Vida do lider   disciplinas espirituais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Vida do lider disciplinas espirituais

on

  • 3,447 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,447
Slideshare-icon Views on SlideShare
3,421
Embed Views
26

Actions

Likes
0
Downloads
141
Comments
0

1 Embed 26

http://www.pibfortaleza.org.br 26

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Vida do lider   disciplinas espirituais Vida do lider disciplinas espirituais Presentation Transcript

    • DISCIPLINAS ESPIRITUAIS
    • PORTA DO LIVRAMENTO Superficialidade Profundidade
    • DIFICULDADES Ordem filosófica : base materialista Ordem prática : inexperiência na exploração da vida interior
    • CONHECER A MECÂNICA DAS DISCIPLINAS ESPIRITUAIS NÃO SIGNIFCA QUE AS ESTEJAMOS PRATICANDO A REALIDADE INTERIOR E ESPIRITUAL É MAIS IMPORTANTE QUE A MECÂNICA DA DISCIPLINA
    • ESCRAVIDÃO DE HÁBITOS ARRAIGADOS (Rm 7:5) “ Porque, quando vivíamos segundo a carne, as paixões pecaminosas postas em realce pela lei operavam em nossos membros, a fim de frutificarem para a morte”
    • A LEI LIDA COM O EXTERIOR AS DISCIPLINAS ESPIRITUAIS SÃO MEIOS DE RECEBER A GRAÇA RELAÇÃO DIRETA COM A VIDA DE SANTIFICAÇÃO CAMINHO DA GRAÇA DISCIPLINADA
    • CUIDADO !!! NÃO TRANSFORMAR AS DISCIPLINAS ESPIRITUAIS EM LEIS ISSO GERA MORTE !
    • NÃO SOMOS O ESPÍRITO SANTO NA VIDA DOS NOSSOS LIDERADOS
    • DISCIPLINAS ESPIRITUAIS E VIDA SANTA A santidade não ocorre apenas pela fé, antes pressupõe esforço pessoal A verdadeira santidade não consiste apenas em crer e sentir, mas em realizar e suportar
    • SANTIFICAÇÃO NÃO É JUSTIFICAÇÃO Em nenhum lugar a Bíblia nos ensina que a fé nos santifica da mesma maneira que nos justifica “ Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça.” (Rm 4:5)
    • A vida espiritual admite crescimento, de forma que crescemos gradualmente na graça, no conhecimento, na fé, no amor, na santificação, na humildade e na mente espiritual. “ E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens.” (Lc 2:52)
    • As disciplinas espirituais nos proporcionam esse crescimento a fim de que experimentemos graus mais profundos de intensidade em nossa relação com Deus.
    • Ignoramos o papel do corpo no processo das disciplinas TREINAR x TENTAR
    • Como posso cultivar novos Hábitos? Andando no espírito Gálatas 5.16-24 Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos.
