Your SlideShare is downloading. ×
A diversidade da FLORA Pesquisa das fotos e conteúdos feita pela  internet -  2009 "Conviver em paz é compreender e r...
'No meio do mais árido deserto Há uma planta que consegue medrar, E até se dá ao trabalho de florir, Mesmo que não haja ni...
É uma planta carnívora que consegue sentir a presença de suas vítimas,  normalmente, insetos e aracnídeos: coloca as suas ...
Raffesia Arnolddi Extremamente rara, tem 90 centímetros de largura e pode chegar a pesar mais de dez quilos. Em seu habita...
A planta dançante é uma espécie de planta  nativa de várias regiões da Ásia. É uma das poucas plantas capazes de movimento...
A planta do beisebol: esta planta é originária da região do sul da África e é protegida por legislações nacionais e intern...
A  flor-cadáver  : esta flor, mais alta que humanos, exala um odor forte  e malcheiroso que atrai insetos carniceiros, pri...
Os baobás, embondeiros, imbondeiros ou calabaceiras são um gênero de árvore com  oito espécies nativas da Ilha de  Madagas...
A árvore do sangue de dragão: esta árvore tem o estranho formato de um guarda-chuva e foi descoberta em 1882. A sua seiva,...
É uma planta muito tímida, por assim dizer: suas folham murcham quando são chacoalhadas ou tocadas, e só voltam ao seu est...
Conhecida como Rosa de Jericó é uma planta que tem por origem os desertos áridos e secos do Oriente (Chihuahua) e é um exe...
Nome Popular: Munguba, castanheiro-do-maranhão, falso-cacau, cacau-selvagem, castanheira-da-água, castanheiro-de-guiana, m...
Caryocar brasiliense Camb. Nomes populares: pequi, piqui, grão-de-cavalo, amêndoa-de-espinho, piquiá-bravo, pequiá, pequiá...
Protea A espécie foi nomeada em homenagem ao deus grego Proteus que podia mudar a sua forma quando quisesse. São nove espé...
Flora africana
Aloe ferox Mill.  África do Sul.  Nomes comuns: Aloe Amargo, Red Aloe (inglês); Bitteraalwyn, Bergaalwyn (africano); iNhla...
Flores de cactos África do Sul
Plantas completamente exóticas crescem na inóspita região das Montanhas de  Brandberg localizadas ao noroeste do Deserto d...
Nativa dos Estados Unidos é uma planta do Texas Central com flores feitas de duas pétalas grandes em alfazema azul; surgem...
  No Brasil apenas conhecida como  Flor de Jade  (cores semelhantes à pedra preciosa) é uma trepadeira vigorosa, de ramos ...
A flora da Austrália responde às condições ambientais extremas preponderantes no país, como pode ser pelo fogo, causado pe...
“ Copa de Shampú” – flor micrófono Flora exótica localizada no Parque de Yaracuy na Venezuela. Flora Venezuelana
Foto: Guto Bertagnolli: Flor do aguapé – Pantanal do MT/BR.   Flor exótica do Cerrado Brasileiro   Flora brasileira
Esta espécie de planta, conhecida como Sombreiro ou Pepalanto ou chuveirinho (na Chapada dos Veadeiros, GO) tem sua ocorrê...
Nomes populares: maracujá, maracujá peroba, maracujá comum, maracujá de ponche, maracujá doce, maracujá de comer, maracujá...
Bromélia do Pantanal - BR
Candombá Esta é uma flor do Cerrado Brasileiro, reina absoluta na Chapada dos Veadeiros. Seu caule libera uma seiva que en...
Ricinus communis L.  Mamona é a semente da mamoneira ( Ricinus communis  L.) Recebe outras designações, conforme a região:...
