Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Reg 02 porbre regulamento interior da sala de regulacao do samu
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Reg 02 porbre regulamento interior da sala de regulacao do samu

  • 170 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
170
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
7
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PALESTRA DE REGULAÇÃO MÉDICA DO SAMU N° 02 Modelo de Regulamento Interior do Central de Regulaçao Medica das Urgencias do SAMU Miguel Martinez Almoyna Daniel Janniere Medicos Jubilados do SAMU de Paris Norberto Machado Rede dos SAMU do Estado de Minas Gerais 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 1
  • 2. O Modelo do estado de Mians Geraisz em brazil Bibliografia consultable em SLIDESHARE SESMG SLIDESHARE miguelmartinezalmoyna 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 2
  • 3. A Terminologia da Regulamentaçao do SIUM e do SAMU no brasil 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 3
  • 4. O modelo estadual macroregionalizado do Estado de Minas Gerais no Brasil 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 4
  • 5. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 5
  • 6. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 6
  • 7. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 7
  • 8. Regulação médica ® como Função e Tarefas principais do SAMU no cuadro da Saude Publica • A denominada “Regulação Médica” das Emergências, é o elemento central, ordenador, orientador e de supervisão da cadeia da atenção de urgências médicas exclusivas pré e intrahospitalar; • Sua missão e a recepção e tratamento permanente das demandas de urgência respondendo agilmente com a mobilização dos recursos do sistema mais pertinente disponible. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 8
  • 9. O modelo e adatado do Regulamento do SAMU de Paris 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 9
  • 10. Recepção e Regulação iniciais das Chamadas entrantes no SAMU Tempo de espera para atendimento dos chamados O tempo entre a chegada do chamado (escuta da chamada pelos TARMs) e o atendimento telefônico deve ser o mais curto possível tendo em conta a carga de trabalho. Em situação normal não deve exceder a 30 segundos. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 10
  • 11. Recepção e Regulação iniciais das Chamadas entrantes no SAMU Tempo de espera para atendimento dos chamados O tempo entre a chegada do chamado (escuta da chamada pelos TARMs) e o atendimento telefônico deve ser o mais curto possível tendo em conta a carga de trabalho. Em situação normal não deve exceder a 30 segundos. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 11
  • 12. Tarefa inicial pelo TARM da Chamada ® O TARM : Técnico Assistente de Regulação Médica atende o chamado, investiga, anota as informações de localização do chamado e, analiza a necessidade de socorro médico, além de uma simples informação e transfere para o médico regulador primário caso trata-se de um problema que envolve sua responsabilidade, de acordo com o Regulamento Interno do Samu. Ver outras Palestras da série descrevendo estas tarefas da Equipe de Regulação Médica 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 12
  • 13. Regulação Geral das Chamadas, Assuntos e Pacientes TARM - Médico Regulador Núméro do telefone, identificação e coordenadas do solicitante e/ou dos doentes ou feridos. Número do prontuário médico (número do chamado); Informar o Médico Regulador toda situação médica ou cirúrgica, todo acidente ou todo evento podendo necessitar do SAMU; Executar as decisões médicas (envio de ambulâncias, acompanhamento das intervenções, alertar a polícia e o Corpo de Bombeiros; Atualização da disponibilidade, duas vezes por dia (10:00 e 18:00) da disponibilidade de leitos de CTI adultos e infantis e neonatais; Atualização das fichas médicas dos casos que necessitaram de atendimento do SAMU; Observação do bom funcionamento dos meios técnicos colocados a disposição (telefonia, radio-comunicação, registros de comunicações, informática). Toda alteração deve ser imediatamente assinalada aos médicos reguladores de plantão e, por escrito ao coordenador dos TARMs para resolução imediata do problema. Eles devem manter o segredo profissional no exercício de sua atividade na regulação médica. Devem alimentar-se em rodízio durante suas horas de trabalho permanecendo no interior do SAMU. Durante a alimentação devem estar acessíveis e disponíveis para toda sobrecarga excepcional de trabalho, se forem solicitados pelo médico regulador secundário ou um dos médicos reguladores primários. Durante a alimentação o efetivo dos TARMs presentes na regulação não devem em hipótese alguma ser inferiores à metade do efetivo de plantão naquele momento. Eles respondem durante os dias e horários úteis as questões administrativas. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 13