    • O QUE É DISCIPLINA? Disciplina é o esforço concentrado para criar espaço em nossa vida, onde o espírito de Deus possa tocar-nos, guiar-nos, falar-nos e conduzir-nos a lugares imprevisíveis, onde não estaremos mais no controle . (Henri Nouwen)
    • Disciplinas Espirituais clássicas Estudo - Doutrina minha concentração Meditação - Purifica minha mente Oração - Alinha meu coração Jejum - Doutrina meus desejos Serviço - Me torna humilde Celebração - Doutrina minha língua Simplicidade – Me Liberta do materialismo Solitude – Quebra minha dependência de pessoas Confissão – Cura a alma
    • DISCIPLINA DO ESTUDO Doutrina minha concentração
    • DISCIPLINA DO ESTUDO Doutrina minha concentração O alvo da disciplina do estudo é compreender as escrituras
    • 6 PASSOS PARA UM ESTUDO EFICAZ 1.C oncentração 2.Impulsos sob controle 3.Horário adequado 4.Leitura ativa e reflexiva 5.Fixação 6.Escrever e resumir
    • DISCIPLINA DO ESTUDO A responsabilidade do líder Estudar [Diligente,Diariamente,Dependente] Obedecer Ensinar [Pregar – proclamar, exortar e aplicar ] [Ensinar – instruir, explicar e aplicar ]
    • DISCIPLINA DA MEDITAÇÃO Purifica minha mente
    • DISCIPLINA DA MEDITAÇÃO P urifica minha mente Habilitar-nos a escutar a Deus mais claramente
    • DISCIPLINA DA MEDITAÇÃO P urifica minha mente ''A pressa não é do diabo; ela é o diabo''(C.G.Jung)
    • DISCIPLINA DA MEDITAÇÃO P urifica minha mente Separe um momento Separe um lugar Escolha o silêncio Peça a Deus para encontrar-se com você nas escrituras. Leia a Bíblia com espírito de arrependimento Medite em uma passagem ou narrativa curta Carregue um pensamento ou versiculo com você durante o dia
    • MEDITANDO E ESTUDANDO Intencional X Sensível Salmo 23 – Aliviando a Bagagem (Max Lucado, ed. CPAD) Davi - Transpondo muralhas (Eugene H.Peterson, ed. Habacuc) João 4 – Em espírito e em verdade (Andy Park, Ed. Vida) Salmos – Introdução e comentários (Derek Kidner, Ed. vidanova) Ruth – Sonhos despedaçados (Larry Crabb, Mundo Cristão) João 15 – A vida que satisfaz (Carlos McCord, Ed. Permanecer) Romanos – Comentário bíblico Romanos (Jonh Murray, Ed. Fiel)
    • DISCIPLINA DO JEJUM Doutrina meus desejos
    • DISCIPLINA DA JEJUM Conceitos Limpeza e espiritualidade O jejum é a abstinência total ou parcial de alimentos por um período definido e propósito específico.
    • DISCIPLINA DA JEJUM Precisamos desintoxicar Lixos tóxicos da vida moderna: Agrotóxicos Hormônios Conservantes Fast Food
    • DISCIPLINA DO JEJUM Doutrina meus desejos PORQUE JEJUAR ? - Uma forma de demonstrar a Deus a nossa grande necessidade de Sua ajuda. - Revela coisas que nos controlam - Ajuda-nos a manter nosso equilíbrio na vida - Sinal de arrependimento (Jonas 3:5) - Arma espiritual (Mateus 17:19-21)
    • DISCIPLINA DA JEJUM FINALIDADES BÍBLICAS DO JEJUM VELHO TESTAMENTO NOVO TESTAMENTO Consagração Preparação para a Batalha Espiritual Arrependimento de pecados Estar com o Senhor Luto Preparar-se para o Ministério Aflições Ministrar ao Senhor Buscando Proteção Enviar ministros Enfermidade Estabelecer presbíteros Intercessão visando uma vida exemplar Suportar sofrimentos e se orgulhar Jejum como abstenção
    • DISCIPLINA DA JEJUM Tipos de Jejum PARCIAL NORMAL TOTAL
    • DISCIPLINA DA JEJUM Técnicas Somente com água Sucos de frutas e/ou de hortaliças Suco diluído de um único tipo de fruta Chás de ervas Caldos de legumes Mastigar e não engolir o alimento
    • DISCIPLINA DA JEJUM DURAÇÃO 1 dia - O jejum do Dia da Expiação 3 dias - O jejum de Ester Ester 4:16 e o de Paulo (Atos 9:9). 7 dias - Jejum por luto pela morte de Saul (I Samuel 31:13) 14 dias - Jejum involuntário de Paulo e os que com ele estavam no navio (Atos 27:33) 21 dias - O jejum de Daniel em favor de Jerusalém (Daniel 10:3) 40 dias - O jejum do Senhor Jesus no deserto da Judéia (Lucas 4:1-2)
    • DISCIPLINA DO SERVIÇO Me torna humilde
    • DISCIPLINA DO SERVIÇO VERDADEIRO Provém de um relacionamento com o divino em nosso íntimo. É quase impossível distinguir entre o serviço pequeno e o serviço grande. Seja pequeno ou grande o que vale é a sua importância. Descansa contente no anonimato. Não teme as luzes, mas não a busca. Deleita-se apenas no serviço. Serve com liberdade tanto aos amigos como aos inimigos. Não discrimina em seu ministério. É servo de todos. O serviço é um estilo de vida. É espontâneo em satisfazer a necessidade do próximo. Edifica a comunidade e, silenciosamente, vai aqui e ali cuidando das necessidades alheias.
