amiseteria] E dney S ouza [Interney] J o sh Bernoff e C harlene Li [Groundswell: Winning in a World Transformed by Social Technologies] Silvio Meira [C E S A R] Leonard Kleinrock [U C L A] Henry J enkins [MIT]
  • Oficina s de C o municação Digital Oficina de E-mail Marketing 22/Nov Oficina de Blog s 29/Nov Oficina de Pod ca st 06/Dez R $ 80 para estudantes oficina s@ s martis.com.br
  • www.smartis.c om.br/labs
  • obrigado! Paulo Milreu www.paulomilreu.com.br paulo@milreu.com.br twitter.com/paulomilreu