  • 14. Funçaoes gerais dos Asistentes de Régulaçao Médica ( ARM ) do SAMU Asistem como os outros paramedicos o Medico Regulador 24h/24 toman turno siguendo uno a os horarios previstos por a jefatura Tudos obedecen tecnicamente e medicalmente ao o Medico Regulador baixo a autoridade do Medico Direitor do SAMU 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 14
  • 15. Os TARM estan encaregados em prioridade vermelha • da recepção dos chamados, • da triagem dos chamados (enganos, solicitação de informações dos serviços de plantão, urgênces médicas ou não médicas) • da localização dos chamados(proveniência, núméro de telefone, identificação e coordenadas do solicitante e do ou dos doentes ou feridos oàu parturientas) 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 15
  • 16. Deberes no turno dos TARM do SAMU Ils prennent leur repas à tour de rôle durant leurs heures de travail et en restant dans l'enceinte du SAMU de PARIS. Pendant leur repas ils doivent être joignables et disponibles pour toute surcharge exceptionnelle de travail, à la demande du médecin régulateur ou de l'un d'entre eux. Pendant les repas l'effectif des PARM présents à la régulation ne doit en aucun cas être inférieur à la moitié de l'effectif total en poste à ce moment là. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 16
  • 17. Tarefas da Regulaçao medica encaregadas especificas ARM do SAMU • 1 Tarefa da récecepcao e primeiro triagem da demanda e necesidad do tipo de resposta de sua parte (erro, demanda de informçao sovbre as disponibilidaes do SIUM ,demandas nao urgenccias médicais ou nao médicaiss) • 2 Tarefas de localizaçao ® das chamadas , dos pacentes, dos moveles da flota, dos profesionais e autoridades utliles • 3 Das Tarefas de Secretariado de abertura, registro e mantenimiento dos contenidos utiles dos dosiers e bancos de datos da Regulaçao e ajuda secretarial do medico regulador e de toda a red de comunicacoes do SAMU (fixos e moveles) • 4 Das tarefas de Operadores radiotelefonicos basicos mantenimiento dos equipamentos de radiocomunicacoes, de secretaraido e de registro Ils sont astreints au secret professionnel dans le cadre de leur activité à la régulation médicale.. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 17
  • 18. Tarefas tambem especificas do regulamento do SAMU registradas e horodatadas propias do ARM • Informaçao externa en interna emitida recibida via red radiotelefonica • Connexion radiotelefonica par o Medico Regulador outro operador do SIUM autorizada • Registro de Informacoes e datos nas diferentes bancas de datos do SAMU • Mantenimiento dos equipamentos de secretariado, e telecomunicacoes basicas 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 18
  • 19. Tarefas especificas regulamentadas , registradas e horodatadas dos elementos moveles e fixos conveniados com da rede de comunicaçao SAMU • Informaçao externa en interna util • Connexion radiotelefonica com persona autorizada util • Registro de Informacoes e datos nas diferentes bancas de datos do SAMU SIUM e Bases dos Efeitores Moviles • Mantenimiento basicos dos propios equipamentos de secretariado, logistica radiotelefonica , alerta e estado operacional 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 19
  • 20. Ver tambem a Palestras especiais das Equipo de Regulacao, da Rede de Comunicacao do SAMU, dos PMA PRA em caso de Catastrofe 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 20
  • 21. Funções dos Médicos Reguladores do SAMU 1 A Regulação Médica é uma atividade médica mantida 24h/24 por médicos inscritos no Conselho Regional de Medicina e submetido ao código de Deontologia. Eles são autorizados a exercer esta função pelo Diretor Médico do Samu. A regulação pode em certos casos, compartilhada entre vários médicos reguladores mas somente um é designado como o Chefe de Equipe responsável diante da tomada de decisões. Somente a lista de presenças dos médicos que se encontram na Central de Regulação é válida. Todas as trocas de presenças devem ser mencionadas e anotadas. Cada Médico Regulador é responsável pela lista de presenças das equipes daquele turno e deve encontrar um substituto em caso de ausência de um componente. O médico susbtituto deverá ser habilitado a exercer a mesma função. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 21