Flora Amazônica
Vitória Régia
A natureza é tão exuberante que em cada pedacinho de terra é possível encontrar milhares de plantas excêntricas, exóticas ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A Diversidade Das Flores

5,055

Published on

Published in: Technology, Self Improvement
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,055
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "A Diversidade Das Flores"

  1. 1. A diversidade da FLORA Pesquisa das fotos e conteúdos feita pela internet - 2009 "Conviver em paz é compreender e respeitar a beleza das diferenças." Transição manual Formatação:
  2. 2. 'No meio do mais árido deserto Há uma planta que consegue medrar, E até se dá ao trabalho de florir, Mesmo que não haja ninguém por perto, Que a possa contemplar." (Do livro “Herbário” de Jorge Sousa Braga.( Planta nativa da Namíbia, na África. As folhas continuam a crescer indefinidamente, e o caule engrossa e pode chegar a dois metros de altura e oito metros de comprimento. Elas podem viver 2.000 anos, mas por não serem tão belas estão desaparecendo dos desertos da Namíbia. Podem sobreviver a até cinco anos sem chuva. A planta é utilizada na alimentação e seu nome popular na região, onyanga , significa "cebola do deserto". Welwitschia Mirabilis
  3. 3. É uma planta carnívora que consegue sentir a presença de suas vítimas, normalmente, insetos e aracnídeos: coloca as suas presas em posição de ataque e os agarra em menos de um segundo. Apesar da sua fama, ela corre risco de extinção. A estrutura de captura é formada por dois lóbulos unidos pela base e presos na ponta de cada uma das folhas. A planta também é conhecida como Vênus em alusão à deusa grega do amor e da fertilidade (inclusive vegetal). Também de papa-moscas. Dionaea Muscipula
  4. 4. Raffesia Arnolddi Extremamente rara, tem 90 centímetros de largura e pode chegar a pesar mais de dez quilos. Em seu habitat ( Indonésia) , ela libera um terrível cheiro, sendo até chamada de planta-cadáver pelos nativos. O florescimento da planta é muito raro, e apenas 10 a 20% de suas sementes chegam a ser polinizadas. Ela é famosa por produzir a maior flor do mundo, atingindo 106 cm de diâmetro e pesando até 10 kg. Produz uma substância que atrai insetos, que ficam presos no liquido pegajoso permitindo que a planta se alimente deles. A espécie é natural das ilhas de Sumatra e Bornéu.
  5. 5. A planta dançante é uma espécie de planta nativa de várias regiões da Ásia. É uma das poucas plantas capazes de movimentos rápidos. A planta é conhecida como ''mato dançante'' ou ''planta do semáforo'', devido ao movimento que as suas folhas fazem, que se assemelha a um semáforo. A planta tem um crescimento fácil, e dança alegremente mesmo na janela de uma casa. Seus movimentos são perceptíveis a olho nu. Desmodium Gyrans
  6. 6. A planta do beisebol: esta planta é originária da região do sul da África e é protegida por legislações nacionais e internacionais. Ela corre risco de extinção em seu habitat natural, mas cresce com facilidade em cultivos comerciais. Euphorbia Obese
  7. 7. A flor-cadáver : esta flor, mais alta que humanos, exala um odor forte e malcheiroso que atrai insetos carniceiros, principalmente besouros, daí a fama de maior planta carnívora do mundo. Quando desabrocha, ela chega a atingir três metros de altura e pode pesar até 75 quilos. Jarro-titã , Flor-cadáver ou Titan-arum é originária das florestas tropicais da Indonésia, no Oceano Índico e é muito rara. Trata-se, de fato, não de uma flor, mas de uma inflorescência. Pode viver até 40 anos, mas só floresce duas ou três vezes. Amorphophallus Titanum
  8. 8. Os baobás, embondeiros, imbondeiros ou calabaceiras são um gênero de árvore com oito espécies nativas da Ilha de Madagascar e existentes na África e na Austrália. São árvores desenvolvidas em zonas áridas, alcançam alturas entre 5 a 25 metros e destacam-se pela capacidade de armazenamento de água dentro do tronco que pode alcançar até 120 mil litros (diâmetro do tronco até 7 metros).Possível fonte de inspiração para Saint Exupéry. Baobá Foto: Ave. Dos Baobás, estrada de terra na região de Menabe,a oeste de Madagascar