    • DISCIPLINA DO SERVIÇO FALSO É prestado pelo esforço humano. Ele gasta somas imensas de energia calculando e planejando como prestar o serviço. Impressiona-se com a “aparência”. Está interessado em registrar ganhos e lucros. Demanda recompensas exteriores. Busca o aplauso dos homens. Preocupa-se muito com os resultados, e amargura- se quando não são alcançados. Escolhe minuciosamente a quem servir. Às vezes os mais nobres, pois trará vantagens; às vezes os humildes, pois garantirá imagem. É temporário. Funciona somente enquanto se executa este ou aquele serviço. Fratura a comunidade, pois se concentra na glorificação do indivíduo.
    • DISCIPLINA DO SERVIÇO EXERCENDO O SERVIÇO SERVIÇO Vs INTEGRAL SERVIÇO Vs HUMILDADE SERVIÇO Vs EGOÍSMO SERVIÇO Vs ORGULHO
    • DISCIPLINA DA CELEBRAÇÃO Doutrina minha língua
    • DISCIPLINA DA CELEBRAÇÃO Doutrina minha língua Alegria Louvor Gratidão Bendizer
    • DISCIPLINA DA CONFISSÃO Cura a alma
    • DISCIPLINA DA CONFISSÃO Cura a alma A igreja é uma comunidade de feridos, por isso precisamos da prática da confissão, sendo o perdão indispensável Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se afirmamos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós.” (1João 1:8,10)
    • DISCIPLINA DA CONFISSÃO Exercendo DEUS: Através de súplicas e orações sinceras. “Se o meu povo que se chama pelo meu nome , se humilhar e orar , buscar a minha face e se afastar do seus maus caminhos , dos céus eu ouvirei, perdoarei o seu pecado e sararei a sua terra” (II Crônicas 7:1) IGREJA: “ Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração do justo é poderosa e eficaz” (Tiago 5:16)
    • DISCIPLINA DA ORAÇÃO Alinha o coração
    • A VISTA DE CIMA A oração nos arremessa à fronteira da vida espiritual
    • Quando oramos, lenta e graciosamente, Deus revela nossos esconderijos e nos livra deles. Deus sempre nos encontra onde estamos e lentamente nos conduz a coisas mais profundas
      • JESUS, NOSSO MODELO:
      • Ele praticou a oração todos os dias
      • “ Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas , em alta voz e com lágrimas, àquele que podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão”.
      • (Hb 5:7)
    • 2. Ele orou pela refeição “ Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, deu graças, partiu-o, e o deu aos seus discípulos, dizendo: Tomem e comam; isto é o meu corpo”. (Mt 26:26)
    • 3. Ele orou sozinho “ Tendo despedido a multidão, subiu sozinho a um monte para orar. Ao anoitecer estava ali sozinho”. (Mt 14:23)
    • 4. Ele orou na angústia “ Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: Meu pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres”. (Mt 26:39)
    • A verdadeira oração é algo que APRENDEMOS . “ Certo dia, Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou aos discípulos dele”. (Lc 11:1)
    • A importância da oração não está na sua incondicional repetição, mas na observância de dois princípios fundamentais: 1. Transparência 2. Humildade
    • Franqueza, honestidade e confiança marcam a comunicação do filho com o pai.