  • 22. Funções dos Médicos Reguladores do SAMU 2 Somente a lista de presença dos médicos que se encontram exposta é válida. Todas a trocas de plantões devem ser autorizadas e mencionadas. Cada médico regulador é responsável de suas presenças e deverá encontrar um substituto em caso de indisponibilidade. O médico substituto deverá ser habilitado para exercer a mesma função. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 22
  • 23. Funções dos Médicos Reguladores do SAMU 3 O médico regulador está permanentemente no exercício de sua atividade de regulação. Ele decide a resposta a dar para cada chamado, sobretudo a escolha do executor. Ele procurar uma vaga hospitalar, com auxílio de uma TARM. Acompanha o desenrolar dos atendimentos, principalmente quando uma ambulância é enviada, medicalizada ou não e, também por ocasião de uma solicitação de uma opinião de um colega médico. Em caso de envio de uma USA, o médico regulador se certifica de sua saída no menor tempo possível. O médico regulador recebe as informações do médico intervencionista da USA e o auxilía em seu diagnóstico, se necessário. Respeitando a livre escolha do paciente ou caso necessário, procura um estabelecimento sanitário público ou privado melhor adaptado a sua condição de saúde. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 23
  • 24. Conflitos de Tarefas na equipe de Regulação Médica O conflito de papéis se apesenta quando o individuo se encontra face à situações incompatíveis ou contraditórias de seus superiores ou de seus colegas, ou ainda quando estas situações são contrárias a seus valores, crenças ou seus objetivos. Podemos citar, por exemplo, os gestores dos hospitais podem ser difícil de conciliar seu mandado de efetuar corte de pessoal com o de fornecer cuidados de qualidade aos pacientes. Por outro lado, o conflito de funções refere igualmente aos recursos e aos materiais inadequados para cumprir um mandato. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 24
  • 25. •15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao • 25
  • 26. Definição de: « CHAMADA » É uma comunicacão registrada na rede de comunição da Sala Regulação médica do SAMU 192 que chega ou parte de um posto de operador detectado Tipologia da qualificação das chamadas 1 Entrando/Saindo dos postos de operadores, Operador e Chamador são monitorizados e identificados ou não 2 Dedicação à atividade oficial definida do SAMU ou não 3 Por via telefônica, verbal, escrita, analógica o não, registrada, computadorizada e monitorizada ou não. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 26
  • 27. Tipologia das Chamadas Entrantes ® • Chamadas iniciadas ® = chamadas de tuda origem chegandao por a vias oficias teleradiofonicas de chamada para o SAMU , sometidos ou nao a uma mesagem automatico de filtro do operador e respondidas ou nao • Chamadas interrumpidas ® sao as chamadas iniciadas ® por o CHAMADOR, definido como por suo numero registrado de comunicacao iniciador , pero nao entradas ® no autocomutador do SAMU . O SAMU pode ou nao localizar e horodatar automaticamente a iniciaçao da chamada 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 27
  • 28. Chamadas Iniciadas ® do SAMU São as chamadas chegadas e encaminhadas pelas telecomunicações até o autocomutador do SAMU que chegam ou não aos operadores da sala de regulação. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 28
  • 29. Chamadas Chegadas ® ao SAMU • São chamadas chegadas ® que se apresentam em um posto de operador do SAMU que foram ou não despreendidas por ele. REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 15/01/14 29
  • 30. Chamadas Desprendidas ® por os operadores da sala de regulacao do SAMU São chamadas entrantes ® que se apresentan em um posto de operador do SAMU que foram pelo menos despreendidas pelo posto de um operador mas tratadas ou não. REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 15/01/14 30