  9. 9. A árvore do sangue de dragão: esta árvore tem o estranho formato de um guarda-chuva e foi descoberta em 1882. A sua seiva, de cor avermelhada, é considerada como o sangue de dragões de outras gerações, e muito procurada para uso na medicina e tinturaria. É uma espécie de planta nativa do arquipélago de Socotra, no Oceano Índico Dracaena Cinnabari
  10. 10. É uma planta muito tímida, por assim dizer: suas folham murcham quando são chacoalhadas ou tocadas, e só voltam ao seu estado normal depois de alguns minutos. A espécie é nativa da América Central e do Sul. É conhecida em muitos lugares do Brasil como Maria sem-vergonha. Este nome é devido à forma como os folíolos das folhas se juntam quando ela é tocada ou exposta ao calor (sismonastia). Não deve ser confundida com a planta de nome comum mimosa. Esta é de fato a Acacia Dealbata– que não é realmente uma mimosa . Mimosa Pudica Mimosa Pudica - aberta Mimosa Pudica - fechada
  11. 11. Conhecida como Rosa de Jericó é uma planta que tem por origem os desertos áridos e secos do Oriente (Chihuahua) e é um exemplo curioso da natureza: na falta de água, o que é comum nos desertos, ela enrola-se sobre si mesma, formando uma bola e entra em dormência. Para que se desenrole, basta apenas que seja colocada num prato cheio de água, com as raízes para baixo e em pouco tempo ela se abre . Não é recomendado o seu plantio em terra. Rosa de Jericó Peregrina do deserto, viajante incansável e solitária, a Rosa de Jericó, que inspirou uma lenda, é um apreciado amuleto que se utiliza para abençoar os lares, afastando as más influências e atraindo a paz, o poder e a abundância. Confere sorte nos negócios, habilidade no trabalho, oferece saúde, forças, felicidade e, sobretudo, tem a capacidade de transformar as energias negativas em positivas no local onde se encontra. Selaginella Lepidophylla
  12. 12. Nome Popular: Munguba, castanheiro-do-maranhão, falso-cacau, cacau-selvagem, castanheira-da-água, castanheiro-de-guiana, mamorana, mungaba, monguba. Sua origem é a América Central e do Sul. A monguba é uma bela árvore tropical, de caule frondoso e copa arredondada, capaz de alcançar 18 metros de altura. São árvores de excelente efeito decorativo, amplamente utilizadas na arborização urbana e rural. Seu ciclo de vida é perene. Pachira Aquatica
  13. 13. Caryocar brasiliense Camb. Nomes populares: pequi, piqui, grão-de-cavalo, amêndoa-de-espinho, piquiá-bravo, pequiá, pequiá-pedra, pequerim, suari e piquiá. É uma planta típica do Cerrado. Com uma vida útil estimada de aproximadamente 50 anos, o pequizeiro atinge até 10 m de altura. A frutificação acontece de outubro a fevereiro, produzindo frutos por 20 a 40 dias em média, com produção variável podendo chegar a 1000 frutos por pé.
  14. 14. Protea A espécie foi nomeada em homenagem ao deus grego Proteus que podia mudar a sua forma quando quisesse. São nove espécies diferentes dessa flor. As flores duram longo tempo e mesmo depois de se desvanecerem retém sua forma, por isso são usadas frequentemente em arranjos secos. Distribuídas principalmente pelo Hemisfério Sul, é uma família relativamente grande, com cerca de 80 gêneros, mas menos de 2000 espécies.
  15. 15. Flora africana
  16. 16. Aloe ferox Mill. África do Sul. Nomes comuns: Aloe Amargo, Red Aloe (inglês); Bitteraalwyn, Bergaalwyn (africano); iNhlaba (zulu); iKhala (Xhosa) Ocorre em uma ampla gama de habitats como resultado da sua distribuição.. É comum em encostas rochosas, frequentemente em números muito grandes, onde provoca uma exibição deslumbrante de inverno.. Cresce tanto em campo aberto como em áreas espessas. As flores têm a forma de um candelabro grande. Os tons variam do amarelo-alaranjado ao vermelho brilhante.
