• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Hiperespaços de aprendizagem
 

Hiperespaços de aprendizagem

on

  • 1,127 views

Módulo 1 - Os Processos da Comunicação Educacional

Módulo 1 - Os Processos da Comunicação Educacional
Exercício 2

Statistics

Views

Total Views
1,127
Views on SlideShare
1,127
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Hiperespaços de aprendizagem Hiperespaços de aprendizagem Document Transcript

    • HIPERESPAÇOS DE APRENDIZAGEM Exercício 2 a) Estudo de Caso: Universidade Aberta da Catalunha Tipo: Análise das principais características dos recursos Acção: Pesquisar recursos online disponíveis na Internet e analisar com a matriz fornecida. Reflexão: A pesquisa dos recursos disponíveis para os cursos via Internet da Universidade Aberta de Barcelona permitiu identificar um lato conjunto de características consentâneas com um novo paradigma de aprendizagem, assente na utilização das novas tecnologias da informação. Apesar de carecer de uma validação pedagógica no terreno, visto que o acesso aos referidos recursos se encontra restrito ao visitante do website, é possível, através da informação disponibilizada, estabelecer teias de relação entre as suas propriedades e a matriz em que assenta o novo modelo de aprendizagem, tal como: a exploração individual alicerçada no espírito de iniciativa do aprendente; a aprendizagem enquanto praxis individual e/ou em comunidade virtual; o modelo do professor enquanto orientador; o conteúdo variável; e acima de tudo, a enorme diversidade das propostas pedagógicas e dos processos de ensino- aprendizagem. Este novo paradigma, que se distancia largamente do ensino tradicional assente numa cultura de transmissão piramidal do conhecimento, no qual o professor assume uma função, por vezes, meramente transmissiva do conhecimento e em que ao aluno é atribuído um papel meramente passivo de receptáculo do conhecimento transmitido, está patente na panóplia de recursos analisados. Os recursos que são referenciados no Website sustentam, como é referido, um modelo dinâmico e flexível, pensado para se manter actualizável e up-to-date com a evolução da sociedade de conhecimento. O aluno e sua actividade de aprendizagem estão no centro da actividade docente, o que lhes permite uma gestão flexível do seu tempo e espaço, um aumento da autonomia e consequentemente um acréscimo das suas responsabilidades na gestão do seu percurso académico. Além do recurso tecnológico principal, ou seja, o ambiente virtual de aprendizagem que funciona como a base do sistema, os recursos recolhidos variam na sua natureza e objectivos e podem ser catalogados da seguinte forma: Recursos humanos (Tutores, Consultores, Pessoal Administrativo de Apoio); Recursos de pesquisa e consulta (Biblioteca Virtual, Bases de Dados, Portais Temáticos, Agenda UOC, Trabalho de grupo: Milena Jorge | Pedro Amaral | Rui Fernandes | Sandra Sousa
    • Conocimiento em Red); Espaços de debate em comunidade (Fóruns, chats), Espaços de notícias, divulgação de iniciativas, eventos, leitura ou visionamento de actividades (canal UOC no YouTube, newsletters, revistas digitais, RSS, Flickr, Twitter, Netvibes, etc); Áreas personalizadas do aluno (email, agenda); Recursos de apoio ao processo de ensino- aprendizagem (tais como o uso de diferentes materiais didácticos multimédia, documentos digitais, ebooks, videotecas, etc.). Torna-se visível pela análise dos recursos observados, apesar de não ser possível comprovar na prática, que pelo menos ao nível do discurso e da apresentação dos recursos existe uma preocupação pela qualidade da auto-aprendizagem dos alunos, pela riqueza dos conteúdos científicos desenvolvidos, pela concepção dos materiais, pela criação de um contexto de aprendizagem prolixo e por uma avaliação de resultados justa e equilibrada. Os recursos analisados demonstram também uma enorme preocupação em estabelecer na relação entre professores e alunos e alunos/alunos, um ambiente de forte comunidade virtual, aspecto determinante no processo ensino-aprendizagem. Igualmente importante é a diversidade de estratégias educativas implementadas (como é o exemplo das aulas em Facebook) que denotam uma clara intenção em acompanhar os novos paradigmas educacionais proporcionados pela Web 2.0. O carácter inovador de alguns dos recursos analisados encontra no espaço Conociemento en Red, o seu expoente máximo. Esta ferramenta direccionada para a terceira geração Web, permite ao utilizador interagir com a informação e navegar de uma forma semântica pelos conteúdos on-line da UOC. Será através destas ferramentas educativas, assim como na aprendizagem em ambientes virtuais multiutilizadores, que se joga muito do futuro do ensino, em particular no ensino à distancia. Um ensino que concretize uma verdadeira aprendizagem construtivista, suficientemente abrangente e flexível que permita englobar os diversos estilos de aprendizagem de todos os alunos que compõem o edificio escolar. Trabalho de grupo: Milena Jorge | Pedro Amaral | Rui Fernandes | Sandra Sousa