  • 31. Chamadas Tratadas ® por um operador do SAMU São chamadas entrantes que se apresentam em um posto de operador do SAMU e foram atendidas e respondidas por um operador reconhecido tendo ou não uma solução imediata deste. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 31
  • 32. Chamadas Tratadas com Resposta Automatica ® no telefono do SAMU Sao Chamadas entrantes® que se apresentan num posto de operador fictivo do SAMU que foron desprendidos e respondidos automaticamente. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 32
  • 33. Chamadas Entrantes Perdidas ® • São chamadas entrantes® que se apresentam em um posto de operador do SAMU e não foram atendidas ou se deconectaram antes de ser aceitas por um operador ou um disco automático • Chamadas Perdidas = Chamadas entrantes – Chamadas atendidas – Chamadas tratadas automáticamente 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 33
  • 34. Chamadas Saindo ® • São chamadas emitidas por um posto de trabalho dos operadores da Sala de Regulação do SAMU • São horodatadas e atribuídas ou não ao operador ou ao posto emitidor no registro • São todas registradas para poder ser analisadas a posteriori, em caso de litígios pela Direção ou o Juiz 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 34
  • 35. ASSUNTO ® Definição no SAMU • o nome da ocurrencia, evento = um conjunto de dados , pacientes , eventos , alarmes, são registrados sob o mesmo nome e horodatado • Varios Pacientes ® e Transportes® podem fazer parte deste Assunto 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 35
  • 36. Pacente ® e sua Registraçao no SAMU E o sujeto doente, ferido ou parturienta que va aser tratado no Sistema por o SAMU Pode ser registrado X com um numero 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 36
  • 37. Registro inicial informatico automatizado 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 37
  • 38. Prontuario de Regulaçao Medica ® do SAMU • Eo conjunto registrado de datos, horarios, Localizacoes ® entrando por as chamadas ®, pacentes ® e asuntos do SAMU • Um prontuario sera clasificado Pontuario de Regulacion Medica medico cuando beneficio de uan decisao dum medico do SAMU (Regulador ou Nao) aplicando ou nao Regalamento Interior du Samu-Centre 15. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 38
  • 39. ACTO DE REGULACAO MEDICA ® • E uma tarefa medico sanitaria dum operador medico o paramedico do Centro de Regulaçao registrada num Prontuario de Regulacao • Operacoes entre o TARM ou MEDICO REGULADOR e Chamantes ou Chamados ou outro operador autorizado por no reglamento intreveniendo registrados • Seguimento iterativo das REPOSTA de effetores movile o fixos REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 39 • 15/01/14
  • 40. O Médico Regulador das Urgencias do SAMU 1 Deve exercer a regulação médica do sistema:integrado das urgencias medicas (SIUM) da regiao Manter contato, assim que assumir o plantão, com a Rede hospitalar hierarquizada, informando-se das condições de funcionamento de tudos os Servicios de Urgencia e Pronto-Socorros, (Centro Cirúrgicos, UTI, Serviços de diagnóstico por imagem, e informá-los a cada encaminhamento de pacientes, mantendo contato com o médico plantonista o responsvel Permanecer na Central de Regulação fazendo triagem das necesidades de Atençao Medica Urgente; obtendo informações sobre o evento junto aos informantes; 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 40
  • 41. O Médico Regulador das Urgencias do SAMU 2 Decide sobre o despacho dos efeitores moveles de acordo com su diagnostico e os protocolos establecidos (decisão técnica). Coordena e Regula via rádio ou quaisquer outros meios de comunicação disponíveis na Central, todas as operações rotineiras de atendimento; supervisionar o desempenho das equipes de atendimento instaladas nas diversas Bases Operacionais, à distancia ou localmente; decidiendo a destinação a ser dada dos pecentes atendidos para os 41 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao
  • 42. « Regulação Médica e um termo polisemico » ATENCÃO!!! Na linguagem ordinária ou popular, mesmo dos profissionais das Urgências estes termos podem significar por extensão: •O Sistema global (Centro confundido com o SIUM®) •As Ambulâncias reguladas e despachadas pelo SAMU (efetores móveis do sistema) •O Local base do SAMU (A sala de Regulaçao) •O Equipe de Regulação Médica c •E a Função principal do SAMU 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 42