  17. 17. Flores de cactos África do Sul
  18. 18. Plantas completamente exóticas crescem na inóspita região das Montanhas de Brandberg localizadas ao noroeste do Deserto de Namibe. Flora de Namibe
  19. 19. Nativa dos Estados Unidos é uma planta do Texas Central com flores feitas de duas pétalas grandes em alfazema azul; surgem no final do outono e permanecem verdes durante os meses de frio. Cresce rapidamente no início da primavera atraindo os zangões. No verão são sementes. A flor parece um rosto: os dois "olhos" e "nariz" são os estames! Estes três estames têm os cabelos amarelos próximos ao ápice dos filamentos. anomala Tinantia
  20. 20.   No Brasil apenas conhecida como Flor de Jade (cores semelhantes à pedra preciosa) é uma trepadeira vigorosa, de ramos lenhosos que podem alcançar muitos metros de altura, dependendo do suporte que se encontra. Floresce na primavera e verão e deve ser cultivada a pleno ou parcial sol. Aprecia a umidade e o calor. Não é tolerante ao frio intenso, devendo ser cultivada em regiões de clima quente. Originária das Filipinas, sua inflorescência é verdadeiramente surpreendente. Strongylodon macrobotrys
  21. 21. A flora da Austrália responde às condições ambientais extremas preponderantes no país, como pode ser pelo fogo, causado pelos longos períodos de seca, os solos pobres em nutrientes, o vulcanismo ou a atividade glaciar. Flora da Austrália
  22. 22. “ Copa de Shampú” – flor micrófono Flora exótica localizada no Parque de Yaracuy na Venezuela. Flora Venezuelana
  23. 23. Foto: Guto Bertagnolli: Flor do aguapé – Pantanal do MT/BR. Flor exótica do Cerrado Brasileiro Flora brasileira
  24. 24. Esta espécie de planta, conhecida como Sombreiro ou Pepalanto ou chuveirinho (na Chapada dos Veadeiros, GO) tem sua ocorrência em vereda, cerrado rupestre, cerrado, campo sujo, campo limpo. De flores secas, redondas, pequenas, inflorescência, brancas e frutos secos e diminutos. Paepalanthus speciosus
  25. 25. Nomes populares: maracujá, maracujá peroba, maracujá comum, maracujá de ponche, maracujá doce, maracujá de comer, maracujá mirim, maracujá redondo, maracujá preto, maracujá roxo. O maracujá é uma planta natural do Brasil, e hoje cultivada em todo mundo tropical. Suas partes empregadas são as folhas, o fruto, a raiz e as sementes. Propriedades terapêuticas: sedativo, hipnótico, sonífero e anti-helmíntica. Passiflora edulis S.
  26. 26. Bromélia do Pantanal - BR
  27. 27. Candombá Esta é uma flor do Cerrado Brasileiro, reina absoluta na Chapada dos Veadeiros. Seu caule libera uma seiva que entra facilmente em combustão. Esta resina é vista com facilidade na planta: é grossa, escura e, infelizmente, faz com que as queimadas se propaguem com facilidade na região.
  28. 28. Ricinus communis L. Mamona é a semente da mamoneira ( Ricinus communis L.) Recebe outras designações, conforme a região: no Nordeste Brasileiro é carrapateira; em algumas regiões da África, é abelmeluco ; na língua inglesa, como castor bean . O seu principal produto derivado é o óleo de mamona, também chamado óleo de rícino.
  29. 29. Flora Amazônica
  30. 30. Vitória Régia
  31. 31. A natureza é tão exuberante que em cada pedacinho de terra é possível encontrar milhares de plantas excêntricas, exóticas e diferentes. Mas todas elas de beleza extrema. Preserve o meio ambiente, afinal somos parte dele! fim Fechar

×