      • O LADO DIVINO E O LADO HUMANO
      • O lado divino: O lado humano:
      • Intimidade - Pão nosso
      • Santidade - Perdão nosso
      • Prioridade - Proteção nossa
      • - Vontade
    • ASPECTOS CONCEITUAIS “ Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças”. (Fp 4:6)
    • PERMANECER EM DEUS A função principal da oração é a comunhão com Deus, crescente e permanente. A ênfase é na proximidade.
    • SÚPLICA A súplica livra-nos da generalidade e nos leva ao específico. A ênfase é na necessidade .
    • POR QUE SUPLICAMOS E NADA ACONTECE? Motivações egoístas Pedir corretamente envolve paixões transformadas
    • INTERCESSÃO A ênfase é na petição .
    • Ao orar pelos outros não há lugar para orações indecisas ou meras tentativas.
    • Devemos ouvir, conhecer a vontade de Deus e a ela obedecer antes que a peçamos para a vida dos outros.
    • A COMPAIXÃO é o aspecto mais evidente de toda a oração de Jesus no Novo Testamento.
    • AÇÕES DE GRAÇA Contentamento na pessoa de Deus, que nos completa e nos satisfaz em qualquer situação. A ênfase é na gratidão .
    • É privilégio daqueles que entram na presença de Deus e conseguem compreendê-lo , contemplá-lo e adorá-lo .
    • CLAMOR Pedir pelo milagre .
    • Exigências para uma vida de oração vitoriosa: DEDICAÇÃO “ O fim de todas as coisas está próximo. Portanto, sejam criteriosos e estejam alertas; dediquem-se à oração”. (1 Pe 4:7) “ Dediquem-se á oração, estejam alerta e sejam agradecidos”. (Cl 4:2)
    • FÉ “ Sem fé é impossível agradar a Deus ”. (Hb 11:6) “ Peça-a, porém, com fé, sem duvidar, pois aquele que duvida é semelhante á onda do mar, levada e agitada pelo vento. Não pense que tal pessoa receberá com alguma do Senhor, pois tem mente dividida e é instável em tudo o que faz”. (Tg 1:6) “ Feliz é o homem que não se condenado se comer, porque não come com fé; e tudo o que não provém da fé é pecado”. (Rm 14:22b,23)
    • PERSEVERANÇA “ Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos”. (Ef 6:18) “ Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração”. (Rm 12:12)
    • CONTINUIDADE “ Orem continuamente”. (1 Ts 5:17)
    • A oração não nos toma tempo algum, pois ela ocupa o nosso tempo todo.
    • DISCIPLINA DA SIMPLICIDADE Me liberta do materialismo
    • “ Eis o que tão somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias.” (Ec 7:29) Complicações advindas de nossas próprias escolhas
    • O ponto central da disciplina da simplicidade é buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça “ Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mt 6:33)
    • SUSPIRAR POR DEUS Sem esse anseio por Deus, a escravidão de hábitos pecaminosos não será revogada.
    • NÃO SE PODE CONFUNDIR SIMPLICIDADE COM SIMPLISMO
    • A simplicidade cristã é a graça que nos deixa livres para examinar as complexas discussões da sociedade contemporânea e oferecer respostas a ela
    • A simplicidade que nos leva à santificação é algo que não impede que alguém experimente conflitos espirituais internos, pois nossa natureza humana antiga luta contra nossa nova em Cristo.
    • Simplicidade é liberdade. Complexidade é servidão.
    • A disciplina da simplicidade é uma realidade interior que resulta num estilo de vida exterior . A simplicidade sem a realidade interior conduz ao Legalismo .
    • Por meio da simplicidade , temos condições de enxergar os bens materiais como de fato são: bons para facilitar a vida, não para sobrecarregá-la.