  • 43. Atenção Médica de Urgências e Emergências: Definições • • • A Atenção Sanitária pré e intrahospitalar de Urgências Médicas é uma missão exclusiva do Ministério da Saúde Pública Deve reger-se pelos princípios constitucionais técnicos e éticos médicos e sanitários que assegurem os direitos dos pacientes. A Rede de Urgência e Emergência deve proporcionar equidade em oportunidade e qualidade, levando o mesmo nível de atenção em todas as situacões necessárias . Compreende tudos os níveis de Atenção Médica. Primario Secundario e Terciario 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 43
  • 44. Medicina Pré-hospitalar de Urgências e Emergências: Definições O Sistema está sob a autoridade técnica de um Diretor Médico e Regulação operacional que delega a um Médico Regulador de plantão na Central de Regulação Médica chamado “SAMU ®” a toma de decisioes que apuran O SIUM Debe integrar todos os níveis de atenção de urgência médica em um conceito de rede regional chamado Rede de Urgência e Emergência 24/24 hs como inicialmente nos casos de Crises e Emergências. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 44
  • 45. A Rede dos SAMU do Brasil • É o nível nacional de Regulação da Assistência Médica pré e inter-hospitalar na área de Urgências e Emergências • É em essência, o sistema de escuta e regulação médica permanente, que facilita o acesso da população, através de um número telefônico único nacional, à rede de todos os recursos disponíveis para atendimento da saúde. • Prioriza-se a atenção dos pacientes para que seja oportuna e eficiente, sendo necessário portanto, ficar atento desde o lugar da ocorrência do evento e o transporte para o Centro Assistencial primário, secundário ou terciário mais apropriado, disponível e mobilizado pelo SAMU. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 45
  • 46. O SAMU e sua Regulação Médica • O SAMU é Centro Regulador Médico do Rede de Urgência e Emergência a nível macrorregional • Regula a demanda e a resposta imediata do sistema • Regula os recursos móveis coordenando-os e executando o transporte de pacientes críticos, seja do lugar da ocorrência ou interhospitalar dirigindo-os para os recursos fixos hospitalares monitorizados continuamente e em tempo real. • A Regulação Médica opera como un articulador e facilitador da rede de recursos públicos ou privados conveniados com o SAMU sob a Autoridade Sanitária. 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 46
  • 47. Componentes dos SAMU do Brasil A.- Centros Reguladores Centralizados: Áreas fixas de recepção, regulação das chamadas e alertas e das frotas de recursos móveis regionais B.- Bases de recursos móveis de intervenção terrestres, áreas e aquáticas com elementos móveis de urgência de diferente complexidade como as USA, USB ou os PMA C.- Núcleos de Ensino Permanente do SAMU (NEP) D.- Reservas de apoio logístico e manutenção para crises 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 47
  • 48. A Regulaçao medica 1.- Recepçao da Chamada com Analisis da Demanda e das Necesidades de Atençao 2.- Regulaçao da resposta 3.- Orientaçao , Despacho e Mobilizaçao dos Recursos Fixos ou Moviles 4.- Seguimento e Informaçao da Autoridade Sanitaria regional, vecina e nacional 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 48
  • 49. Regulaçao medica ® como Funçao e Tarefa principais do SAMU • A denominada “Regulaçao Médica” das Emergencias, es o elemento central, ordenador, orientador e de supervisao da cadena da atençao de uregencias medicas exclusivas pre e intrahospitalaria; Sua missiao e a recepçao e tratamento permanente das demandas de urgencia respondendo agilmente com a mobilizaçao dos recursos do sistema mais pertinente disponible 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 49
  • 50. O REGISTRO DOS PONTUARIOS DE REGULACAO E DAS RESPOSTAS DE EFEITORES MOVELES E FIXOS DO SAMU Tenhen tudas informaçoes pertinentes e necesarias sobre o Evento ® o Pacente ® para trabalho do equipos implicados Os Pontuarios Medicos de Regulaçao (DRM) registrados tenhen parte sometida ao secreto medico e sao protegidos por a Ley e nao podem ser consultados fora do Juiz O estudo dos prontuarios E DOS INCIDENTES permite o melhoramento e Planificacao evolutiva do Sistema e do SAMU 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 50
  • 51. Ver a palestra REG 03 15/01/14 REG02PORBRE Regulamento Interior do Centro de Regulaçao 51