    • A SIMPLICIDADE E O ASCETISMO O ascetismo renuncia às posses, enquanto a simplicidade coloca as posses na perspectiva correta
    • O ascetismo é um conceito incongruente com uma terra de abundância, enquanto a simplicidade encontra regozijo na provisão de Deus. O ascetismo só encontra contentamento quando humilhado, enquanto a simplicidade conhece o contentamento tanto na humilhação quanto na abundância
    • O ascetismo só encontra contentamento quando humilhado, enquanto a Simplicidade conhece o contentamento tanto na humilhação quanto na abundância
    • ATITUDES QUE DEMONSTRAM A SIMPLICIDADE Atitude interior de simplicidade Saber que é Deus quem cuida do que temos, e não nós Ter nossos bens disponíveis aos outros
    • A EXPRESSÃO EXTERIOR DA SIMPLICIDADE Compre coisas por sua utilidade e não por seu “status” Rejeite qualquer coisa que o esteja viciando Crie o hábito de dar coisas – DESACUMULE
    • Recuse ser dominado pela mídia Aprenda a desfrutar das coisas sem possuí-las PARTILHE AS COISAS Desenvolva um apreço mais profundo pela criação
    • Olhe com ceticismo saudável todos os planos de “comece a pagar só em...” Obs.: Na Bíblia, o termo usura não é empregado no sentido moderno de juro exorbitante; refere-se a qualquer tipo de juro (v. Lc 6:35).
    • Obedeça às instruções de Jesus acerca da linguagem clara e honesta Recuse tudo quanto gere a opressão de outros Evite qualquer coisa que o distraia de sua meta principal
    • DISCIPLINA DA SOLITUDE Quebra minha dependência de pessoas
    • Solidão é vazio interior. Solitude é realização interior.
    • Jesus nos chama da solidão para a solitude a fim de nos livrar do medo
    • “ Aquele que não pode estar sozinho, tome cuidado com a comunidade... Aquele que não está em comunidade, cuidado com o estar sozinho... “ (Dietrich Bonhoeffer)
    • SOLITUDE E SILÊNCIO Sem silêncio não há solitude. O simples refrear-se de conversar, sem um coração atento à voz de Deus, não é silêncio. A finalidade do silêncio e da solitude é poder ver e ouvir.
    • O CONTROLE, E NÃO A AUSÊNCIA DE RUÍDO, É A CHAVE DO SILÊNCIO.
    • O SILÊNCIO E A CONFIANÇA Estamos muito acostumados a depender das palavras para manobrar e controlar os outros
    • Não temos a necessidade de corrigir os outros. O silêncio leva-nos a crer que Deus pode justificar e endireitar tudo.
    • É na solitude que chegamos a experimentar o “silêncio de Deus” e assim receber o silêncio interior que é o anseio de nosso coração.
    • A NOITE ESCURA DA ALMA Um período de secura ou de aridez espiritual é normal e deve ser esperado. A finalidade da escuridão não é nos castigar ou afligir, mas nos libertar .
    • DEUS SE ESCONDERIA? Certamente, um Deus de amor como o que foi revelado em Jesus não age dessa maneira infantil.
    • A noite escura da alma nos despoja da dependência excessiva em relação à vida emocional. É importante silenciar todos os sentidos físicos, emocionais e psicológicos.
    • Quando Deus, em seu amor, nos atrai para uma escura noite da alma, muitas vezes somos tentados a culpar todo o mundo e todas as coisas por nosso entorpecimento interior e procuramos livrar-nos dela.
    • Reconheçamos a noite escura pelo que ela é. Deus está nos desviando de toda distração, de forma que possamos vê-lo. ACALME-SE E ESPERE !
    • RESPOSTA AO SILÊNCIO DE DEUS Depressão e sentimento de culpa OU Expectativa pela ação de Deus
    • NO CAMINHO DA SOLITUDE - Tirar vantagem das “pequenas solitudes” que enchem nosso dia. - Podemos encontrar ou criar um lugar tranquilo para silêncio e solitude. - Discipline-se, de modo que suas palavras sejam poucas, mas digam muito. - Tentar viver um dia inteiro sem proferir uma palavra sequer. - Faça-o não como uma lei, mas como uma experiência
    • Exponha-se profundamente a Deus. A disciplina da solitude abrirá a porta .
    • Agradecemos seu compromisso Deus abençoe !